Triângulo vestiu Azul

Por SÍNDICO | Em 27 de agosto de 2010

Maurício Sangue Azul

O aumento do número de simpatizantes, que podem vir a se tornar torcedores do Cruzeiro depende de quatro fatores essenciais:  mídia, títulos, vitórias e planos de marketing.

A revolução percebida pelos cruzeirenses, que acompanharam a partida contra Corinthians no estádio, assustados com o  aumento considerável de sua torcida no Triângulo mostra claramente isto.

A nação azul presente no Parque do Sabiá comprova que a nossa torcida cresceu  assustadoramente nesta região mineira.

Cleber Mendes, cruzeirense e comentarista do PHD, me conta que na década de 90 e anteriores não eram transmitidos jogos do Cruzeiro para cá. Só se ouviam clássicos do Eixo.

O manto azul estrelado era mostrado nas telinhas somente em finais da Copa do Brasil e da Libertadores. E, esporadicamente, quando nosso time enfrentava algum do Eixo. Nem a Supercopa era transmitida para cá.

Em 2002, quando cheguei a Uberlândia, dava pra contar nos dedos as camisas do Cruzeiro nas ruas. Só havia camisas de times cariocas e paulistas, devido à influência da TV e do rádio durante décadas.

Com início das transmissões do Campeoanto Mineiro pela TV Integração, da Rede Globo, e a chegada da Rádio Itatiaia, em 2002 (em 2007, tornou-se líder em audiência), o cenário começou a mudar e o Cruzeiro começou a conquistar torcedores influenciados pela programação mais “mineira” da região.

Com a mídia a nosso favor e com as conquistas dos campeonatos mineiros  e, especialmente, da Tríplice Coroa, aumentou o número de simpatizantes e consolidou-se o crescimento exponencial do número de torcedores celestes.

Aos poucos, o clube também iniciou uma politica clara para fortalecimento da marca, investindo em marketing com campanhas,  projetos e ações como Raposão, Confraria Celeste, Guerreiros dos Gramados, Minas veste Azul etc.

Tudo isto pode ser aperfeiçoado nos próximos anos. É preciso avançar, caso contrário, perde-se o que já foi conquistado.

Contra o Corinthians tivemos, por alto, de 15 mil cruzeirenses no Sabiá, algo  inimaginável em 2002 quando cheguei aqui.

E se aconteceu esta Revolução Azul no Triângulo, por que não pode acontecer o mesmo em  outras regiões como Sul de Minas e Zona da Mata?

Precisamos consolidar nossa torcida em Minas.

O problema de falta de estádio na Capital é, neste momento, muito grave para o clube.

Mas este percalço pode representar uma grande oportunidade de consolidação da torcida em outras regiões e até fora de Minas, como em Brasília por exemplo.

Nesta quarta-feira, descobri que há mineiros de verdade no Triangulo. Por isto, acordei com um grande sorriso no rosto, uma felicidade impar e trabalhei trajando o manto azul com muito orgulho.

Como é bom  ser cruzeirense! Hoje, sinto orgulho de morar em Uberlândia e prometo não torcer mais pelo Boa de Ituiutaba só pra azulcrinar meus amigos torcedores do Verdão, o Furacão da Mogiana. kkkkk!!!

E que venha logo o grande clássico do Triângulo, o Cruzeiro x Flamengo!

Maurício Garcia Vieira, o Sangue Azul, 40, cruzeirense, empresário do ramo de informática, nasceu em San José, Costa Rica, mora em Uberlândia.

48 comentários para “Triângulo vestiu Azul”

  1. Queria deixar minha indignação com o que anda acontecendo no blog, se todos somos cruzeirenses, porque ainda sempre é o Adilson Batista o assunto principal ganhando ou perdendo, sempre a mesma ladainha… quando perde o time jogou como na epóca do Bap… se ganha foi só mudar o treinador…sou Cruzeiro… fui Bendelack, Levice, Ênio, MA, Luxa, Pc, OO, Alex, Adilson Batista, agora sou Cuca e quem ele escalar, até Robert…rsrsrs…. Vamos ser Cruzeiro acima de tudo… e sou SF…

    • Rogério disse:

      Nesta semana é compreensível, já que jogamos contra a equipe do nosso ex treinador.

  2. Cleber Mendes disse:

    Em 1997, todos os jogos do Cruzeirão MultiSuperCampeão disputou pela Libertadores foram transmitidos ao vivo para a nossa região. Algo tão raro quanto mosca branca.

  3. Criticas construticas ao CEC:
    1) Não houve entrada de mascotes junto com os Jogadores do Cruzeiro é primordial a garotada entrar nas partidas aqui no Triangulo o sonho de qualquer criança. Não sei o que aconteceu ou fisicamente é inviavel fazer isto no Sábia. Acho extranho.

    • 2) Tem um bairro aqui em Uberlândia, chamado Cruzeiro, tem uma escola publica chamada Cruzeiro e as cores da equipe de Futebol são Azul e Branco. Quer lugar melhor para o Rapozão visitar, fazer uma grande festa e ser recepcionado com muito carinho ? mais ele foi a uma escola privada visitar as crianças .. sinceramente não entendi ?

    • 3) Segundo informações passdas para mim por pessoas dentro do Cruzeiro por e-mail o projeto do CEC confraria Celeste foi paralizado , segundo estas informações oficiais devido as mudanças internas administrativas que esta acontecendo no Clube,segundo informações extra oficiais os motivos são outros e não vou comentar aqui mais é somente pensar um poquinho.
      Uma pena, seria muito bom a inaguração da Confraria Celeste e oficializar o Bar do Emerson reduto Cruzeirense em Uberlândia antes destas três partidas para movimentar melhor a midia.

    • Moema (MFox) disse:

      Concordo!

    • Moema (MFox) disse:

      Ops, apertei enviar sem querer. Concordo com a críticas, mas com relação à n. 2 é preciso saber qual foi o critério adotado para a escolha. Talvez o número de alunos? Quantos alunos na escola privada visitada, e quantos na escola pública Cruzeiro?

  4. Agora os Elogios e outras informações interrensantes:
    1) A Entrada do Rapozão ao Estádio foi espetacular… ele entrou por meio de um guindaste colocado fora do estádio e por cima das arquibancadas .. muito bacana

    • 2) Ao entrar com meu sócio do futebol fui recepcionado com uma grande sorriso do Bernardo Mota funcionárido do Clube e coordenador do programa do sócido do Futebol em apresentei já que nos conheciamos por e-mail somente no inicio deste mês. Ele me informou que tinham entrado nesse momento por volta das 21:00 50 pessoas com sócio do futebol vários de Uberlândia mesmo, impressionante.

    • 3) A pesar de não termos a oficialização do Confraria Celeste em Uberlândia o Rapozão visitou o hospital do Cancer e escolas da região, Parabéns

      • Azul Celeste disse:

        Mauricio pela TV me parece que houve entrada de mascotes (meninos) no campo. Agora pra mim o melhor do jogo foi um pai com a sua filhinha no pescoço e um cartaz: Rapozão quero tirar uma foto com você!!

      • Celeste.. se houve peço desculpas não vi… kkk deve ter sido porque estava nervoso e emocionado demais devido ao susto que lever… Desculpem a falhar e o erro.

      • Rogério disse:

        Acho que teve sim, inclusive teve até uma reportagem com um garoto qu entro com o Fábio.

  5. Walterson disse:

    Alô, PHD. Estive fora um tempo, muito atarefado preparando a visita do presidente Lula e ainda porque fui impedido de comentar pelo xerife de plantão. É bom voltar com um post do Çangue Assul e depois de uma vitória do Cruzeirão em Uberlândia.
    Morei lá de 1983 a 1985 e, francamente, nem sabia que tipo de competição o Cruzeiro disputava na época. Ainda coincidiu com uma má fase do time. Como lia a Folha de São Paulo, notícia do cruzeiro só o resultado da loteria esportiva.
    É bom saber que o panorama mudou mas ainda acho que a torcida do Flamengo é maior lá. Me lembro que, quando o Fla ganhou o Mundial (1983?) houve carreata pela cidade e as ruas cheias de gente comemorando. Sem contar os fogos.

    • Walterson a torcida do Corithias é maior e do Flamento é muito maior com certeza.. mais elas não cresceram exponencialmente igual a torcida do CEC foi algo inacreditavel. Pode ter certeza que se esse crescimento continiuar em um pouco espaço de tempo conseguiremos virar.. algum inimaginavel quando cheguei em 2002.

      • Rogério disse:

        Será possível dividir o Parque do Raposão com o Flamengo também?

      • Walterson disse:

        Rogério, se fosse nos anos 80 eu diria que a torcida do Fla seria 3/4 do estádio. Hoje, depois da surpresa apontada pelo Mauricio, já estou começando a duvidar que seja até maior que a cruzeirense.

      • Rogério disse:

        O jogo de amanhã vai influenciar bastante no público do jogo de quarta.

      • Hugo 5erel0 disse:

        E aí, Rogério? Cadê o vexame de público que você anunciou que aconteceria em Uberlândia?

      • Elias disse:

        Dou a mão á palmatória. Eu mesmo critiquei a decisão, por temer a força paulista na região. Boa matéria, bons comentários, boa participação do MKT celeste….vamos juntos!

  6. Sugestão Corneta:

    Hoje fui ao Shopping Center em Uberlândia a almoçar e tenha uma exposição rídicula do exercito Brasileiro, mostrand um monte de armas e tudo mais. Impressionante com o ser humano gosta de uma bobagem destas.. estava cheio de gente fazedno um monte de perguntas

    Por que o CEC não entra em contato com a administração do Shopping e faz o mesmo ? Coloca no mesmo local taças, copas e informações do CEC para a população da cidade conhecer melhor a equipe e obviamente o Rapozão como anfritião.

    Se o Exerciito consegui montar aquele circo, com certeza não pagou nada para isto, o CEC poderia fazer o mesmo.

    • Walterson disse:

      Mauricio, tenho certeza que meus filhos adorariam ver esta exposição. Os dois só jogam jogos de tiros, como o Call of Duty, Quake, Unreal Tournament, GTA, etc. Mas a idéia da exposição Cruzeiro é ótima.

  7. Hugo 5erel0 disse:

    Valeu, Maurício! Um das vitórias que mais festejei neste ano! Última emoção parecida foi quando vi o maior clássico de MG, Cruzeiro x Flamengo em Paracatu, cidade que tem rivaldade acirrada entre celestes e flamenguistas. Como é bom tapar a boca desses mineiros colonizados!

  8. Eduardo Arreguy Campos disse:

    Estive com alguns amigos domingo no Ipatingão, no jogo contra o vitória. Na entrada, ao redor do estádio, encontramos com umas quatro ou cinco turmas de meninos, com idades entre 7/8 anos, todos de mãos dadas, vigiados por algumas “tias”. Para testar, gritávamos ZEIRO!! e a meninada respondia em coro! Achamos estranho que em um domingo, jogo às 18:30, estas crianças estivessem lá, mas o fato é que estavam e está de parabéns quem teve a iniciativa.

  9. Hugo 5erel0 disse:

    Melhor ainda fo tapar a boca de quem torceu CONTRA o Cruzeiro descaradamente nos dias de véspera do jogo (ainda não vi o comentário de nenhum neste post…). Cadê esse povinho agora, meu Deus? Cadê? Cadê?

    • Jorge Santana disse:

      Serelo, não seja boneco de ventríloquo. Vc é um cara inteligente. Não precisa de guru. Nem de adotar discurso de seca-pimenteira, teleguiado e anticruzeirense. Ou será que o encosto tá brabo e vc não consegue se livrar dele? Se precisar, a gente providencia uma sessão de desencapetamento pra te livrar dos maus fluidos. Teiquiríse, broda!

    • Ernesto Araujo disse:

      O relato do Maurício Sangue Azul, nosso representante centro-americano, dá uma boa dimensão do poder da mídia como fator de influencia na torcida. Minas é um estado territorialmente muito grande, maior que muitos países. Fica difícl extender a influencia dos clubes da capital sobre o estado, ainda mais porque eles não tem o poder financeiro e midático dos clubes do eixo. [continua]

  10. Aloisio Mendess disse:

    Maurício Garcia, fico contente em saber que nossa torcida cresceu em Uberlândia. Asssiti ao jogo pela Globo e tive que aturar aqueles comentaristas falarem que a torcida do Coríntians era maior que a nossa. Pela TV dava para perceber que a arquibancada estava dividida. Se tivéssemos conquistada a Libertadores no ano passado teríamos muito mais. Penso em sair daqui de Brasília e ir ver um dos jogos aí. Será uma oportunidade para conhecer a cidade e ver uma grande vitória. Saudações Celestes.

    • Aloisio será um prazer venha para UBERLÂNDIA que será bem recebido, como sugestão procure o consulado celeste de Brasilia com certeza teremos gente vindo de la. Na terça feira será aniversário da cidade 122 anos feriado na cidade

  11. Romarol disse:

    Que post otimista e motivante! Parabéns Blue Blood!

  12. Hermes disse:

    É Maurício, a galera andou dizendo que o jogo aí seria um tiro no pé. Não consultou o consultor Maurício falaram para o pé.

    • Hermes disse:

      Cada vez mais concordo com a argentinação do Cruzeiro:

      • Ernesto Araujo disse:

        Apesar de reconhecer a beleza das “Leonas”, mulher por mulher prefiro torcer pelas gatas do volei feminino brasileiro. Lindas e competentes. Argentinação do Cruzeiro nem pensar ! O Cruzeiro tem que ser um clube mineiro e brasileiro, dando chance aos garotos da base, da nossa gente e da nossa terra. Reforços estrangeiros só quando forem urgentes ou jogadores excelentes.

  13. Radicchi disse:

    OT: Campanha PATÉTICO-MG ESPERANÇA:
    Para doar 01 ponto ligue: 0800 2010 01
    Para doar 02 pontos ligue: 0800 2010 02
    Para doar 03 pontos ligue: 0800 2010 03

  14. Ernesto Araujo disse:

    O relato do Maurício Sangue Azul, nosso representante centro-americano, dá uma boa dimensão do poder da mídia como fator de influencia na torcida. Minas é um estado territorialmente muito grande, maior que muitos países. Fica difícl extender a influencia dos clubes da capital sobre o estado, ainda mais porque eles não tem o poder financeiro e midático dos clubes do eixo. {continua}

    • Ernesto Araujo disse:

      Acontece que esse é o preço de uma estratégia de marketing pouco agressiva ou inexistente que vigorou durante anos. Como fazer o público das regioes mais afastadas da Capital (norte, sul, sul de MG e triângulo) torcerem pelo Cruzeiro ? Não tenho todas as respostas. Mas o certo é que o Cruzeiro só dá as caras nesses locais uma vez por ano e pra jogar como VISITANTE. Qual foi a vez que o Cruzeiro INTENCIOANALMENTE levou um grande jogo de Copa do Brasil, Brasileiro, Libertadores ou Mercosul para fora BH ? E não é levar só o jogo, mas toda a estrutura da partida (Raposão, mascotes, fogos, bandeiras, balões, ações de mídia pré e pós jogo, dentro e fora do estádio). [continua]

      • Ernesto Araujo disse:

        Uma outra forma de se fazer isso seria, conforme eu já abordei num post publicado aqui, a utilização de uma cidade importante da região do interior como sede de um esporte olímpico como volei, basquete, futsal, futebol feminino, etc, etc, em parceria com a cidade, para trazer a torcida local para o nosso lado. Ninguém tem obrigação de torcer para o Cruzeiro só porque nasceu em MG, ainda mais tendo contra nós a enorme diferença de presença na mídia e poderio financeiro que os times do eixo possuem. Precisamos disputar espaço e “brigar” pelo nosso torcedor de outras partes do Estado.

      • Ernesto Araujo disse:

        Agora, por força DAS CIRCUNSTÂNCIAS, o Cruzeiro faz aquilo que deveria fazer com mais frequencia, que é levar o Cruzeiro para outros lugares do Estado e, aí sim, fazer MINAS VESTIR AZUL. Isso inclusive poderia ter efeito benéfico até em termos de apoio do torcedor pois o torcedor da capital é muito mais exigente e cheio de vícios. Talvez um torcedor mais arejado pudesse ajudar mais a equipe que muito torcedor “cabeça feita” da capital.

  15. OT
    Rusty Old Thing
    This old fellow (Sanjorge) in his eighties got up and was putting on his coat.
    His wife said,”Where are you going?”
    SanJorge said,”I’m going to the doctor.”
    She replied,”Why, are you sick?”
    “No,” he said,”I’m going to get me some of those new Viagra pills.”
    So, his wife got up out of her rocker and was putting on her sweater when he said,”Where are you going?”
    She said,”I’m going to the doctor too.”
    Sanjorge asked,”Why?”
    She said,”If you’re going to start using that rusty old thing again, I’m going to get a tetanus shot.”
    By http://www.aprendendoingles.com.br

  16. Sobrinho disse:

    Sabia que a torcida do Cruzeiro iria surpreender muita gente.

  17. Beth Makennel disse:

    Puxa Maurício, que bacana o seu depoimento. Até fiquei arrepiada de emoção. Realmente a nação azul tá cada dia mais gigantesca. Como é bom ser Cruzeirense. É uma boa oportunidade dos mineiros de Uberlândia mostrar que aqui e Minas quem manda é o Cruzeiro. Mineiro torce é prá mineiro e que seja o maior de Minas que é o nosso Cruzeiro. Adorei!!!