Posts com a Tag ‘negociação’

Mauro França, otimista inveterado

domingo, 29 de junho de 2008

Este é o Mauro França, otimista nº 1 da torcida celeste:

  1. Nome completo, data de nascimento, bairro, cidade. Nome dos pais e o que eles faziam na vida? Quantos irmãos? Mauro Sergio Lanza França, nasci em 23fev63 em Sete Lagoas, rodei com meus pais por Vespasiano, Esmeraldas e Paraopeba antes de nos fixarmos em BH, em 1969. Aqui, sempre morei no Barroca. Meu pai, Mauro, era contador, minha mãe, Maria Elisa, professora e funcionária pública estadual, ambos já aposentados. Tenho dois irmãos, Carlos Eduardo, atleticano, e Giovani, cruzeirense.
  2. (mais…)

Desmanche, agora, é crime de lesa-clube

sexta-feira, 30 de maio de 2008
  • “Não há nenhuma proposta pelo Ramires, não tem nada, eles conversaram de coisas internas da administração do clube”. (Guilherme Mendes, à tarde, sobre reunião dele com os Irmãos Perrella)
  • “Até agora, não recebemos qualquer proposta pelo Ramires. Mas, sabe como é: com a diferença de cotação entre o Real e o Euro fica difícil segurar algum jogador.” (Alvimar Oliveira Costa, à noite após o América 1 x 2 Cruzeiro)

(mais…)

Armazém do PHD

quinta-feira, 29 de maio de 2008

A janela européia está aberta. O Cruzeiro pode ficar sem time. Jogadores pra vender é que não faltam na Toca. Vários deles têm o perfil requerido por grandes clubes do futebol mundial. Quem pode ou não sair sem acabar, de vez, com o sonho de uma boa campanha no Brasileiro?

(mais…)

Os bons e os maus vendedores de futebol

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

Para efeitos práticos, a Taça Guanabara é apenas o 1º turno do Campeonato Carioca. Torneio disputado por potências do nível de Cardoso Moreira, Cabofriense e quejandos. Pois bem, cartolas, torcedores e jornalistas cariocas fazem da competição algo que mexe com o país. E faturam com a farra.

Enquanto isso, cartolas, torcedores e jornalistas mineiros tratam seu estadual a pontapés chamando-o de Rural, Ruralito, Atraso de Vida, torneio preparatório etc. Em 2008, o Carioca está valendo, pela cotação da Globo, 3 mineiros. Em 2009, valerá 5. E as toupeiras, como se viu, hoje, na TV, estão tentando tirar proveito de um erro de arbitragem para pressionar juízes ao invés de promover a competição. 

Fossem um pouco mais espertos, cartolas mineiros estariam dando tratos à bola pra imaginar formas de agregar as maiores cidades do interior, de criar regulamentos que neutralizem um pouco da vantagem competitiva dos maiores clubes, enfim, de injetar emoção à competição e, com isso, aumentar seu poder de barganha na próxima negociação com a TV. 

O dito “Minas trabalha em silêncio” não se aplica ao futebol. Aí, ela se torna estridente atirando nos próprios pés. Como castigo, seus clubes faturam menos. Wagner, revelado em 2006, ficou em consignação num obscuro clube árabe. E foi devolvido. Ederluiz, revelação de 2007, foi posto na vitrine do São Paulo. E ainda tem torcedor sonhando com Washington, Dodô, Leandro Amaral, Ibson, Tardelli e Fábio Luciano.

Uma palavra com a qual não se discute

segunda-feira, 14 de janeiro de 2008

Marcel, Moreno, Gosling, Jadílson e Espinoza foram contratados pelo telefone 0800, a nova modalidade negociação do futebol. Me ocorrem duas piadas:

(mais…)

Vai dar em nada, mas…

terça-feira, 20 de novembro de 2007

Vai dar em nada a conversa do cartola do Fla, registrada na matéria abaixo. Vale, contudo, para reflexão.

Continuo acreditando que desconcentrar o futebol brasileiro trocando o Morrinhão por um calendário que encadeie torneios estaduais, regionais e nacionais dando oportunidade a todos os clubes profissionais, grandes ou pequenos, de disputarem competições o ano inteiro, é o caminho pra sair da camisa-de-força do monopólio.

O modelo CBF-Globo-C13 impede que muito dinheiro seja investido no fut brasileiro. Do jeito que está, patrocinadores, investidores, torcedores e organizadores de eventos não têm o que comprar. Ou a Copa MG e a “Série Y” do Campeonato paulista são opções interessantes?

(mais…)

É tutu ou pipoca!

quarta-feira, 7 de novembro de 2007
  • “O Cruzeiro não divulga valores, mas a premiação para a competição é pré-definida. Não se define em um momento em que se busca uma classificação. Aqui, se trabalha com objetivos: campeão brasileiro, vice-campeão brasileiro, classificações para a Libertadores e a Sul-Americana. O Cruzeiro não paga paga prêmios exclusivamente por jogo. Paga um percentual por vitória e objetivo. Ao final, se alcançados os objetivos traçados, aí sim, acontece a premiação.” (Valdir Barbosa, Gerente de Futebol, em matéria de Bruno Furtado e Bruno Faleiro para o www.superesportes.com.br)

(mais…)

A carta

sábado, 22 de setembro de 2007

São Paulo, 19 de setembro de 2007

Ao ilustríssimo senhor doutor Carlos João Eduardo Senger, M.D. Presidente do conselho deliberativo do Sport Club Corinthians Paulista.

“Segundo Voltaire, a primeira infâmia contra alguém é rejeitada. A segunda arranha e a terceira destrói” (Citação de Ibsen Pinheiro – vítima de linchamento da imprensa), revista Istoé n.º 1819, página 35/38, 18 de agosto de 2004).

(mais…)

Um algorítimo para o Foca

sexta-feira, 21 de setembro de 2007

Heberth Xavier

Depois de alguns meses parado, eis que o Kerlon volta e protagoniza a maior discussão, provavelmente, que um único lance mereceu na mídia nacional em todo o ano.

Não sei se é verdade, mas dizem que a diretoria cruzeirense chegou a oferecer o Kerlon ao Palmeiras, na negociação que trouxe o Marcinho, no início do ano. Não importa, o que importa é que esse jogador não pode ser vendido. Kerlon, não. Guilherme é talvez mais eficaz e até mais jogador, mas Kerlon é business puro – e isso, hoje, é fundamental no futebol.

Todos aqui conhecem a bilionária indústria dos videogames – alguns até devem jogar uma peladinha eletrônica de vez em quando…

(mais…)

Ipatinga rumo à Série A

quarta-feira, 12 de setembro de 2007

Franklin Bronzo

O Ipatinga faz bonito ao vencer o Criciúma, no Herberto Hulse, por 1 x 0. O placar poderia ter sido mais amplo tantos foram os gols perdidos pelo tigre de Minas. Dos últimos 27 pontos disputados, o time do Vale do Aço conquistou 21 e já é vice-líder da Série B. Tem 43 pontos, mesmo número do Coritiba, para o qual só perde no saldo de gols.

(mais…)