Posts com a Tag ‘STJD’

Verdades insofismáveis

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Faltam 15 rodadas, mas algumas verdades cristalinas já podem ser listadas acerca deste Morrinhão. Escolha a sua caro leitor:

  1. O Corintiãs será campeão porque os donos do fut brasilis decidiram presenteá-lo com um caneco pelos 100 anos.
  2. (mais…)

O grande duelo

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

JS:

Taí mais um texto. Caso você queira publicar, fique à vontade. Edita pra mim, pois tem hora que não me seguro, mas num vai tirar o sentido, heim? rsrs

Abs,

Walfrido Júnior

(mais…)

Cruzeiro 6×1 Fonte Boa

sexta-feira, 26 de março de 2010

Encerrou-se o caso Wellington Paulista.

Após perder dois julgamentos, mas vencer no Pleno do TJD mineiro por 6×1, o Cruzeiro voltou a repetir a goleada no STJD.

E o promotor Fonte Boa, que acusara o bicampeão mineiro de escalar WP de forma irregular contra o Uberlândia, foi derrotado na causa que abraçou.

(mais…)

O Pleno é Azul?

quarta-feira, 3 de março de 2010

Em 1956, quando começou sua campanha rumo ao pentacampeonato (que o Chaves não leia isto), o Atlético-MG desconfiou que o Cruzeiro daria trabalho na competição.

Pra se garantir, tentou tirar pontos do time celeste pela escalação de Gerson dos Santos, cuja transferência (do Botafogo), alegava ter sido irregular. Mas perdeu no tribunal.

Na decisão, em melhor-de-três, o Atlético-MG venceu no campo (passe, Chaves!), mas o Cruzeiro descobriu que o lateral Laércio era refratário e estava inscrito na FMF com documentos falsos e foi ao tapetão.

Venceu em todas as instâncias, mas o rival citadino tanto recorreu pra impedir a realização de um novo jogo, que o título acabou dividido por falta de atletas em condições legais de disputá-lo, depois de toda a arenga.

(mais…)

Quem é o vilão?

terça-feira, 2 de março de 2010

Mauro França

Nesta terça-feira o Pleno do TJD julgará o recurso apresentado pelo Cruzeiro contra a perda de 6 pontos decidida na Comissão Disciplinar do Tribunal, por conta da participação de Wellington Paulista na estréia do Mineiro.

No site do clube, o Vice-Presidente Gilvan do Pinho Tavares explica que o Cruzeiro se baseou no artigo 171 do novo Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) para pedir a transformação da pena de um jogo em medida de assistência social.

(mais…)

Castigo dobrado

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

O Tribunal de Justiça Desportiva da FMF aumentou a punição aplicada, anteriormente, ao Cruzeiro pela escalação irregular de Wellington Paulista contra o Uberlândia, na abertura do Mineiro.

Dos 3 pontos previstos no Código Brasileiro de Justiça Desportiva, versão 2010, o castigo pulou pra 6 pontos perdidos, conforme previa a redação anterior do código.

O Cruzeiro vai recorrer ao Pleno do TJD, onde deverá perder, novamente. Depois, baterá às portas do STJD. Burrice dá um trabalho medonho.

Sem vingança contra Jobson

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Jobson foi apanhado em outro antidoping.

Desta vez, no Botafogo 2×1 Palmeiras. Ao pé da letra, ele deve levar uma tremenda supensão pelo primeiro caso e ser banido do esporte pelo segundo.

É justo?

(mais…)

O gancho do Belluzzo

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Luiz Gonzaga Belluzzo, presidente do Palmeiras, era promessa de cartola diferente. Do tipo que não se meteria em negócios escusos, não faria de seu clube armazém, respeitaria torcedor, juízes e adversários.

Que nada! Na primeira derrapada de um juiz -depois de tantos benefícios recebidos do apito amigo por seu clube- ele incorporou o Castor de Andrade, ex-manda-chuva do Bangu, ameaçou agredir e incitou o torcedor porcino a ajustar contas com seu desafeto.

Resultado: denunciado no STJD, pegou gancho de nove meses.

(mais…)

Blecaute etc

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

 Acontece tanta coisa que só resumindo, mesmo:

  1. Kleber voltou a treinar no Cruzeiro. E quer jogar ainda neste Morrinhão. Bom reforço para o banco de reservas nestas últimas rodadas do torneio.
  2. Emanuel Carneiro contou, na Turma do Bate-bola, que depois de tudo acertado entre Cruzeiro e Porto pra venda de Kleber, o empresário do atleta teria pedido comissão de R$1 mi. Absurdados com a pedida, os portugas cancelaram o negócio.
  3. Furioso com a má fase de seu time, o presidente LG Belluzzo resolveu jogar tudo no ventilador. Depois do Simon, sobrou para o Juiz do STJD que bricnou com Wagner Love dizendo que se ele tivesse tranças rubronegras ao invés de verdes, seria absolvido. Obviamente, foi uma brincadeira, ainda que de mau gosto. Mas, retirada do contexto, ficou parecendo coisa séria. Mas o presidente palmeirense não quer nem saber. Resolveu mesmo fazer pouco da inteligência alheia em sua desenfreada busca de responsáveis pelo mau futebol da equipe.
  4. Vídeo com policial militar dando tiro de bala de borracha num torcedor do Atlético-MG imobilizado está causando furor na rede de computadores. É uma violência absurda que precisa ser punida pela corporação mineira. Por falar nisto, quem foi castigado pelo tiro que deixou cego um adolescente torcedor do Cruzeiro há poucas semanas?
  5. Numa rodada decisiva, com boa presença de torcedores nos estádios, o Bragantino 2×2 Paraná, levou 455 pagantes ao Abi Nabi Chedid. Tô esfregando as mãos à espera do público de Duque 2×1 ABC. É a rivalidade Barão x Duque começando a mexer com os nervos da gente.
  6. Paulinho McLaren estréia como treinador disputando o Paulistão pelo Rio Claro. Hopje, o clube apresentou 8 reforços. Todos desconhecidos. Mas Paulinho está confiando que baterá asas na competição.
  7. Brasiliense x Sanca foi adiado por falta de Luz em Taguatinga. Itaipu teve de ser desligada por causa de problemas ainda não identificados nas redes de transmissão provocando blecaute em 800 cidades espalhadas por SP, PR, RJ, MG, MS, MT, DF, BA e PE. Beagá continua iluminada.
  8. Se Brasiliense e Sanca empatarem o jogo suspenso da 35ª da Série B, o Ipatinga, que levou 3×1 do Guarani, em Campinas, entra na Z4. E, pra sair, terá de vencer uma e empatar outra de suas 3 partidas restantes: Atlético-GO (C), América-RN (F) e Vasco (C).  Provavelmente, ainda haverá tempo para Itair Machado trocar de treinador mais 2 ou 3 vezes.