Wagner Pires, Sérgio Nonato, Itair Machado - Portal UAI
Clube Cruzeiro Justiça Notícia Política

Ex-dirigentes tornam-se réus após denúncia do Ministério Público – GEsporte

Justiça aceita denúncia do MPMG, e ex-dirigentes do Cruzeiro e empresários se tornam réus
Denúncia trata de crimes de lavagem de dinheiro, apropriação indébita, falsidade ideológica e formação de organização criminosa; prejuízo ao clube é de aproximadamente R$ 6,5 milhões

 

A Justiça de Minas Gerais acatou denúncia do Ministério Público de Minas Gerais e instaurou processo criminal na 7ª Vara contra os ex-dirigentes do Cruzeiro (Wagner Pires de Sá, Itair Machado e Sérgio Nonato) e mais seis pessoas (um ex-assessor de futebol do clube, três empresários, um ex-presidente do Ipatinga Futebol Clube e o pai de um atleta das categorias de base do Cruzeiro). Todos eles passam a estar na condição de réu do processo.

O processo trata de crimes de lavagem de dinheiro, apropriação indébita, falsidade ideológica e formação de organização criminosa. Segundo levantamento do Ministério Público de Minas Gerais (MPPMG), o prejuízo causado ao Cruzeiro é de cerca de R$ 6,5 milhões.

ge apurou que as pessoas incluídas na denúncia são os empresários Wagner Cruz, Carlinhos Sabiá e Cristiano Richard, Christiano Polastri Araújo (ex-presidente do Ipatinga), Fabrício Visacro (ex-assessor de futebol), e Ivo Gonçalves, pai de Estevão William, de 12 anos, apelidado de Messinho, e que teve parte dos direitos envolvidos pelo clube no pagamento de dívidas com o empresário Cristiano Richard.

Esta foi apenas uma parte do inquérito aberto pela Polícia Civil de Minas Gerais e acompanhada pelo MP. Segundo os órgãos, as investigações continuam e podem resultar em novos indiciamentos e denúncias à Justiça.

Outros fatos são apurados pelas autoridades, entre eles contratos em nome do Cruzeiro com pessoas e empresas ligadas a dirigentes e conselheiros, que seria proibido pelo estatuto do clube em relação ao recebimento de remuneração.

As denúncias

  • O ex-presidente Wagner Pires de Sá foi denunciado pelos crimes de falsidade ideológica, apropriação indébita e formação de organização criminosa.
  • O ex-vice-presidente-executivo de futebol Itair Machado foi denunciado por lavagem de dinheiro, apropriação indébita, falsidade ideológica e formação de organização criminosa.
  • O ex-diretor-geral Sérgio Nonato responderá por integrar organização criminosa e por apropriação indébita.
  • Os três empresários são acusados de integrar organização criminosa e apropriação indébita, sendo que dois deles ainda responderão por lavagem de dinheiro.
  • O pai do atleta das categorias de base do Cruzeiro responderá pelo crime de falsidade ideológica.
  • O ex-presidente do Ipatinga foi denunciado por lavagem de dinheiro.
  • O ex-assessor de futebol do Cruzeiro por apropriação indébita.

Posição dos denunciados

Na época da denúncia, Itair Machado disse que não cometeu irregularidades enquanto esteve no Cruzeiro e disse que terá a oportunidade de provar, na Justiça, sua inocência. O ex-vice de futebol tratou a situação como “armação política” e protestou contra o Grupo Globo pelas matérias publicadas.

– Não cometi nenhum ato ilícito e muito menos desviei um real sequer do Cruzeiro. E agora, na Justiça, vou ter o direito de provar minha inocência e mostrar que tudo isso é armação política das pessoas ligadas ao Clube. Agora está quase chegando a hora de a torcida saber quem fez a denúncia anônima na Polícia Civil e também entregou os documentos para a rede Globo fazer matéria contra o Clube. Pois, até a referida matéria, éramos o melhor Time do Brasil, reconhecido por todo Brasil, e os salários estavam todos rigorosamente em dia. Tenho provas de quem foi a pessoa do Clube que entregou os documentos e fez a denúncia anônima.

A defesa de Wagner Pires emitiu nota oficial e informou que não teve acesso integral aos autos e, por isso, não poderia se manifestar no momento. Os advogados, entretanto, afirmaram que o ex-presidente do Cruzeiro considera que a Justiça verificará a “absoluta correção de suas condutas” (confira a nota completa abaixo).

O advogado do empresário Cristiano Richard dos Santos Machado, Hermes Guerrero, informou que só iria se posicionar após ter examinar a denúncia. Entretanto, ele garantiu que seu cliente não cometeu qualquer tipo de ato lícito, tendo apenas, segundo ele, emprestado dinheiro ao Cruzeiro.

O advogado do ex-diretor geral da Raposa, Sérgio Nonato, disse que desconhece os termos da denúncia, pelo fato de, segundo ele, seu cliente não ter sido citado.

O representante de Ivo Gonçalves, André Cury, disse que tem tranquilidade sobre o processo na Justiça e disse que o pai do garoto Estevão William continua prestando serviços ao Cruzeiro. Ivo continua como funcionário do Cruzeiro, segundo Cury.

– Ele foi contratado na gestão do Wagner, passou o Zezé Perrella, e continua na gestão do Sérgio. Ele trouxe mais de 15, mais de 20 jogadores para a base. Tem um menino da base que é super bom e foi ele que trouxe. É um pouco de surpresa a denúncia. Não consigo entender como houve denúncia se o próprio empregador não reclama. Vamos acatar, mas vamos prestar todas as declarações necessárias à Justiça necessário e provar a denúncia.

A reportagem ainda busca contato com os outros réus no processo e atualizará a matéria à medida que receber os posicionamentos.

Nota oficial de Wagner Pires de Sá:

Esclarecemos que não tivemos acesso integral aos autos, nem tampouco à noticiada decisão de recebimento da denúncia ora divulgada pela Imprensa, o que nos impossibilita de apresentar qualquer consideração a respeito deste assunto, no momento.

Reiteramos que o Wagner Pires sempre esteve e permanece à disposição da Justiça para esclarecer todos os fatos que dizem respeito ao período de sua gestão como Presidente do Cruzeiro Esporte Clube.

O Wagner Pires refuta integralmente o teor das acusações lançadas contra sua pessoa e permanece convicto de que, ao final, a Justiça reconhecerá a absoluta correção de suas condutas.

Romeu Rodrigues e Antônio Marcio Botelho

Imagem: Montagem Portal UAI

Para comentar, envie e-mail para

raposao@paginasheroicasdigitais.com.br

e faremos seu cadastro.

 

Admin_PHD
Raposão PHD Páginas Heroicas Digitais
https://paginasheroicasdigitais.com.br

One Reply to “Ex-dirigentes tornam-se réus após denúncia do Ministério Público – GEsporte

Deixe uma resposta