Posts com a Tag ‘Esportes’

Sangue Azul contra uma cidade

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Segundo o Superesportes, o Cruzeiro jogará contra Flamengo, Corintiãs e Internacional no Parque do Sabiá, em Uberlândia, pelo Brasileiro.

Isto equivale a vender o mando de campo. Ao menos nos jogos contra paulistas e cariocas que, ao lado do São Paulo, dominam os corações dos torcedores da maior cidade do Triângulo Mineiro.

Melhor seria trazer estes times pra sentirem o bafo da galera na Arena do Jacaré e levar ao Triângulo Guarani, Ceará e outros menos votados por aquelas bandas.

O Cruzeiro receberá alguma compensação financeira para “vender seus mandos de campo” dos jogos contra paulistas e cariocas no Parque do Sabiá?

Se vai, é bom lembrar que mais vale somar pontos do que descolar “algum” e colocar a campanha do time em risco.

Ou será que o Maurício Sangue Azul dá conta de encarar uma cidade inteira pra equilibrar os jogos no grito?

Alemanha 4×1 Inglaterra: Larrionda roubou a cena

domingo, 27 de junho de 2010

Às 11h (Brasília). no Free State Stadium, em Bloemfontein, Inglaterra e Alemanha decidem quem vai às quartas de final da Copa 2010.

Fabio Capello escalará seu time no 4-4-3 com o veterano James no gol, Johnson, Upson, Terry e Ashley Cole na defesa, Milner, Berry, Gerrard e Lampard, no meio de campo (os dois primeiros na contenção, os outros armando, atacando e defendendo), e a dupla Defoe e Rooney no ataque.

Taí um time muito bom, mas que nem sempre funciona. Quem explica, por exemplo, as três performances fraquinhas da primeira fase?

Joachim Löw escalará a Alemanha no 4-2-3-1 com Manuel Neuer no gol, Lahm, Mertesacker, Friedrich e Boateng, na defesa, Khedira e Schwensteiger na volância de contenção, Müller, Özil e Podolski, armando, marcando e, principalmente, atacando. Na centroavância, ficará o cabeceador Miroslav Klose segurando a bequeira inglesa.

É o time com menor média de idade da competição, mas de surpreendente maturidade e bom toque de bola como se viu na primeira fase, inclusive na derrota pra Sérvia.

Pelo retrospecto, a Alemanha é favorita. Mas o English Team é pra lá de cascudo e pode complicar a vida dos teutos, Vai, por exemplo, que o ogro Rooney desperta?!  Neste caso do time da dupla Joaquim e Manuel, que não é Portugal, pode até se dar mal.

O uruguaio Jorge Larrionda será o referee deste duelo e o estádio, certamente, receberá lotação máxima. Será um jogão, acreditem. (mais…)

Uruguai 2×1 Coréia D: Rumo ao penta!

sábado, 26 de junho de 2010

Às 11h, no Estádio Nelson Mandela Bay, em Porto Elizabeth, Uruguai e Coréia Democrática abrem as oitavas de final da Copa 2010.

Oscar Tabarez escala o time charrua num 3-4-1-2 com Forlan na armação a Suarez e Cavani no ataque. Este é o trio que pode levar a Celeste Olímpica ao pentacampeonato mundial.

Hu Yong, técnico coreano, adota o 4-4-2 e tem em Park Jisung, meia-atacante do Manchester United, o pensador da equipe. Mas é bom os orientais prestarem muita atenção em Chu Yong, um atacante de chute forte.

O juiz será o alemão Wolfgang Stark e o estádio deve receber, no máximo, 2/3 dos 42 mil espectadores que comporta. (mais…)

Brasil 0x0 Portugal: Um tempo esportivo, outro administrativo

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Às 11h, no Estádio Moses Mabhida, em Durban, Brasil e Portugal disputam a liderança do Grupo G da Copa 2010.

Dunga, que escalará o time no 4-3-1-2, não contará com Elano, contundido, e Kaká, suspenso. Daniel Alves e Júlio Baptista substituirão os titulares.

Carlos Queiroz, que manterá o 4-3-3, só não poderá contar com o meia-atacante Deco, contundido.

Se vencer, o Brasil escapará de seleções como Argentina, Alemanha, México e Inglaterra nas quartas e nas semifianias. Mas poderá jogar contra a Espanha nas oitavas.

A Copa é assim. Pra ter vida mansa só fazendo como França e Itália que mandaram parar o torneio, desceram e voltaram pra casa mais cedo.

No apito estará o mexicano Benito Archundia, velho conhecido de quem frequenta a Copa Libertadores. (mais…)

Costa do Marfim 3×0 Coréia C.: Vitória inútil

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Às 11h (Brasília), no Estádio Mbombela, em Nelspruit, Costa do Marfim jogam pela 3ª rodada do Grupo G da Copa 2010.

Para os norte-coreanos, o jogo será amistoso. Eles estão desclassificados. Mesmo assim, jogarão num prudente 5-4-1 pensando em não repetir o vexame do jogo contra Portugal quando perderam por 7×0.

Para a Costa do Marfim, o jogo vale. Ela precisa de uma vitória do Brasil sobre Portugal e de vencer por uma contagem que anule a vantagem portuguesa no saldo que é de 9 gols.

Se o Brasil vencer por 1×0, os marfineses terão de fazer 8×0 nos coreanos.  Isto é possível para um time que, até agora, só mostrou um bom jogador, que é o artilheiro Drogba?

Fermín Martinez, da Espanha, será o juiz. (mais…)

Austrália 2×1 Sérvia: Uma venceu, as duas perderam

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Às 15h30, o Estádio Mbombela, em Nelspruit, a Austrália tenta um pequeno milagre. Vencer e melhorar o saldo contra a Sérvia que pode até se dar bem com um empate.

Com uma vitória, a Sérvia avança, perdendo cai fora. Empatando, terá de sacar a calculadora.

Pim Verbeek escalará a Austrália no 4-2-3-1. Se a vaca estiver a caminho do brejo, ele deve arranjar outros companheiros para o centroavante Cahill. Resta saber quem seriam os tais.

Radomir Antic, porá Sérvia no 4-1-4-1, mas também terá de mudar pra algo mais ofensivo se o empate persistir no outro jogo.

Nosso vizinho Jorge Larrionda, uruguaio, será o juiz da partida. (mais…)

Uruguai 2×1 México: Celeste de volta ao Olimpo

terça-feira, 22 de junho de 2010

Às 11h (Brasília), no Royal Bafokeng, em Rustemburgo, México e Uruguai decidem o Grupo A com arbitragem de Viktor Kassai, da Hungria.

O vencedor fica em 1º lugar, o perdedor fica dependendo do resultado de França x Sudáfrica. Em caso de empate, passam os dois com o Uruguai em 1º.

Vitor Birner, no UOL Esportes: “Se a partida acabar do mesmo jeito que ela começa, ambos estarão classificados para as oitavas de final, mas mexicanos e uruguaios – com quatro pontos cada – abrem a última rodada do grupo A para fugir da desconfiança de que podem fazer um ‘jogo de compadres’. A própria Fifa já se manifestou que acredita no ‘Fair Play’ das equipes. Além disso, uma vitória para qualquer um dos lados afastaria um provável duelo precoce contra a Argentina, que deve passar em primeiro no grupo B.” (mais…)

Sudáfrica 2×1 França: Com chave de ouro

terça-feira, 22 de junho de 2010

Às 11h (Brasília), no Free State, em Bloemfontein, Sudáfrica e França jogam em busca de uma improvável classificação no Grupo A.

Quem vencer, fará contas pra ver se ultrapassa, no saldo de gols, o derrotado no México x Uruguai. Em caso de empate, os dois times assistirão no sofá o restante do torneio.

Lucas Reis no UOL Esportes: “Temperatura de 15ºC no Free State Stadium, em Bloemfontein. Domenech escala Clichy, Cissé e Squillaci como titulares; Henry está fora. Capitão Evra foi barrado após discutir com o preparador físico da seleção francesa. Diarra assumiu a braçadeira. Após tomar as manchetes com seguidas polêmicas, a França lembra que precisa jogar bola. Os Bleus correm risco de repetir o fiasco de 2002, quando se despediram do Mundial ainda na 1ª fase e sem fazer gols. Embora os problemas sul-africanos sejam bem menores, Parreira sente a pressão pelo desempenho abaixo do esperado da equipe, que pode entrar para a história como a primeira anfitriã eliminada na fase inicial.”

Público: 39.415. (mais…)

Honduras 1×0 Chile: Cadê o pênalti? Vencer era uma necessidade…

quarta-feira, 16 de junho de 2010

No Estádio Mbombela, em Nelspruit, Honduras e Chile abrem o Grupo H, que tem a Espanha como principal atração e favorita de quase todo mundo pra conquistar a Copa.

O Chile, treinado por El Loco Bielsa, um argentino que manda o time pras cabeças, vai jogar no 4-3-3 com Sanchez, Suazo (Gallardo) e Beausejour atacando em tempo integral.

Honduras, mais humilde, vai de 4-4-1-1. Carlos Pavón, 36 anos, 56 gols pela Nacional, terá de se virar sozinho no comando do ataque. Quando muito, receberá apoio do meia-armador Nuñez, de quem a gente jamais ouviu falar.

O Juiz será Eddy Maillet, das Ilhas Seychelles, país pouco maior do que Belo Horizonte, com 87 mil habitantes, descoberto por Vasco da Gama, que fica coladinho em Madagáscar.

*****

Eis como o La Prensa, de Tegucigalpa, reportou o jogo:

Honduras debuta con derrota en el Mundial

Ambos representativos abren el grupo H del Mundial de Sudáfrica y protagonizarán el primer duelo latinoamericano (Nelspruit , Sudáfrica)

Mal inicio para Honduras en el Mundial de Sudáfrica-2010. La Selección Nacional después de 28 años volvió a una Copa del Mundo, pero comenzó el camino cayendo 1-0 contra Chile en un duelo con sabor latinoamericano que abrió la acción del Grupo H.

El gol de Jean Beausejour a la media hora de partido dio a Chile su primera victoria mundialista en 48 años y permitió al equipo de Marcelo Bielsa sumar sus tres primeros puntos ante un flojo equipo catracho que, por lo que ha mostrado este miércoles, se confirma como la cenicienta del su zona, donde también están España y Suiza.

La Bicolor, que aún busca el primer triunfo mundialista de su historia, tendrá que esperar, porque se encontró con un rival muy superior en lo futbolístico y que mereció, por juego y ocasiones, mucho más.

El último triunfo de Chile en un fase final de la Copa del Mundo se remonta al 10 de junio de 1962, cuando venció, como anfitriona, a la ex Unión Soviética en la ciudad de Santiago (2-1). Desde entonces, no había podido ganar ni un solo encuentro -siete derrotas y seis empates- en sus siguientes cuatro participaciones: Inglaterra’66, Alemania’74, España’82 y Francia’98.

Los jugadores hondureños tuvieron mucho trabajo en defensa y es que lo de los chilenos pinta bien. Es un equipo dinámico, veloz, atrevido, que juega con las líneas muy juntas, al que le gusta dar un buen trato al balón y practicar un fútbol atractivo. Salió a por el partido desde el primer minuto. Y lo hizo atacando sin cesar por las alas, con dos laterales ofensivos como Vidal e Isla y con un Alexis Sánchez hiperactivo por ambas bandas.

Aún así, a Chile le falta instinto asesino si no tiene a Humberto Suazo, su goleador, al que Bielsa reservó después de que el ‘Chupete’ se haya pasado las dos últimas semanas recuperándose de una lesión muscular.

Una falta lanzada por Matías Fernández y un disparo lejano de Vidal que Noel Valladares atajó en dos tiempos fue lo más peligroso de Chile antes de que, pasada la media hora, Beausejour rematara a gol una combinación entre el propio Fernández y Vidal (0-1).

El tanto fue un premio merecido a la insistencia chilena y el justo castigo para una Honduras que se había mostrado solida en la contención, rápida en el repliegue, pero tácticamente rácana y técnicamente limitada a la hora de fabricar algo de fútbol.

Sin el otro Suazo, David, también delantero y también reservado por Reinaldo Rueda al no estar al cien por cien, la selección hondureña lo porfió todo a la solvencia de Wilson Palacios para poner pausa en la medular y los disparos lejanos de Núñez, sustituto en la mediapunta de Rambo De León, al que una lesión muscular le ha dejado a última hora fuera del Mundial.

El guión del partido no cambió tras la reanudación, si acaso, aún se puso más de cara para Chile, el único equipo que quería el balón. Mientras que Honduras intentaba controlar el choque con el repliegue, su potencia física y la organización defensiva.

Un disparo demasiado Cruzado de Alexis Sánchez y un doble remate de Ponce y Medel que Valladares sacó por dos veces en la línea de gol fueron los dos primeros avisos de la escuadra sudamericana en la segunda mitad. Mientras tanto, en la meta contraria, Bravo vivía desde lejos y con placidez el aluvión atacante de su equipo.

Honduras no robaba, no salía, no armaba una contra que hiciera al menos recular al rival. El equipo centroamericano fue decayendo hasta acabar encerrado en su área, pero Chile fue incapaz de sentenciar por culpa de su falta de definición en los metros finales.

Con otro rival, quizá lo hubiera acabado pagando, pero no con Honduras, un equipo tan tímido con el balón que no fue capaz de disparar entre los tres palos durante toda la segunda mitad.

El segundo partido de Honduras es el lunes 21 de junio contra España que hoy debuta ante Suiza, nuestro tercer rival.

Honduras: Noel Valladares, Sergio Mendoza, Osman Chávez, Maynor Figueroa, Emilio Izaguirre, Amado Guevara, Wilson Palacios, Roger Espinoza, Ramón Núñez, Edgard Álvarez y Carlos Pavón. Entrenador: Alexis Mendoza. / Chile: Claudio Bravo, Waldo Ponce, Mauricio Isla, Carlos Carmona, Gary Medel, Matías Fernández, Rodrigo Millar, Alexis Sánchez, Arturo Vidal, Jorge Valdivia y Jean Beausejour. Entrenador: Marcelo Bielsa.

UOL Esportes viu quae tudo, menos um pênalti calro a favor da seleção azul-estrelada, Assim fica difícil!

  • 27 – Matías Fernández cobra a falta forte. Mesmo longe da área, o meia-atacante chileno assusta o goleiro e bola passa rente ao travessão.
  • 34 – GOOOLLL DO CHILE!!! Isla recebe belo passe na direita e cruza rasteiro para Beausejour desviar no primeiro pau.
  • 45 – Em cobrança de falta, Nuñez chuta no meio e Bravo manda para o escanteio.
  • 62 – UUUHHH!!! Sanchez recebe passe de Valdivia, domina na entrada da grande área, chuta e a bola passa rente à trave direita hondurenha
  • 64 – UUUHHH!!! Vidal escora cobrança de falta para o meio da área. Livre, Ponce cabeceia debaixo da trave e Valladares faz grande defesa;
  • Alexis Sánchez – Liso, o camisa 7 partiu para cima dos defensores de Honduras e criou chances de gol com seus dribles.
  • Carlos Pavon – Maior artilheiro da história de Honduras e herói da classificação, finalizou a gol apenas uma vez e errou. 
  • Noel Valladares – Sofreu ao ver seu time ser dominado e realizou quatro importantes defesas, evitando uma goleada.
  • Amado Guevara – Capitão hondurenho errou 28% dos passes e foi substituído aos 19min do segundo tempo .

Cornetando a rádia

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Já que a rádia corneta do Cruzeiro sem dó nem piedade, resolvi meter o bedelho no trabalho dela.

Por mim, o Seu Mané, por falta de pulso, devia ser rebaixado de dono a chefe da equipe de esportes.

Enio Lima deveria ser o locutor dos jogos do Cruzeiro.

Os comentários ficariam por conta do sensato e decente Dr. Maurílio Costa. E as reportagens campestres seriam do Roberto Abras.

Afinal, onde foi que o Cruzeiro falhou pra merecer o Artur Morais? Abras, já!

O analista de números tem de ser um cara de confiança. Exijo o a contratação do Marcos Pinheiro.

Agora, pra dono da emissora, não tem nome melhor do que o do Tião das Rendas, o cara mais competente da casa. O que menos fala e menos erra.

E menos erra justamente porque menos fala.