Centenário - Supercopa 1991 - Cruzeiro/Arquivo
Centenário Clube Competição Cruzeiro Esporte Futebol Notícia Profissional

Centenário: Uma virada e um super título internacional em 1991 – Hoje em Dia

Faltam 81 dias: Taça da Supercopa de 1991 foi garantida com virada sensacional sobre o River PLATE-ARG

 

“Quando saiu o terceiro gol senti o Mineirão tremer. Eu já vivenciei terremoto e foi parecido. O gramado do Mineirão tremeu. Foi uma energia inexplicável. Me ajoelhei na hora, não me lembro bem, mas ali a gente sabia que seria campeão”.

A declaração do ex-zagueiro Adilson, titular do Cruzeiro na campanha do título da Supercopa de 1991, relata o momento daquela que foi a maior virada do clube na decisão de uma taça.

Depois de perder o jogo de ida, no Monumental de Núñez, em Buenos Aires, uma semana antes, por 2 a 0, o Cruzeiro recebia o River Plate, da Argentina, no Gigante da Pampulha, obrigado a vencer por pelo menos três gols de diferença para garantir o título da Supercopa dos campeões da Libertadores.

E o time comandado pelo técnico Ênio Andrade foi valente. Massacrou o adversário desde a saída de bola, mas só abriu o placar aos 34 minutos, com um gol do volante Ademir, de cabeça.

Na etapa final, Mário Tilico, que estava emprestado pelo São Paulo, colocou seu nome na história cruzeirense balançando duas vezes a rede de Comizzo.

O Cruzeiro batia novamente o River Plate numa grande final sul-americana. E iniciava o período mais vitorioso da sua história.

A FICHA DO JOGO

CRUZEIRO 3

Paulo César Borges; Nonato, Paulão,Adilson e Célio Gaúcho; Ademir, Boiadeiro e Luiz Fernando Flores (Macalé); Mário Tilico, Charles e Marquinhos. Técnico: Ênio Andrade

RIVER PLATE 0

Comizzo; Gordillo, Higuaín, Rivarola e Enrique; Hernán Díaz (Berti), Astrada, Zapata (Toresani) e Borelli; Medina Bello e Ramón Díaz. Técnico: Daniel Passarella

DATA: 20 de novembro de 1921

ESTÁDIO: Mineirão

CIDADE: Belo Horizonte (MG)

MOTIVO: Partida de volta da decisão da Supercopa de 1991

GOLS: Ademir, aos 34 minutos do primeiro tempo; Mário Tilico, aos 6 e 29 minutos do segundo tempo

ARBITRAGEM: Hernán Silva, auxiliado por Gastán Castrol e Enrique Marín, todos do Chile

CARTÃO AMARELO: Paulão (Cruzeiro); Rivarola e Comizzo (River Plate)

PÚBLICO: 67.279

RENDA: CR$ 218.402.000,00

 

Imagem : Cruzeiro / Arquivo

 

Admin_PHD
Raposão PHD Páginas Heroicas Digitais
https://paginasheroicasdigitais.com.br

One Reply to “Centenário: Uma virada e um super título internacional em 1991 – Hoje em Dia

Deixe uma resposta