Centenário - Marcelo Ramos - Reprodução Hoje em Dia
Centenário Clube Cruzeiro Esporte Futebol Notícia Profissional

Centenário: Marcelo Ramos, gols e títulos que o fizeram ídolo – Hoje em Dia

Faltam 92 dias: Marcelo Ramos fez história com gols e muitas taças com a camisa do Cruzeiro

 

Na história cruzeirense, apenas Tostão (242), Dirceu Lopes (223), Niginho (208) e Bengala (172) marcaram mais gols do que ele. E das 162 bolas na rede que o centroavante Marcelo Ramos tem pelo clube, nenhuma dá ao torcedor uma recordação tão especial como a de 19 de junho de 1996, sobre o Palmeiras, dentro do Palestra Itália.

Eram 36 minutos do segundo tempo, o empate por 1 a 1 levava a decisão da Copa do Brasil para os pênaltis, quando Velloso soltou a bola nos pés do camisa 9 celeste.

Marcelo Ramos calou o estádio, acabou com o favoritismo palmeirense e garantiu o bi da Copa do Brasil para a Raposa.

O sucesso do atacante era tão grande naquele momento, que ele chamou a atenção do PSV Eindhoven, da Holanda, que apostou em Marcelo Ramos para a vaga de Ronaldo, que eles também tinham buscado na Toca da Raposa, mas que estava se transferido para o Barcelona, da Espanha.

Uma temporada na Holanda, e Marcelo Ramos voltou. E foi fundamental na conquista da Copa Libertadores de 1997, que o Cruzeiro garantiu o direito de disputar graças ao seu gol sobre o Palmeiras, um ano antes, na decisão da Copa do Brasil de 1996.

Ainda em 1997, foi de Marcelo Ramos o gol no jogo de maior público presente da história do Mineirão. Em 22 de junho, ele decretou aos 10 minutos o 1 a 0 do Cruzeiro sobre o Villa Nova, na partida que decidiu o Campeonato Mineiro a favor da Raposa.

Levantar taças pelo Cruzeiro foi uma rotina para Marcelo Ramos. Foram 14 no total, uma a menos que o maior campeão da história do clube, o volante Ricardinho.

Os últimos troféus foram também bem especiais. Com participação em jogos das três competições, Marcelo Ramos integra o grupo de jogadores campeões do Estadual, Copa do Brasil e Série A, em 2003. Sim, ele encerrou sua história no Cruzeiro com a Tríplice Coroa.

A FICHA DO CRAQUE

NOME: Marcelo Silva Ramos
NASCIMENTO: 25 de junho de 1973
LOCAL: Salvador (BA)
ESTREIA NO CRUZEIRO: 22 de janeiro de 1995 – Cruzeiro 7 x 0 Seleção de Lagoa da Prata – Amistoso – Lagoa da Prata (MG)
PERÍODO NO CRUZEIRO: 1995 a 1996; 1997 a 2000 e 2001 a 2003
GOLS: 162
JOGOS: 360
TÍTULOS: Copa Master (1995), Copa Ouro (1995), Copa do Brasil (1996 e 2003), Campeonato Mineiro (1996, 1997, 1998 e 2003), Recopa Sul-Americana (1998), Copa dos Campeões Mineiros (1999), Copa Centro-Oeste (1999), Copa Sul-Minas (2001 e 2002) e Campeonato Brasileiro (2003)
OUTROS CLUBES: Bahia, PSV Eindhoven (Holanda), Palmeiras, São Paulo, Sanfrecce Hiroshima (Japão), Corinthians, Vitória, Atlético Nacional (Colômbia), Santa Cruz, Athletico-PR, Bahia, Ipatinga e Madureira

Imagem: Reprodução Hoje em Dia

Admin_PHD
Raposão PHD Páginas Heroicas Digitais
https://paginasheroicasdigitais.com.br

One Reply to “Centenário: Marcelo Ramos, gols e títulos que o fizeram ídolo – Hoje em Dia

  1. Reconheço que Marcelo ramos marcou muitos gols.
    Entretanto, não gosto da idolatria que fazem dele. Os tempos são outros e os gols dele são aqueles que “até eu faria”… Tenho TODOS relacionados e não vi NENHUM gol em que ele parte pra cima do defensor, dribla e marca…
    Isto é um defeito gravíssimo para um “camisa 9″… Relaciono ao menos DEZ jogadores da posição dele, com menos gols, que tinham mais qualidade. Mas entendo esta geração ZZP que só lembra de gols gols importantíssimos que ele fez e nos deram um título em 96 e outro em 97.
    Segue o jogo…
    Obrigado Marcelo Ramos !

Deixe uma resposta