Um tiro no pé

Por SÍNDICO | Em 1 de junho de 2010

Matheus Penido

Há alguns dias, pedi ao Jorge Santana pra escrever um “projeto de post” sobre o elenco celeste.

Minha intenção era debater com os amigos do blog a questão das cobranças que a torcida faz ao treinador Adilson Baptista analisando o material que ele tem em mãos.

Depois da partida contrao Botafogo, porém, resolvi mudar um pouco o tema do post e voltá-lo mais pra relação da torcida com o time e menos  pras qualidades e deficiências do elenco, já que esse é o novo “tema da moda”.

Não estive no Mineirão. Por não morar em Belo Horizonte, compareço muito menos que é recomendável prum torcedor fiel (se é que isso existe) ao Gigante da Pampulha.

Mas vi o jogo todo pela TV e percebi que a maioria esmagadora da torcida celeste foi ao estádio pra fuzilar o time com sua ira, de modo que só um chocolate em cima do Botafogo ia acalmar a turma, o que previsivelmente não aconteceu.

Os motivos da ralhação geral são variados, indo desde a implicância eterna com o treinador e alguns jogadores até a revolta pela falta de contratações da diretoria.

Não chego a tirar a razaão deles, afinal a decepção com a eliminação frente ao São Paulo foi grande e a maioria da turma, inocente como ela só, acreditou no papo de microfones provincianos e federais de que o Cruzeiro era mesmo favorito contra um time que lhe é superior em estrutura, grana, poder de atração e, por consequencia, com um elenco muito mais completo e variado.

Somado isso  com a postura que muitos classsificam de inerte da diretoria e a lendária infidelidade do torcedor tupiniquim, tivemos o show de horrores das arquibancadas na quarta.

Afinal, a maioria dos torcedores é absolutamente incapaz de diferenciar a posição de origem de um jogador de uma função que ele pode exercer em campo.

Dessa forma, quando qualquer coisa sai do que ele encara como “normal” apela pros “criativos” gritos de burro.

E como o treinador também se lixa pros gritos da arquibancada na hora de substituir, eles se se tornam mais constantes. O caso clássico foi a substituição de Roger por Ken na quarta.

Adílson Baptista, provavelmente, pensou que com Pedro Ken em campo teria alguém pra aacompanhar o perigoso ala-esquerdo do Botafogo Somália e assim liberaria Jonathan pra puxar contra-ataques como aliás ele já fez em outras partidas, e escolheu Roger pra sair porque esse já não tinha mais fôlego pra jogar em velocidade, o que o time precisava àquela altura.

Se dá certo ou não é outra história e depende da qualidade e capacidade de compreensão tática dos jogadores, mas pro torcedor é tudo simplismente fruto da covardia do treinador que troca um armador por um volante, com medo.

Motivos a parte, o fato é que o Botafogo jogou “em casa” e o Cruzeiro, que também jogou mal, só levou os 3 pontos pelos desfalques do adversário e pela grande fase de seu goleiro.

Claramente, o time titular do Cruzeiro está mal, devido basicamente a má fase de alguns jogadores e a falta de substitutos minimamente qualificados.

A zaga que já  não era uma “Brastemp” ano passado não foi reforçada e pra piorar o único zagueiro relamente confiável do elenco tem alternado boas e más partidas.

Nas laterais, Jonathan não brilha mais como em 2009, embora continue sendo um dos melhores da posição no Brasil, e Renan continua fraco na marcação e ficou mais previsível no ataque.

Na frente, Kleber também ainda não repetiu o primeiro semestre de 2009 e tem sido o antes odiado Ribeiro quem anda resolvendo as paradas.

E, finalmente, na linha de volantes, coração desse time desde sua formação, é que as contestações andam mais fortes. Menos pelo mau futebol e mais pelo eterno ódio que alguns nutrem pelos pupilos do treinador: Herique e, acima de tudo, e Maqruinhos Paraná.

E a armação também anda comprometida por depender de dois jogadores de muita categoria, mas pouquíssimo vigor físico.

É por essas e outras que em quase todas as partidas o time tem dependido dos milgares do iluminado goleiro Fábio.

Temos, portanto, um time bom, mas com vários jogadores vitais em viés de baixa, além um banco que parece não ter vindo ao mundo pra facilitar a vida do treinador.

E o x da questão do post é justamente sobre a relação da torcida com esse time que hoje representa o clube.

O que aconteceu na quarta, independentemente dos motivos, foi uma demosntração de burrice em seu estado mais puro da torcida celeste, que pra piorar, ainda foi vista em TV aberta por todo Brasil nas transmissões da Globo e da Band.

Burrice, sim, pois atitudes como essa, além de não transformarem jogadores toscos em craques (normalmente até atrapalha) dão força pros adversários.

Uma senha perigosa que já levou vários clubes do porte do Cruzeiro a Segunda Divisão nacional, a qual mtos “sábios” acreditam que o o time celeste é imune.

Torcedor que realmente gosta do clube devia ir ao Mineirão pra apoiar o time que anda em dificuldades, sem exigir espetáculos em troca, pois isso o time atualmente não pode dar.

Viórias simples como contra o Botafogo serão valiosas não só na tábua de classificação como também na recuperação de um time que dá sinais de decadencia.

Àqueles que atrelam seu apoio aos famigerados “reforços de peso”, algo que sabemos não acontecerá, recomendo o sofá de cara ou até mesmo um passeio no parque ou algo que o valha. É hora do torcedor ser, acima de tudo, inteligente.
 
P.S.: Antes que alguém me acuse de estar a serviço da direção do clube ou de ter uma visão “quase oficialista”, esclareço: não conheço ninguém da diretoria e também tenho duras críticas a ela, pricipalmente pela falta de transparência e também de alternativas de arrecadação. O objetivo do post foi passar minha visão sobre o que eu considero um “tiro no próprio pé” que parte da galera celeste anda dando. Quem duvida, recomendo que se lembre dos emplumados em 2005.
 
Matheus Tavares Penido, 23, cruzeirense, estudante de Direito na UIT, nasceu e mora em Itaúna.

115 comentários para “Um tiro no pé”

  1. simone b de castro disse:

    Ótimo texto! Expressou o que sinto. Nosso elenco está em fase de baixa, e a platéia cruzeirense quer ver espetáculo. Onde fica o “torcer a favor”?

    • AC disse:

      Excelente observação. A torcida quer resultados imediatos sempre. Acho que é hora de acompanharmos as mudanças que começaram ontem. E torcer para dar certo.

  2. Gladiador disse:

    Matheus,

    qual será o motivo para que tantos jogadores estejam simultaneamente em má fase?

    • matheus t penido disse:

      Gladiador,
      O time no geral tá em viés de baixa, o coletivo não tem funcionado como antes e os que podem resolver individualmente não dão conta do recado. É bom lembrar tb que esses caras estão longe de ser o que há de melhor por ai, como diz o JS, é quinta divisão mundial mesmo. O próprio Kleber, tão aclamado, nunca vestiu uma camisa de seleção brasileira e não interessa sequer a mercados periféricos no exterior.

  3. Mauro França disse:

    ótimo texto, também expressou exatamente o que eu penso a respeito do momento. Esse tiro no pé pode acertar o coração e aí… nem é bom pensar.

  4. Gladiador disse:

    Kleber não joga contra o Santos.

    • simone b de castro disse:

      Já sabemos. Provavelmente vendido, graças a Deus! Ele não gosta de BH, essa é a realidade!

  5. simone b de castro disse:

    A torcida cobra, acusa, fala, esbraveja, e chega na hora do jogo, vaia jogadores que precisa incentivar! A fama de “torcida exigente” usada na hora errada. Burrice pura!

  6. Marco Soalheiro disse:

    OFF – Alguém sabe de algum local em Curitiba que normalmente passe jogos do Cruzeiro na TV? Sem Leo Silva e Kleber será dureza, mas acredito no milagre.

  7. Matheus, otimo Post, uma sugestão para o proximo é dar uma resumidinha cabe, tem partes repetitivas mais a o conteúdo do mesmo e objetivo foram atingidos.
    abraços

  8. Gladiador disse:

    É isso aí: sai Kléber, entra Robert. Ganho de qualidade na Toca.

    • simone b de castro disse:

      Quando um jogador QUER sair, quando não gosta da cidade, o que vc sugere para que ele fique? Robert não é a solução, mas pelo que foi falado na coletiva, são 2 atacantes para chegar.

  9. RAUL MIRANDA PENNA disse:

    Não estou querendo fazer onda mas onde há fumaça há fogo. Ontem achei estranho uma linha no sempre cruzeiro que dizia que o Maluf perdeu a queda de braço para o Adilson. Hoje, em conversa com um amigo, que tem contatos dentro do Cruzeiro, este me disse que realmente o Maluf há algum tempo vinha defendendo uma profunda reformulação no futebol do clube, que incluía a saída do AB. Ocorre que o Adilson é sócio do Perrela em uma fazenda no PR. Além disso, o Gustavo Perrela seria namorado de uma filha do treinador.

    • Vixe Maria … esse amigo seu tá pior que a revista Contigo.. só fofocas, namoros, intrigas, etc

    • Jorge Santana disse:

      Gustavo teria namorado a filha do Adílson? Ora, então se ele demitiu a namorada, por que não demitiria o sogro? Futebol é pura comédia. Todo mundo conhece alguma mumunha, um bife debaixo do angu, uma lorota e coisa e tal. Só eu desconheço os bastidores. Sou o cara mais ignorante do mundo em se tratando de segredos desse mundo. Um pouco por preguiça, confesso. Já que o futebol é muito dinâmico, não me animo a correr atrás da informação.

    • Matheus Reis disse:

      Né por nada não, mas eu acho que as filhas do Adílson são adolescentes. Então é caso de mandar o Perrelinha pra cadeia.

      • simone b de castro disse:

        E são mesmo, Matheus! Pelo que vi, parecem menores de idade. Já fofocaram até que o HENRIQUE, que é casado com uma moça daqui de BH, segundo ele mesmo já falou, era namorado de uma das filhas do Adilson! E a força da torcida em campo, onde fica? Preferem fofocar! Esses são os simpatizantes do Cruzeiro! CLAP, CLAP, CLAP!!

      • RAUL MIRANDA PENNA disse:

        A última “fofoca” que eu divulguei aqui foi por ocasião da final da LA do ano passado, sobre um racha no time por causa da divisão do prêmio. Na época, a reação foi a mesma. Há duas semanas, o Oswlado Reis confirmou que houve a tal discussão e que o clima ficou feio.

      • RAUL MIRANDA PENNA disse:

        Oswlado->Oswaldo

      • Mauro França disse:

        Raul, só porque osujeito falou é verdade? E porque o time rachado reagiu no Brasileiro? Com todo o respeito, este tipo de coisa só pode ser classificado de fofoca, sem aspas, e da pior categoria.

      • RAUL MIRANDA PENNA disse:

        Fato ou boato, o que importa é que, se vocês engoliram essa sáida repentina do Maluf, eu ainda não consegui fazê-lo. A entrevista do Perrela foi preocupante. Escorregou e não falou nada.

      • simone b de castro disse:

        E só porque essa fofoca se “confirmou”, quer dizer que todas as outras são verdadeiras?

    • simone b de castro disse:

      Ainda bem que eu já estou vacinada contra essas maldades! Mas vamos baixar a bola dessas fofocas de “revista de quinta: SE o Adilson for sócio em fazenda com o ZZP, o que tem a ver com o futebol???? Uma coisa não interfere na outra. Pode-se mandar o treinador embora e continuar sócio, uai! E se namorar filha do treinador é crime, imagino o FABIANO do patético, que é casado com a filha do luxilique. E o Maldonado, que em 2003 era noivo de outra filha dele…

      • Raf Lima disse:

        Sobre o Maldonado, tenho uma quente! Quando ele jogava no Cruzeiro, mesmo sendo noivo, o referido era visto com constância no bairro Caiçara, visitando uma rameira conhecida por todos da região..
        ok ! ok ! rsrsrs

      • simone b de castro disse:

        Viu? E ninguém ficava fazendo insinuações maldosas…rsrsr

      • simone b de castro disse:

        Além do mais, será que ninguém vai achar estranho o fato do Maluf trabalhar para o Cruzeiro e para o bmg? Vai virar santo agora? Xiiii…

    • Mauro França disse:

      Qual é o contato do seu amigo? A lavadeira, o conselheiro ou o aparador da grama?

      • RAUL MIRANDA PENNA disse:

        Olha o respeito…

      • RAUL MIRANDA PENNA disse:

        A verdade é a seguinte: desde a famosa reportagem do EM, no início de 2004, assinada pelo Alexandre Simões, e que motivou a sua saída do citado órgão, tudo que vem do Perrela deve ser questionado e posto em dúvida.

      • Sobrinho disse:

        Isso ae, sem senso crítico, tem que duvidar de tudo que o Perrela falar.

      • RAUL MIRANDA PENNA disse:

        Ave, Deus da Sabedoria!

      • Sobrinho disse:

        Obrigado pelo elogio!

      • Elias disse:

        A prima da sogra da lavadeira…hahaha

      • Mauro França disse:

        No final do ano passado o Flamengo quis levar o Maluf e chegou a fazer uma proposta pra ele, bem acima do que ele ganhava no Cruzeiro. Outros clubes já quiseram contrata-lo. Se ele fosse a favor da saída do Adilson, porque teria recusado?

      • Mauro França disse:

        E não é falta de respeito, é falta de paciencia com essas versões, explicações e fofocas sem nexo.

      • RAUL MIRANDA PENNA disse:

        Só porque você perdeu a paciência não justifica escrever qualquer coisa.

      • RAUL MIRANDA PENNA disse:

        Quem te garante que o problema não ocorreu após disso?

      • RAUL MIRANDA PENNA disse:

        após isso?

  10. Matheus Reis disse:

    Concordo com tudo, xará.

    Conversando com um amigo hoje na faculdade falava justamente sobre as substituições do Adilson que ele disse não entender.

    Até aí tudo bem. O problema de grande parte da torcida é atribuir à sorte uma mexida não ortodoxa que dá certo.

    Se “inventa” e dá certo, deu sorte. Se “não-inventa” e dá certo, só fez o básico. Se “inventa” e dá errado, é burro. Se “não-inventa” e dá errado, é burro também.

    Assim fica fácil criticar.

    Amanhã estarei lá para me despedir do Mineirão, apoiando o tempo todo.

  11. Arthur disse:

    MATEUS- a torcida tem direito a um grito. Perdemos sem chances de lutar São Paulo. O povão não gostou. Isso é um grito de alerta. Duvido que essa atitude vá continuar, pois a nossa real torcida eno normal APOIA SEMPRE. Então, vamos relativizar a coisa, foiruim, mas o torcedor estáv endo as coisas, e sem dúvida irá apoiar o time, doravante. As vezes uma balançada é também importante. Se NADA ocorre-se, MALUF estaria lá, e poderiamos ir de cabeça pruma segundona. Com o fato, algo está mudando, ZZP está se mexendo, coisas podem acontecer. Então, ficar só de BRONCA e jogar contra o time toda partida, isso não pode acontecer. Um dia fazer uma manifestação? Natural, ninguém é de ferro! No mais concordo com s/análise. ABS/ART

  12. Arthur disse:

    Ocorre-se_> ocorresse… tsk tsk tsk

  13. matheus t penido disse:

    Agradeço ao JS por ter publicado e a todos pelos elogios ao meu texto. Tentei dar meu máximo pra tentar não fazer feio num espaço com tantas feras.

  14. Diogo Lara disse:

    Quanto ao apoio ao time, concordo com o post… Na hora do jogo é apoio total… Mas depois temos que ter visão crítica e expor nossas opiniões… Acho sim que o Adilson erra frequnetemente nas substituições… E para falar do exemplo que vc deu, Roger por Pedro Ken, não vi ainda o Pedro Ken fazer uma partida sequer razoável… Pra mim ele é fraco tanto na armação quanto na marcação… O Roger, apesar de oscilar muito e relamente não ter ido bem contra Botafogo e Ceará, já mostrou ter mais habilidade, técnica e criatividade. Logo, não concordo com a visão do Adilson e acho incrivel como ele sempre insiti com os mesmos Guerrion e Pedro Ken… Mas devo concordar que realmente os jogadores não estão em boa fase e o Adilson deve tá tendo um trabalho de cão…

    • Sobrinho disse:

      Kleber, WPaulista, Guerron, Roger, Pedro K, Fernandinho todos em péssima fase ou são ruins mesmo. Estas são os opções ofensivas do elenco atualmente mais o TRibeiro, Eliandro e Kiesa. A coisa tá feia para o lado Adilson, não sei se só por ruindade dos atletas ou se tema ver com o fim do ciclo do Abap no comando desse grupo.

    • matheus t penido disse:

      Diogo,
      torcedor tem o eterno direito de cornetar, mas pode ter um pouco de inteligencia. E pode acreditar que eu tb não sonho com Pedro Ken no Cruzeiro , só registrei o que eu entendi da substituição do Adilson, que eu tb não faria naquela hora. Exigir leitura tática de jogadores fracos assim é pra lá de perigoso.

  15. Diogo Lara disse:

    Quanto a queda do Maluf, acho estranho…Ainda mais por alguém inexperiente e sem bons resultados na base…Ontem na CBN o Juca disse que talvez tenha a ver com os inquéritos da Polícia Federal contra o Perrella…Será ?

    • Sobrinho disse:

      Tem ver com muita coisa, mas muita mesmo. Mas resumir à uma causa para fazer acusações é mais fácil.

    • Jorge Santana disse:

      Insinuação é nada. Rigorosamente, nada. Se o Juca sabe de alguma coisa, tem que dizer. Se não sabe, nem precisa ser ouvido.

  16. Elias disse:

    Matheus escreve muito bem. Coloca no teclado o sentimento PELO CLUBE, com uma visão ampla de tabela, de resultados. Penso assim tb. Mas nesses dias me tem batido um put@ desanimo. Jorge acha o futebol uma comédia. Eu não, futebol me causa forte sensações

  17. Elias disse:

    …que eu nem sempre controlo. Vibração, alegria, raiva e recentemente decepções. Às vezes é melhor afastar um pouco e preservar a saúde. Enquanto vc se preocupa com o clube, quem deveria parece estar pouco se lixando, pois virou um mero negócio. E eu não costumo ( e não consigo) misturar negócio com paixõa. Já defendi demais, já briguei demais. Hoje ouço calado. Deixa a vida me levar. Talvez o mestre Santana tenha razão: futebol é uma piada. Vamos tentar rir prá não chorar!!!

  18. RAUL MIRANDA PENNA disse:

    OT.: E o Athirson está jogando todos os jogos da série B pela Portuguesa, sempre os 90 minutos…

    • Sobrinho disse:

      Boa sorte para ele. E que fique por lá. Agora, com essa declaração você quer questionar e demitir quem do Cruzeiro? Só para organizar o debate aqui. 🙂

    • Jorge Santana disse:

      O Zé Carlos, aquele dos 7 segundos contra a Cocota, tb tá por aí. Joga até 180 minutos, se for preciso.

      • RAUL MIRANDA PENNA disse:

        Só que o Athirson, quando passou por aqui da última vez, vivia machucado.

      • Jorge Santana disse:

        Athisrson não se aclimatou em Beagá. O climea é muito seco. A altitude de quase 900m tb o prejudicou. O tropeiro é muito temperado e o pão de queijo costuma queimar a língua. Beagá é uma cidade inóspita.

  19. rdish disse:

    Só sei que, cada vez mais, estou muito triste e chateado com tudo que está ocorrendo com o Cruzeiro e sua torcida. Má fase do time, má fase administrativa, má fase da torcida… Bagunça, excesso de fofoca, incerteza… Chegamos ao ponto de ver torcedor torcendo contra o Cruzeiro amanhã. E quem não torce, torce pra que percamos de pouco. Estou muito triste, chateado. Falo sério. De minar lágrimas.

    • Jorge Santana disse:

      Torcedor é necessariamente burro. Ninguém pode conciliar paixão com inteligência. Paixão combina com fofoca, com chilique, com vonversa fiada etc. Além de burro, torcedor é cego. E distraído. O clube tá numa pitimba de dar medo e o sujeito quer contratações mirabolantes. E vaia. E reclama. E diz que torcida chorona e reclamona é que produz clube forte. Sandices que se repetem desde que a bola rolou pela primeira vez no Brasil. Não vale a pena levar nada disto a sério. Bola pra frente.

  20. Matheus Reis disse:

    Não é o caso aqui; mas parece que se o Cruzeiro vencer amanhã, vai ter muito “torcedor” achando ruim.

  21. Renato-SP disse:

    Meus parabéns Matheus. Penso que no momento temos que dar muita força ao time. Nessa aparente saída de vários (maluf-fato, kleber, adilson…) temos que segurar as pontas e ajudar. O momento é muito sério.

  22. Edu Mano disse:

    Olha… me desculpem discordar do post pois eu não vejo assim.

    • 1º o Cruzeiro começou muito bem o jogo contra o Botafogo. Eu estava satisfeito até o 1×0 e pouco depois.

    • O problema para a vaia da torcida foi a postura do time. Gosto de ver o jogo além da bola e o time havia parado de se movimentar, perdendo bolas fáceis, com uma marcação errada.

    • Pode até ser que o problema seja físico. Mas o Cruzeiro tem a MESMA média de jogos que a maioria dos times. Por isso EU entendo que se houve problema físico, isso também é de responsabilidade do planejamento do Clube.

    Enfim… entendi o centro da questão, que a torcida do Cruzeiro é foda. Mas eu acho que não é tão lá nem cá. Tudo o que grande parte da torcida quer é o time jogando futebol com garra. (cont).

    • Edu Mano disse:

      Por exemplo, cito duas derrotas que deu gosto de ver o time jogar. Na primeira contra o Velez e na primeira contra o São Paulo no Mineirão. Perdemos, mas o time tentou, lutou, correu…

      Contra o Botafogo e o Ceará não. Vejo o time com outra postura, ou melhor… falta de postura.

      Também acho um absurdo cobrar inteligência de massa. E digo mais, a torcida do Cruzeiro deu exemplo na final da LA ano passado, pagando 300 contos por um ingresso. Este ano repetimos a dose. Aqui em SP, mesmo com o cenário tenebroso e ingresso a 70 contos ela apoiou 90 minutos sem parar.

      O que quero dizer é que da mesma forma que é simplista apontar a torcida como chata (e ela de fato é), neste momento em específico as vaias eu acho que foram justas.

      Até porque, isso no Cruzeiro não é novidade alguma.

    • Edu Mano disse:

      Enfim… não é que eu não concorde com o post em sí.
      Só acho que – neste momento – tem algo estranho com o time. E acho que parte das vaias nos ultimos jogos foram merecidas.

      Não gosto de vaias durante o jogo. Sou partidario de apoiar integralmente ate o apito final. Mas nos dois ultimos jogos, qdo vi jogadores parados em campo… entendi – naquele momento específico – a raiva da torcida.

      • Mauro França disse:

        Contra o Botafogo não me lembro de ninguem parado em campo. E as vaias começaram numa substituição, com o time vencendo.

      • Edu Mano disse:

        Não fui no estádio, mas pela TV na “edição de som” da geradora, tive esta impressão. Nas modificações, claro, mais evidentes.

  23. Romarol disse:

    Depois de voltar do fim do mundo, revisei os melhores momentos do blog. Fiquei pasmo com a saída do Maluf. Braço direito do presidente. Algo de grave acontece no Cruzeiro. Quanto ao resultado contra o Ceará, tudo bem que o Cruzeiro jogou mal e a derrota foi justa. Mas caso vencesse, era vice-líder. Não sei o motivo de tanta ira da torcida. No 1º semestre não vejo nenhum clube no Brasil que tenha algo para comemorar. O tão decantado Santos está com a mesma pontuação do Cruzeiro. A liderança do Corinthians não diz nada, somente a esperança de dias melhores. O São Paulo e o Inter vão se matar logo após a Copa. Sinceramente não vejo tantos motivos de caças as bruxas. No curto prazo, nada de anormal.

    • Romarol disse:

      O que realmente preocupa é o médio e longo prazo e que são temas constantes aqui no blog. O futuro pode ser ruim, mas o presente nem tanto e o passado é cheio de glórias. Força torcida azul e parabéns ao Matheus pelo ótimo texto.

    • Daniel Carvalho - Porto Alegre disse:

      Estamos jogando o fino da bola…

  24. Elias disse:

    Sebá relacionado prá amanhã…

  25. Edu Mano disse:

    Ainda estou muito puto e descrente nas pataquadas desta diretoria.

    O Kléber não jogar amanhã para mim é sinal quase certeiro da sua ida para o Palmeiras. Isso não me desce de jeito algum. Como pode um clube da envergadura do Cruzeiro se curvar aos caprichos de um jogador?

    Percebam que eu não estou questionando a venda em si. Quer sair? Suma do Cruzeiro! Nas não aceito a ida justamente para o Palmeiras, como quis o jogador. Acho uma vergonha sem tamanho isso.

    Nem só pelo jogador, mas pelo fato de se desfazer de um “craque” a preço de banana e não trazer NINGUEM a altura até agora.

    Tomara que seja tudo mesmo boato. Tomara. Ou que anunciem o Fred ou u Deivid. Só assim preu entender uma loucura dessas.

    • Elias disse:

      Estão dizendo que Kleber vai chegar na quinta-feira a Sampa dentro de um veículo de uma montadora que tem sede em MG e que, coincidentemente, vai patrocinar um grande clube de Sum Paulo que tem a mesmas origens italianas do Cruzeiro…

    • ernani disse:

      Não é boato Edu, kleber esta indo e nada de bom tem vindo. Há muito que esta diretoria entende que torcedor está em segundo plano. Primeiro os parceiros que investem no clube e precisam de retorno, depois os dirigentes que precisam de altos salarios, jogadores que precisam descansar 148 horas após um jogo onde nada fizeram e a torcida que aguarde os proximos 7 anos de vacas magras.

    • Edu Mano disse:

      E o pior é esta sensação de impotência… de que ninguém pode fazer nada.
      Que esta sina, estes desmandos acotecem com a conivência de todos que cercam o Cruzeiro. Fica a sensação de que o time não tem oposição, não tem ninguém que combata as atrocidades que andam acontecendo por lá.

      É coisa errada atraz de coisa errada. Tudo um jogo incansável de interesse.

      Será que os amigos que conhecem os bastidores não apontam uma alternativa para tudo isso? Onde vamos parar?

      Nem sei o porque me importo tanto…

      • Chiabi Jr. disse:

        Caro Edu Mano, tenho opinião que isso só acontece porque a grande maioria da nossa torcida é omissa na vida do clube, Afinal são só 7 mil sócios de um universo de mais de 7 milhões de torcedores.
        Creio que reclamar, vaiar e cornetar é muito mais fácil que adquirir a cota e pagar mensalidades. Além de poder frequentar as sedes do clube, como a excelente campestre (que por si só já teria excelente custo x benefício), poderia ainda votar e ser votado, participando da vida política do clube.
        Criticar o presidente, os vices, o conselho, a diretoria, etc, sejam eles quem for, e, como disse o Evandro, nem comprar uma caixa de leite com a marca Cruzeiro é muito fácil.

      • Chiabi Jr. disse:

        FATO: O Cruzeiro teve prejuizo em 2009 (embora no balanço, o caixa teve leve variação positiva, que no meu ponto de vista é mais importante).
        FATO: Quem teve prejuizo necessita de dinheiro.
        FATO: Criticar quem está lá e não fazer nada para evitar que a vaca vá para o brejo, é depois falar “eu te disse, eu te disse” não resolve o problema.
        Então, penso que uma saida viável seria que nós cruzeirenses apoiassemos financeiramente o clube, para torná-lo forte sem depender de migalhas de uns BMGs da vida. Que sejamos sócios do clube ou sócios torcedores. 100 mil pessoas em mais de 7 milhões não é impossível para quem realmente quer contribuir para o futuro, que envolve a sobrevivência competitiva do clube. Porque Inter e Gremio conseguem e nós não!

      • Edu Mano disse:

        Concordo, mas me desculpe minha falta de ações altruístas.

        Moro fora de BH, fora de MG. O Sócio do Futebol nos atuais moldes é inútil para mim, e sócio do clube, morando longe e não podendo participar também não seria de mto útil.

        A despeito disso, sempre compro produtos oficiais do clube. Mesmo nos últimos 2 anos em que ganhei a camisa oficial de presente, comprei produtos oficiais para mim e camisas para conhecidos e parentes. Creio que uma das formas de ajudar o clube.

        Também ajudei a mobilizar a Sampa Azul, sem apoio nenhum do clube. E olha que cheguei a falar pessoalmente com representantes do MKT do Cruzeiro e NADA foi feito até hoje.

        Enfim… o que eu posso fazer, faço. Mas discordo (embora entenda) que financeiramente a torcida deva dar sem receber nada em troca. (cont)

      • Edu Mano disse:

        Profissional de MKT que sou acho que o CLUBE tem que tomar algumas ações para chamar a torcida a contribuir financeiramente.

        Como cansei de dizer, acho o Sócio do Futebol um programa de ralacionamento muito FALHO. Ele não passa de um carne de jogos e ponto. O Clube não teve, sequer, a descência de disponibilizar o papa filas por sedex até hoje.

        Posso falar pela experiência que eu tive. O Cruzeiro é ULTRA FECHADO para o contato com a sua torcida. Aqui mesmo já foram dados quilos e quilos de sugestões para melhorar os programas.

        Tudo é feito internamente no Cruzeiro. Eles tem uma Haus (agencia interna) no clube. Então eu me pergunto como eles podem ter ideias novas e crescer se não mudam a postura de olhar sempre para dentro do clube?

      • Edu Mano disse:

        (cont) Criticar não é fácil. Cornetar sim.

        Criticar significa não concordar com algo e dar argumentos e possíveis soluções. Agora se não se encontra um canal para contribuir com o clube, ai fica difícil.

        O Inter passou por um processo de gestão federal, foi buscar profissionais de MKT no mercado, elaborou projetos e amadureceu ações discutindo isso com outros clubes (como eu VI acontecer no São Paulo)…

        O São Paulo foi atraz de pessoas renomadas no mercado, criou o GESP e trouxe gente qualificada para gerar negócios ao clube. E o Cruzeiro, buscou quem? (pode ser que tenha buscado e eu não conheça pq não tenho como acompanhar o clube). Enfim…

        Jogar a responsabilidade para a torcida é o que não dá. Até pq, das receitas, o sócio do futebol não é o mais importante como já disse aqui.

  26. Ricardo Malafaia disse:

    Pessoal, desculpem-me, estava no módulo lunar sem possiblidade de contato apropriado. O Maluf saiu? Foi para o outro lado? O Cruzeiro contratou a Dilma?

  27. Daniel Carvalho - Porto Alegre disse:

    Se o AB vier, será campeão da Libertadores. Quiçá do Mundo. Mas o torcedor num tá muito a favor da sua vinda. Fique por aí. ZZP dê um time decente pra ele, que ele chega lá.

  28. Daniel Carvalho - Porto Alegre disse:

    Se o Grêmio que marca melhor levou uma saraivada de gols. Não gosto nem de imaginar comé que vai ser amanhã, com a nossa defesa batendo cabeça.

  29. Daniel Carvalho - Porto Alegre disse:

    Futebol é momento. Derrepente o Cruzeiro faz uma sequência de resultados positivos, e tudo passa. E começa melhorar o astral. Nosso time tá no limite. Há um desgaste – sei lá, se emocional, se físico… e como foi foi dito vaiar num vai ajudar em nada, vai deixar o jogador mais pra baixo, mas quem vive o dia a dia celeste proximamente pode avaliar melhor o que acontece.

  30. Eu “de fora” como tricolor que sou achei estranho naquele dia. Estou tentando lembrar aqui um time ter saído vaiado ganhando de outro grande. Não consigo.
    Se Roger ficasse em campo com aquele linguão para fora, a vaca tinha ido para o brejo.

    • simone b de castro disse:

      Victor, precisa de alguém de fora, lúcido, para tentar falar isso para alguns torcedores do Cruzeiro. Mas acho que não adianta muito não, porque a maioria leva radinho pro campo, e escuta comentários da itatifrangas. Aí, não conseguem ter discernimento…Fora os maldosos, que querem mesmo é atrapalhar o ambiente no clube, pq não gostam da diretoria e /ou do técnico.

  31. Hermes disse:

    Tiro no pé foi após assistir o Dudu jogando hoje. Tiro de AR15.

  32. Cláudio Ianni disse:

    Amanhã o estádio vai ferver !

  33. ernani disse:

    Parece que não é só Bernardo que não jogava no Cruzeiro, mas serve pra jogar fora:
    Comentarista do blog do COXA:

    “”Logo a 4 minutos, Dudu, um dos melhores do Coritiba em campo, faz uma bonita jogada individual. O meia arranca com a bola dominada na intermediária, se livra de vários adversários e passa para Rafinha, “”

  34. Paulo Rafael disse:

    Kleber não jogará amanhã porque sofreu uma leve contusão na coxa. Ok, eu sou um torcedor apaixonado, mas me chamar de otário, assim, “na lata”, já é demais, né não?

  35. Jorge Santana disse:

    Matheus Penido é um grande articulista. Equilibrado, observador, oportuno. O PHD aguarda nova contribuição do Matheus, tanto o Penido quanto o Reis.

    • Ismail disse:

      Eu vi isso bem cedo. E sem as poluições da internet, o texto ficou uma beleza de se apreciar. rs. rs.

  36. simone b de castro disse:

    O que me assusta é a quantidade de torcedor que não sabe separar as coisas, e prefere jogar a culpa em todo mundo, menos no ator principal, que é o jogador! É muita falta de raciocínio pro meu gosto…Por isso a gente vê jogadores como Robinho e Adriano se dando bem, podendo fazer qualquer coisa, e dirigentes e técnicos sérios, inteligentes e comprometidos com o clube se dando mal… Já estou até com dó do Zico!

  37. Bruno Pontes disse:

    A “depressão” do torcedor funciona asism: se ganharmos do Santos hoje e do Atlético-GO no final de semana, assistiremos à Copa como favoritos ao título nacional. Se perdermos as duas, a assistiremos como candidatos ao rebaixamento. E o fato de termos disputado somente 7 de 38 rodadas, de faltarem 6 meses de campeonato, de saber que o elenco ainda mudar um bocado, nada disso importará. Eu disse depois do jogo contra o Ceará e repito: a ressaca ano passado foi muito maior e terminamos em 4o lugar. Será que é tão difícil para o torcedor de futebol resolver, digamos… torcer?

  38. reinaldo disse:

    Temo pelo jogo de hoje. Com esta zaga e o time mostrando a vontade dos últimos jogos, uma goleada não seria de espantar. Tomara que eu erre feio!

    • Dylan disse:

      pois eu acho que o jogo vai ser equilibrado. Os jogadores vão querer mostrar serviço diante da torcida especialmente diante do Santos. So espero que o time não entremuito atras pois istoo certamente faciliatrá o bombardeio santista e ainda jogará a torcida contra o time.

  39. Claudinei Vilela disse:

    O cara confessa que nao foi ao campo e qualifica como “show de horrores” o que e viu na arquibancada.

    “a maioria dos torcedores é absolutamente incapaz de diferenciar a posição de origem de um jogador de uma função que ele pode exercer em campo.”
    Você tem esta capacidade? Creio que o que a torcida pensa é que exitem jogadores que não conseguem nem fazer o feijao com arroz e ainda se arriscam a fazer “funções variadas”….é bem diferente….

    Concorda que MParana e Henrique sao pupilos do treinador tudo bem, agora imputar o mal futebol dos dois, mas imputar a pressao encima deles por causa disso é achismo.

    Não ir ao mineirao e chamar o torcedor que la esteve de burro é realmente a melhor forma de torcer..

    Parei!

    • Dylan disse:

      eu concordo Claudinei, essa conversa de função de número da camisa não quer dizer nada parte do principio que o meio campo do Cruzeiro é composto por jogadores versáteis que armam, combatem, desarmam e finalizam com a mesma facilidade. E a torcida que se exaspera vendo esse futebol microscópico no campo é a culpada.

    • matheus t penido disse:

      Vilela,
      dei minha opinião no texto, ressaltando desde o início que não fui ao Mineirão. Se vc foi e viu algo diferente acrescente, por favor.
      Qto a vc não gostar do que eu escrevo eu acho bom, se vc gostasse eu começaria a me preocupar.

  40. mariana disse:

    Ótimo texto Matheus. Naquele dia parece que a maioria foi ao mineirão com uma única intenção: vaiar, tava demais, insuportável. Nem a TFC apoiou com o mesmo afinco de sempre, o cenário era desolador. E ainda tinha uma certa rádio, um certo comentarista esbravejando que a torcida tinha era que fazer isso msm, onde já se viu uma substituição dessa, um passe desse, um jogador desse, um time desse. E tome incoerência, esse é o msm CEC que jogou partidas exuberantes contra Velez e Nacional, esse time equeceu tudo?

  41. matheus t penido disse:

    Tentei esclarecer uma coisa no próprio texto e, pelo visto, não consegui. Minha intenção não foi denegrir a imagem de nenhum torcedor nem ensinar ninguem a torcer como foi insinuado aqui. Aliás quem sou eu pra isso? Apenas dei uma opinião minha que o JS acabou transformando em post. Infelizmente nem tudo mundo entendeu isso, seja por falta de compreensão ou por má vontade mesmo. Mas no geral agradeço a todos que comentaram, elogiosamente ou criticamente, porque o debate e a interação são desde sempre o principal objetivo desse espaço.

  42. Naldo disse:

    Parabens Matheus, começou bem. Muito do que você escreveu bate com que penso e vejo.