William Douglas - Reprodução Pintrest
Atleta Centenário Clube Cruzeiro Esporte Futebol Notícia Profissional

Centenário: Um grande volante da fase dos tempos difíceis – Hoje em Dia

Faltam 82 dias: Volante Douglas foi uma marca cruzeirense na década de 1980

 

Maior revelação das categorias de base do Cruzeiro na década de 1980, Douglas é o símbolo de uma geração que conseguiu espaço no time principal no período e conta com nomes como Gomes (goleiro), Geraldão, Eugênio e Vilmar (zagueiros), Eduardo (meia) e Edu Lima (ponta esquerda).

Volante com grande poder de marcação, mas que também tinha qualidade para armar jogadas, Douglas estreou no time principal da Raposa com 18 anos, lançado pelo técnico Procópio Cardozo, em 1981.

Em 1984, quando foi quebrada a sequência de títulos do Atlético no Campeonato Mineiro, ele era o pulmão de um meio-de-campo que contava ainda com o veterano Palhinha e o ponta-de-lança Tostão II.

Em 1987, logo após conquistar seu segundo título estadual pela Raposa, deixou o clube. Teve uma curta passagem pela Portuguesa, apenas uma ponte para se transferir ao Sporting, de Portugal.

Em 1992, voltou à Toca da Raposa. E viveu seu momento mais vitorioso no clube. Integrou o chamado Dream Team que venceu a Supercopa e o Campeonato Mineiro em 1992.

Em 1993, participou da conquista da primeira Copa do Brasil vencida pelo Cruzeiro. Em 1994, sua última temporada no clube, conquistou mais um Campeonato Mineiro.

Para o torcedor que viveu o clube na década de 1980, Douglas é sem dúvida sinônimo de Cruzeiro.

A FICHA DO CRAQUE

NOME: Willian Douglas Humia Menezes
NASCIMENTO: 1º de março de 1963
LOCAL: Belo Horizonte (MG)
ESTREIA NO CRUZEIRO: 5 de julho de 1981 – Cruzeiro 1 x 1 Valério – Campeonato Mineiro – Mineirão
PERÍODO NO CRUZEIRO: 1981 a 1987 e 1992 a 1994
GOLS: 8
JOGOS: 390
TÍTULOS: Campeonato Mineiro (1984, 1987, 1992 e 1994), Supercopa (1992), Copa do Brasil (1993)
OUTROS CLUBES: Portuguesa, Sporting (Portugal) e Ponte Preta
NA SELEÇÃO BRASILEIRA (jogos oficiais)
ESTREIA: 19 de maio de 1987 – Brasil 1 x 1 Inglaterra – Amistoso – Estádio de Wembley (Londres)
GOL: 0
JOGOS: 11

Imagem: Reprodução Pinterest

Admin_PHD
Raposão PHD Páginas Heroicas Digitais
https://paginasheroicasdigitais.com.br

3 Replies to “Centenário: Um grande volante da fase dos tempos difíceis – Hoje em Dia

  1. Queria comentar na reportagem sobre o Douglas. Quando clico em comentários sou direcionada para outra notícia. Enfim, foi ídolo nos anos 80 e foi daqueles que arrebanhou torcedores para o clube. Ah, tô achando que o cara da foto não é ele.

  2. Lembro de uma crônica do Roberto Drumond, que estava num ônibus lotação, e ouviu dois cruzeirenses conversando sobre um desconhecido Douglas que jogava no juvenil. Poucos meses depois, Douglas foi lançado.

Deixe uma resposta