Posts com a Tag ‘pantera’

Quem acredita no Demo?

sábado, 17 de abril de 2010
  • E amanhã, quando o Demo passar para a final do Mineiro, dispenso congratulações. A não ser que venham acompanhadas de um chequinho pra ajudar a cobrir a folha de pagamentos, lógico.

Esta é do Arreguy. Quem acredita no Demo? 

Os jogadores rosados estão unidos. Bem unidos como se vê na foto. E o Luxa vai processar o brima do chefe dele, por conta daquela acusação de que interferiu na escalação do trio que arbitrou o CoCo.

(mais…)

Jogos Inesquecíveis do Fut Brasilis

sábado, 10 de abril de 2010

Lambuzem-se:

Três jogos e um simulacro

sábado, 10 de abril de 2010

A Globo anda generosa. Hoje, liberou geral o pague-pra-ver.

No Serra Dourada, Goiás 0x0 Atlético. Foi um belo começo de semifinal pra 23 mil torcedores. Harlei fechou o gol esmeraldino.

Semana que vem, tem mais. O Dragão joga pelo empate. O Verdão tem mais estrelas. Tá aberta a disputa.

(mais…)

Os Semifinalistas do Tropeirão 2010

sábado, 10 de abril de 2010

Cruzeiro, Democrata, Ipatinga e Atlético-MG disputarão as semifinais do Mineiro. Alguma reclamação? Da minha parte, nenhuma.

Vamos ao jogo! E também à análise isenta do quarteto:

(mais…)

Dudu e Bernardo, os menos ruins

domingo, 28 de março de 2010

Atuações dos celestes e seus adversários no Democrata-GV 3×1 Cruzeiro, em 28mar10, no Estádio José Mammoud Abbas, em Governador Valadares, pela 11ª rodada do Campeonato Mineiro de 2010:

  • Rafael Monteiro – Cercou um frango, mas redimiu-se com algumas boas defesas.
  • Marcos Martins – Fraco na marcação, fraco no apoio e sem sorte, pois quando teve oportunidade de decidir a partida o travessão não permitiu.
  • Gil – Fraco.
  • Cláudio Caçapa – Alterna boas e más jogadas, mas sempre com muita disposição.
  • Magalhães – Levou um vareio do lateral democratense.
  • Uchoa – Não comprometeu.
  • Fabrício – Enquanto esteve em campo, o time mostrou personalidade. Marcou razoavelmente e atacou, embora sem resultados práticos. 
  • Fernandinho – Se em forma joga pouco, voltando de sete meses de inatividade nada poderia oferecer. Fraquíssimo. Tropeçou nas próprias pernas.
  • Camilo – Não basta jogar, tem de competir. Mesmo jogando de volante, fora de posição, vinha jogando razoavelmente até ser acometido por um imperdoável ataque de malemolência que resultou no gol de desempate do Democrata. 
  • Bernardo – Participou da jogada do gol de Kieza, bateu faltas, movimentou-se. Num time mambembe, até que não foi mal.
  • Dudu – Além de lançar e chutar a gol, apareceu na bequeira pra cortar uma jogada que, certamente, teria resultado em gol da Pantera. Entusiasmado, foi o melhor do time celeste.
  • Kieza – Fez um gol.
  • Wellington Paulista – Perdeu um gol.
  • Anderson Lessa – Entrou e saiu de campo sem se fazer notar.
  • Adílson Baptista – Lá pelas tantas, percebeu que o catadão não daria mesmo no couro e sentou-se no banco pra esperar o fim do vexame.
  • Torcida – Compareceu em bom número pra ver 90, mas só viu 45 minutos de futebol razoável de seu time. Zezé Perrella deveria devolver metade do ingresso pros incautos que acreditaram no catadão. 
  • Juiz & Bandeiras – Atuação dentro dos conformes. O impedimento reclamado no gol de desempate do Democrata não devia mesmo ter sido marcado. Nunca é demais lembrar que, em caso de dúvida, a Fifa recomenda privilegiar o ataque.
  • Democrata-GV – Foi um pouco melhor do que o Cruzeiro no 1º tempo. No 2º, nem tomou conhecimento do que se mostrou desorganizado, desmotivado e destrambelhado. Alex Santos e Magal passearam pelas laterais sem serem incomodados. Wanderson armou boas jogadas. Ely Thadeu criou sérios problemas pra bequeira celeste. Os demais, em especial, os meio-campistas, controlaram seus setores sem grande dificuldade. Moacir Jr., que vem mostrando competência há vários carnavais, armou um time atrevido, não respeitou a camisa celeste, e buscou a vice-liderança com determinação.