Tem gente que…

Por SÍNDICO | Em 22 de dezembro de 2018

TEM GENTE que:

  1. considera a Seleção Brasileira de 1982 melhor do que a de 1994.
  2. acredita que um time mantém um esquema único de jogo entre os apitos inicial e final.
  3. sendo romântica, só valoriza a técnica. Bão é o só jogador que dibra.
  4. sendo distraída, pensa que o psicológico, o anímico, a força, a resistência e a resiliência são detalhes secundários no perfil de um atleta.
  5. acredita em futebol feio e futebol bonito, em tempos de ultra-profissionalismo e de mercado competitivo.
  6. exige do técnico mais do que bons resultados, exige que o time dele tenha performance de Ballet Bolshoi.
  7. pra quem o adversário não conta. Méritos dele não passam de falhas nossas.
  8. ainda repete bobagens como “espírito de Libertadores”, “raça uruguaia”, “malandragem argentina”, “jogador que fala espanhol” e platitudes que tais.
  9. jura serem todos os juízes torcedores do rival, que todos os jornalistas vestem a camisa do rival e estão pouco se lixando de se danarem profissionalmente puxando a brasa pro inimigo.
  10. de tão ingênua, acredita até em piada. Como a de que todos os juízes roubam para o Corinthians, como se 86% dos torcedores não fossem anti-corintianos.
  11. acha Maradona melhor que Pelé, Modric superior a Cristiano, Ganso já foi mais que Neymar, Willians é mais jogador que Henrique, General Donizete mais decisivo que Toni Kroos.
  12. faz até pior, aplaudindo carrinho na lateral…

Vc é assim, caro leitor?

21 comentários para “Tem gente que…”

  1. SÍNDICO disse:

    ATENÇÃO! Existem dois posts dedicados ao Luan. Caso tenham algum pitaco sobre o caboclo, postem neles.

  2. Celeste disse:

    Ganso, lá no inicio da carreira, foi melhor que o Neymar. Talvez tenha sido o melhor parceiro dele. Uma grave contusão no joelho que teve replay quando ele foi para o tricolor contribuiu para que ele fosse ultrapassado pelo Neymar.

    • SÍNDICO disse:

      GANSO foi melhor que o Neymar algum dia? Sério?

    • Tolentino disse:

      Ganso sempre foi um jogador mais clássico, de muita qualidade no passe, mas lento, nada voluntarioso e pouco participativo do jogo. Neymar, por outro lado, jogador ultramoderno, rápido, participativo, com fôlego para jogar de ponta a ponta. Um não sobreviveu ao futebol competitivo e com espaços cada vez mais curtos para jogar, ainda mais no meio, outro foi cunhado para jogar nestes tempos.

      • matheus t penido disse:

        Neymar é craque e Ganso bom jogador. É assim em 2018 e seria em 1930.

      • Tolentino disse:

        Um jogador moderno faria sucesso com o pé nas costas nos enormes espaços para atacar, deixados no futebol de pouquíssima marcação do passado. Mas muitos dos craques do passado penariam no futebol de curtíssimos espaços do futebol atual.

      • Celeste disse:

        Mais ou menos por ai Talentimo. O rapaz some do jogo às vêzes.. Eu arrisco a dizer que o Ganso contribuiu muito para a arrancada do Neymar. Penso que faltou para ele um bom tecnico. E talvez ele seja mal assessorado extra campo.

      • SÍNDICO disse:

        MEU DEUS! Não arrisca isto, não, Dra, Celeste. Ganso é bom jogador, Neymar é fora de série. Desde que ambos abandonaram o ventre das mães deles.

      • mmc disse:

        GANSO não é nem bom jogador. É apenas um jogador mediano, esta é a realidade, e nunca passou disso. Tem uma técnica fora do comum, mas tem muito pouco daquelas qualidades listadas no item 4 do post. Só deu certo no Santos, no início da carreira, depois só viveu de momentos. No seu time atual, o pequeno Amiens da França, foram 13 partidas, 6 como titular, com pouco brilho. E ele não continua lá ano que vem. Não passa de um foguete molhado, que deu sorte de ter um início espetacular, mas não era nada do que parecia ser. Já houve exemplos de jogadores assim no Cruzeiro: Fábio Jr. e Geovani, por exemplo.

      • SÍNDICO disse:

        GANSO é aquele tipo de figurinha carimbada de mesa-redondistas. Quando passar da atividade profissional prara os times de masters vai abafar.

  3. Tolentino disse:

    A pérola do ano neste sentido sobre torcedor brasileiro, foi os trogloditas da Máfia Azul em protesto na Toca II pedirem para o Thiago Neves chutar umas bolas para fora para eles comemorarem.

  4. Bruno 7L RJ disse:

    Post contraditório em seu conteúdo.

  5. SÍNDICO disse:

    REAL MADRID 4×1 AL AIN, 22dez18sab14h30, final do Mundial de Clubes, Abu Dhabi, Emirados Árabes Unidos. Árbitros: Jair Marrufo, Frank Anderson, Corey Rockwell (Estados Unidos). Árbitro de vídeo: Danny Makkelie (Holanda). Gols: Modric, 14, Llorente, 60, Ramos, 79, Shiotani, 86, Nader, 91 (c). REAL: Courtois; Carvajal, Varane, Ramos, Marcelo; Llorente (Casemiro), Kroos (Ceballos), Modric; Vázquez (ViniciusJr), Benzema, Bale. T: Solari. AL AIN: Khalid Eisa; Mohamed Ahmad (Bandar Mohammed), Ismail Ahmed, Fayaz, Shiotani; Rayan Yaslem, Doumbia, Elshahat, Caio Lucas; Abdulrahman (Amer Abdulrahman), Berg (Yahia Nader). T: Zoran.

    • SÍNDICO disse:

      Real Madrid goleia o Al Ain e conquista terceiro Mundial consecutivo (placar, 22dez18) Jogando em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, o Real Madrid goleou o campeão local, Al Ain, por 4 a 1, e conquistou o Mundial de Clubes da Fifa pela quarta vez –a terceira de forma consecutiva e sétima se somados os campeonatos Intercontinentais. Mais cedo, o River Plate, da Argentina, ficou com o terceiro lugar. O croata Luka Modric, eleito o melhor do mundo em 2018, marcou o primeiro logo aos 14 minutos. Marcos Llorente ampliou em belo chute de fora da área aos 15 da segunda etapa. Aos 33, Sergio Ramos, de cabeça, depois de cobrança de escanteio, marcou o terceiro. O Al Ain, que empurrado pela torcida teve uma atuação bastante digna, pressionou em alguns momentos e teve chances claras de gol, não concretizadas até os 40 do segundo tempo. O brasileiro Caio, que foi um dos destaques da equipe árabe, bateu falta na área para o japonês Shiotani descontar de cabeça. Aos 47, já nos acréscimos, o brasileiro Vinicius Jr., que tinha entrada no fim da segunda etapa levou a bola para a área, driblou a marcação e finalizou. A bola desviou em Nader, que também havia entrado na segunda etapa, e acabou nas redes. A arbitragem assinalou gol contra para Nader. Foi a segunda vez que o Real Madrid, campeão Mundial da Fifa em 2014, 2016 e 2017, não enfrentou um time sul-americano na decisão. Em 2016, o adversário na final foi o Kashima Antlers do Japão, que havia derrotado o Atlético Nacional na semifinal.

  6. jrgalvao disse:

    Tem gente que acha Ricardo golaço, como jogador normal, e,bora tenha sido nos ultimos dez anos, o melhor jogador que ja passou no Cruzeiro. mas nego gosta de das neves e outros

  7. jrgalvao disse:

    Tem gente que acha o Cruzeiro de 1998 uma baba, porque não ganhou nada. Mas ele chegou em todas e tinha o menino VALDO jogando um bolão.