PHDCast - Imagem Agência Minas Esportes - AME
Clube Cruzeiro Esporte Futebol Opinião PHDcast Profissional Resenha Torcida

Resenha com Raposão PHD e convidados – Pós-Jogo América-MG – 29ago20

PHD

O Páginas Heroicas Digitais (PHD) é um espaço para o torcedor cruzeirense feito por cruzeirenses.

Este espaço é destinado a opiniões, notícias e entrevistas com cruzeirenses de todos os matizes, gêneros, idades e concepções sobre o Cruzeiro Esporte Clube e suas atividades centenárias.

PHDCast

Podcast é o canal de comunicação que consiste numa gravação de áudio em que os cruzeirenses expressam suas opiniões ou apresentam fatos sobre o Cruzeiro.

Os cruzeirenses podem ouvir cada episódio em seu telefone, tablet, computador e em qualquer lugar que esteja (ainda não temos uma rádio com frequência FM ou AM mas está nos planos).

Resenha Pós-Jogo

A cada encerramento de uma partida, o Raposão PHD recebe um ou mais convidados para participarem de uma Resenha “Papo-Reto”.

O Raposão PHD fez uma análise da partida, juntamento ao seu convidado principal e ao final, tecem comentários gerais sobre “o melhor”, “o pior”, “o herói”, “o vilão” e possíveis destaques da partida.

Nesse episódio o pós jogo é da derrota para o América-MG.

Os convidados e o Raposão entendem que o Enderson está perdido mas têm dificuldades em aceitar que trocar de técnico seja uma solução.

A ideia de que o técnico precisa mudar muita coisa, o elenco é muito grande para somente uma competição, prevalece para a maioria.

E você, o que tem a dizer após ter visto o jogo e ouvir as opiniões dos PHD em Cruzeiro?

Imagem: Agência Minas Esportes
 

Resenha com Raposão PHD e convidados

Cruzeiro 1 x 2 América (MG) – 5a Rodada Br´20 (30-08-2020)

PARTICIPE

Promoção PHD #1 – Doe no Meep FIFA e ganhe prêmios

Admin_PHD
Raposão PHD Páginas Heroicas Digitais
https://paginasheroicasdigitais.com.br

8 Replies to “Resenha com Raposão PHD e convidados – Pós-Jogo América-MG – 29ago20

  1. Primeiramente, consegui acessar ao PodCast do Raposão (😂 não sou expert nas mídias sociais). Em segundo lugar, parabéns Evandro pelo objetivo, firma e qualidade do debate e dos debatedores. Hoje, domingo, o Pedro (nosso Raposão de Ouro) pediu a cabeça do Enderson. Começar de novo? Com o campeonato em curso? Respeito muito a opinião do Pedro. Como eu, ele também foi contra a demissão do Adilson. Mas o mesmo motivo que fui contra a saída do Adilson, sou contra a saída de Enderson. No início do ano não tinha jogador. Agora até o presidente Sérgio falou que o Cruzeiro ainda precisa de contratar. Hora de paciência. Técnico de futebol não chega a ser 30% do time mesmo quando for um Pepe Guardiola. Veja o “cuei”: tem um padrão mínimo por jogarem juntos a mais de ano, com um plantel inferior mas superou o maior de Minas.

  2. Agora sobre o que vi ontem: erro na escalação (técnico); incompatibilidade de escalação simultânea de Ariel e Cabral (Cabral tem feito boas partidas sem o Henrique, o que o torna no momento preferível ao Henrique); ontem só chutamos 3 bolas na direção do gol (uma a falta que originou o gol); o que me deu nos nervos foi nos últimos 5 minutos do jogo o Cruzeiro com a posse da bola ficar dando tiquinho lateral (PQP, perdendo por um gol tem que ter treino e tática para por a bola na área). Me desculpem pelo excesso de palavras.

  3. Sobre a declaração do Pedro BH, falou como torcedor e nos canais errados, deveria como diz ser amigo do presidente e falar pessoalmente, roupa suja se lava em casa.
    Só curiosidade quem foi que criou os famosos “MITAIR” E “PRESIDAD RAIZ”, foi a imprensa especificamente o Arthur Morais ou algum digital influencer?

  4. O Cruzeiro vive algumas doenças crônicas, com várias dificuldades progressivamente instaladas:
    – Nas 2 gestões anteriores: Casamento entre incompetência e má fé;
    – Nos últimos 3 anos: Avenida Lateral esquerda;
    – Nos últimos 12 meses: Inexistência de transição entre a primeira e segunda linha;
    – Nos últimos 9 meses: Má qualidade do último passe;
    – Nos últimos 6 meses: Falta criação de jogadas e ter eficácia no toque final.
    No conjunto da obra: Concordo com o Raposão PHD que o Cruzeiro não tem no plantel uma comissão técnica e um atletas que consigam, o ritmo da atual competição, ir além de brigar para não cair para série “C”, portanto se pretendermos algo diferente, teremos que mudar algumas peças (da comissão técnica e dos jogadores).
    Jogo CruxAme:
    – Vilão: Emerson Moreira
    – Pior em Campo: Giovane
    – Melhor em campo: Airton
    – Herói: Tirada do pé do adversário no segundo tempo.

  5. Eu confio no trabalho do Enderson, mas por várias razões (e a principal delas é a minha cegueira tática futebolística) ainda não consegui entender o que o nosso treinador está propondo de ideias para a equipe. Parece ainda estar em fase de experimentação. Penso que ele está certo em primar pelos jogadores mais rodados do elenco, mas parece que não está sabendo dosar nessa medida e está usando as 5 substituições para fazer experiências, mais do que para recompor o time ou propor algo consistente a partir de um contexto/leitura de jogo.

Deixe uma resposta