Centenário - Henrique - Vinnicius Silva - CEC - Divulgação
Atleta Centenário Clube Cruzeiro Esporte Futebol Notícia Profissional Título

Centenário: O capitão do bicampeonato da Copa do Brasil 2017/2018 – Hoje em Dia

Faltam 38 dias: Henrique ergueu as taças do bicampeonato da Copa do Brasil em 2017 e 2018

 

No momento ele está longe de ser uma unanimidade entre o torcedor cruzeirense, pela situação vivida em 2019, com o rebaixamento do clube à Série B do Campeonato Brasileiro, e também este ano, quando deixou a Toca da Raposa II para ir jogar no Fluminense, mas acabou retornando.

De toda forma, é impossível apagar o que o volante Henrique representa na história do Cruzeiro.

Contratado pelo clube em 2008, ele participou das duas goleadas de 5 a 0 sobre o Atlético, nos jogos de ida das decisões do Campeonato Mineiro, do ano em que chegou ao clube e também na temporada seguinte.

Em 2011 foi negociado com o Santos, mas voltou em 2013 e mais um bicampeonato foi adicionado ao seu currículo azul.

Inicialmente reserva, ele acabou se tornando titular absoluto no time que conquistou o bicampeonato brasileiro em sequência em 2013 e 2014, igualando um feito que só o Internacional (1975 e 1976) tinha alcançado fora do chamado Eixo Rio-São Paulo.

Em 2017 e 2018, novo bicampeonato nacional em sequência do Cruzeiro teve Henrique como personagem.

A Raposa foi a primeira e única a ganhar duas edições seguidas da Copa do Brasil.

E Henrique, o capitão daquela equipe, que tinha Mano Menezes como treinador, se transformou no primeiro jogador a erguer o troféu da competição por duas vezes consecutivas.

Em 2018 e 2019, Henrique garantiu o seu quarto bi com a camisa cruzeirense com a conquista do Campeonato Mineiro, sendo dele a tarefa de erguer as taças.

A FICHA DO CRAQUE

NOME: Henrique Pacheco Lima
NASCIMENTO: 16 de maio de 1985
LOCAL: Londrina (PR)
ESTREIA NO CRUZEIRO: 3 de abril de 2008 – Cruzeiro 3 x 1 San Lorenzo (Argentina) – Copa Libertadores – Ipatingão
PERÍODO NO CRUZEIRO: 2008 a 2011; 2013 a 2019; a partir de julho de 2020
GOLS: 27
JOGOS: 524
TÍTULOS: Campeonato Mineiro (2008, 2009, 2011, 2014, 2018 e 2019); Campeonato Brasileiro (2013 e 2014); Copa do Brasil (2017 e 2018)
OUTROS CLUBES: Londrina, Figueirense, Jubilo Iwata (Japão), Santos e Fluminense

Imagem: Viníccius Silva – Cruzeiro/Divulgação

Para comentar, envie e-mail para

raposao@paginasheroicasdigitais.com.br

e faremos seu cadastro.

Admin_PHD
Raposão PHD Páginas Heroicas Digitais
https://paginasheroicasdigitais.com.br

2 Replies to “Centenário: O capitão do bicampeonato da Copa do Brasil 2017/2018 – Hoje em Dia

  1. Henrique tem seu valor na história do clube, é inegável. Entretanto, não deveria ter permanecido em 2019, não deveria ter se calado ante a horda de jogadores como Dedé, TNeves e outros.
    Deveria ter deixado de ser capitão se não concordava com tudo que acontecia.
    Fez o que não deveria, defendeu o indefensável.
    DENTRO de campo, há muito que a idade pesou. Não deveria ter voltado em 2020. Manchou sua história.

    1. Concordo com quase tudo. Talvez, só talvez (avalio isso há um bom tempo), não tenha manchado sua história no clube, na minha opinião. Apesar de parecer ter um bom caráter, me parece de fraca personalidade, principalmente pelos fatos que você mencionou, ou inocente demais ou mal acessorado demais. Uma pena!

Deixe uma resposta