Régis e Thiago - Gustavo Aleixo - CEC/DIV
Clube Competição Cruzeiro Esporte Futebol Notícia Profissional

Gol salvador de Régis dá vitória na estreia de Ney Franco no Cruzeiro – PHD

Cruzeiro bate o Vitória na estreia de Ney Franco e quebra jejum de cinco jogos na Série B
Gol do triunfo celeste foi marcado por Régis no segundo tempo

 

Fim da série negativa. Em noite de estreia do técnico Ney Franco, o Cruzeiro marcou com Régis, no segundo tempo, e garantiu o triunfo por 1 a 0 sobre o Vitória, nesta sexta-feira, pela 9ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.
Com a vitória, o Cruzeiro volta a marcar três pontos na Série B após cinco jogos e ganha três posições na tabela. Com nove partidas (um a mais do que a maioria de seus concorrentes), o time celeste alcança 8 pontos e a 13ª colocação da competição nacional.
Nos próximos dias, Ney Franco terá tempo para trabalhar. O próximo duelo está marcado apenas para 19 de setembro, quando o Cruzeiro enfrentará o CSA, às 21h, no Rei Pelé, em Maceió, Alagoas. O Vitória, por sua vez, tem compromisso já na segunda-feira, às 20h, diante do Juventude, no Alfredo Jaconi.
Com nova formação (do 4-2-3-1 para o 4-3-3), o Cruzeiro iniciou a partida com mais volume. Sob o comando de Ney Franco, a equipe avançou a marcação e conseguiu amassar o Vitória, especialmente nos 20 minutos iniciais. Mesmo assim, o time se mostrou ansioso nas tomadas de decisões e voltou a apresentar dificuldades para entrar na área adversária.
As principais chances do Cruzeiro aconteceram em chutes de média distância, aos 2’, 15’ e 35’, com Marcelo Moreno, Maurício e Airton, respectivamente. As tentativas, no entanto, não levaram tanto perigo ao gol de Ronaldo.
O ritmo intenso do Cruzeiro não durou muito. Na segunda metade da etapa inicial, o Vitória logo equilibrou a posse de bola e as ações ofensivas. Aos 46’, o Leão teve a melhor chance da partida. Leandro Silva aproveitou sobra na grande área, tocou de calcanhar e viu Fábio salvar o clube celeste com importante defesa.
Empenhado em buscar o resultado, o Cruzeiro voltou para a etapa final repetindo a atuação dos minutos iniciais do jogo. Principalmente com Airton, que ganhou quase todas as disputas de um contra um diante dos adversários. Aos 19’, ele puxou contra-ataque em velocidade e finalizou após várias fintas, mas a bola bateu na defesa do Leão. Na sobra, Thiago voltou a ter chute bloqueado.
O volume do Cruzeiro deu resultado. Aos 30’, Arthur Caíke recebeu passe de Filipe Machado, partiu em velocidade pela esquerda e serviu Régis, que entrava na área. O camisa 10 teve o trabalho de completar para o gol e abrir o placar no Mineirão. 1 a 0. Quatro minutos depois, quase Thiago ampliou. Ele entrou na área com bola dominada e acertou excelente finalização, mas Ronaldo salvou o Vitória.
Diferentemente do que se imaginava, o Cruzeiro não diminuiu o ímpeto e seguiu criando chances. Na reta final, Régis ainda acertou a trave esquerda de Ronaldo. O Vitória aproveitou os espaços dados e quase empatou com Matheusinho, aos 39′, quando Cacá bloqueou. Desta forma, a vitória celeste saiu depois de cinco jogos sem triunfos na Série B do Brasileiro.

ATUAÇÕES

Atuações do Cruzeiro: Matheus Pereira e Airton se destacam, e Régis sai do banco para decidir
Lateral e atacante se firmam cada vez mais na equipe; camisa 10 volta a brilhar

 

Matheus Pereira
Segue jogando com muita personalidade. Tabela, chega à linha de fundo, ataca pelo meio, recompõe com velocidade e mostra que não é só ofensivo. Quarto ótimo jogo do garoto. Nota: 8

Airton
Em um time que ainda tem certas dificuldades para criar, é quem mais assusta o adversário, principalmente com as jogadas individuais e em velocidade. Ainda precisa caprichar no acabamento. Nota: 8

Régis
Reviveu os bons momentos dos primeiros jogos pelo Cruzeiro. Participativo, deu mais criação ao meio-campo. Saiu do banco para fazer o gol da vitória e quase fez um lindo gol em contra-ataque. Nota: 8,5

As notas do Cruzeiro

Fábio: 7
Raúl Cáceres: 6,5
(Rafael Luiz: 6,5)
Léo: 7,5
Cacá: 7,5
Matheus Pereira: 8
Jean: 6
Jadsom: 6
(Régis: 8,5)
Maurício: 5
(Filipe Machado: sem nota)
Arthur Caíke: 7
Airton: 8
Marcelo Moreno: 5
(Thiago: 7)

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 1 X 0 VITÓRIA
Motivo: 9ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data e horário: 11 de setembro de 2020 (sexta-feira), às 21h30
Árbitro: Edina Alves Batista (FIFA/SP)
Assistentes: Daniel Luis Marques (SP) e Daniel Paulo Ziolli (SP)
Cruzeiro – Fábio; Cáceres (Rafael Luiz), Leo, Cacá e Matheus Pereira; Jean e Jadsom (Régis); Airton, Maurício (Filipe Machado) e Arthur Caíke; Marcelo Moreno (Thiago). Técnico: Ney Franco
Vitória-BA – Ronaldo; Leandro Silva, João Victor, Wallace e Carleto (Leocovick); Guilherme Rend, Fernando Neto (Dudu), Gerson Magrão (Rodrigo Porto) e Lucas Cândido; Vico (Matheusinho) e Leo Ceará (Júnior Viçosa). Técnico: Bruno Pivetti. Técnico: Bruno Pivetti
Gol: Régis (aos 30’2ºT)
Cartões amarelos: Marcelo Moreno, Airton (Cruzeiro); Carleto, Gerson Magrão (Vitória)

Com material de GEsporte.Com / Portal UAI

Imagem: Gustavo Aleixo – Cruzeiro/Divulgação

Resenha com Raposão PHD e convidados

Cruzeiro 1 x 0 Vitória (BA) – 9a Rodada Br´20 (11-09-2020)

PARTICIPE

Promoção PHD #2 – Doe no Meep FIFA e ganhe prêmios

PROMOÇÃO ENCERRADA

Sorteio em breve.

https://paginasheroicasdigitais.com.br/2020/08/29/promocao-phd-1-doe-no-meep-fifa-e-ganhe-premios/

Admin_PHD
Raposão PHD Páginas Heroicas Digitais
https://paginasheroicasdigitais.com.br

4 Replies to “Gol salvador de Régis dá vitória na estreia de Ney Franco no Cruzeiro – PHD

  1. Raposão PHD mandou muito bem nesta resenha PHD cast: “Moreno está atrapalhando o Cruzeiro”, “corneteiro de sorte”, “vem por uma bola”, “Cruzeiro não tem nem 200 mil torcedores”, “inhaca foi embora”, “joistick…. vai… vai… vai…”, “torcedor do Cruzeiro vaiando jogar no banco”, “não há fominha em campo”, “comentarista de arbitragem briga com a imagem”, “chega dando voadora”.

Deixe uma resposta