Wagner: “Levando baita azar nos gols tomados”

Por SÍNDICO | Em 14 de maio de 2019

PITACOS acerca do INTERNACIONAL 3-1 CRUZEIRO, Beira Rio, Porto Alegre, 12mai19dom16h, pela 4ª rodada do Brasileiro 2019:

MANO MENEZES: Cometemos muitos erros. Até num setor em que não erramos muito, o defensivo. Hoje sofremos três gols de rebote defensivo. E sofrer três gols de rebote defensivo aponta pra uma falta de posicionamento melhor. A bola foi no poste na primeira falta, sobrou pro Inter, e foram três jogadores deles no rebote. No segundo gol, em três rebotes, e a bola sempre foi do Inter. No último, Sobis cobrou a falta, a bola foi no travessão, e apareceu um jogador do Inter livre. Isso é posicionamento, não se pode dar tantas vantagens ao atacante no rebote. Vamos trabalhar. O único caminho é esse. Nosso momento era extraordinariamente bom, em termos de resultados. Muitas vezes me perguntavam se o Cruzeiro estava encantando, chegavam a dizer que o estava fazendo coisas fora do normal, e eu dizia que não. No futebol tem momentos em que a bola bate no poste e sobra pro adversário, gol dele. Sobra o rebote pra você, como sobrou duas vezes, pro Fred e pro Sassá, e o goleiro pega ou nós não conseguimos concluir. Quando isso acontece, alguma coisa não está bem, algo precisa de ajustes. No futebol não bate sempre no poste e vai pro adversário. Tem hora que vai pro adversário e hora que vai pra gente. Não tenho todas as respostas. Se tivesse, não estaria perdendo. Vamos trabalhar e encontrar soluções rapidamente, pois temos um grupo de qualidade.

THIAGO NEVES: Tivemos novamente uma atuação fraca, recuamos muito. Com um pouco mais de agressividade, teríamos mais chance.

FERNANDÃO ÁVILA: Não entendi até agora o que o tal do Dodô que dá dó, fez pra merecer chances efetivas. Sujeitinho frouxo. Não consigo entender um time sem concentração defensiva. O Inter foi superior ao Cruzeiro nos aspectos mais simples do jogo. Atenção aos rebotes, deslocamento lateral, fechamento da linha do passe e etc. Jogando assim, o Brasileirão acaba para o Cruzeiro antes da Copa América. Essa ciranda de volantes também está irritante. Quer por todo mundo pra jogar, ponha mas mantenha o esteio do time que é o Henrique. Romero já é ruim de com força, ruim e perdidão, fica de lascar. Do Neves eu só posso dizer que Itair nunca será perdoado de ter desperdiçado uma chance e tanto de fazer dinheiro num cara desinteressado, bananeira que já deu cacho e caro. Espero quebrar a cara logo ali na frente, mas essa derrota não deu pra engolir.

ROSAN AMARAL: As melhores chances foram perdidas pelo Cruzeiro: Neves no início da partida, o arco estava aberto e ele sem marcação; Fred que tropeçou e a bola, no início do 2º tempo; Sassá, concluindo cara a cara eduas vezes, Jadson arrematnado da entrada da área… Foram muitas chances pra matar o jogo. O Cruzeiro se armou bem (mesmo sem Henrique) e teve o resultado nas mãos. Mas desperdiçou as oportunidades.

ERNANI BITENCOURT: Faltou o treinador escalar o time pra vencer e os jogadores terem vontade de jogar.

M RIZZI: Nem sei se no caso do Neves e estar fora de ritmo. Ex-jogadores costumam ser assim nesmo.

ZULOOBAS: Não tem jogo que não saia gol em cima do Dodô, que é ruim no ataque e ruim na defesa também.

BRUNO SETELAGOAS:  Romero jogou pedrinha. Precisa ficar esperto.

WAGNER LUCAS: O Cruzeiro tá levando um baita azar nos gols tomados.

73 comentários para “Wagner: “Levando baita azar nos gols tomados””

  1. SÍNDICO disse:

    MelhorDoJogo => DEDÉ [[[18]]] Ge, Seisaum, Penido, Beth, Zuloobas, Vanda, Pyxis, Ramos, Maury, Rezende, Klauss, Morato, Walery, Ulhôa, Alex, França, Romarol, Síndico —– LUCAS [[[2]]] Sá, Gil —– LEO [[[1]]] Barnabé —– FÁBIO [[[1]]] Lulu —– SASSÁ [[[1]]] Olivieri —– NEVES [[[1]]] Schrier —– ROMERO [[[1]]] Bitencourt —– DALESSANDRO [[[3]]] Viana, Setelagoas —– NICO [[[1]]] Velame —– GUERRERO [[[1]]] Uol —– MOLEDO [[[1]]] Figueroa…

  2. SÍNDICO disse:

    JOGOS do Cruzeiro em 2019: 3×1 Guarani, 1×0 Patrocinense, 1×1 Mineiro, 2×2 Boa, 3×0 Villa, 3×0 Tupynambás, 0x0 América, 1×1 Urt, 1×0 Huracán, 2×0 Tombense, 3×0 Tupi, 3×0 Caldense, 5×0 Patrocinense, 2×0 Lara, 3×2 América, 1×0 Emelec, 3×0 América, 4×0 Huracán, 2×1 Mineiro, 1×1 Mineiro, 2×0 Lara, 1×3 Flamengo, 1×0 Ceará, 2×1 Goiás, 1×2 Emelec, 1×3 Inter. APROVEITAMENTO: 26j, 18v, 5e, 3d, 51gf, 15gc, 76%.

    • SÍNDICO disse:

      PARTICIPAÇÕES: [[[25]]] Fábio [[[23]] Leo [[[21]]] Fred [[[20]]] Dedé, Robinho [[[19]]] Henrique, Egídio, M Gabriel [[[18]]] Rodriguinho, Edílson, Romero [[[16]]] Rafinha [[[15]]] Jadson, Lucas [[[12]]] Cabral, David [[[10]]] Raniel, Neves, Sassá [[[9]]] Raniel, Dodô [[[8]]] Orejuela [[[7]]] Fabruno [[[6]]] Kayzer, Murilo [[[4]]] Rocha [[[3]]] Popó.

      • SÍNDICO disse:

        ARTILHEIROS [[[16]]] Fred [[[8]]] Rodriguinho [[[4]]] M Gabriel [[[3]]] Rafinha, Raniel, David, [[[2]]] Dedé, Robinho, Leo, Sassá [[[1]]] Neves, Rocha, Egídio, Jadson, Dodô. Contra: Aislan.

      • SÍNDICO disse:

        ASSISTENTES:[[[8]]] Robinho [[[5]]] Fred, M Gabriel [[[3]]] Egídio, David, Neves [[[2]]] Dodô, Lucas, Rodriguinho [[[1]]] Leo, Henrique, Rocha, Orejuela, Kayzer, Rafinha, Edílson, Dedé.

      • SÍNDICO disse:

        MDJ: [[[4]]] Fred, Fábio [[[2]]] Leo, Rodriguinho, Rafinha, M Gabriel [[[1]]] Dedé, Egídio, Rocha, Robinho, Rafael, Orejuela, Henrique, David, Lucas, Sassá.

      • SÍNDICO disse:

        VOTOS: [[[170]]] Fred — [[[90]]] Fábio — [[[86]]] M Gabriel — [[[83]]] Rodriguinho — [[[65]]] Leo —– [[[68]]] Robinho — [[[47]]] Lucas, Dedé — [[[35]]] Egídio, Romero — [[[33]]] Rafinha, Mano — [[[29]]] Rocha — [[[22]]] Orejuela, Rafael — [[[20]]] Raniel — [[[17]]] Sassá — [[[13]]] Murilo — [[[9]]] Edílson — [[[7]]] Dodô —[[[5]]] Neves [[[3]]] Jadson — [[[2]]] Torcida — [[[1]]] Cabral, Kayzer — ADVERSÁRIOS: [[[9]]] B Henrique — [[[[3]]] Zé Ricardo, LeoSilva [[[2]]] Dalesandro, Jussani, Berola [[[1]]] Nicolopez, Moledo, E Ribeiro, Arrascaeta, Paulão, Givanildo, Gladstone, Marcos, Angulo.

      • SÍNDICO disse:

        REFERÊNCIAS. Fábio, 831 jogos. Henrique, 478 jogos. Leo, 358 Jogos Lucas, 187, Egídio, 180, Dedé, 162, Fred, 107..

      • SÍNDICO disse:

        MANO: 219 jogos, 112 vitórias, 60 empates, 47 derrotas, aproveitamento de 60%. TÍTULOS no Cruzeiro: 2 mineiros, 2 copas do Brasil, 2 salvezzas.

    • SÍNDICO disse:

      SERÁ que toda vez que precisar dos reservas o time vai se desmontar, como aconteceu em 2018?

  3. CHIABI disse:

    O melhor do Cruzeiro foi Dedé, o Mito… O melhor da partida foi D’ALESSANDRO, que jogou muita bola, enquanto esteve em campo, seguido de perto por Nico Lopez e Moledo.

  4. SÍNDICO disse:

    ROMERO vai provocar guerra. Arreguy contra Bruno. Governador Valadares contra Sete Lagoas. Conflito de Democratas.

    • Bruno 7L RJ disse:

      Eu gosto do Romero. Tbm seria é meu titula ao lado do Henrique. Mas jogou mal. E precisa evoluir a chegada à frente.

  5. SÍNDICO disse:

    CARRINHO, se preferência do torcedor tarado, continua causando estragos. Futebol é pra ser jogado em pé. Fifa precisa mudar as regras do jogo pra punir, com falta, todo jogador que tocar o relvado com os glúteos.

    • Bruno 7L RJ disse:

      Carrinho é uma arte. Gamarra que o diga. Não tinha tanta velocidade, mas era muito preciso no desarme ao utilizar esse recurso. Faz parte do jogo. Mas concordo que há grande chance de gerar problema se utilizado com frequência. Carrinho deve ser alternativa de recurso.

  6. SÍNDICO disse:

    BITENCOURT parece achar que o treinador escala o time pra perder. Perder e fazer sucesso, faturar mais grana, ficar famoso etc. É um raciocínio, no mínimo, estrambótico.

  7. SÍNDICO disse:

    CRUZEIRO criou 6 oportunidades de gol, mas só deu conta de converter uma.

  8. SÍNDICO disse:

    RIZZI não tem medo de chavões. Usa e abusa deles. Se der errado vai fingir que não é com ele, que não escreveu o que escreveu. Vamos aguarrdarrr…

  9. SÍNDICO disse:

    TALENTIM faz campanha sistemática contra o Edílson. Será que ele não percebe que a esses percebem o quanto isto é idiota? Já seu: vão dizer que fa’xo o mesmo com o Jadson e o Romero. O que é falso. São dois jogadores medianos, que aduno conseguem jogar bem são azulados. Quando jogam mal, como neste domingo, levam crítica. Avaliação é jogo a jogo. Comme il faut.

    • Matheus Penido disse:

      Perseguir qualquer jogador ou pessoa pública é escroticie, além de ser inútil. O perseguido continua ganhando uma fábula e o perseguidor se afunda cada vez mais na própria mediocridade.

    • Tolentino disse:

      Vossa senhoria conseguiu criticar o Romero em jogo que ele nem jogou. Teve o feito de cornetar o argentino em trapalhada do Edilson e eu que faço campanha pública contra jogador? Olhe primeiro para o próprio rabo. Quanto ao bajulador-mor do Penido eu passo.

      • Matheus Penido disse:

        Ixi, a carapuça serviu. A mediocridade não deixa de ter seu lado divertido.

      • Tolentino disse:

        Carapuça não precisa servir quando citam o nome do comentarista. Aí é ataque direto mesmo. Mas nada me afeta de quem não consegue ter opinião própria só segue o chefe.

      • Matheus Penido disse:

        Não ataquei ninguém, peguei um gancho no comentário do Síndico e fiz uma observação genérica. Se você discorda e acha perseguição uma coisa legal, isso é questão pessoal sua. Tente ser um pouco menos dramático, menos implicante e mais bem-humorado, quem sabe isdo não te ajuda a esquecer o Edilson?

    • Tolentino disse:

      Aliás Edilson conta com sua simpatia pra lá de forçada, talvez etiquetofilia, talvez torcendo para a própria expectativa criada na vinda do Nelinho dos pampas… Mas no último jogo em que ele entregou uma saída de bola decisiva pro segundo gol do Inter (vish não foi Romero) e protagonizou um lance digno de UFC e sua atuação foi classificada como boa até a expulsão ficou bem claro a sua estima pelo jogador.

      • Bruno 7L RJ disse:

        Eu gosto do futebol do Edilson. Mas ele está supervalorizado financeiramente. E no CEC ainda não mostrou o bom futebol das suas últimas temporadas, principalmente no Grêmio. Só isso.

      • Tolentino disse:

        Bruno não acho o paquiderme uma nulidade. É um jogador meia boca como outros na posição. Nem compõe a linha defensiva nem apoia como desenvoltura. Faz as duas coisas e ao mesmo tempo não consegue destaque em nenhuma delas. É supervalorizado financeiramente e tecnitecnicamente. Mas o que mais me incomoda é sua soberba, deslealdade e irresponsabilidade nos lances. Pela idade e pelo que ganha deveria ser um doa líderes do elenco e não este moleque egoísta que é.

  10. Bruno 7L RJ disse:

    Valeu a moral, Síndico.

  11. Bruno 7L RJ disse:

    Concordo com o Wagner. CEC estava bem no jogo. Mas não aproveitou as chances (não foram muitas). Percebo uma precipitação na conclusão das jogadas. Na hora de avaliar uma performance, não considero apenas as jogadas que foram concluídas. Tbm levo em consideração as jogadas bem trabalhadas com grande potencial de gol mas não concluídas por má execução no último passe. CEC cria boas jogadas, mas na maioria das vezes a jogada morre no quase, por afobação, falta de técnica, escolha errada.

    • Bruno 7L RJ disse:

      Essa é a diferença do Robinho. Ele finaliza bem as jogadas, seja com arremates, sem com passes/assistências.

    • Tolentino disse:

      O Cruzeiro tem presença ofensiva na área adversária, chega bem, mas é inoperante na hora de por a bola na casinha. Time inofensivo. Aí é aquele chavão quem não faz toma. E isso fica ainda mais claro quando um time de medalhões além de não matar o jogo morte fisicamente na segunda etapa aí fica ainda mais difícil de construir o placar.

  12. Fernandão disse:

    Estava nervoso. Mas já me acalmei. Ganhando a segunda partida no Rio nessa semana, eu volto a acreditar no time. Só não consigo entender de verdade o desleixo com que o time trata o Brasileiro. Isso é ridículo do ponto de vista comercial. Copas estão aí – é muito legal e tal. Mas de agora até o fim do ano podemos ter de dois a sete jogos de copa em casa, ao passo que teremos 17 pelejas no Mineirão pelo nacional. Em que pese toda a evasão de renda gerada pela atual diretoria, é o campeonato que permite o time faturar mais em day match e em engajamento. Não é possível que não tenha uma vivalma no Barro Preto para pensar assim.

    • Thiago 5 estrelas disse:

      Até o momento não vi desleixo com o campeonato. Perdeu duas fora, contra times do mesmo nível e utilizando as melhores peças que estavam a disposição. Minha preocupação é justamente por ter sido tão inferior aos adversários e jogando com suas melhores peças disponíveis.

      • Fernandão disse:

        Com a devida vênia, Thiago, já que você é dos mais sensatos. O Mano não levou o que tinha de melhor. Henrique, Robinho e Egídio mudam o time. Além dele, não vi sangue no olho de ninguém, time jogando amistoso, desconcentrado, mesmo contra adversários diretos. O Cruzeiro fez jogos protocolares e colheu resultados protocolares.

      • Thiago 5 estrelas disse:

        Fernandão veja bem o que escrevi, Mano usou as melhores peças que tinha a disposição, digo isso pois acredito que Henrique e Robinho não foram para o jogo devido a desgaste físico e que a opção era utilizá-los no domingo ou na quarta. Já essa insistência com Dodô está difícil de entender.

      • BrunoBarros disse:

        Ufa, isso mesmo Fernandão. Será que lá na Toca ninguém consegue chegar a essa conclusão tão óbvia? A forma descompromissada com que o Cruzeiro vem tratando o campeonato mais difícil que disputa, por conta do número de bons times e da duração, não tem explicação. É confortável pra quem? Agora discordo que o problema do Cruzeiro no jogo contra o Inter tenha sido a ausência desses 3 jogadores. O Internacional também teve dois desfalques tão importantes quanto, Rodrigo Dourado e Patrick. O problema mesmo é que o time não vem rendendo. Consegue um ou outro brilhareco durante as partidas mas no geral joga uma bolinha mixuruca. Até em vitórias. Mas aqui no blog parece que não pode criticar o trabalho do treinador que rapidamente aparecem seus defensores a todo custo atacando o emissor, como se tivéssemos interesses escusos. Assim fica fácil né? Quero ver essa galera ter um pouco mais de coragem e contra argumentar o conteúdo. Porquê acham que o time não está tão mal assim. O porquê consideram o trabalho do atual treinador intocável. Discutir o assunto. Ao invés de tentarem atacar toda hora o comentarista, praticando uma psicologia de boteco, das mais tacanhas. Fica feio demais. Os caras podem ter a opinião deles e a gente que contesta o jogo jogado é classificado como torcedores de si mesmo. Difícil viu!

  13. Fernandão disse:

    CRUZEIRO, depois de 4 rodadas, ultimamente: 2015, 1 ponto, 19º — 2016, 2 pts, 19º — 2017, 7 pts, 8º — 2018, 4 pts, 14º — 2019, 6 pts 11º.

  14. Tolentino disse:

    Com 4 anos e dez meses de River Gallardo é idolatrado por ostentar duas Libertadores (2015 e 2018), uma Sul-Americana (2014), duas Recopas Sul-Americanas (2014 e 2015), duas Copas Argentina (2016 e 2017) e uma Supercopa Argentina (2017). Já o idolatrado de cá ostenta duas Copas do Brasil (2017 e 2018), dois rurais (2018 e 2019) e “incríveis” duas fugas do rebaixamento (2015 e 2016). Duelos de multicampeões. Rsrsrssrsrrss

    • SÍNDICO disse:

      Vai ser burro lá no Caixa-prego! Realidades distintas, países diferentes, orçamentos sem paralelo, mercados nada parecidos e o caralho a quatro! Sua doentia necessidade de torcer contra de pegar no pé do Mano e de secar o Cruzeiro dá nisto: posta coisas sem nexo.

  15. SÍNDICO disse:

    PIAZZA, Nílton Santos, Leandro, Procópio, Luizinho, Zé Carlos e outros caras de talento não davam carrinho. Já a lista de cabeças de bagre, que recorrem a ele com frequência, não caberia aqui.

    • Bruno 7L RJ disse:

      O cara precisa ser bão até para saber utilizar o carrinho: Nelinho, Gamarra, Mauro Galvão. Assim como o senhor citou vários, poderia citar outros. Essa não é a questão. E saber utilizar o recurso. Por exemplo: sair jogando sem chutão é pra poucos. Mas mesmos os mais craques já entregaram a paçoca utilizando pessimamente esse recurso (Cerezo em 82, lembra?). Sobre o carrinho, na semifinal da Copa do Mundo de 2014, Masquerano deu um carrinho salvador para evitar a finalização de um holandês (na ocasião ele deu uma entrevista falando que quase abriu o fosquete de tanto que teve que se esticar). Há exemplos bons e maus.

      • Tolentino disse:

        Perde tempo não. Síndico é daqueles que limita o mundo em duas categorias antagônicas sempre. Complexidade ou meio termo non ecciste no mundinho oito oitenta dele.

      • SÍNDICO disse:

        Tô falando de craques e o Setelagoas me vem com Mascherano… É pacabá!

      • Bruno 7L RJ disse:

        Citei outros que utilizam bem o recurso. E citei o Mascherano para enfatizar a importância se bem utilizado. Mas o senhor entendeu. E quis me diminuir só pq eu mandei bem pra caraca na explicação. Aí ficou feio pra tu, saf@do! Hehehe

  16. SÍNDICO disse:

    WAGNER acertou. Em 2 jogos, 3 pelotaços na baliza não é normal. Tanto que não deve se repetir tão cedo.

    • Bruno 7L RJ disse:

      O 3º gol Fábio erra o tapa. Ficou na curva, acontece. Veja a câmera de trás.

      • Matheus Penido disse:

        Pelo Cruzeiro, Sóbis desferiu 350 mil chutes de fora da área contra as metas rivais e marcou meia dúzia de tentos, se muito. Na primeira bola contra o Maior de Minas, pimba. Chamem o Padre Quevedo!

      • SÍNDICO disse:

        Se o Fábio defendesse todos os chutes, teria tb capacidade de atravessar a Lagoa da Pampulha andando sobre as águas, que nem o tutor dele.

  17. SÍNDICO disse:

    MAIS TARDE, explicarei os lances dos gols do Inter pra limpar o cérebro de vcs, tão contaminado por ideias prontas. Aguardem.

  18. jrgalvao disse:

    No paraguai, a rainha da inglaterra, que ostenta o cargo de presidente do Cruzeiro, cansou de falar asneira, eta caboclo ruim de serviço, um perigo ver uma luz acessa, ta igual politico e uns caboclos do mp, rrssssssss

    • Matheus Penido disse:

      Pelo menos o Gilvan 2 deve ter tomado um uisquinho de boa qualidade na festa da Conmebol.

  19. Tolentino disse:

    Síndico vivia criticando o Raher porque o comentarista cornetou o Egídio em jogo que ele nem jogou. Recentemente conseguiu proeza maior ao cornetar Romero numa lambança do Edilson, jogo em que o argentino nem se quer esteve em campo.

    • Matheus Penido disse:

      Seu senso de humor está tão em baixa que nem piada vc dá conta de entender. Nisso que dá perder tanto tempo com Edílson e Mano.

  20. SÍNDICO disse:

    PRIMEIRO GOL. Guerrero cobra falta, bola desvia na barreira, dificulta chegada do Fábio, bate no travessão e volta pra pequena área. Os beques estavam na barreira, mas alguns distraídos reclama por eles não terem disputado o rebote. Distraídos, não, antas mesmo.

  21. SÍNDICO disse:

    SEGUNDO GOL. Blitz colorada, Fábio, Dedé e Dodô rebatem. O que mais podiam fazer? Dar um tiro no Guerrero? Se o atacante está bem colocado, é sempre mais fácil pra ele pegar o rebote do que algum adversário, que estará de lado ou fora do alcance da bola. Quem está de frente e com o arco à frente é o atacante. E quem está de frente, tem preferência pra matar a jogada. Lembrando que o lance não ocorre em motion.

  22. SÍNDICO disse:

    TERCEIRO GOL. Chute de longe, porém forte e certeiro. Fábio não consegue desviar. Os beques, que os distraídos criticam, estão na barreira. Moledo chega antes, de frente, com o arco livre. A preferência é dele, Fosse uma bola cruzada, a defesa estaria inteira no lance. Mas não foi. A manezada, que cabulou aula de Física, contudo, só levou em conta uma variável: a distância percorrida pela bola. É pouco, mas nem vale a pena explicar as demais. Não entenderiam. Vão sempre se valer do chavão, do lugar comum ede outras explicações fáceis, que estão sempre à mão…

  23. mrr disse:

    Off: Rafinha vazou!

  24. zuloobas disse:

    Rerere, do meu texto só se aproveita isso realmente, o resto é depreciação, reconheço. Tava nervoso tb, mas não retiro o q disse. E prefiro Egídio em má fase a esse Dodô, sem sombra de dúvida.