Três jogos e um simulacro

Por SÍNDICO | Em 10 de abril de 2010

A Globo anda generosa. Hoje, liberou geral o pague-pra-ver.

No Serra Dourada, Goiás 0x0 Atlético. Foi um belo começo de semifinal pra 23 mil torcedores. Harlei fechou o gol esmeraldino.

Semana que vem, tem mais. O Dragão joga pelo empate. O Verdão tem mais estrelas. Tá aberta a disputa.

No Beira Rio, Inter 2×0 Ypiranga. O Colorado encaixou duas boas jogadas e decidiu logo de cara. Os amarelos lutaram. Ao menos, isto.

No Maracanã, Bota 3×2 Flu. Jogo animadíssimo pra pouco público. O Bota abriu o placar, mas Fred, após perder pênalti, virou marcando duas vezes.

No 2º tempo, o Fahel empatou e o talismã Caio desempatou. Impedidaço, Herrera fez corta-luz e enganou o goleiro do Flu.

Roubo a favor, o Bota tolera. E não teremos o tradicional chororô.

Faltam 90 minutos, primo Joel! Vamos acabar logo com isto. A Estrela Solitária precisa campeonar, porque ninguém mais tem paciência pra lamúrias de vice-campeão reincidente.

No Ipatingão, no jogo menos importante do sábado, Atlético-MG 2×1 Democrata-GV. Com a entrega do mando de campo, a diretoria da Pantera sinalizou pra seus torcedores e jogadores que pouco importa campeonar.

Só conta chegar ao ponto de passar o ponto adiante por qualquer mixaria. Sonhar, nem pensar.

O Campeonato Mineiro já tem um finalista. Hoje, 40% do Mineirão foi pintad0 de cor de rosa.

O restante será verde ou azul? Não se pode dizer a priori. A outra semifinal será pra valer.

69 comentários para “Três jogos e um simulacro”

  1. Naldo disse:

    Se o Bota vencer o segundo turno, é campeão direto.

  2. Naldo disse:

    O Campeonato Mineiro esta ficando cada vez mais rídiculo. Todo ano alguem vende o mando de campo para a Cocota ou Raposa. Alguem pode levar um Campeonato deste a sério? O Ipatinga vai jogar em casa pois é o único do interior dos semi-finalista que tem estádio decente. Uma pena que um time como o Uberlândia não consegue ficar sequer na primeira divisão.

  3. Celeste disse:

    Aqui em Sorocaba só mostraram o jogo do Fluminense. Time que caiu nas graças da imprensa esportiva no início do ano passado mas até hoje não saiu do papel. Aliás no ano passado foi um vexame só. Só que o desempenho na reta final do campeonato fez a torcida esquecer a temporada. Imagino que até hoje o fred deve se arrepender da péssima escolha que fez. E o Demo ainda está vivo. O time zebrado é muito ruim.

  4. Pombas… JS você esta “muito sertinho”.. um time de futebol que joga no maximo 15 partidas oficias… na hor de ganhar um $$$ você vem com “moral”… campeonar… deixa dsso.. a diretoria do demô que ta certa.. tem que fazer cascalho para pagar as contas.

    • Mauro França disse:

      Então não vamos reclamar quando a diretoria do Cruzeiro vender jogadores para fechar as contas, certo Mauricio? Parece que honra e dignidade são palavras em desuso no futebol.

      • Eu não reclamo da Direoteia vender jogadores… EU RECLAMO da falta de TRANSPARENCIA… no hora de fechar as contas.

      • Moema (MFox) disse:

        O lucro na venda de jogadores é parte fundamental na manutenção da estrutura de futebol. As minhas críticas, quando faço, não são contra as vendas em si, mas as condições em que algumas são feitas (momento, valores, etc). Acho que as comparações estão um equivocadas, mas estou gostando do debate.

    • Naldo disse:

      O Democrata deve estar querendo galgar. Este ano vendeu a semi, em 2011, vende a final e em 2012 finalmente campeona. A cada grana a mais que arrecada ele fortalece o grupo, deve ser investimento a longo prazo.

      • Naldo.. vc não tem como “trucar” essa diretotia do demô ou não, não tem numeros, para saber se vale a pena jogar em GV ou Beaga. Pergunto quantos jogos oficias o Demô vai fazeer este ano… mais de 10 ?.. será? tem que vender mesmo… eles estão certos..

    • Mas lamentavelmente o negoio é esse, ninguem tem moral de reclamar o que for do Demô, Bõa (ano passado), etc, etc, etc.. eles precisam arrecardade R$ 100.000,00 para poder campeonar uma serie C…. lamentavelmente é a pura realidade e ninguem pode reclamar ou moralizar nada !!!…Neste formato… é isso aí !!

      • Mauro França disse:

        O Uberaba, ao que consta, não vendeu mando de campo. E deve precisar de dinheiro para pagar suas contas também. E outros times por aí também. Ou a única fonte de renda agora é vender mando de campo?

      • Mauro… eles nção venderam.. pois não tem mais contas a pagar.. eles vão jogar serie D ? serie C ?… a diretoria no seu orçamento.. as contas a pagar era o rural… não precisaram arrecardar mais… pois nao precisavam.. simples assim.

      • Mauro França disse:

        Mauricio, a única fonte de renda é vender mando de campo? Eu, se fosse torcedor do Democrata, ficaria p. da vida. Me sentiria um palhaço.

      • Mauro França disse:

        E se o Democrata não se classificasse, iria fechar as portas? Ficar devendo?

      • Mauro se Vç fosse diretor do Demô tenho certeça que vc pensaria duas vezes;.. ficar mancahdo por ter feito um buraco no time.. ou ter tentado campeonar.. da “melhor forma possível”

      • Mauro França disse:

        Mauricio, se eu fosse diretor do Democrata tentaria arrumar patrocinio e outras fontes de renda. Até porque não saberia de antemão se meu time se classificaria pra poder vender mando de campo.

      • Patrociono como ??… quem é maluco de patrocina um time que joga no maximo 25 jogos oficiais ao ano ???… somente se for uma ONG

      • Moema (MFox) disse:

        Mas o Uberaba PODIA jogar em seu campo, não? Pelo que entendi, e corrijam-me se estiver enganada, o Democrata não poderia jogar em seu estádio.

  5. Jorge Santana disse:

    Cambada de realistas: sabendo-se que Corintiãs e Flamengo dão muito mais renda que o Cruzeiro, se cruzarmos com um deles na Libertas, vamos exigir que o ZZP venda nosso mando de campo.

    • Mauro França disse:

      Apoiado.

    • Vinicius Cabral disse:

      Por mim também.

    • JS’.. deixa de ser “pendejo”… se em Beaga ão tiver um estadio de 60 mil pessoas tem que vender mesmo para fora.. e ganhar mais $$. essa sua comparação é a mesma de comparar fussinho de porco com tomada…

      • Mauro França disse:

        Pelo contrário, a comparação é mais do que pertinente. Em São Paulo, por exemplo, o ingresso é mais caro. Daria muito mais dinheiro jogar duas partidas lá. Vc apoiaria?

      • Jorge Santana disse:

        Por este raciocínio sem-vergonha, como só teremos estádio pra 20 mil no Morrinhão, vamos vender jogos pra quase todos os adversários. Até o Grêmio Prudente jogará duas vezes em casa contra o Cruzeiro.

      • Vinicius Cabral disse:

        A questão que eu acho, Maurício, é que ao vender o mando de campo o Democrata está se prejudicando perante sua torcida. Se eu fosse torcedor do clube, não iria aos jogos da primeira fase no Mineiro do ano que vem. O torcedor pega a carne de pescoço mas não tem direito de pegar o filé. Se a diretoria tivesse passado confiança ao torcedor, esses 90 km de distância entre Valadares e Ipatinga poderiam se transformar em 5.

      • Mauro França disse:

        Foi o que eu falei antes. Se eu fosse torcedor do Democrata me sentiria enganado.

    • Naldo disse:

      JS, esta nem como piada serve.

    • Moema (MFox) disse:

      Se é para elucubrar, vamos usar uma comparação mais apropriada: Mineirão fechado para o Axé, Independência interditado por reforma. Cruzeiro não pode jogar a semi-final da Libertadores (pra ficar mais parecido, rs) em BH.
      Onde vocês escolheriam jogar? Quais critérios usariam para tomada de decisão?

  6. Jorge Santana disse:

    Sem-vergonhice ampla, geral e irrestrita.

    • A questão não é essa, … se a sus visão é a moral.. você esta certo, se a razao é poder pagar as contas TODAS as diretorias do interior estão cetas simples assim. Depende do angulo da visão

      • Jorge Santana disse:

        Quem não vendeu o mando fechará as portas?

      • Não.. necessariamente.. mas vendendo o mando de campo.., e se arrecardando melhor no proximo ano “poderá arriscar” mais.,, Mas neste formato é complicado

      • Tem que mudar a mecânica…simples assim.. nesse formato tem que vender mesmo.

      • Mauro França disse:

        Já fiz a pergunta e vou repetir: Vender mando de campo é a única fonte de renda dos clubes do interior?

      • Nesse formaro de campeonato.. que o time joga no maxio 15 partidas oficias por ano SIM tem que vender mesmo !

      • Vinicius Cabral disse:

        Vender um jogo desses não mudará a situação de time nenhum. Equipes trabalham dentro de orçamentos. Pelo menos é assim que deveria ser. Por isto, concordo com o Jorge quando ele diz que o clube não fechará as portas se não vender o mando.

      • Caro Vinicius… você como empresario. fez uma orçamento onde teoricamente quando seu time chegou no mata a mata esta zerando as contas ( o que acho MUUUITO DIFICIL) vc tem a oportunidade de ter uma receuta liquida de R$ 100.000,00 para utlizar teoridcamenete num planejamento futuro.. vc vai abrir mão disso ?;; é muira irresponsabilidade de qualquer dirigente de qualquer time.

      • Vinicius Cabral disse:

        Maurício, como empresário, eu não trocaria um cliente fiel por um negócio esporádico que não mudaria em nada o futuro da minha empresa. Teria que valer muuuuuuuuito à pena. E tenho certeza que, mesmo para um clube pequeno, não valerá.

      • Jorge Santana disse:

        França, daqui a pouco te respondem que vender o jogo é ainda mais rentável. Tá valendo qq coisa.

      • Mauro França disse:

        Se é que não venderam mesmo. Afinal, se estao tão desesperados pra fazer dinheiro, que mal faria vender um jogo?

      • kkkk vc tá apelando … depois fala mal do Morrinhão ?

  7. Mauro França disse:

    Mauricio, seu raciocinio acima só corrobora o que o Jorge comentou. Se o Cruzeiro fosse jogar uma semifinal de LA contra o Corintians e tivesse a perspectiva d efaturar muito mais jogando as duas em SP, seria irresponsabilidade do ZZP não vender o mando de campo. A comparação que o Jorge é mais do que pertinente. Ou o raciocinio só vale para clubes do interior?

    • Mauro França disse:

      Aliás, vc já respondeu: “é muira irresponsabilidade de qualquer dirigente de qualquer time”. Então, vc deveria apoiar a proposta do Jorge.

    • Mauro o Cruzeiro não joga somente 25 jogos oficiais ao ano… o Cruzeiro faz parte doClub dos 13… não tem como comparar a postura do Demô que joga no MAXIMO 25 partidas oficias no ano com CRUZEIRO que joga 90 partidas ao ano.. vocẽ esta comparando alhos com bugalhos

      • Jorge Santana disse:

        Çangre Açul, a partir de que número de partidas oficiais um time deveria ficar moralmente impedido de vender seus mandos de campo?

      • Vc esta se sacanage… JS… vc entendu muito bem meu raciocionio e minha linha de pensamento… deixa de ser bobo… atê parece aqueles comunitas que aparecem por aqui de vez en quando querendo “comer” algumas criancinahs… nhehehe… Deixa de ser teimoso hhehe. deposi conversamos frente a frente. Abraços

  8. Boa noite a todos… novamente papo muito bom no PHD.., e novamente discusções para serem aproveitadas, analisadas e avaliadas… e o Blog do PHD / JS é bom por isso… Respeito as opiniões e tenho certeza que quando escrevo as minhas.. pessial fica com uma pulga atras de orelha ???… …obviamente menos os que tem uma opiniao já formada… kkk. Masi fora disto isso aqui É MUITO BOM… vale a pena leer todos os dias…

  9. Eduardo Arreguy Campos disse:

    Vejam bem, a diretoria do Democrata e dos outros times cujos estádios foram considerados inaptos para jogos acima de 10.000 torcedores pelo ministério público está à disposição do Mauro, do Jorge e de outros que corroboram o mesmo pensamento. Só quero lembrar que a falta de recolhimento das contribuições sociais e dos salários dos jogadores implicam em solidarieda passiva dos administradores. Quem quer encarar?

    • Jorge Santana disse:

      Se o Democrata não tivesse se classificado para a venda de mando, não cumpriria suas obrigações fiscais e sociais? Que planejamento foi este que colocou em risco a integridade legal dos cartolas? Como aceitaram disputar um torneio no qual só vendendo mandos se pode cumptir obrigações? Isto é roleta russa ou futebol?

      • Eduardo Arreguy Campos disse:

        Planejamento, Jorge? O “planejamento” é o seguinte. Existem duas opções quando não se vende o mando. A primeira é o presidente meter a mão no bolso e bancar o rombo. A outra é deixar o buraco aumentar. Vc tem alguma outra solução?

  10. simone b de castro disse:

    Essa renda que o Democrata vai receber, pouco vai adiantar! Vai solucionar um probleminha aqui, outro ali, mas não muda a condição do clube! Vale a pena??? Será que um possível título, ou uma vaga na final não valorizaria seus jogadores? Não atrairia algum patrocínio, mesmo que modesto, ou ocasional? Ou preferem ficar sempre vendendo deus mandos? Até quando? Em todos os campeonatos??? Melhor nem participar…

    • Eduardo Arreguy Campos disse:

      Que jogadores, Simone? Nenhum dos jogadores do atual elenco pertence ao Democrata.

  11. Sobrinho disse:

    O Democrata joga em casa em Governador Valadares, qualquer lugar diferente disso é jogar fora de casa. Como não deixam ele jogar em Goval ele vai para o lugar onde ele pode ganhar mais grana. Simples. O resto é hipocrisia de politicamente corretos.

    • Jorge Santana disse:

      Vc, o Arreguy, a cartolagem do Democrata e os rosados pensam assim. O resto do mundo apenas sorri amarelo diante de tanta cara de pau.

      • Eduardo Arreguy Campos disse:

        Mudem a regra do campeonato, deixando os times do interior jogarem em casa, no limite da capacidade do estádio e proibam a inversão do mando. A solução é esta. Partem de bater no Democrata, que é bobagem. Batam na federação e nos times da capital, que dominam o futebol.

  12. Os tricolores não choram mais uma derrota roubada no Estadual pelo apequenamento do clube. Cada ano que o outrora maior campeão do seu campeonato homônimo fica de fora das finais, menor fica. Aquele dia em que o Fluminense igualaria-se ao América e Bangu já chegou. Chegará o dia em que seremos Atlético Mineiro e por fim a extinguiremo-nos.