Posts com a Tag ‘Terry’

Alemanha 4×1 Inglaterra: Larrionda roubou a cena

domingo, 27 de junho de 2010

Às 11h (Brasília). no Free State Stadium, em Bloemfontein, Inglaterra e Alemanha decidem quem vai às quartas de final da Copa 2010.

Fabio Capello escalará seu time no 4-4-3 com o veterano James no gol, Johnson, Upson, Terry e Ashley Cole na defesa, Milner, Berry, Gerrard e Lampard, no meio de campo (os dois primeiros na contenção, os outros armando, atacando e defendendo), e a dupla Defoe e Rooney no ataque.

Taí um time muito bom, mas que nem sempre funciona. Quem explica, por exemplo, as três performances fraquinhas da primeira fase?

Joachim Löw escalará a Alemanha no 4-2-3-1 com Manuel Neuer no gol, Lahm, Mertesacker, Friedrich e Boateng, na defesa, Khedira e Schwensteiger na volância de contenção, Müller, Özil e Podolski, armando, marcando e, principalmente, atacando. Na centroavância, ficará o cabeceador Miroslav Klose segurando a bequeira inglesa.

É o time com menor média de idade da competição, mas de surpreendente maturidade e bom toque de bola como se viu na primeira fase, inclusive na derrota pra Sérvia.

Pelo retrospecto, a Alemanha é favorita. Mas o English Team é pra lá de cascudo e pode complicar a vida dos teutos, Vai, por exemplo, que o ogro Rooney desperta?!  Neste caso do time da dupla Joaquim e Manuel, que não é Portugal, pode até se dar mal.

O uruguaio Jorge Larrionda será o referee deste duelo e o estádio, certamente, receberá lotação máxima. Será um jogão, acreditem. (mais…)

Inglaterra 1×0 Eslovênia: A conta do chá

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Às 11h (Brasília), no Estádio Nelson Mandela Bay, em Porto Elizabeth, a Eslovênia joga por um empate pra se classificar e mandar a Inglaterra pra casa.

E promete atuar num 4-4-2 clássico. Ou será que, na hora da onça beber água, Kek não vai botar seu 11 jogadores na defesa pra tirar os espaços da turma de Fabio Capello?

O treinador italiano da Inglaterra, vai num 4-3-3- ultraofensivo, posto que dois de seus volantes, Gerrard e Lampard, também atacam com vontade.

Difícil será acordar o centroavante Wayne Rooney, que tem se arrastado em campo.

Outro problema é torcer pra que o goalkeeper quarentão, James, não desafine debaixo dos três paus.

É jogo pra deixar Sua Majestade com os cabelos em pé e tamborilando nervosamente no braço do trono.

Isto se ela não estiver caçando veados em sua casa de campo pra não se amolar com a malemolência dos súditos boleiros.

No apito, estará o alemão Wolfgang Stark. Que, dizem, é adepto de pelo menos meia hora de açougue em cada partida. (mais…)

USA 1×1 Inglaterra: Jabulani mostrou serviço

sábado, 12 de junho de 2010

Em Rustemburgo, Inglaterra 1×1 Estados Unidos. Terry, Gerrard, Lampard e Rooney são as armas inglesas apontadas para os americanos, que só dispõem de uma para contra-atacar: Donovan.

Contra as duas, jogará a Alcaeda, que ameaçou explodir o estádio.

A maior parte dos meus conhecidos torcerá pela Inglaterra. Eu, sempre ao lado dos fracos e oprimidos, me alinharei com os americanos. Já as hienas, é claro, ficarão ao lado dos comandados de Bin Laden.

O Brasil estará presente com o trio de arbitragem composto por Simon, Braatz e Hausmann.

O volante Gerrard colocou a Inglaterra na frente capós troca de passes inteligente com Heskey, na entrada da área, aos 5 minutos.

Os americanos empataram aos 40 com um chute longo de Dempsey, que o goleiro Green deixou passar após tentativa desengonçada de defesa. A Jabulani fez sua primeira vítima nesta Copa.

Os ingleses mostraram mais técnica, os americanos foram mais dedicados. Em dez jogos entre as duas seleções, foi o primeiro empate. Nos demais, 7 vitórias dos ingleses, 2 dos ianques.

Quem não compareceu ao evento foi a alcaeda. Pra decepção de muitos malucos mundo afora. Mas para o bem da civilização.

ManU 1×2 Chelsea: Meio mundo na mini decisão

sábado, 3 de abril de 2010

Fim de 1º tempo, em Old Trafford: Manchester United 0x1 Chelsea. Os artilheiros de Rooney e Drogba estão fora. O inglês nas tribunas, o marfinês no banco.

O Chelsea, 2º colocado com 71 pontos, controlou a partida e atacou o tempo todo. O ManU, 1º colocado com 72 pontos, prorizou a defesa e só avançou depois de meia hora de jogo.

(mais…)