PHDCast com Raposão PHD
Clube Competição Cruzeiro Esporte Futebol Geral - PHD Opinião PHDcast Profissional

Resenha com Raposão PHD e convidados – Pós-Jogo Juventude-RS – 16out20 – PHD

O Páginas Heroicas Digitais (PHD) é um espaço para o torcedor cruzeirense feito por cruzeirenses.

Este espaço é destinado a opiniões, notícias e entrevistas com cruzeirenses de todos os matizes, gêneros, idades e concepções sobre o Cruzeiro Esporte Clube e suas atividades centenárias.

PHDCast

PHDcast é um canal de comunicação que consiste numa gravação de áudio em que os cruzeirenses expressam suas opiniões ou apresentam fatos sobre o Cruzeiro.

Os cruzeirenses podem ouvir cada episódio em seu telefone, tablet, computador e em qualquer lugar que estejam, como num rádio (ainda não temos uma rádio com frequência FM ou AM, mas está nos planos).

Resenha Pós-Jogo

A cada encerramento de uma partida, o Raposão PHD recebe um ou mais convidados para participarem de uma Resenha “Papo-Reto”.

O Raposão PHD fez uma análise da partida, junto aos convidados e, ao final, tecem comentários gerais, sobre “o melhor”, “o pior”, “o herói”, “o vilão”.

Nesse episódio o pós jogo do empate contra a equipe do Juventude-RS.

O Raposão PHD recebeu Daniel Câmara e outros convidados que expuseram o que viram sobre o jogo.

Embora a grande notícia e todas as expectativas estejam sobre a esperança que o torcedor passou a ter com o anúncio do novo técnico (Scolari) os torcedores mostraram muito pé no chão quanto ao que o interino Célio Lúcio poderia ter feito.

Mesmo com uma apresentação boa no segundo tempo, o empate foi um péssimo resultado e mostrou as mesmas deficiências de partidas anteriores.

E você, o que tem a dizer após ouvir as opiniões dos PHD em @Cruzeiro?

Imagem: Agência Minas Esportes

Resenha com Raposão PHD e convidados

Cruzeiro 0 x 0 Juventude-RS – 16a Rodada Br´20 (16-10-2020)

P. S. Se não conseguir ouvir o PHDCast inteiro, clique nos três pontinhos (…) e ouça diretamente no Spotify.

PHDcast (Anteriores)

PHDcast – Todas as Edições

 

Admin_PHD
Raposão PHD Páginas Heroicas Digitais
https://paginasheroicasdigitais.com.br

4 Replies to “Resenha com Raposão PHD e convidados – Pós-Jogo Juventude-RS – 16out20 – PHD

  1. Primeiramente quero parabenizar esta Resenha do Raposão, para mim imperdível (ouço todas). Quanto ao jogo temos que fazer algumas prévias considerações (como dizem os magistrados): um, futebol não é lógica pura (há o “sobrenatural de almeida”, como diz o imortal Nelson Rodrigues); lembram da seleg@lo? não vingou; e a seleção da série B que fez o Cruzeiro Bi-Campeão Brasileiro 2013/2014?. Cada partida tem sua história e suas circunstâncias. Ontem as circunstância eram: laterais titulares contundidos (Raposão lembrou bem); o reserva (Geovani) vetado na véspera com “edema no joelho”; sem volantes cascudos (emprestaram o Cabral e o Henrique fez cirurgia hoje). Divirjo do Raposão quanto ao Daniel Guedes; para a esquerda não tinha outro e ele não comprometeu por lá no primeiro tempo (técnico teve que inverter porque o Daniel tomou amarelo e Juventude estava forçando por lá). Os melhores lançamentos na área foram do Daniel (pôs bola na cabeça do Ramon e nos pés do Sassá). A circunstância final (erro do técnico): a presença injustificada do Sassá (este sim Raposão, o pior em campo; o que ele fez nas últimas 3 partidas?). Concordo com o Raposão quanto ao melhor em campo: Jadsom, o novo (só errou um passe e foi aos 30 minutos do segundo tempo; fez o que o Henrique fazia quando o Cruzeiro foi Bi-Campeão da Copa Brasil). Por fim, Roberto Bittar, eu sou otimista; note que a diferença de pontos do Cruzeiro para o G4 são apenas 14 pontos. Confesso que tenho sofrido neste campeonato mais assistindo as maiorias das partidas dos adversário torcendo pelo empate (e temos dado sorte; o que está tendo de empate torna possível uma recuperação do maior de Minas (precisamos de 5 vitórias seguidas para voltar ao jogo; se o time acertar e pegar confiança não é impossível pela qualidade dos nossos jogadores). É apenas minha opinião. Força Cruzeiro!

  2. Célio Lúcio entende muito mais de Cruzeiro do que Enderson Moreira e Ney Franco.

    Gostei de partes da escalação do Ramon de volante ( poderia ser o Cacá como sugeriu o comentarista) porque deu segurança ao sistema defensivo, deu liberdade para Jadson Silva e Maurício que jogaram mais solto e bem; e também levando em conta que Henrique, Machado, o dispensado Cabral, o próprio Jean, não renderam nada.

    O erro foi a escalação da dupla de ataque Régis (que não se encaixou) e Sassá (que não tá jogando nada), que não davam sequência às jogadas.

    Quero ver se Felipão vai ter peito pra escalar Tiago como titular.

    Herói: Fábio.
    Melhor: Jadson Silva, muito pela liberdade dada pelo Ramon.
    Pior: Sassá.
    Vilão: Régis, não pelo gol que deixou de marcar que poderia ter dado a vitória ao Cruzeiro; sim por ter queimado o Maurício. O muleque correu, jogou solto, chamou o jogo e a responsabilidade; e o Régis não fez bem a sua parte, não tá tendo cabedal pra fazer a parte que lhe cabe.

  3. Eu também gosto das resenhas pós jogo. Discordo de alguns pontos de vista mas isso é algo normal. Dessa vez penso diferente em relação à votação no Maurício como pior. O rapaz busca o jogo. Ele sabe jogar bola, algo que o Sassá não faz ideia do que seja. Nosso 9 tem que melhorar muito para ser ruim. A contratação dele foi mais uma das aberrações da gestão WP e ITM. Confesso que ver jogo do Cruzeiro com esse cara em campo é um tremendo sacrifício. Poderia ter marcado no primeiro tempo. Chegou atrasado num cruzamento. Aliás o último gol dele pelo Cruzeiro deve ter sido contra o Ceará, ano passado, quando ele tropeçou na bola.

  4. Boa noite! Gostaria de tecer algumas considerações sobre o que vi ontem, relativas ao jogo feito pelo Cruzeiro do treinador interino e estreante, Célio Lúcio. Evidentemente, há pontos positivos e negativos, como tudo na vida. Como elementos positivos, eu citaria: a)- a saída do time do Arthur Caike, que muito pouco vinha produzindo; b)- a improvisação do Ramon como primeiro volante, que, embora eu não goste de improvisar, pelo menos no jogo de ontem, deu certo; c)- um time um pouco mais aguerrido, correndo e marcando um pouco mais, com mais vontade. Como elementos negativos, eu apontaria: d)- o uso do mesmo esquema tático, parecendo ser proibido se pensar algo diferente do 4-2-3-1; e)- a utilização de inversão de posicionamento, entre Régis e Sassá, em alguns momentos do jogo; de inversão de lado e de pernas, entre os laterais e entre o Maurício e o Airton. O Airton rende melhor na direita que na esquerda; f)- a escolha infeliz do armador a sair. Ontem, essa escolha deveria ter caído sobre o Maurício, e não sobre o Régis. Isso acabou de matar o cruzeiro; g)- a insistência em não dar oportunidade ao Claudinho e ao Zé Eduardo. Quando vamos conhecer esses jogadores? Quando o campeonato acabar?; h)- o resultado, mais uma vez ruim, que só nos afunda na tabela. Compreendo, também, que: i)- o jogo de ontem não dará base para sequência, pois vai mudar o treinador; j)- o Célio Lúcio deixou a oportunidade passar, infelizmente, apoiando-se mais no que vinha sendo feito, e não muito bem, pelos treinadores anteriores, do que em sua condição de ser original. Por fim, parabéns ao clube por cumprir a sua obrigação de pagar as dívidas da fifa, para podermos inscrever mais jogadores,. Estava achando que isso não ia acontecer. Um abraço azul!

Deixe uma resposta