Posts com a Tag ‘lula’

O novo Mineirão: projeto verde, cofres azuis

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Última parte da entrevista com Marcílio Lana, do Grupo Gestor da Copa 2014:

Projeto verde

Depoimento de Marcílio Lana:

(mais…)

Por um Brasil olímpico, proletário e descomplicado!

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Garoto carioca pediu ao presidente da República uma quadra de tênis e ouviu a resposta que já entrou pra história:

  • “Vai nadar, tênis é esporte de burguês!”

Evidentemente, a resposta é besta, embora, tal qual o presidente, eu também seja adepto do esporte único.

Acho complicado querer que brasileiro acompanhe e pratique outras modalidades além do futebol.

Agora, queria ver o nosso guia pilotar um blog como o PHD, que está prenhe de adeptos de esportes exóticos e esdrúxulos.

Olivieri e Chaves só querem saber de vôlei. Velho Damas e Silvério são petequeiros. França e Malafaia jogam xadrez.

Xina e Hermes levantam copos como quem levanta peso. Sobrinho e Evandro lutam sumô.

Vinícius e Hugo são os maiorais do badmington no Oeste de Minas.

Arreguy também era tenista. Era, pois renegou classe e esporte depois da bronca presidencial.

E o que dizer do Carneiro e seus esportes radicais? Romarol e Frede, campeões de purrinha na Escola de Governo?

E o atleticano Odair viciado em marcha atlética?

Carlão, após anos cultivando o fisiculturismo, ficou mal. Walfrido, o maior corredor de trio eletrico de Beagá… Coitados!

E o Pinna que, justo agora, aderiu à bocha? Simone e Mariana, campeãs de nado sincronizado.

Naldo e sua roda de jogadores de Bridge no Automóvel Clube, João Novaes, campeão de tiro. Walterson, fanático por F1. Todos condenados à execração pública.

Sem contar o João Chiabi Duarte, golfista desde os tempos do Conceição Golf Club? Estão todos condenados ao futebol. E só!

Confiram o que disse o presidente e a reação da categoria:

Lula chama Tênis de ‘esporte de burguês’

por Alan Rafael Villaverde, para o Estadão

Tenistas não gostaram da declaração do presidente Lula. Fernando Meligeni, que foi um dos principais atletas brasileiros na modalidade, demonstrou seu descontentamento através do Twitter. “Sei que vai repercutir. Mas que baita declaração infeliz do nosso presidente. Tenis é de burguesia? Deprimente declaração”, disse o ex-tenista profissional.

Ainda inconformado com ao que assistiu no vídeo, Meligeni continuou: “Depois, quando os burgueses vencem torneios, eles políticos não acham isso e querem sair na foto do lado. Desculpem, mas defendo meu esporte”.

O brasileiro também utilizou o exemplo de dois outros tenistas que não vieram de famílias ricas. “Deixe o menino (que pediu pela quadra de tênis) sonhar. Muitos meninos que não são burgueses venceram no tênis. Guga não era rico. (Jaime) Oncins, seu pai era cabeleireiro”.

Amiga de Meligeni, a também ex-tenista Vanessa Menga deixou seu recado no Twitter sobre o assunto. “É para deixar qualquer um de mau humor com essa declaração! Será que ele quer que eu enterre meu instituto e pare com os projetos sociais?”

Só o Kimbundo, praticante do único esporte que o povo deztepaiz conseguiu inventar, a capoeira, ficou bem na fita.

Além do Síndico que, tal qual o presidente, é boleiro, proletário, mal educado e só abandona o esporte único jogando truco enquanto a bola não rola.

Um peso, duas medidas

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Recebi este e-mail do Dr. Silvério Cândido, advogado e cruzeirense incondicional.

Vai dar briga, pois os empedernidos defensores do Atlético-MG, que pululam neste blog, vão chiar.

Prometo não entrar na confusão. Vou apreciar a o rebolation dos adversários mal disfarçados à distância.

Prezado blogueiro:

Sócrates, principal referência da tradição filosófica ocidental, dizia que “não pode haver para um peso, duas medidas”.

Embora compreenda que este espaço azul é democrático e aberto a todas as opiniões e manifestações de torcedores, não gostaria de usá-lo para falar da situação do nosso maior rival (se é que existe, de fato, rivalidade em razão da disparidade de títulos conquistados por nós).

Mas é impossível acompanhar a cobertura da mídia mineira sem ao menos tecer alguns comentários sobre sua inc0erência.

Após a 7ª derrota no Brasileiro, Vanderlei Luxemburgo, considerado um dos melhores técnicos do país, disse que a derrota para o Internacional serviu pra “encaixar o jogador Serginho como volante” e  que isso foi positivo.

Nessas horas, é que percebo como a imprensa mineira está prenhe de hienas.

Grande parte da midia local bate no peito pra dizer que o time do lado de lá da lagoa tem um elenco “fantástico”, um presidente “profissional” e o “melhor treinador do país”.

E considera normal o time preto e branco estar na zona de rebaixzamento acumulando sete derrotas em onze jogos.

A cada rodada, o presidente e o treinador do rival citadino inventam novas balelas pra justificar o fracasso do projeto alvinegro.

Pra justificar a derrota frente ao Inter, o técnico disse que prepara um time para o ano que vem. E isto foi absorvido com naturalidade pela imprensa local.

Com menos de um terço do torneio disputado, um treinador joga a toalha e nenhum cronista esportivo mineiro (excluo aqui Tostão, talvez o único comentarista sensato e imparcial de Minas Gerais) discute a sério a situação do rival.

Não derramam sobre o técnico emplumado as mesmas críticas que despejavam sobre o ex-treinador cruzeirense, Adilson Batista.

Quantas pedras os entendidos da mídia estariam atirando em Zezé Perrella e Adílson Baptista se o Cruzeiro estivesse na posição em que se encontra seu rival?

Quais seriam as manchetes se o Cruzeiro, que tem a maior torcida de Minas, superioridade em títulos, nacionais e internacionais, estivesse na Zona do Rebaixamento, treinado por um técnico sem grandes títulos no currículo e dirigido por um presidente que não dá papo para intrigas da imprensa?

A resposta, todos nós já sabemos: crise total!  Entretanto, para as hienas, está tudo normal do outro lado da lagoa.

Um peso e duas medidas, este é o critério da mídia esportiva mineira.

Saudações cruzeirenses,

Silvério Cândido

Velhos e moços se estranham na Vila

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Folgazão como sempre, tão logo chegou ao CT do Santos, ontem, Robinho deu um tabefe em Wesley, que revidou com um soco.

O atacante queimou no golpe e destruiu o celular do volante, que, em troca, golpeou o carrão do atacante com um taco de sinuca.

Depois do jogo, irritado, DJ desmentiu a briga e desafiou alguém que a confirmasse.

No dia seguinte apareceu um gajo disposto a aceitar o repto do treinador: o presidente do clube.

Ele justificou a coisa como sendo resultado do excesso de hormônios dos Meninos da Vila.

A página heróica e imortal da Moema Fox

terça-feira, 22 de junho de 2010

Caros Jorge e Evandro,

Segue meu relato do jogo Cruzeiro x NY Red Bulls. Ficou bem grande, então por favor fiquem à vontade para fazer os cortes/alterações que julgarem necessários.

Peço também que revisem o texto, pois ultimamente ando comentendo diversos erros de português…

Seguem também, em anexo, as fotos que tirei durante o jogo. São poucas, pois como falei minha câmera resolveu parar de funcionar assim que cheguei ao estádio, e meu celular ficou sem bateria…

Apesar de tudo, aí vai uma parte da aventura americana para acomapnhar, em 18jun10, o NY Red Bull 2×4 Cruzeiro

Um forte abraço,
Moema. (mais…)

Argentina 4×1 Coréia Democrática: El Pipa voou

quinta-feira, 17 de junho de 2010

No Soccer City, em Joanesburgo, Coréia Dmocrática e Argentina abrem a 2ª rodada do Grupo B, às 8h30, horário de Brasília.

Verón desfalca a Argentina por causa de uma contusão muscular. Será substituído por Máxi Rodríguez.

Messi, que Maradona diz estar acima de qualquer outro boleiro desta Copa, receberá marcação especial dos coreanos. E El Pipa Higuaín terá que marcar os gols que perdeu na estréia.

Huh Joong-Moo, treinador da Coréia diz ter um plano pra parar o baixim do Barça. Eu tô apostando em alguns golpes de taiquendô… (mais…)