Centenário - Roberto Gaúcho - CEC - DIV
Atleta Centenário Clube Cruzeiro Esporte Futebol Notícia Profissional Título

Centenário: Um herói na quase impossível Copa do Brasil de 1996 – Hoje em Dia

Faltam 24 dias: Roberto Gaúcho, grande garçom, artilheiro das decisões e sinônimo de raça

 

“Em qualquer lugar por onde vou, recordam desse jogo. Foi o melhor jogo da minha carreira, eu estava iluminado”, relembra Roberto Gaúcho, a respeito da finalíssima da Copa do Brasil de 1996. E aquela partida pode mesmo ser considerada o resumo da obra futebolística criada pelo atacante. Em 90 minutos, mostrou todas as suas facetas: a de raçudo, de nunca desistir de uma bola, a de garçom (na tentativa do cruzamento que resultou na falha de Velloso e no gol da vitória marcado por Marcelo Ramos) e na de goleador, ao anotar o primeiro sobre o Palmeiras, nos 2 a 1 em São Paulo.

Mas seria injusto dizer que ficou eternizado no Cruzeiro “somente” por aquele duelo, já que foram várias as vezes em que entrou em campo “on fire”, atordoando adversários e construindo a alcunha de “artilheiro das decisões”.

Em 1992, na final da Supercopa, ele balançou as redes duas vezes, uma no primeiro tempo e outra no segundo, na goleada por 4 a 0 em cima do Racing, no Mineirão. No mesmo ano, pelo segundo embate da decisão do Mineiro, anotou o segundo tento dos 2 a 0 sobre o América.

Na temporada seguinte, mais um momento de glória reservado ao Gaúcho, com um gol no triunfo por 2 a 1 ante o Grêmio, no último ato da Copa do Brasil de 1993. Isso sem contar nos tantos outros gols em duelos de caráter decisivo e que fizeram deste um dos grandes xodós cruzeirenses na década de 90 e um dos maiores ídolos de sua história. Ah, e um apaixonado pelo clube celeste: “Era pelo amor à camisa do Cruzeiro”.

A FICHA DO CRAQUE
NOME: 
Roberto Jusceli Weber
NASCIMENTO: 5 de abril de 1968
LOCAL: Santa Rosa (RS)
ESTREIA NO CRUZEIRO: 9 de agosto de 1992 – Cruzeiro 0 x 0 Flamengo – Amistoso – Mineirão
PERÍODO NO CRUZEIRO: 1992 a 1997
GOLS: 52
JOGOS: 218
TÍTULOS: Supercopa dos Campeões da Libertadores (1992); Campeonato Mineiro (1992, 1994, 1996 e 1997); Copa do Brasil (1993 e 1996); Copa Ouro (1995); Copa Libertadores (1997)
OUTROS CLUBES: Joinville, Coritiba, Grêmio, Vitória, Vasco, Guarani, Huracán (Argentina) e Miami Fusion (Estados Unidos)

Imagem: Cruzeiro / Divulgação

Para comentar, envie e-mail para

raposao@paginasheroicasdigitais.com.br

e faremos seu cadastro.

Admin_PHD
Raposão PHD Páginas Heroicas Digitais
https://paginasheroicasdigitais.com.br

Deixe uma resposta