Centenário Clube Competição Esporte Futebol História Nos tempos do Palestra Num Dia Como Hoje Palestra

Num dia como hoje – Adamastor Barreto

Adamastor Barreto – Presidente

Nesse dia 26 de maio de 1929 – ano do primeiro bi campeonato da cidade o ” Time Poesia ” esbanjava talento e futebol de alta qualidade, batendo os seus adversários um a um. Nesse dia a vítima foi o Guarany da Lagoinha, cujo presidente era Adamastor Barreto.

O jogo

Logo no primeiro minuto Piorra abria a contagem. Zezinho aumentou aos 19 minutos, Bengala aos 33 minutos e Ninão aos 38 fizeram que o tempo inicial terminasse em 4×1 com um gol do adversário no final desse tempo.

No segundo tempo, Zezinho, artilheiro da tarde, aos 11 e 23 minutos e Ninão aos 40 minutos fecharam a conta sem antes o Guarany fazer o seu segundo gol.

Nosso treinador Matturio Fabbi escalou o seguinte time: Geraldo, Nereu e Rizzo; Bento, Pires e Nininho; Piorra, Ninão, Zezinho, Bengala e Vignoli.

O placar final de 7 a 2 para o Palestra Itália mostrou a fragilidade do adversário no Campeonato da Cidade.

Curiosidade

O ” Tricolor da Lagoinha “, adversário da data tem relações curiosas com o Palestra. O seu presidente era o Sr. Adamastor Barreto de Oliveira Braga, nada mais, nada menos que o pai do jornalista e historiador do Palestra/Cruzeiro, Plínio Barreto.

Era o time que sofria enorme quantidade de gol contra o Palestra, fazendo a fama de jogadores como Niginho e outros.

Fonte de Pesquisa: Almanaque do Cruzeiro

Autoria

Marcus Trópia

Nota do editor

Este texto, bem como outros da trilha ” Num dia como hoje “, podem ser acessados clicando no link.

Deixe uma resposta