Zagallo e Telê, os extremos

Por SÍNDICO | Em 5 de julho de 2010

Estes foram os técnicos mundialistas do Brasil e seus verdugos (entre parentêsis):

  • 1930 – Píndaro de Carvalho, fase de grupos (com um combinado carioca). (Iugoslávia).
  • 1934 – Luiz Vinhaes, 1º eliminatória (com jogadores sem clube contratados pela CBD, devido a um racha no futebol brasileiro). (Espanha)
  • 1938 – Ademar Pimenta, 3º lugar. (Itália)
  • 1950 – Flávio Costa, vice-campeão. (Uruguai)
  • 1954 – Zezé Moreira, oitavas de final. (Hungria)
  • 1958 – Vicente Feola, campeão.
  • 1962 – Aymoré Moreira, campeão.
  • 1966 – Vicente Feola, fase de grupos. (Portugal e Hungria)
  • 1970 – Zagallo, campeão.
  • 1974 – Zagallo, 4º lugar. (Holanda)
  • 1978 – Cláudio Coutinho, 3º lugar. (Argentina)
  • 1980 (Mundialito) – Telê, vice-campeão. (Uruguai)
  • 1982 – Telê, 2ª fase. (Itália)
  • 1986 – Telê, quartas de final. (França)
  • 1990 – Sebastião Lazzaroni, oitavas de final. (Argentina)
  • 1994 – Carlos Alberto Parreira, campeão.
  • 1998 – Zagallo, vice-campeão. (França)
  • 2002 – Luiz Felipe Scolari, campeão.
  • 2006 – Carlos Alberto Parreira, quartas de final. (França)
  • 2010 –  Dunga, quartas de final. (Holanda)

Os resultados não mentem: Zagallo foi o melhor e Telê o pior treinador da  Seleção Brasileira em mundiais.

Verdugos: França, 3, Itália, Argentina, Hungria, Uruguai, Holanda, 2, Iugoslávia, Espanha, 1.

Fregueses:  Itália, 2, Suécia, Alemanha, Tchecoslováquia, 1.

117 comentários para “Zagallo e Telê, os extremos”

  1. Naldo disse:

    E o mestre Telê teve duas oportunidades.

  2. Mauro França disse:

    E a França o maior verdugo da “amarelinha”…

  3. Arthur disse:

    MAURO Espanha- (depois da copa, vc volta a ser frança, até lá, vamos fazer jus…) o verdugo é o URUGUAI! França é caso de ($$$) demais pros caras arrear as meias, apenas isso… Mude o aptrocinadro, e os resultados serão surras de dar dó. Se Balestre não fosse tão amigo do Havelange, isso não aconteceria… ABS/ART

    • Mauro França disse:

      Pode me chamar de Mauro Holanda tb… rsrsrs. Mas a constatação é apenas pelo numero de vezes que a França tirou o Brasil, sem conspirações envolvidas.

  4. Walterson disse:

    Discordo. Em 1978 o algoz foi o Piru.

  5. Ernesto Araujo disse:

    Zagallo dizia: “Eles é que tem que ter medo de nós e não nós deles pois nós somos os Campeões”. Venceu e perdeu repetindo isso. Se Zagallo fosse argentino e uruguaio seria idolatrado por essa filosofia. Como é brasileiro, passa como rei da soberba.

    • Mauro França disse:

      Quem desconsidera o Zagallo são justamente os mesa-redondistas adeptos do futebol-arte e da tese de que é melhor perder jogando bonito do que ganhar jogando feio.

    • Ernesto Araujo disse:

      Ah, e não pode passar em branco o ótimo post do Jorge, colocando na discussão FATOS, NÙMEROS, e não critérios subjetivos. Tele foi um dos melhores treinadores do mundo e foi sua Seleção de 82 que iniciou minha paixão pela camisa amarela. Não o amarelo da covardia. Mas o amarelo do ouro, que significa o maior valor, a preciosidade, a nobreza, a riqueza. Mas o fato que é que infelizmente não conseguiu títulos. Deixou, na Seleção, apenas uma agradável utopia.

  6. Marco Soalheiro disse:

    A história do Telê é engraçada. Seus times sempre jogaram para frente. Mas em 1982 o meio campo tinha dificuldades na marcação e o centroavante era tido como grosso. Aquela seleção foi muito decantada e fracassou. Aí, dez anos depois, no São Paulo, Telê, venceu, convenceu e encantou novamente. Só que naquele time tinha Pintado e Dinho. Que no conceito de muitos seriam brucutus. A verdade é que no São Paulo Telê encontrou um equilíbrio que talvez tivesse lhe faltado em 1982. E as fatalidades ajudaram, ao invés de atrapalhar. Fórmula pronta não existe.

    • Ernesto Araujo disse:

      Boa lembrança, Marco. Espero que o Maradona continue acreditando nos brasileiros que o reverenciam e nao encontre nunca esse equilíbrio.

    • Mauro França disse:

      Em 82, tinha Valdir Peres, Serginho e Dirceu. Em 86, Elzo.

      • Humm disse:

        Bem lembrado. Então cai por terra aquela afirmação de que ele tinha um bom material, visto que além desses aí tinha um monte de jogador do time listrado, o que convenhamos, se não eram ruins com certeza trouxeram muito azar.

      • Walterson disse:

        Ele tinha Joãozinho e preferiu levar Dirceu. Então, pau na bu.nda dele.

      • Leonardo 2 disse:

        Walterson, posso estar errado mas quem preferiu Dirceu a Joãozinho foi o Coutinho. No caso do Telê, foram Zé Sérgio do São Paulo (braço quebrado), Mário Sérgio (aquele comentarista), revólver apontado para torcedor, e levou o Éder (Cam)… Deu no que deu. Joãozinho em 82 tava descendo demais… Recém recuperado de uma fratura dificílima. Me lembro de um amistoso da Seleção contra o Milan onde ele não fez gol. Mas deu passes para os quatro gols do time. Depois não foi mais convocado.

    • Arthur disse:

      TELE- era um cara clubístico e teimoso que nem uma porta. EDER- era um cara farreiro e aprontador, mas o BRASIL não precisava dele: tinhamos NLEINHO, DIRCEU, ZICO, SOCRATES, FALCÃO: todos eles batendo faltas bem. Agora, RENATO GAUCHO (também farreiro e aprontador) jogaria muito mais que SEGINHO chulapa (se colocado na posição), ou na direita compondo o ataque. Não lavá-lo permitiiu ao RENATO explodir com tele, a cocota e sua cocor.jinha em pleno Mineirão. Foi bom demais!!! Não tenho dúvidas, que o RENATO gostei de vir pra BH, apenas pelo prazer de tirar mais um sarro dos patéticos de socialaite de bregaga… Essa seleçaõd e 82 foi uma enganação, do meio para trás era uma peneira. Itália fez só 3!

  7. Marco Soalheiro disse:

    Conseguir aliar encantamento e resultados é coisa para momentos especiais na história. E encantamento é um conceito subjetivo. Jogar ofensivamente é mais bonito? Sim, claro. Mas uma defesa bem postada, que saiba ser quase instransponível sem apelar para a violência, também merece apreço. Aí vem a seleção de 1994. O Brasil ficava sempre com muita posse de bola e tinha uma barreira atrás. Com a classe de Aldair, de Jorginho, e volantes que se completavam. Dunga, apesar de erroneamente taxado de brucutu, virava bem o jogo e até lançava. É só ver os jogos. A bola quase não chegava ao Tafarell. E na frente a genialidade de Romário e a eficiência de Bebeto. Só que aí vêm os míopes e mal humorados dizerem que Romário ganhou sozinho. Num esporte coletivo como o futebol. É duro!

  8. Marco Soalheiro disse:

    Conseguir aliar encantamento e resultados é coisa para momentos especiais na história. E encantamento é um conceito subjetivo. Jogar ofensivamente é mais bonito? Sim, claro. Mas uma defesa bem postada, que saiba ser quase instransponível sem apelar para a violência, também merece apreço. Aí vem a seleção de 1994. O Brasil ficava sempre com muita posse de bola e tinha uma barreira atrás. Com a classe de Aldair, de Jorginho, e volantes que se completavam. Dunga, apesar de erroneamente taxado de bruc.utu, virava bem o jogo e até lançava. É só ver os jogos. A bola quase não chegava ao Tafarell. E na frente a genialidade de Romário e a eficiência de Bebeto. Só que aí vêm os míopes e mal humorados dizerem que Romário ganhou sozinho. Num esporte coletivo como o futebol. É duro!

  9. Marco Soalheiro disse:

    Antispam…

  10. Chaves disse:

    Hora de renovação. Trabalhar em cima desse time base: Fábio, Maicon, Thiago Silva, Luisão e Marcelo (por falta de opção). Denilson, Ramires, Ganso, Robinho, Neymar e Pato.

    • Pô…convoca o Marreco também…rs

    • Ernesto Araujo disse:

      Li a entrevista do R. Teixeira no portal G1. Disse que quer jogadores com 19 e 20 anos na Seleção e que a torcida vai ter que tolerar resultados ruins do próximo técnico até que seja formada uma nova seleção. Ou seja, conforme foi dito aqui por um comentarista do blog, já estamos indo de um extremo a outro. Tivemos um técnico inexperiente com um grupo mais rodado. Agora vai ser o oposto ? A lição da Copa: EQUILIBRIO ! Espero que a CBF tenha entendido isso.

    • Marco Soalheiro disse:

      Não desistiria ainda do Kaká. Vamos ver se ele se recupera 100%. Mas é mais ou menos por aí. E gostaria muito de ver o Fred ter uma sequência na frente.

    • Walterson disse:

      Robinho? Mas se nem agora ele merecia ter ido, faça idéia em 2014.

    • Jorge Santana disse:

      Charles, o time da minha rua aceita jogo com este seu combinado…

  11. Ernesto Araujo disse:

    Ah, e não pode passar em branco o ótimo post do Jorge, colocando na discussão FATOS, NÙMEROS, e não critérios subjetivos. Tele foi um dos melhores treinadores do mundo e foi sua Seleção de 82 que iniciou minha paixão pela camisa amarela. Não o amarelo da covardia. Mas o amarelo do ouro, que significa o maior valor, a preciosidade, a nobreza, a riqueza. Mas o fato que é que infelizmente não conseguiu títulos. Deixou, na Seleção Brasileira, apenas uma agradável utopia.

    • Pois foi aquela seleção de 82 que fez eu não gostar de Seleção Brasileira, não aguentava os torcedores cocotianos, falar que a seleção era metade do galo.

      • Ernesto Araujo disse:

        Pois é, Marra. O torcedor brasileiro é muito clubístico. E aí cada um tem sua desculpa pra não gostar da Seleção. Felizmente escapei dessa pois nessa época eu não torcia pra time nenhum.

      • No dia que ela perdeu para Itália, lembro como se fosse hoje um carro com a Bandeira do Cruzeiro desfilando nas ruas, comemorando a derrota canarinha (galinácea).

      • Ernesto Araujo disse:

        Não tiro a razão dos Cruzeirenses. Naqueles tempos duros que o Cruzeiro passava, não devia ser fácil aguentar a provocação adversária até nisso. Mas claro, a zica galinácea não falha e o time perdeu. O clubismo do torcedor brasilieiro e a administração mafiosa da CBF se interpoem entre o brasileiro e sua seleção.

      • Leonardo 2 disse:

        Estou com vc. Quase fui linchado depois que vociferei por três vezes… “Bambino d!oro!!” rs. E pelo mesmo motivo.

      • Leonardo 2 disse:

        Aguentar a rádio cocota era insuportável na época… Teve até um tal de Jorge “touro” valença “injustiçado”… rs. Mas era muito jovem. E então aprendi um negócio. Sempre digo que torço para o Cruzeiro em primeiro lugar, e para a Seleção Brasileira em segundo… SE TIVER JOGADOR DO CRUZEIRO. Pq. senão, torço pela Azzurra! rs. Só para sacanear…rs

  12. Títulos do Telê
    Campeonato Carioca de Juvenis(atual Juniores) (1968)
    Taça Guanabara (1969, 1989)
    Campeonato Carioca (1969)
    Campeonato Mineiro (1970 e 1988)
    Campeonato Gaúcho (1977)
    Campeão Árabe (1983)
    Copa do Rei Árabe (1984)
    Copa do Golfo (1985)
    Campeonato Brasileiro (1971 e 1991)
    Campeonato Paulista (1991 e 1992)
    Copa Libertadores da América (1992 e 1993)
    Mundial Interclubes (1992 e 1993)
    Recopa Sul-Americana (1993 e 1994)
    Supercopa dos Campeões da Libertadores (1993)

  13. Hugo 5erel0 disse:

    Telê foi um fracasso no comando da Seleção. Isso é apenas a constatação de um fato.

    • Waldir Peres (goleiro titular), Serginho Chulapa (centroavante), Dirceu ( a arma pra mudar os jogos).

    • Ernesto Araujo disse:

      O trabalho foi bom. Mas não teve títulos. As vezes isso acontece. Como foi o caso do Adílson. Um pouco de sorte, às vezes de maturidade faz falta também. De repente, no São Paulo, Tele fez que nem o técnico atual da Holanda e resolveu fazer algumas concessões, mudar de estratégia, admitir algumas coisas e repudiar outras para alcançar o equilíbrio. Coisa que nem Maradona nem Dunga se permitiram fazer.

  14. Marco Soalheiro disse:

    Travado comentário sobre a seleção de 1994…

  15. Hugo 5erel0 disse:

    Falácia é dizer que Parreira é retranqueiro. Ele sabe armar um sistema defensivo. Mas NUNCA foi retranqueiro. Nos clubes e nas Seleções atua com dois meias armadores. Já Dunga armou um time que só jogava de contra-ataque. E esse grande trunfo deu no barro contra a Holanda. QUE SAUDADE DO PARREIRA!

    • Ernesto Araujo disse:

      Dizer que a derrota ocorreu por conta da escolha da tática é muita precipitação, Serelo. Por que não perdemos de cara, no primeiro tempo, o qual dominamos amplamente ? Você levou em conta as ausências de Elano e Ramires ? Levou em conta o penalti não marcado e o juiz atrapalhado ? Vou apenas relembrá-lo (já que como fã de futebol você deve saber) que as seleções brasileiras tradicionalmente jogam de contra-ataque. Não sou eu quem diz isso. É a história e também ROBERTO PERFUMO em sua cronica no Diário OLE intutulada “La Envidia és Mutua”.

      • Ernesto Araujo disse:

        Não existe isso de jogar com 90 minutos de “pressing”. O Bielsa tentou implantar esse estilo na Seleção Argentina e não ganhou NADA jogando desse jeito. Perdeu duas copas América pro Brasil “de contra ataque” e ainda ficou na primeira fase da Copa de 2002.

      • Hugo 5erel0 disse:

        Eu acho que fazer um time jogar quase exclusivamente de contra-ataque ajudou na eliminação. E não é precipitação porque o Brasil já foi eliminado sexta-feira.

    • Quando um time entra num campeonato qual é o objetivo final: SER CAMPEÃO.
      Atingiu o objetivo principal , ganhando pelo placar mínimo, empatando ou com vitórias no pênaltis , que se dane os adeptos do futebol arte.
      O importante é campeonar.

  16. Espero que o “Jurado das danças do Artista” , jogue mais bola, deixe de ser chinelinho e pare de reclamar que não tinha chances no time.”

    • Marco Soalheiro disse:

      Acabei de ler o que disse esse Beckham Carioca. Vou torcer para ele jogar com a mesma desemvoltura com que fala m.erda. Mas é o tipo de declaração que só divide grupo. Não precisava. Bastava mostrar em campo futebol.

      • Marco Soalheiro disse:

        Desenvoltura …

      • Dylan disse:

        falou o que todo mundo já sabia…Roger nunca teve umas equencia de jogos pra se firmar, so era colocado na fogueira. Aacabou o tempo do apadrinhamento no Cruzeiro.

      • Marco Soalheiro disse:

        Quando vc parar com desonestidade intelectual, deixar de colocar palavras na boca dos outros, volto a debater com vc.

      • Marco Soalheiro disse:

        E o Cuca já disse o que pensa do trabalho do Adilson. Mas isso seu ouvido seletivo e desonesto ignorou.

  17. Dylan disse:

    Tele foi o maior treinador que a seleção brasileira ja teve. Montou com Cerezo, falcão, Socrates e Zico um meio campo que é reverenciado, aclamado no mundo todo. Nao ganhou mas ficou na memoria coletiva do torcedor brasileiros como um futebol que reflete nossa identidade, cultura e tradição. Zagallo teve muitos mérios na Copa de 70 mas pegou a base do Saldanha quase estraga tudo. Só escalou Pele é Tostão juntos por pressão da torcida da imprensa e dos proprios jogadores no ultimo amistoso antes da copa. Seu time titular era com Roberto e Paulo Cesar Caju. Depois nunca mais fez nada de relevante. Tele como se nao bastasse ter montado uma seleção que rivaliza com Holanda e a Hungria como uma das maiores mesmo sem ter ganhado copa, ainda venceu tudo depois como treinador de clube.

    • Jorge Santana disse:

      O maior treinador foi o maior perdedor. Seis anos à frente da seleção e zero título. Pra quem acha Cuba exemplo de democracia, nenhuma novidade.

      • Dylan disse:

        ué,senhor blogueiro, eu nao deveria “erra-lo?” achei que o senhor nãoe stava a fim de debater comigo. Ou eu devo erra-lo e o senhor pode me acertar? diga la, inclusive porque quem faz as regras é o dono e só vale pros outros, pelo visto, especialmente no que diz respeito as agressões pessoais.

    • Naldo disse:

      Me parece que o grande Telê, maior técnico da Seleção Brasileira, se perdeu com o excesso de mão de obra qualificada.

  18. Elias disse:

    O Velho Lôbo fêz história no futebol brasileiro. Incontestável. Eu particularmente nunca fui seu fã. Desde menino ouço o nome ( Mário Jorge Lôbo) e o sobrenome (Za—). Tai a minha implicância…

  19. Dylan disse:

    Tele foi o maior treinador que a seleção brasileira ja teve. Montou com Cerezo, falcão, Socrates e Zico um meio campo que é reverenciado, aclamado no mundo todo. Nao ganhou mas ficou na memoria coletiva do torcedor brasileiros como um futebol que reflete nossa identidade, cultura e tradição. Zagallo teve muitos méritos na Copa de 70 mas pegou a base do Saldanha e quase e.straga tudo. Só escalou P.elé é Tostão juntos por p.ressão da torcida da imprensa e dos proprios jogadores no ultimo amistoso antes da copa. Seu time titular era com Roberto e Paulo Cesar Caju. Depois nunca mais fez nada de relevante. Tele como se nao bastasse ter montado uma seleção que rivaliza com H.olanda e a Hungria como uma das maiores mesmo sem ter ganhado copa, ainda venceu tudo depois como treinador de clube

  20. Telê Santana é endeusado por muitos aqui e acolá…Mas, eu sempre o observei de forma diferente e explico os meus senões :
    1 – Como deixar Nelinho no Brasil, após ter jogado muito na Seleção e insistir com Edvaldo Cavalo, Josimar, Getúlio, Perivaldo e Orlando caneludo, aquele cintura dura que jogava no time das Cocotas (havia vindo da Caldense) ?
    2 – Como levar Waldyr Peres, Wendell, Mazzaropi, etc para goleiros na Seleção e deixar no Brasil o Raul que era experiente, não gostava de treinar, mas, era bom de grupo e mais, havia levado o Flamengo ao Brasileiro de 80, a um tetra carioca, à Libertadores e ao Mundial de 81 ?
    3 – Como pensar em Zé Sérgio e só dar chances ao Joãozinho nas podres ?.

    • Beth Makennel disse:

      Muito bem João. Concordo plenamente com você. Até acho que o Telê foi um dos maiores técnicos de futebol já ví atuar. Futebol vistoso, prá frente e deixava os craques fazer arte em campo. Belo futebol de suas equipes. porém, infelismente, por culpa dele e de ter ouvido outros despeitados que não aceitavam a convocação de jogador do Cruzeiro, foi por 2 vezes consecutivas, duramente derrotado na Copa do Mundo. Não poderia ter deixado de lado o Joãozinho, o Raul e nem mesmo o Nelinho. E ainda, muito menos convicar 2 porqueiras de marca maior como o Waldir Perereca e o Chulapa. 2 horrorosos jogadores que só atrapalharam a seleção e se não fosse por eles, certamente o Telê teria sído campeão. Já o Zagalinha, é um sortudo de marca maior. Prefiro tipo o Felipão que na minha opinião é um vencedor

  21. 4 – Como explicar a convocação de Elzo em 86, com o Douglas jogando o fino da bola no Cruzeiro ?
    5 – Nelinho continua a jogar bem nas Cocotas, Leandro matava a pau no Flamengo, Renato Gaúcho cometeu uma indisciplina de pular o muro da Toca… preterí-los foi muito pior do que Dunga ao não levar Ganso, Neymar, Alex10 ou R10 agora. A Seleção de 86 ficou pelo meio do caminho e foi ajudadíssima contra a Espanha na abertura da Copa.
    A razão é muito simples Telê tinha ligação com o time das Cocotas, só isto justificaria João Leite, Orlando, Osmar, Getúlio, Jorge Valença, Edvaldo Babalú, terem sido convocados por Telê. Luizinho, Cerezo, Reinaldo, Paulo Isidoro, Marcelo Pacote e Éder seriam menos discutíveis…

    • Leonardo 2 disse:

      Caro João… Comentei ali em cima algo parecido. Para deixar pensar. Você afirmou. Confirmo! Se o Telê não ganhou dinheiro com isso, bobeou. Foi apaixonado, e como tal, bobo.

  22. Carlos Campos disse:

    Mestre, você pode não acreditar. Mas, li a notícia e iria escrever EXATAMENTE TUDO QUE VC ESCREVEU. Eu até acho q um dia já escrevi isso aqui..rs…rs ASSINO LITERALMENTE TUDO. Essa do Douglas em 96 náo dá pra engolir. QUEM CONVOCOU O ELZO FOI O OSWALDO FARIA!

  23. Carlos Campos disse:

    Orlando e Jorge Valença foram simplesmente demais. E O BRUCUTÚ DO ELZO FOI A PROVA QUE NÃO EXISTIA NADA DE FUTEBOL ARTE NO PENSAMENTO DESSE TÉCNICO.

  24. Telê fazia de tudo para convocar também os tri-coloridos para tentar valorizar patrimônio do outro time dse seu coração. Se Edinho e Branco mereciam a convocação, o mesmo não se pode falar de Edvaldo cavalo, Jandir ou Delei… E o casal 20 ? Jogadores de clube.
    E se querem falar de ranzinzismo, como explicar convocar o Vitor e não levar o Andrade que era um craque do Flamengo ?
    E dizer o que da implicância com o Adílio… será que tinha um São Paulino ou tricolor ou gremista ou cocota jogando por ali ?
    Pois bem, o time de Telê em 82, estava perdendo para a Rússia… lembrem-se que Paulo Isidoro treinou o tempo inteiro, ele não teve habilidade de convencer Tita a mudar de idéia e na hora de começar o jogo quem apareceu foi Dirceu pela direita ?

  25. Carlos Campos disse:

    Mestre, o Oswaldo Faria era tão apaixonado pelo Elzo que nao sei se vc lembra de um comentário antológico dele. APÓS O SENSACIONAL 4 A ZERO PARA O CRUZEIRO no primeiro jogo da final do Mineiro de 1984, ele elogiou o ELZO. Disse que o Elzo entrou em campo com a missão de marcar o Carlinhos Sabiá. E FEZ UM PAPEL PERFEITO ! Disse: “O Elzo ( o pulmão de machado !) entrou para parar o Sabiá e conseguiu. O Carlinhos não conseguiu nada pela ponta direita e foi obrigado a ir jogar pelo meio ! “……KKKKKKKKKKKKKKKCERES. Para os que náo lembram: NAQUELE GLORIOSO 4 A 0 PARA O CRUZEIRO CONTRA AS FRANGAS, o Carlinhos Sabiá fez SOMENTE 2 GOLS…..mas, fez pelo meio da área….GRAÇAS AO ELZO QUE ENTROU EM CAMPO PARA ANULA-LO.KKKKKKceres

  26. Carlos Campos disse:

    Esse galináceo deu foi muita sorte de pegar uma geração de vencedores no tricolor paulista e vencer as competiçoes. PQ ELE ERA O PROTÓTIPO DO PÉ FRIO.

  27. Então falemos das Copas :
    1982 – 2 x 1 Rússia + 5 x 0 Nova Zelândia + 4 x 1 Escócia na 1ª fase.
    Na 2ª fase foram 4 triangulares. O Brasil caiu no grupo de Argentina e Itália. No 1° jogo deu Itália 2 x 1 Argentina. Aí o Brasil fez a sua melhor partida, com Batista marcando Maradona e o time certinho enfiou 3 x 1 na Argentina (só descontou com Ramón Diaz no finalzinho). E precisando empatar com a Itália saímos 2 vezes atrás, buscamos o empate por 2 vezes. Mas, logo a Itália voltava à frente no marcador e perdemos de 3 x 2.
    Serginho péssimo no ataque e Dinamite (Telê perdera Reinaldo, Careca e não quis levar Nunes que era algoz alvinegro) não entrou…
    O time pressionou, tentou, mas, não teve equilíbrio emocional para reverter o resultado.

  28. Carlos Campos disse:

    No jogo da Itália , mestre esqueceu de lembrar a falha grotesca do filho do palhaço moleza que era jogador das frangas., no segundo gol de paolo rossi.

    • Leonardo 2 disse:

      E precisa? Essa foi inesquecível. Desculpem-me, mas vibrei demais com essa. Mas é de se pensar… Pq. tal ódio (era o que sentia) pela seleção brasileira? Itatifrangas desfraldadas. Nunca os vi tão nojentos. Creio que concorda comigo.

    • Carlos Campos,
      Eu usei uma camisa da Itália com o n° 20 do Paolo Rossi durante o ano o 2° semestre de 1982 inteiro… Porque ?

  29. Telê teve outra chance porque o time havia feito boas partidas contra Nova Zelândia, Escócia e principalmente Argentina. Mas, perdera para a Itália que era também um grande time, tantoo que acabou campeã do mundo.
    E não houve nenhum brasileiro que contestasse a continuidade de Telê. Ora, o mestre Santana havia levado à Seleção à Europa e seu time bateu a Inglaterra em Londres, a França em Paris e a Alemanha em Stuttgart… resultados incontestáveis, mas, apertados…
    E Telê aprendeu que alguns daqueles jogadores eram intocáveis. Waldir Peres fechou o gol contra a Alemanha… é fato. Reinaldo ao lado de Zico e Sócrates havia feito tremer o gramado do Parc des Princes…Zico havia marcado um golaço antológico em Wembley quebrando um longo tabú dos ingleses.

  30. E o mundo inteiro rendera suas homenagens ao futebol mágico dos Brasileiros do quadrado mágico (Cerezo e Falcão mais atrás e Zico e Sócrates mais à frente), com Eder e Reinaldo ou Careca na frente.
    Na Copa foi Chulapa que estava com a 9. Não que fosse ruim o Sergnho, mas, não jogou bem aquela partida contra a Itália e Telê olhava para o banco e não lançava o Dinamite… porque não se sabe.
    E veio a Copa de 86…
    No gol, estavam Leão de volta e Carlos Pé-Frio…
    Na lateral a desconvocação de Leandro abriu espaço para Josimar que fez 2 golaços na Copa.
    Na zaga, apareceram Júlio César e Edinho que jogava demais.
    Na lateral esquerda, o garoto Branco do Flu de 19 anos, comia a bola.
    Os problemas físicos pertubaram Zico e Cerezo.

  31. Zico foi para a Copa, mesmo manquitolando e todo mundo sabia que poderia jogar só alguns minutos… Mas, Telê fez bem em insistir com o galinho de Quintino, que havia quebrado a perna com um lance irracional de Márcio Nunes num jogo contra o Bangú.
    Marinho, o garoto da Betânia em Bh, se transferira ao Bangú e Telê logo lhe deu chances na Seleção, onde não se firmou…
    Foi neste hiato que surgiu o meio com Elzo, Alemão, Socrates e na frente com Careca e Casagrande + Zico sempre entrando na metade do 2° tempo.
    O time passou bem pela fase de grupos, embora fosse beneficiado vs. Espanha (1 x 0).Quando o time começou a pegar no breu com uma grande vitória na Polônia nas 8as por 4 x 1, fora o baile, veio o jogo contra a França. E todos conhecem a história.

  32. Telê não foi melhor que Lazaronni… A Seleção de 90 fez contra a Argentina uma grande partida. Não fosse Alemão ter poupado o Maradona, colega de time no Nápoli, Careca ter jogado mal, as bolas na trave deles e o pé torto do Muller no último minuto, a gente poderia ter ganho da Argentina e certamente chegaríamos à final com a recuperação de Romário, Bebeto, Careca e Renato Gaúcho…
    Como o SE não entra em campo, a Seleção de lazaroni foi execrada. Mas, para mim, era tecnicamente muito melhor do que a de Telê em 86… O jogador que ficou faltando no meio de 86 foi o do craque Júnior, que jogava demais.

  33. Comparemos 86 x 90.
    Gol : Carlos Pé Frio x Taffarel. Taffarel.
    LD : Josimar x Jorginho ou Mazinho.Jorginho ou Mazinho
    BC : Júlio César x Ricardo Rocha.Júlio César
    QZ : Edinho x Ricardo Gomes. Edinho
    LE : Branco x Branco. Empate.
    MV : Elzo x Mauro Galvão. Mauro Galvão
    MD : Alemão x Dunga. Empate.
    ME : Júnior x Alemão. Júnior.
    PL : Sócrates x Valdo ou Silas. Empate, porque Sócrates não jogou bem em 86 e ainda perdeu aquele pênalti bisonho contra a França.
    AT : Careca x Careca. Empate.
    CA : Casagrande x Muller. Muller foi melhor.
    Muito melhor foi reforço de expressão, mas, não era pior de jeito nenhum e foi execrada…

  34. A presença de Júnior no meio em 86 e a entrada de Zico configuravam ao time de Telê boas opções de meio-campo. Sócrates mal ficava em campo. Renato Gaúcho e Leandro fizeram uma grande falta em 86…
    E em 90, Lazaronni errou ao não levar o Neto. Uma bola parada de qualidade faz falta a qualquer time brasileiro.
    Dunga ao não levar o Alex10 cometeu este sacrilégio. Não tem para R10, não tem para Daniel Alves, não tem prá ninguém… Com Alex em campo qualquer falta cavada pelo Robinho pelas laterais era lance de gol…
    Parreira e Dunga cometeram ato leviano em não levá-lo para as Copa de 2006 e 2010 e vão arder na fogueira, enquanto eu escrever (rs, rs, rs).

  35. Carlão, Leo2 e Elias,
    Eu tenho grande respeito e admiração pelo Zagallo, embora em 70 não tenha me conformado em não ver Dirceu Lopes entre os convocados e ver por lá o Roberto Miranda, que era bom jogador e era do time do Zagallo, ou seja, era um jogador de confiança dele.
    Zagallo convocou Fontana que tinha fama de machão e violento, estava no Cruzeiro, mas, porque conhecia o jogador de jogar contra ele no Vasco. E Fontana era muito bom de bola… Mas, que pagou mico com o Pelé ? Pagou… Conhece a história ?

  36. Mesmo tendo pagado o mico real naquela história com o Pelé que é verídica…
    Fontana : Ô Brito cê viu o tal rei por aí ?
    Brito (com o Vasco ganhando de 2 x 0 aos 38′ do 2° tempo) : Por aqui não passou não… passou por aí ?
    Fontana : Aqui não.
    Aos 40′ do tempo final, Pelé recebe na intermediário do Vasco, dribla a Alcir, passa por Fontana e antes que Brito chegasse na cobertura, desloca a Andrada e faz 1 x 2.
    Vai ao fundo do gol e pega a bola. Carrega e pôe no meio.
    Aos 43′ pega de novo a bola, faz fila e dribla até o vento. Empata o jogo, pega a bola e vem em direção a Fontana e dá a bola prá ele dizendo…: Pega, leva e dá para a tua mãe e diz que foi o REI do Futebol que mandou…. Pelé era phoda.

  37. Hermes disse:

    Sem comentaririos. Vc é demais.

  38. Jorge Santana disse:

    Treinador que dá 3 vexames tendo à disposição Renato Gaúcho, Leandro, Júnior, Cerezo, Sócrates, Zico, Eder, Joãozinho, Douglas, Andrade, Adílio é quase um Maradona de tão incompetente.

    • Hugo 5erel0 disse:

      Não entendo. Zagallo, o melhor de todos, não é reconhecido. Telê, o maior fracassado de todos, é exaltado. Como dizia Kafunga, o errado é que é o certo.

      • Jorge Santana disse:

        Telê nem é grife, é bandeira. Um dia vc compreenderá como funciona isto. Sua geração levará um certo tempo pra pegar a manha dos mistificadores.

    • E olha que ele já era treineiro há mais de 13 anos…..e o Dunga só é há 04 anos.

      • Dylan disse:

        é que alguns treinadores mesmo quando nao vencem, deixam um legado. O Tele deixou os eu para os amantes do futebol, tal qual a Hungria e a Holanda que também nao venceram a copa do mundo. Dunga vai ser sempre apenas o cara que levou Kleberson e Grafiti pra copa e deixou Ganso e Neymar no Brasil. Boa viagem rumo ao império dos lazaroni.

      • Dylan disse:

        quanta incompetencia..ele foi simplesmente campeão de tudo que disputou em clube de futebol, muito mais dificil do que ser camepão ems eleção eainda montou uma das maiores seleções da história. VBom como todo mundo sabe é Dunga e Adilson Batista.

  39. Nielsen disse:

    Telê o pior??? Bão, já que é assim, Pinheiro e Marco Aurelio foram melhores que o Adilson. Menos né gente.

  40. Hugo 5erel0 disse:

    Pode-se incluir outro nome na lista dos fracassados com a Seleção: Vanderlei Luxemburgo.