Posts com a Tag ‘personagem’

Garrincha, 77 anos

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Estivesse vivo, Manoel Francisco dos Santos, o Mané Garrincha ou simplesmente Garrincha (Magé, 28out33, Rio de Janeiro, 20jan83) teria completado 77 anos neste 28out10.

Depois de Pelé, o ponta-direita do Botafogo nos Anos 50 e 60 foi o maior de todos os tempos. Com ele e Pelé no time, a Seleção Brasileira jamais perdeu uma partida.

(mais…)

Carmona: “Foi um jogo de encher os olhos”

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

pitacos de protagonistas e blogueiros acerca do Botafogo 2×2 Cruzeiro, no Engenhão, Rio de Janeiro, pela 23ª rodad do Campeonato Brasileiro de 2010, em 18set10:

(mais…)

A personagem da Copa

sábado, 10 de julho de 2010

Quem é a personagem da Copa 2010?

  1. Jabulani – Traiçoeira, a gorduchinha desfez reputações dos guapos goleirões da galeria da Mariana e da Simone.
  2. Vuvuzela – Instrumento de tortura elevado pelos pecês à condição de símbolo étnico a ser respeitado. Vade retro!
  3. Maradona – Fez caras e bocas, falou, beijou um jogador, beijou outro, sté, finalmente beijar a lona. Só não armou seu time.
  4. Polvo Paul – Enfim, um molusco inteligente.
  5. Larissa Riquelme – Depois do uísque falso, da guarânia, da harpa e da Perla, finalmente, o Paraguai oferece ao mundo algo a ser consumido sem moderação nem riscos.
  6. Mick Jagger – O torcedor mais cool da Copa. Dizem que, a qualquer hora, Kaiu tuíta o nome dele como nvo reforço da Cocota.
  7. Mesa-redondista brazuca – 7.900 cérebros brasileiros reunidos, diariamente, durente um mês, em frente às câmeras, gastaram 28 mil horas de debates pra descobrir o culpado: o treinador.
  8. Loco Bielsa – Passou o tempo todo de cócoras. Quando tentou se aprumar, levou um pé brasileiro na buzanfa e saiu da Copa.
  9. Catimba holandesa – Introduzida nos Países Baixos pela princesa Máxima, uma argentina introduzida no país por um membro da família real Orange.
  10. Sonífero espanhol – Depois do carrossel, do futebol total, do futebol moleque, apareceu o futebol sonífero inventado pelos catalães e exportado pelos castelães.

Antes de confiar meu voto, vou fazer boca de urna pra Larissa Riquelme.

Argentina 4×1 Coréia Democrática: El Pipa voou

quinta-feira, 17 de junho de 2010

No Soccer City, em Joanesburgo, Coréia Dmocrática e Argentina abrem a 2ª rodada do Grupo B, às 8h30, horário de Brasília.

Verón desfalca a Argentina por causa de uma contusão muscular. Será substituído por Máxi Rodríguez.

Messi, que Maradona diz estar acima de qualquer outro boleiro desta Copa, receberá marcação especial dos coreanos. E El Pipa Higuaín terá que marcar os gols que perdeu na estréia.

Huh Joong-Moo, treinador da Coréia diz ter um plano pra parar o baixim do Barça. Eu tô apostando em alguns golpes de taiquendô… (mais…)

O Elenco do PHD – Parte I

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Hugo Pegoraro

E se eles jogassem bola tanto quanto teclam?

Alguns comentaristas do PHD têm estilos que lembram bastante o de certos jogadores de futebol. Analisando o perfil deles, fiz umas analogias:

  • Evandrão: Polêmico. Ame-o ou deixe-o. Joga bem, mas se destaca mais pelo estilo temperamental. Além de cotevelaços e voadoras, tem outras pancadas em seu portfólio. Algumas pra responder às provocações, outras absolutamente gratuitas. É temido dentro da área. Serginho Chulapa.
  • Sobrinho: Provocador, gosta de irritar o adversário ao extremo. Zomba, debocha e, se bobear, pisa no calcanhar também. Catimbeiro que é, provoca todo mundo. O problema é quando acaba mexendo com quem tá quieto e toma umas pancadas. Como na sua eterna rixa com o Síndico. Verón.

(mais…)

Fabrício: “Arbitragem normal, com erros comuns”

domingo, 27 de setembro de 2009

Pitacos de jornalistas e protagonistas do Barueri 0x1 Cruzeiro, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro, na Arena Barueri, em 26set09:

  1. Terra Esportes: Lances polêmicos: No gol do Cruzeiro, Gilberto estava em posição de impedimento no momento do passe de Guerrón. No fim, Barueri reclamou de um pênalti de Gil após chute de Fernandinho que bateu na mão do zagueiro. Ponto Forte do Barueri: Entrada de Fernandinho, que mudou a cara do ataque. Ponto Forte do Cruzeiro: Jogadas com Gilberto, principal articulador do time. Ponto Fraco do Barueri: Excesso de erros nos passes. Ponto Fraco do Cruzeiro: Erros de passes e atuação abaixo da média de Kléber. Personagem do jogo: Gilberto, autor do gol da vitória.  [N.B.: passe foi do Jonathan]
  2.   (mais…)

Alma da África

sábado, 12 de setembro de 2009

Antonio Olinto, nasceu 1919, em Ubá, Zona da Mata mineira, cresceu em Espírito Santo do Piau, estudou em Juiz de Fora, Campos dos Goytacazes, Belo Horizonte e São Paulo antes de se fixar no Rio de Janeiro.

Poeta, romancista, ensaísta, critico, jornalista, colunista de O Globo, ele ocupava a cadeira 8 da ABL, que deixou vaga ao morrer, hoje, no Rio.

Uma passagem interessante de sua vida ocorreu em 1962 quando o Primeiro-ministro Tancredo Neves, sabendo da ligação que ele e a esposa, a jornalista e teatróloga Zora Seljan (belo-horizontina, filha de um etnógrafo croata), mantinham com a cultura negra, ofereceu-lhe o cargo de adido cultural na embaixada do Brasil na Nigéria.

(mais…)

Benítez: “Com a camisa do meu time foi melhor”

sexta-feira, 17 de julho de 2009

Vale a pena “ouvir” o lado vencedor. Pitacos argentinos sobre o Cruzeiro 1×2 Estudiantes, jogo de volta da fila da Libertadores, no Mineirão, em 15jul09:

(mais…)

Paulo Florêncio, 91 anos

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Hoje, Paulo Florêncio, craque do Siderúrgica (37/47), Seleção Brasileira (42), Cruzeiro (48/56), Sete de Setembro (58/60) e um dos desbravadores do futebol venezuelano nos Anos 50 está completando 91 anos.

Como a discussão sobre o Cruzeiro 3×1 Grêmio continua viva, o PHD prestará a homenagem que este granmde personagem do futebol merece, amanhã. Ao Paulinho e à sua família, nossos votos de saúde e felicidade!

Romarol, do Barreiro ao Planalto, gritando Cruzeiro bem alto!

sexta-feira, 29 de maio de 2009

Romarol é o cara! Nasceu fanático pelo Cruzeiro. De pai, mãe, tios etc. E, em sua trajetória do Barreiro ao Planalto Central, ele nunca deixou de gritar Cruzeiro bem alto. A rima pode ser pobre, mas não é falsa.

Confiram a história dele e me digam se estou exagerando.

Meu nome é Rodrigo Marques de Oliveira. Nasci em 16set78. Fui criado Belo Horizonte, no bairro Diamante, região do Barreiro. Atualmente, moro em Águas Claras, Brasília.

(mais…)