Posts com a Tag ‘Rodriguinho’

37ª da A: Heroísmo avaiano

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Eis a 37ª rodada do Brasileiro 2010, disputada às 17h de 281nov10. Cruzeiro, Fluminense e Corintiãs venceram e o topo da tabela ficou inalterado. A decisão do título fica pra última rodada. O grande jogo da rodada, contudo, aconteceu em Floripa onde um heróico Avaí venceu o Santos, de virada, por 3×2 e escapou o rebaixamento.

(mais…)

23ª da A: Cepada 14 foi tomada em 7 Lagoas

domingo, 19 de setembro de 2010

A 23ª rodada do Brasileiro 2010, em 18 e 19set10…

  1. Engenhão, Bota 2×2 Cruzeiro. Público: 14.128. Gols: Alessandro, 4 do 1º; Montillo, 12 (p) e 27, Loco Abreu, 31 (p) do 2º. Pênalti inexistente deu empate ao time carioca num jogo equilibrado.

(mais…)

16ª da A: Fracasso de público e gols

sábado, 28 de agosto de 2010

A 16ª rodada da Série A, disputada em 25 e 26ago10, teve poucos gols e público reduzido. O Flu disparou na liderança após a derrota do Timão para o retrancado Cruzeiro. Cocota e Fla empataram sem gols. Deu pro Rogério Lourenço, mas não pro Luxa, que continua forme em seu projeto emplumado. O Grêmio continua perdendo e o Santos perdeu Paulo Henrique Ganso, o craque do torneio, que estourou os meniscos. O resto pouco acrescentou.

(mais…)

12ª da A: Noite de gala em Sete Lagoas

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Rolou a bola da 12ª rodada da Série A do Brasileiro, disputada em 31jul10 e 01ago10. O Flu voltou à iderança. Os cariocas colocaram bons públicos no Maraca e fizeram a média subir 40% em relação à última rodada. O Prudente conseguiu perder dois pênaltis no fim da partida. O Cruzeiro foi o autor da maior façanha: vencer um clássico com toda a torcida contra. Luxa, com seu valioso elenco, está na ponta de baixo da tabela, mas continua blindado pela imprensa mineira. Adílson Baptista estreou no Corintiãs enfrentando Felipão, outro famoso que ainda não venceu após quatro rodadas dirigindo a SEP.   

  1. Maracanã, Flu 3×1 Atlético. Público: 30.776. Gols: Washington, 22 do 1º; Emerson, 9, Conca, 24, Bruno Mineiro (Atl), 40 do 2º. Conca desequilibrou.
  2. Serra Dourada, Atlético-GO 1×1 Guarani. Público: 2.430. Gols: Tiuí, 4, Mazola (Gua), 17 do 1º. O gol da vitória do Dragão foi evitado pelo montinho bequeiro. Se fosse na Arena do Jacaré causaria polêmica. Mas como foi no espetacular gramado do Serra Dourada, ficará tudo por isso mesmo.
  3. Morumbi, São Paulo 2×1 Ceará. Público: 11.793. Gols: Fernandão, 20, Ricardo Oliveira, 22, Erick Flores (Cea), 39 do 2º. Adiantou pouco para Ricardo Gomes, que só desce do telhado se passar pelo Inter e for à final da Libertadores. No final, a galera cantou: “Eu acredito!”
  4. Pacaembu, Palmeiras 1×1 Corintiãs. Público: 24.491. Gols: Jorge Henrique, 22, Edinho, 34 do 1º. Adílson estréia bem, Felipão continua sem vencer em jogo muito corrido.
  5. Barradão, Vitória 1×3 Bota. Público: 8.217. Gols: Edno, 35, Júnior, 36, Jobson, 37 e 48 do 2º. Leão desfocado, Bota animado, Jobson iluminado.
  6. Ressacada, Avaí 4×1 Goiás. Público: 7.504. Gols: Emerson, 8, Davi, 9 e 41 do 1º; Bernardo, 23, Robinho, 32 do 2º. Bernardo marcou um golaço. O que é pouco pra parar um Avaí em grande fase.
  7. Beira Rio, Inter 0x0 Grêmio. Público: 33.087. Jogo mui peleado, pois como dizem os gaúchos, clássico é clássico e vice versa. O resultado deixou o Grêmio na Z4 e o Inter no G4.
  8. Jacaré, Atlético-MG 0x1 Cruzeiro. Público: 12.340. Gol: Wellington Paulista, 32 do 1º. Mestre Cuca cozinhou 13 mil galetos no Caldeirão de Sete Lagoas.   
  9. Farazão, Prudente 1×2 Santos. Público: 15.890. Gols: Danilo, 5 do 1º; Rodriguinho, 21, Robson, 37 do 2º. O Prudente desperdiçou dois pênaltis nos últimos minutos. Economizou gols pra marcar na Copa Sul-americana.
  10. Maracanã, Fla 0x0 Vasco. Público: 50.447. Jogo de muitos dribles e grandes defesas, mas gol que é bom, necas de catibiriba…

Gols: 24. Público: 196.975.  Média: 19.698. G4: Flu, 26, Corintiãs, 25, Inter, 20, Ceará, 20. Z4: Goiás, 12, Grêmio, 12, Atlético-MG, 10, Atlético-GO, 8. / Artilheiros: 6 – Alecsandro, Bruno César, Roger / 5 – WP, André, Roberto, Schwenck, Jonas / 4 – Caio, Hugo, Fred, Tardelli, Muriqui, Ricardinho, Antônio Carlos, Herrera, Love, Washington, Kleber, Alan, Bruno Mineiro, Fernandão, Emerson (Avaí).

12ª da A: Quatro clássicos, um só vencedor

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Rola a bola da 12ª rodada da Série A do Brasileiro.     (mais…)

Fluminense 1×0 Cruzeiro: Virou rotina

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Em 6º lugar com 15 pontos, o Cruzeiro pode subir até três posições se vencer a partida. Se perder, pode cair duas.

Cuca não contará com Jonathan, suspenso, e Roger Galera, lesionado. Recuperado de uma lesão na coxa, Marquinhos Paraná ficará no banco.

Em 2º lugar com 19 pontos, o Fluminense chega à liderança se vencer. Perdendo, pode cair uma posição.

Muricy contará com todos os titulares. Só não não terá nenhum desfalque, mas ainda não conta com os internacionais Juliano Belletti e Emerson Sheick.

Lances + importantes do 1º tempo

  • 21h02 – Começa o jogo. Cruzeiro, todo de azul, à esquerda das tribunas. Flu com uniforme tradicional.
  • 03 – Gilberto lança Rômulo, que avança pelo campo de defesa do Flu e passa a WP. Fernand0 Henrique defende o chute rasteiro de atacante salvando gol certo.
  • 06 – Mariano chuta cruzado, da direita, Fábio defende.
  • 08 – Diego Renan derruba Mariano na direita. Conca cobra, Gum conclui, bola acerta WP e sai pela linha de fundo. Escanteio.
  • 09 – Juiz chama atenção de Fred e WP. Conca cobra escanteio, Gum tenta cocncluir e perde a bola.
  • 10 – Francisco Everton chuta de fora da área, bola fica na zaga.
  • 11 – Gilberto desaba após dividir bola com Leandro Eusébio. Juiz manda seguir.
  • 12 – Carlinhos lança Rodriguinho, que está impedido na ponta-esquerda.
  • 13 – Gilberto passa a WP entre os beques. O centroavante solta uma bomba, FH defende. Gilberto pega o rebote e chuta forte, pra fora.
  • 14 – Conca chuta, bola desvia em Gil. Escanteio.
  • 15 – Conca cobra escanteio, Gum cabeceia, Fábio defende em cima da risca salvando gol certo.
  • 16 – Finalizações: Flu 4×3.
  • 17 – Fabrício comete falta dura em Rodriguinho e recebe cartão amarelo.
  • 18 – Rodriguinho invade a área, mas é desarmado por Caçapa.
  • 20 – Leandro Eusébio comete falta em WP. Francisco Everton cobra, Caçapa arremata, bola desvia na zaga e fica com FH.
  • 21 – Cruzeiro não tem armador. Suas jogadas foensivass são óbvias, facilmente, desbaratadas pela defesa do Flu.
  • 22 – Rômulo comete falta em Conca.
  • 23 – Diguinho chuta, Fábio defende.
  • 24 – Gilberto passa a Francisco Everton, que dribla Diogo e chuta. FH defende com dificuldade.
  • 25 – Passes errados: Cruzeiro 13×10. Henrique marca Conca individualmente. Diogo marca Gilberto.
  • 26 – TR chuta de fora da área, FH defende.
  • 27 – TR dribla Carlinhos e cruza. Defesa cede escanteio. TR cobra, defesa espana.
  • 28 – Rodriguinho lança Fred. Bandeira marca impedimento equivocadamente.
  • 30 – Mariano lança Carlinhos, que conlui fraco de dentro da área. Fábio defende.
  • 32 – WP recuado pra armar o jogo não funciona. Ele não tem talento para criar jogadas.
  • 33 – TR cobra falta sobre a área, Gum desvia pra escanteio.
  • 34 – TR faz boa jogada pela esquerda e cruza. André Luiz corta.
  • 35 – Faltas: 7×7. Gilberto sente o calcanhar. Será substituído.
  • 36 – WP arranca, André Luiz passa o rodo no atacante. Cartão amarelo.
  • 37 – Marquinhos Paraná substitui Gilberto. TR cobra falta, pra fora.
  • 38 – Gil derruba Fred. Francisco Everton puxa contra-ataque. Rômulo chuta de fora da parea, Fernando Henrique defende.
  • 39 – MP puxa Carlinhos pela camisa e recebe cartão amarelo.
  • 40 – Rômulo avança pela direita, Carlinhos cede lateral.
  • 41 – Paraná e Everton tabelam, defesa desmancha a jogada.
  • 42 – Fabrício lança WP, que é derrubado por Diguinho e Diogo.
  • 43 – TR cruza da direita, com efeito. FH tira de soco.
  • 44 – Diego Renan tabela com WP, Gum rebate.
  • 45 – Conca lança Carlinhos, que chuta à queima roupa. Fábio faz grande defesa desviando a bola pra escanteio.
  • 46 – Fim do 1º tempo.
  • Cuca: “Grande perda a do Gilberto, que é nosso único armador. Fabrício jogará mais avançado pra armar o jogo.
  • Fred: “Tá todo mundo vendo que o time não fez nada. Fomos dominados. Temos que voltar no 2º tempo dominando pra vencer.”

Lances + importantes do 2º tempo

  • 21h08 – Começa o 2º tempo.
  • 00 – Alan substitui Rodriguinho.
  • 01 – Diguinho comete falta em Francisco Everton e recebe cartão amarelo.
  • 02 – Diego Renan cruza da esquerda, WP sobe livre no 2º poste e cabeceia pra fora.
  • 03 – Rômulo lança Thiago Ribeiro, que chuta forte, cruzado. Fernando Henrique defende.
  • 04 – Diogo chuta de longe, bola sai à direita de FH.
  • 07 – Wellington Paulista cobra falta, de longe. Bola rasteira, por pouco FH não deixa passar entre as pernas
  • 08 – Conca cobra escanteio pela esquerda, Leandro Euzébio sozinho, sem marcação, cabeceia no canto direito de Fábio. Fluminense 1×0.
  • 09 – Alan chuta forte, Fábio salva gol do Flu com uma ponte.
  • 10 – WP troca empurrões com Leandro Euzébio dentro da área. Cartão amarelo pra ambos.
  • 12 – Marquinhos Paraná recebe lançamento dentro da área, mas é desarmado.
  • 13 – TR cobra escanteio pela direita, bola passa por trás do arco tricolor.
  • 15 – Leandro Euzébio lança Fred, que tabela com Alan. Caçapa desarma o centroavante.
  • 17 – Henrique desarma Mariano e lança Marquinhos Paraná, que chuta forte, cruzado, por cima do travessão.
  • 18 – Robert substitui Fabrício.
  • 19 – Gil reclama e recebe cartão amarelo.
  • 20 – TR lança Robert, que cai de bunda no chão ao tentar dominar a bola na lteral da área.
  • 22 – Diguinho comete falta em Henrique no meio de campo.
  • 23 – Caçapa desarma Alan na meia lua e sai jogando.
  • 24 – Diego Renan passa a Robert, que chuta de qualquer jeito. Bola bate na zaga.
  • 25 – Acossado por Fred, Gil recua de cabeça pra Fábio.
  • 26 – WP aplica uma rasteira em Conca. Passes errados: Flu 31×29;
  • 27 – Conca cobra falta, bola passa por cima do travessão.
  • 28 – Robert tenta jogada individual e entrega a bola pra defesa tricolor.
  • 29 – Público: 28.479 pagantes, 34. 845 presentes.
  • 30 – Javier Reina substitui Francisco Everton. Faltas: Flu 20×16.
  • 31 – WP cobra falta da intermediária, bola sai à esquerda de Fernando Henrique.
  • 32 – Reina avança pela esquerda, mas estraga a jogada com falta sobre Alan.
  • 33 – Reina recebe passe na esquerda, mas é desarmado por Leandro Eusébio com facilidade. Na sequência, WP tenta carregar a bola, mas também é desarmado pela defesa.
  • 34 – WP desarmado por Gum. Diguinho sai jogando, mas é desarmado por Henrique.
  • 35 – TR cruza da direita, Gum se antecipa a WP e corta.
  • 39 – Alan cruza, Fred não alcança, Fábio defende.
  • 40 – Paraná lança Rômulo, que é derrubado por Carlinhos. Lateral tricolor reclama e recebe cartão amarelo.
  • 41 – TR cobra falta, Gum rebate de cabeça.
  • 43 – Robert chuta de fora da área, FH defende com facilidade.
  • 45 – Marquinho substitui Conca.
  • 47 – Cruzeiro ataca sem organização. Flu se defende sem dificuldade.
  • 49 – Fim de jogo. Flu é líder, Cruzeiro, 7º colocado.
  • Leandro Eusébio: “Eles vieram pra jogar na defesa.”
  • Cuca: “Dominamos, mas sem um armador ficou difícil, pois eles fecharam as laterais.”
  • Fred: “O Fluminense se organizou fez contratações, por isto está fazendo boa campanha.”

Fluminense 1×0 Cruzeiro, quinta-feira, 22jul10, 21h, Maracanã, Rio de Janeiro, 10ª rodada do Campeonato Brasileiro 2010 – Transmissão: SporTV e PFC (pague-pra-ver) – Público: 28.479 pagantes, 34. 845 presentes – Renda: R$597.495,00 – Juiz: Wilton Pereira Sampaio (DF) – Bandeiras: Roberto Braatz (Fifa-PR) e Enio Ferreira de Carvalho (DF) – Amarelos: Fabrício, Marquinhos Paraná, Wellington Paulista (Cru); André Luiz, Leandro Euzébio, Carlinhos, Diguinho (Flu) – Gol: Leandro Eusébio 8 do 2º tempo. – Cruzeiro: Fábio; Rômulo, Gil, Cláudio Caçapa e Diego Renan; Fabrício (Robert), Henrique e Francisco Everton (Javier Reina); Gilberto (Marquinhos Paraná); Thiago Ribeiro e Wellington Paulista. Tec: Cuca / Fluminense: Fernando Henrique, Gum, André Luis e Leandro Euzébio; Mariano, Diogo, Diguinho, Conca (Marquinho) e Carlinhos; Rodriguinho (Alan) e Fred. Tec: Muricy RamalhoHistórico: Foi o 61º Cruzeiro x Fluminense. O Cruzeiro venceu 18 vezes, empatou 16, perdeu 27, marcou 83 gols, levou 98. Pelos brasileiros, incluindo as Taças Brasil de 1960 e de 1966, foram 42 partidas. O Cruzeiro venceu 13, empatou 14 e perdeu 15. Os dois clubes jamais decidiram uma competição entre si.

Cruzeiro 0x0 Santos: Deu branco no Peixe

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Mauro França

A crise já estava instalada. Para este jogo, o clima adverso foi ainda mais reforçado. A equipe da Itatiaia bateu pesado no treinador.

Insuflados, cornetas e teleguiados receberam o time na chegada ao estádio com protestos e xingamentos. (mais…)

Patinhos feios botaram Ganso & Cia. no bolso

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Atuações dos celestes e seus adversários no Cruzeiro 0x0 Santos, no Mineirão, pela 6ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2010, em 02jun10:

  • Fábio – Perfeito com as mãos e com os pés. Barreira inexpugnável. (Síndico) Como goleiro foi exigido apenas uma vez. Como líbero outras duas. Sempre seguro e corajoso nas intervensões. (Gustavo Sobrinho) (mais…)

Cruzeiro 0x0 Santos: Traíras quebraram a cara

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Em 9º lugar com 8 pontos, o Cruzeiro não contará com Kleber, contundido, Leonardo Silva e Wellington Paulista, suspensos, e Gilberto, servindo à Seleção Brasileira.

Com os mesmos 8 pontos, o Santos não terá Leo, suspenso, e Robinho, servindo à Seleção Brasileira. (mais…)

4ª da A: Choro do Luxa: “Xô, Schwenck!”

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Jogos da 4ª rodada da Série A do Morrinhão, realizados em 26 e 27mai10:

  1. No Mineirão, Cruzeiro 1×0 Botafogo. Público: 8.501. Gol: Thiago Ribeiro, 18 do 1º tempo. Cruzeiro venceu a prancheta do Joel e a hostilidade de sua própria torcida. Jogou na condição de visitante sem sair de casa.
  2. No Barradão, Vitória 4×3 Atlético-MG. Público 6.692. Gols: Schwenck,  13, Muriqui, 34, Schwenck 41 do 1º tempo; Ricardinho, 22, Schwenck, 28, Tardelli, 36, Evandro, 42 do 2º. Cocota cantou que nem o Riachão: “Xô, Xuenk, o seu galho é na Bahia, o meu é noutro lugar…” Cantou e dançou. (mais…)