Posts com a Tag ‘Sérvia’

Ovos de serpente

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Domingo, no Terceiro Tempo, Milton Neves colocou em discussão o apoio do presidente do Atlético-MG ao disque-denúncia criado por uma torcida organizada de seu clube para patrulhamento de atividades sociais dos atletas alvinegros.

Informou ainda o comentarista que o presidente do clube de Lourdes estaria de acordo com possíveis punições físicas aos jogadores baladeiros.

Pensei em comentar o assunto, mas desisti. Se até o presidente do Palmeiras, de biografia mais séria, já havia incitado sua torcida contra um juiz, é porque a cretinice e o desrespeito já sentaram praça em nossa sociedade.

(mais…)

País do Voleibol, eneacampeão da Liga Mundial

domingo, 25 de julho de 2010

No Orfeo Superdome, em Cordoba, Argentina, o Brasil venceu a Rússia por 3×1 (25×22, 25×22, 19×25, 25×23) e sagrou-se eneacampeão da Liga Mundial de Vôlei.

Contra a pancadaria dos sacadores russos, o Brasil deu show de variações de jogadas e emplacou uma fieria de quatro bloqueios decisivos no set decisivo.

Na arquibancada, bandeiras e camisas do Cruzeiro. Da Cocota, pra sorte da pátria de tênis, nenhuma.

Dante, Murilo, eleito o melhor do torneio, e Mário Jr., melhor líbero, foram os astros. Giba, no banco, foi torcedor incansável.

A medalha de bronze vai pra Sérvia, que derrotou Cuba por 3×2.

Sete pecados capitais e um venial

domingo, 27 de junho de 2010

Estes foram imperdoáveis! Sete erros capitais da Copa, até aqui:

  1. No gol de Heinze (Argentina) contra a Nigéria, Samuel (Argentina) atracou-se com um beque africano configurando falta que nem no rúgbi e no futebol americano é permitida.
  2. Num de seus gols contra a Coréia Democrática, Higuaín (Argentina) estava em claro impedimento.
  3. No tento anulado dos USA contra a Eslovênia, o juiz marcou o famoso perigo de gol. Inexplicável.
  4. O 1º gol da Argentina contra o México foi lance de impedimento absurdo de Carlito Tévez. Havia zero jogador entre o atacante portenho e a risca fatal. Fosse na cancha do Mineirinho, no Alto dos Minérios, o juiz nunca mais erraria. Aliás, nem voltaria pra casa.
  5. No gol de Lampard (Inglaterra) contra a Alemanha, a bola ultrapassou meio metro a risca. Mesmo assim, bandeira e juiz, mandaram o jogo seguir. Erro pra enciclopédia. Está eternizado.
  6. O pênalti seguido de expulsão de Cahill, da Austrália, no jogo contra a Sérvia, foi outro absurdo. Bola no braço. Ali, a Austrália foi posta fora da Copa.
  7. A expulsão de Miroslav Klose (Alemanha), contra a Sérvia, foi pena capital por motivo fútil. 

Além destes, houve também um equívoco. Pecado venial, nada mais:

  1. Alguns insistem ter havido mão dupla no 2º gol de Luís Fabiano contra a Costa do Marfim. Mentira. O Fabuloso não encostou um dedo que seja na pelota.  Antes do primeiro chapéu, ela caiu do firmamento sobre o ombro do centroavante. Após o segundo sombrero, a Jabuani aninhou-se no sovaco dele. Uma punição e tanto. Ou alguém acha que, àquela altura do jogo, o desodorante do atleta já não estava vencido? Anular o gol até que não seria problema para o Brasil. Afinal, ele não foi decisivo. Mas teria sido punição dobrada contra a bola.

Alemanha 4×1 Inglaterra: Larrionda roubou a cena

domingo, 27 de junho de 2010

Às 11h (Brasília). no Free State Stadium, em Bloemfontein, Inglaterra e Alemanha decidem quem vai às quartas de final da Copa 2010.

Fabio Capello escalará seu time no 4-4-3 com o veterano James no gol, Johnson, Upson, Terry e Ashley Cole na defesa, Milner, Berry, Gerrard e Lampard, no meio de campo (os dois primeiros na contenção, os outros armando, atacando e defendendo), e a dupla Defoe e Rooney no ataque.

Taí um time muito bom, mas que nem sempre funciona. Quem explica, por exemplo, as três performances fraquinhas da primeira fase?

Joachim Löw escalará a Alemanha no 4-2-3-1 com Manuel Neuer no gol, Lahm, Mertesacker, Friedrich e Boateng, na defesa, Khedira e Schwensteiger na volância de contenção, Müller, Özil e Podolski, armando, marcando e, principalmente, atacando. Na centroavância, ficará o cabeceador Miroslav Klose segurando a bequeira inglesa.

É o time com menor média de idade da competição, mas de surpreendente maturidade e bom toque de bola como se viu na primeira fase, inclusive na derrota pra Sérvia.

Pelo retrospecto, a Alemanha é favorita. Mas o English Team é pra lá de cascudo e pode complicar a vida dos teutos, Vai, por exemplo, que o ogro Rooney desperta?!  Neste caso do time da dupla Joaquim e Manuel, que não é Portugal, pode até se dar mal.

O uruguaio Jorge Larrionda será o referee deste duelo e o estádio, certamente, receberá lotação máxima. Será um jogão, acreditem. (mais…)

Austrália 2×1 Sérvia: Uma venceu, as duas perderam

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Às 15h30, o Estádio Mbombela, em Nelspruit, a Austrália tenta um pequeno milagre. Vencer e melhorar o saldo contra a Sérvia que pode até se dar bem com um empate.

Com uma vitória, a Sérvia avança, perdendo cai fora. Empatando, terá de sacar a calculadora.

Pim Verbeek escalará a Austrália no 4-2-3-1. Se a vaca estiver a caminho do brejo, ele deve arranjar outros companheiros para o centroavante Cahill. Resta saber quem seriam os tais.

Radomir Antic, porá Sérvia no 4-1-4-1, mas também terá de mudar pra algo mais ofensivo se o empate persistir no outro jogo.

Nosso vizinho Jorge Larrionda, uruguaio, será o juiz da partida. (mais…)

Alemanha 1×0 Gana: Teutos tiveram mais gana

quarta-feira, 23 de junho de 2010

às 15h3o (Brasília), no Estádio Soccer City, em Joanesburgo, Gana e Alemanha fazem um jogo de risco.

Gana se classifica com vitória ou empate. Se perder, tem de torcer pra Austrália vencer a Sérvia com moderação.

A Alemanha, só segue em frente com uma vitória. Se empatarem, os teutos terão que torcer pra Sérvia não vencer a Austrália, algo complicado.

Joachim Löw escalará a Alemanha num 4-2-3-1 e este 1 será o brasileiro Cacau, que substituirá Miroslav Klose, expulso contra a Sérvia.

Rajevic também vai escalar Gana no 4-2-3-1. E um dos volantes é Kevin Prince Boateng, que tirou Ballak da Copa.

Ele é irmão do Boateng  alemão, que poderá entrar no decorrer da partida. Que desgradável, hem?

Agradável, será ver o gaúcho Carlos Simon trilar o apito defendendo as cores da arbitragem nacional. Agradável mas, é verdade, um tanto arriscado também. (mais…)

Sérvia x Gana: Pode ser divertido

domingo, 13 de junho de 2010

No Loftus Versfeld, inaugurado em 1906, reformado vários vezes ao longo de décadas, em Pretória, Sérvia e Gana se encontram pela primeira vez em copas do mundo. Ouvindo Hector Baladassi trilando o apito.

A Sérvia é o que restou do desmanche da Iugoslávia. Com o fim da camisa de força comunista, Eslovênia, Croácia, Montenegro, Bósnia e o Kosovo foram, cada um a seu modo, cuidar de sua vida e deixaram os sérvios falando sozinhos. E jogando só com seus atletas.

A Sérvia, que joga no 4-4-2, tem em Dejan Stankovic, volante e capitão, seu nome mais famoso.

Gana leva jeito pra coisa. Nas competições de base é o bicho. Um gato, mais especificamente. Mas tem bola pra não matar o espectador de tédio. Mesmo sem contar com o craque Essien, que trabalha no Chelsea e está machucado.

Gana, treinada por um sérvio, deve se organizar num ortodoxo 4-5-1 com dois meias se aproximando do único atacante de ofício.

(mais…)

Slogans para os ônibus da Copa

terça-feira, 18 de maio de 2010

Saíram os slogans dos ônibus que carregarão as delegações dos 32 participantes da Copa.

Nenhum foi tão confessional quanto o Expresso da Paixão do Atlético-MG.

Mas foram todos tão ruins que os internautas trataram de trocá-los. Confiram:

  1. Grécia – Ei, você aí, me dá um dinheiro aí!
  2. França – Vamos levar essa Copa na mão grande!
  3. Coréia Comunista – Só pode olhar por fora
  4. Coréia Democrática – Vamos de Besta!
  5. Suíça – Nascida pra tomar chocolate
  6. Paraguai – Filhos de Fernando
  7. Inglaterra – John Terry e seus 22 sócios
  8. Argentina – É de pelo e de pó!
  9. Portugal – 11 joaquins, 11 manuéis e 1 ronaldo
  10. Espanha – Cuidado, Piqué a bordo!
  11. Gana – Balaio de gatos
  12. Itália – Com o coração na ponta da bota!
  13. Dinamarca – Aqui, tem algo de podre
  14. Sérvia – Sem bombas, por favor!
  15. Eslovênia – Pra chegar aqui, matamos um urso!
  16. Eslováquia – Não convocamos o Tcheco.
  17. México – Arizona nunca mais!
  18. Honduras – É fogo na boina do guarda!
  19. Uruguai – 30 + 50 + 10: esse time é pedra 90!
  20. Chile – Esse time não treme.
  21. Holanda – Vitamina C e Copa!
  22. Japão – Pequeninos, mas cumpridores!
  23. Estados Unidos – Dessa vez, vamos chutar o pau do Barak!
  24. Nova Zelândia – Dançamos antes mesmo de jogar!
  25. Austrália – Prometemos dar nossos pulinhos.
  26. Argélia – Embalsamamos os faraós.
  27. Nigéria – Vamos entrar pelo Kanu!
  28. Camarões – Esse time é indigesto!
  29. Costa do Marfim – Quem vai encarar nossa tromba?
  30. África do Sul – Muito barulho de vuvuzela  por nada.
  31. Alemanha – Aqui só tem joelho de porco e cabeça de bagre.
  32. Brasil – Eu vou, eu vou, pra casa mais cedo eu vou!
  33. Togo – Este é a prova de balas!

N.B.: Saiu a primeira coluna do JA Ferrari no Cruzeiro.Org. Ela foi publicada na revista Academia, segunda metade dos Anos 60. Clique aqui pra ler.