Posts com a Tag ‘Eto’o’

Holanda 2×1 Camarões: Laranja também é 100%

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Às 15h30, no Cape Town Stadium, na Cidade do Cabo, Holanda e Camarões encerrarão as disputas do Grupo E da Copa 2010.

A Holanda já está classificada e Camarões já rodou após apanhar do Japão e da Dinamarca nas rodadas iniciais.

Bert Van Marwijk manterá a Laranja no 4-3-3 e já avisou que o astro Robben, voltando de uma contusão, é quem decidirá se joga ou não.

Paulo Le Guen manterá o 4-4-2 defendido pelos jogadores camaroneses e ficará só espiando pra ver no que vai dar a escolha feita por eles.

Depois do jogo, arruma as malas e caça rumo. Provavelmente, em direção à Nova Zelândia.

Só vale a pena ligar a TV, se você é torcedor da Inter e queiser conferir o futebol de Snejder e Eto’o, nesta partida que será apitada pelo chileno Pablo Pozo. (mais…)

Dinamarca 2×1 Camarões: CAMarões, 1º rebaixado

sábado, 19 de junho de 2010

Às 15h30 (horário de Brasília), no Loftus Versfeld, em Pretoria, Camarões e Dinamarca jogam suas últimas fichas na roleta do Grupo E.

Após um motim dos jogadores, Paul Le Guen, treinador francês de Camarões, mexeu em metade do time incluindo Emana, Song e Geremi. E empurrou Eto’o para o comando de ataque da equipe que jogará no 4-4-2.

Morten Olsen também vai pro tudo ou nada com um 4-3-3. Escalou o velhinho Tomasson ao lado de Bendtner e Rommedhal no ataque dinamarquês.

O uruguaio Jorge Larrionda será o mediador do confonto.

*****

(mais…)

Japão 1×0 Camarões: Honda atropelou leões

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Em Bloenfontain, no Free State Stadium, Japão e Camarões vão se enfrentar mediados pelo apito português de Olegário Benquerenca.

O Japão atuará no 4-2-3-1 com o amedrontador brasileiro Túlio Tanaka na bequeira e o habilidoso Honda na armação. Velocidade e entusiasmo é o que se pode esperar da seleção nipônica, cujos atletas militam, quase todos, na J League, sem muita cancha internacional, portanto.

Camarões, dirigida pelo francês Le Guen, jogará no 4-3-1-2 tendo em Eto’o, da Inter, sua estrela mais reluzente. Os leões indomáveis devem apresentar um time fisicamente forte e taticamente bem organizado, algo novo em sua trajetória mundialista.

Em nome da seriedade tática, o badalado centroavante Alexandre Song ficará no banco. Mesma situação de Kameni, goleiro do Espanyol, que será substituído pelo veterano Hamidou Souleymanoun.

(mais…)

27ª CAN, Grupo D: Eto’o, Katongo, Ovono

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Mauro França

Camarões, Gabão, Zâmbia e Tunísia.

CAMARÕES

  • Outra grande potência africana. Vai para a sua sexta Copa, recorde na África. Camarões disputa pela 16ª vez as finais de CAN, sétima consecutiva. Depois de 1982, só ficou de fora uma vez, em 1994. Chegou à final seis vezes, conquistando 4 títulos (1984, 1988, 2000, 2002). Foi vice em 2008, batido pelo Egito. Tem ainda um título de campeão olímpico, em 2000. É o 1º do ranking africano e o 11º do mundial. Camarões tropeçava nas eliminatórias quando o francês Paul Le Guen foi contratado, em julho de 2008. Sob o seu comando a equipe se recuperou, venceu quatro jogos consecutivos e garantiu vaga na Copa. Feito que lhe valeu a renovação do contrato até o final deste torneio. Eto’o (Inter de Milão), em sua sexta CAN, é o grande astro dos Leões Indomáveis, que contam ainda com os experientes Rigobert Song (Trabzonspor), capitão da equipe, e Geremi (Newcastle).  Bassong (Tottenham), contundido, é a ausência mais sentida. A preparação final foi feita em Nairobi, Quênia.

GABÃO

  • Fez boa campanha nas Eliminatórias, a ponto de sonhar com a vaga na Copa, mas foi ultrapassado por Camarões nas duas rodadas finais. Volta à fase final da CAN depois de uma década ausente, na sua quarta participação. Seu melhor resultado foi chegar às quartas-de-final em 1996, que espera ao menos igualar. O Gabão, em conjunto com a Guiné Equatorial, sediará a próxima CAN. Ocupa a 8ª posição no ranking africano e a 48ª no mundial. Desde 2006 o treinador dos Panteras é Alain Giresse, ex-jogador da França, que montou uma equipe sem grandes estrelas, mas forte no conjunto. O atacante Daniel Cousin (Hull City) é o principal destaque, ao lado do experiente goleiro Didier Ovono (Le Mans) e do trio formado pelos irmãos Aubameyang, Catilina (sem clube), Willy (Avellino) e Pierre-Emerick (Lille). No último amistoso de preparação, Gabão venceu Moçambique por 2×0.

ZÂMBIA

  • Em sua 14ª presença em finais de CAN, o objetivo é alcançar ao menos as quartas-de-final. Pode parecer modesto, mas desde 1996, quando foi 3º, Zâmbia não passou da fase de grupos nas cinco edições que participou. Seus melhores resultados são dois vices, em 1974 e 1994. Ocupa o 17º posto do ranking africano, 84º do mundial. O técnico é o francês Herve Renard, desde maio de 2008. O sucesso dos Chipolopolos (Balas de Cobre, no idioma bemba) depende do desempenho dos irmãos Katongo, Christopher (Armenia Bielefeld), atacante, e Felix (Mamelodi-RSA), meia. Outro destaque é o goleiro Mweene (Free States Stars-RSA). Oito jogadores atuam na África do Sul e sete em times de segunda linha da Europa. No último amistoso, Zâmbia empatou com a Nigéria, 0x0, em Durban, África do Sul.

TUNÍSIA

  • A Tunísia teve a vaga na Copa nas mãos. Precisava apenas de uma vitória sobre Moçambique na última rodada, fora de casa, mas perdeu e foi ultrapassada pela Nigéria. Foi a primeira Seleção africana a vencer em Copas, em 1978 (3×1 sobre o México).  Participou de 4 Copas (1978, 1998, 2002, 2006) e chega a sua 14ª final de CAN, da qual foi campeã em 2004, quando sediou pela 3ª vez a competição. Ocupa o 10º lugar no ranking africano e o 53º no mundial. O fracasso nas eliminatórias levou a Federação tunisiana a trocar o português Humberto Coelho por Faouzi Benzarti, treinador do Esperance de Túnis. 16 dos 23 convocados, por sinal, jogam no país. O zagueiro Haggui (Hannover-96) e o meia Darragi (Esperance), são os destaques.

32ª Brasileiro: Obina >>> Eto’o >>> Love

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Gols: 25 – Média: 2,5 – Lugares disponíveis: 513.000 – Público Pagante: 156.600 – Caronas: 12.672 – Público presente: 169.272 – Média: 16.927 – Ocupação dos estádios: 33% – Data 28/29out09. 

(mais…)