Top 10 dos programas de televisão

Por SÍNDICO | Em 3 de março de 2019

Top 10 dos programas de televisão segundo minha patroa, Dona Fátima:

  1. Terra de Minas, Globo, sábado, às 14h.
  2. Senhor Brasil, com Rolando Boldrin, Cultura, domingo às 10h.
  3. Prelúdio, Cultura, domingo, às 12h.
  4. This is Opera, Films & Arts e Arte Um, quarta, 21h30.
  5. Globo Repórter, Globo, sexta, às 22h.
  6. The Noite, com Danilo Gentilli, Sbt, segunda sexta, 23h.
  7. Um pé de quê?, com Regina Casé, Futura.
  8. Cozinha Prática, com Rita Lobo, GNT,
  9. Trato Feito, History Channel
  10. Decora, com Maurício Arruda, GNT.

E as suas indicações, caro leitor?

25 comentários para “Top 10 dos programas de televisão”

  1. SÍNDICO disse:

    UM PÉ DE QUÊ?, no Canal Futura, estreado em 2001 apresentado por Regina Casé, mostra em cada episódio uma árvore da flora brasileira. A abordagem parte de aspectos botânicos, como origens, características físicas, épocas de floração e vai buscar passagens em que elas ficaram em evidência na história do Brasil ou na vida de pessoas comuns. Regina aparece em praças, parques, matas e florestas dos quatro cantos do país, apresentando música, culinária, história e revelando a natureza de forma curiosa.

  2. Ernesto Araújo disse:

    Terra de Minas: Não conheço. —– Senhor Brasil: Já assisti alguns trechos algumas vezes. Muito bom. É um programa um pouco mais eclético que o “Viola, minha Viola” que a Inezita Barroso apresentou por muito tempo na Cultura. Mas já vi performances excelentes de artistas pouco conhecidos do público em geral. —— Prelúdio: Uma espécie de “The Voice” da música clássica, comandado pelo Maestro Julio Medaglia. Vez por outra assisto alguns trechos. —– This is Opera: Nâo conheço. —– Globo Reporter: Não assisto faz tempo. Só lembro da trilha sonora de abertura, que é do JB Pickers, “Freedom of Expression”.

    • Ernesto Araújo disse:

      The Noite: Não gosto de talk shows humorísticos em geral. Depois da “era de ouro” do Jô Onze e Meia e sua posterior mudança para a Globo acho o gênero um tanto esgotado. O último que achei razoável foi o “Lady Night” da Tata Werneck. —-– Um pé de quê?: Vi uma vez mas não aguentei assistir até o final. Botânica não é comigo, ainda que relacionada com outras coisas. —– Cozinha Prática: Programa de culinária é quase tudo a mesma coisa. Muda só a receita. —– Trato Feito: Assisti tantas vezes que comecei a adivinhar (com boa margem de acerto) os preços que o Harrison e sua equipe estavam dispostos a pagar pelas coisas trazidas na loja. Mas saturou. Eles tentaram emplacar um “game show” tempos atrás mas parece que não deu muito certo. Em espanhol, o programa tem um nome interessante: “El preço de la história”.

      • Ernesto Araújo disse:

        Trato Feito: Assisti tantas vezes que comecei a adivinhar (com boa margem de acerto) os preços que o Harrison e sua equipe estavam dispostos a pagar pelas coisas trazidas na loja. Mas saturou. Eles tentaram emplacar um “game show” tempos atrás mas parece que não deu muito certo. Em espanhol, o programa tem um nome interessante: “El precio de la história”.

      • Ernesto Araújo disse:

        DECORA não conheço.

      • Ernesto, classificar The Noite como “talk show humorístico” é hilário … rsrsrs sorry !

  3. Ernesto Araújo disse:

    Quanto a indicações, não tenho tanta coisa assim a comentar. Primeiro porque pouco tempo tenho para assistir TV. E segundo porque o Youtube substituiu uma parte do que costumo assistir. É uma mídia mais específica onde você pode encontrar um conteúdo mais direcionado. Ainda assim tem algumas coisas que gosto na TV a Cabo: [[[1]]] Documentários do Discovery Civilization e do H2 (sub-canal do History Channel). Também tem o Discovery SCI que é mais voltado para ciencia e tecnologia. [[[2]]] Canal Arte 1: Reportagens e documentários sobre diversas formas de arte (pintura, música classica, arquitetura, jazz etc etc). Vi um recentemente sobre o pintor Pancetti que é excelente. [[[3]]] Like!: É um canal com dicas de filmes. Coisa popular, bem apresentado.

    • Ernesto Araújo disse:

      [[[4]]] Linha de Passe: A mesa redonda mais famosa da TV a cabo brasileira, que o Síndico assiste só pra criticar e ficar chamando os caras de comunistas (kkk). Eu assisto só de vez enquanto. 90% do papo é sobre times de Rio e SP então só aguento assistir quando o Cruzeiro está envolvido. [[[5]]] Canal OFF: Assisto com frequencia. Paisagens belíssimas, esportes radicais (surf, skate, kitesurf, escalada, parkour, entre outros) além de uma trilha sonora de primeiríssima linha. Excelente !

      • No YouTube, tem muitos canais de Humor e bizarrices. Por exemplo, assistir qq M no canal do Olavo de Carvalho.

      • O ASTRÓLOGO, guru da direita brasileira, esteve nos noticiários este fds depois de pedir dinheiro a seus seguidores pra pagar dívidas nos EUA relaclonados a despesas médicas e impostos sonegados. Logo ele que defendia que cigarro não faz mal, criticava o ObamaCare e dava aula de educação financeira agora “socializa” sua dívida de para pagar despesas médicas causadas pelo cigarro já que não conseguiu fazer uma poupança. Olavo não tinha razão?

      • SÍNDICO disse:

        problemas particulares dizem respeito ao olavo e a quem se interessa por ele. não é meu caso, nem parece ser o seu. por isto, seu comentário fica inutilizado. tente discutir ideias com ele. seria uma boa maneira de vc descobrir a distância intelectual que os separa. eu não me animo, pois sei que não tenho a menor chance.

      • Matheus Penido disse:

        Baixaria de militante!

      • SÍNDICO disse:

        CHANCELER fez ótimos comentários. Vou conferir as dicas.

      • Bruno 7L RJ disse:

        Ernesto é o cara mais educado destibrog!

  4. Celeste disse:

    Netflix e Now.

    • Ernesto Araújo disse:

      Embora não seja adepto do NetFlix tem algumas coisas que fiquei curioso de conferir como a série Black Mirror.

      • Bruno 7L RJ disse:

        Presta não. Vá maratonar Game of Thrones e seja feliz!

      • Ernesto, se quer entender o que vivemos, veja Netflix. Recomendo. Merlí (produção da Catalunha) mostra muita filosofia, história (Catalunha x Espanha) e atualidade. Veja a série 3% que é uma crítica pós-contemporânea ao Brasil, uma produção brasileira muito bem elaborada. Posso garantir que ver séries Netflix, em quase todas as situações, é melhor do que ficar na frente de redes sociais. A série The West (produção estadunidense) fala sobre Touro Sentado, Cavalo Doido, Jesse James, Billie The Kid e outros, de forma real. Imperdível para entender a história daquela nação (parece um pouco com o que vivemos no Brasil 250 anos depois. História repetida? Pois é… Tenho escrito posts baseado em episódios de séries polêmicas como Black Mirror, Altered Carbon, e outras… Tem um episódio de Black Mirror que faço transposição com nossa situação de hoje… LINK Ou da série La Casa de Papel em LINK E ainda da série política Wild Wild Country de um guru indiano nos EUA LINK

      • Ernesto Araújo disse:

        Pois é, Evandro. Quem sabe o dia que eu adicionar a NetFlix na minha “programação” eu também fique fã. Vou dar uma lida nos seus artigos.

  5. Bruno 7L RJ disse:

    Cozinha Prática é show de bola.

  6. SÍNDICO disse:

    TERRA DE MINAS é um programa de variedades brasileiro focado na cultura de todas as regiões de Minas. Exibido aos sábados, em algumas regiões de Minas (nas regiões cobertas pela Globo Minas, InterTVs Grande Minas e dos Vales), às 14h. A Globo Internacional o retransmite em 140 países. É apresentado e produzido por Juliana Perdigão.Uma marca do programa, durante muito tempo, foi a música de abertura, Imaculada, de Marcus Viana, veiculada até outubro de 2010. A partir de então, uma nova logomarca foi adotada, e a música-tema passou a ser Seio de Minas, interpretada por Paula Fernandes.

  7. Acredito que a Dona Fátima seja bem mais perspicaz do que o blogueiro. Destarte, sugiro uma Mudança radical no que vê… Tipo uma disruptura.
    Vale a pena. Assim, Netflix (existem outros bons canais de assinatura) vale a pena. Adicionalmente, uma Smart TV (até porque o jogo do Cruzeiro de quinta só poderá ser visto numa HD TV com alguma qualidade), faz-se necessário. Assim sendo… 1) Existem vários standups no Youtube que farão coisas ruins como este Gentili e outros beócios parecerem o que são beócios. —– 2) Séries e filmes no Netflix (inclusive antigos e filmes completos) valem a pena. —– 2.1 Série EXPLICANDO (Explica coisas de temas atuais) —– 2.2 Série Black Mirror (crítica à sociedade pós-contemporânea) —– 2.3 Série Merlí (produção da Catalunha sobre filosofia) —– 2.4 Chef’s Table (série sobre a história de chefes de cozinha) —– 2.5 The Good Place (Comédia non sense e filosófica) —– 3) Séries no History Channel—– 4) Documentários e Históricas. —– No caso de Netflix, o risco de nunca mais voltar para TV por assinatura é compreensível. Voltar para TV aberta, é impossível. PS. Reconheço que Terra de Minas é bonzinho, mas nada além de uma nota 3 e o Globo Rural talvez seja o melhor programa da TV aberta brasileira.

  8. SÍNDICO disse:

    THIS IS OPERA é uma série espanhóis criada e dirigida por Ramon Gene, que explora a ópera de maneiras não convencionais para tentar atrair não apenas os fãs, mas também os menos familiarizados com esta arte. O anfitrião guia o espectador para os locais de origem de cada ópera e explora a cultura, a história e como as tendências e atuais se aplicam à ópera. Muitas pessoas desinteressadas em ópera acham o programa e o anfitrião divertidos. A série recebeu indicações de festivais: foi indicado ao Rocky Awards e tb foi escolhida para o festival IDFA em Nov15. Mais recentemente, foi indicado ao Festival Rose d’Or na categoria de Artes por seus episódios Turandot e Tristão e Isoada. Ramon Gener, escritor e músico, é o apresentador. Com o aspecto dramático da ópera, Gener tenta transmitir idéias ou pensamentos sobre a vida. Numa entrevista, “Tudo o que você sabe tem tem de compartilhar com o mundo”. Gener desenvolveu outros programas e deu uma série de entrevistas contando como foram suas primeiras experiências com música e como o show surgiu.