Um cara pra morder e esticar!

Por SÍNDICO | Em 28 de julho de 2018

O Cruzeiro tem três culpados universais pelas derrotas: Fábio, Leo e Henrique.

Fábio nem precisa falhar, basta levar gol. Nem de pênalti, pode. Leo, idem. Henrique é culpado por não morder, não agarrar, não carrinhar, não lançar, marcar com os olhos, ser avoado e sei lá mais o quê. É o caso mais grave.

Mais grave, porém de solução mais fácil. No elenco, tem o Romero. Espalhados por aí, o General Donizete e o Pierre, duas paixões recolhidas dos torcedores celestes amantes dos velhos cabeças de área.

Mas o cara que melhor atenderia ao anseio da galera é o Willians. Morde tornozelos e estica bolas o tempo todo! Um cara que encantaria o velho Osvaldo Faria e os seguidores dele.

Atualmente, Willians defende o glorioso Cerrebê, na Série B. Já disputou 10 partidas na temporada: 5 no Alagoano, 2 na Copa do Brasil, 1 na Copa do Nordeste e 2 no Brasileiro. Deve estar descansado. É chegar, vestir a camisa e ir pro jogo.

49 comentários para “Um cara pra morder e esticar!”

  1. SÍNDICO disse:

    WILLIANS Domingos Fernandes, de Praia Grande, 29jan86, volante, destro, 1.75 m, revelado por Santos e Santo André e Santos, com passagens por Flamengo, Udinese, Internacional, Cruzeiro, Corinthians, Goiás, Crb. Ao todo, disputou 266 partidas e marcou 12 gols. Títulos: Carioca (2), Gaúcho (2), Brasileiro (1).

  2. SÍNDICO disse:

    PIERRE está no Joinville. Não deve ser difícil tirá-lo de lá.

  3. SÍNDICO disse:

    GENERAL DONIZETE está no América. Aí tem que ver se fez as sete partidas que o impediriam de jogar no Brasileiro.

  4. matheus t penido disse:

    Faltou o Jonilson, que joga atualmente pelo Barça de Rondônia.

  5. SÍNDICO disse:

    ARAOS, 21 anos, meia da LaU, que teve ótimo desempenho na Libertadores, está indolor Corinthians.

  6. matheus t penido disse:

    Renan Índio parece que está sem clube.

  7. SÍNDICO disse:

    Estou revendo a reprise do jogo contra os gambás, A falta do Romero no Manoel foi escandalosa, mas os viadins seguidores de mesa-redondistas preferem acreditar no que ouvem do que no que vêm.

  8. matheus t penido disse:

    O grande campeão Augusto Recife está no Parauapebas do Pará.

  9. matheus t penido disse:

    Paulinho Dias joga atualmente na Índia.

  10. SÍNDICO disse:

    DANIEL TIJOLO, 35 anos, começou a carreira no Rio das Ostras, Depois, passou por Cabofriense, Mixto, Cruzeiro, Paysandu, São Caetano, Vila Nova, Ventforet Kofu, Nagoya Grampus, Oita Trinita e Cabofriense.

  11. SÍNDICO disse:

    ITAIR: “O principal motivo da recusa da venda de DAVID é dinheiro. Não se pode vender um jogador de R$60 milhões por R$25 milhões. E com R$25 milhões não se contrata atacante de beirada do nível do David, nem um pouco inferior. O Cruzeiro precisa levantar recursos, mas que não seja com venda de jogadores. Só vamos vender em último caso”.

  12. SÍNDICO disse:

    ITAIR: “Nossa expectativa é não vender o ARRASCAETA, a menos que alguém venha e pague a multa. A gente considera hoje que ele dá um nível diferente à equipe do Cruzeiro. E esperamos ganhar os campeonatos, que assim entra dinheiro”.

  13. SÍNDICO disse:

    ITAIR: “O procurador do CAICEDO nos disse que a prioridade seria renovar até dezembro com o Barcelona de Guayaquil. Só que o atleta não quis. Acreditamos que possa haver um clube interessado. E o Cruzeiro, a princípio, não vai usá-lo”.

  14. Eduardo Arreguy Campos disse:

    Jogador tem que ser imprevisível. Tem cara que pega na bola e você já sabe o que vai acontecer: nada.

  15. SÍNDICO disse:

    FACECUBA perdeu R$120 bilhões em valor de mercado e está sendo processado por acionistas. Joaquin Teixeira diagnosticou: “A regra é clara: mais lacre, menos lucro”.

  16. Thiago 5 estrelas disse:

    Henrique e Romero são opostos nos estilos, porém os dois sabem jogar e são úteis ao time. Romero é infinitamente superior aos citados em sua comparação. Por não gostar do estilo faz com ele o mesmo que os detratores do Henrique, perseguição sem razão.

    • BrunoBarros disse:

      Onde assina Thiago? É isso aí.

      • JOAOCOSTA disse:

        Assino logo abaixo do Bruno. O contra ponto da perseguição que Síndico enxerga no Henrique ele transfere para o Romero. O Síndico critica o Romero até quando ele não joga.

    • SÍNDICO disse:

      Tem perseguição nenhuma. É só uma resposta provocativa aos fanático pelo arranca-toco, os caras que falam em volante mordedor e besteiras afins. Romero é um tosco que vaisendo lapidado aos poucos. Tem futuro.

      • BrunoBarros disse:

        Romero não é tosco. Tem qualidade, sabe jogar. E também muita raça. Ter um volante que ataca na marcação, com velocidade, é uma coisa muito boa, não o contrário. Isso não quer dizer que ele não saiba se posicionar. Criaram essa lenda, seus detratores, de que é um peladeiro que não guarda posição. Como se uma coisa anulasse a outra. Não. Não são conflitantes. O cara pode ter um bom posicionamento e ao mesmo tempo a qualidade e característica necessárias pra buscar uma roubada de bola com mais galhardia.

      • SÍNDICO disse:

        Conversa fiada. Romero virou ídolo dos amantes do arranca-toco, antes mesmo de jogar, apenas por ser argentino (que no imaginário do torcedor brazuca, é o espirito de Libertadores). Quando começou a distribuir carrinhos, então, nasceu umE paixão avassaladora. Que ficou mais violente quando descobriram o apelido de El Perro. Na prática, ele teve um péssimo início na toca, jogando deitado e derrubando adversários. Com lances até pitorescos, como os carrinhos dentro da área, que deram duas vitórias ao São Paulo. Mas, tudo bem, ele pisac=va nas costas de adversários, algo que enternece o torcedor. Não por acaso foi banco permanente na péssima Olímpica Argentina, no Rio. Só que ele tem convivido com quem sabe jogar futebol (Cabral, Lucas e Henrique) e está melhorando o jogo dele. Como é novo e tem boa vontade, dentro de uns dois ou três anos, estará promto pra ser titular.

  17. Eduardo Arreguy Campos disse:

    Para defender o Henrique, o síndico fala mal do Romero. Não precisa. Ambos marcam bem, com vantagem para o gringo, pela velocidade e fôlego. Agora, na saída de bola, não tem como comparar um com outro, já que o Henrique só toca pra trás ou para os lados.

    • SÍNDICi disse:

      Tolices. Quem defende o Henrique são os técnicos. Todos. Eu não conto nessa história. Quanto ao negócio de dar passe pra frente, o Cruzeiro já tem Manoel e Dedé, nem precisa buscar o Willians, outro rei do esticão. O problema é que esses esticões da defesa, atualmente, são ótimos pro adversário. O futebol mudou, desde que o Osvaldo Faria se foi. Não adianta jogar de grila. O campo de defesa adversário está cheio de gente. Tem que ir tocando, mudando a bola de lado, mexer com a defesa adversária até abrir um espaço. Pense nisto.

      • SÍNDICO disse:

        Peraí, pensando bem, melhor não pensar. Continue tocando a velha toada. Esse trem de perceber as mudanças dá muito trabalho. Negócio é criar um foco de guerrilha no Caparaó ou tomar o Palácio de Inverno. O mundo não gira, a Lusitana não roda e o WM é pra sempre.

  18. SÍNDICO disse:

    ADEMIR KAEFFER, quando chegou ao Cruzeiro, era um Romero, embora jogasse de pé. Um valentão. Quando saiu, havia adquirido refinamento e confessou: “aprendi a jogar aqui”. É o que desejo ao Romero: que aprenda a jogar bola. Tem caras que nascem pronto,, como o Arthur, ex-Grêmio, e o Zé Carlos e tem caras que aprendem, casos do Henrique e do Ademir. Ser argentino não confere qualidade a ninguém. Tem que trabalhar duro e estudar.

    • BrunoBarros disse:

      O Ademir dava mais carrinhos do que o Romero. E errava muito passe. Não sei de onde vc tirou essa de volante clássico. Ele ainda adorava deixar um picolé de osso pro adversário. Era um bom volante, histórico, mas a distância no tempo não pode mudar as características de um jogador. Ele jamais foi um volante classudo, como você tem sugerido. E foi um volante muito bom.

  19. Eduardo Arreguy Campos disse:

    Quem está falando em esticão é você, não é isso. O passe para frente tem que ser qualificado, no pé do companheiro. Pra isso, muitas vezes é preciso fintar o adversário, coisa que o Henrique não faz. Ele só repassa, carimba e repassa, como um burocrata. Você deve achar isso ótimo, porque não acontece nada, como um devoto do Gentil Cardoso.

  20. Eduardo Arreguy Campos disse:

    Gentil Cardoso era aquele treinador que mandava sua defesa chutar para cima e, porque enquanto a bola estivesse no alto, aqui embaixo não aconteceria nada. Henrique ia se dar bem com ele.

  21. Renato disse:

    Síndico insiste que pra falar bem do Romero tem que falar mal do Henrique. Bobajada danada, viu. Frescura mesmo. Henrique é ídolo intocável. Dia de clássico e esse post puxa-clique. Falta de criatividade.

  22. mrr disse:

    O Mano que continue com esses dois volantes de marcação frouxa para vocês verem onde o Cruzeiro irá chegar… O Lucas Silva ainda tem o passe, mobilidade e ainda juventude. O Henrique tem o que? Não marca sem cima, passe então, esqueça. Essa coisa idolatria às vezes cega!

  23. SÍNDICO disse:

    ALÉM DE TUDO, a burrice é um troço muito chato. Vejam quantas vezes azulei o Romero. Mas isto é pouco pros fãs doidivanas. Tem que chamar o cara de Diós e desqualificar os demais volantes, caso contrário, eles acham que o arrentino não está sendo bem tratado.

Deixe um comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.