Posts com a Tag ‘empresários’

Moto Club vai hibernar

sábado, 28 de agosto de 2010

O Moto Club de São Luís pediu licença por tempo indeterminado à Federação Maranhese de Futebol e desativou seu time profissional.

E lá se vai mais um grande do futebol brasileiro. E lá se vão os clássicos contra o Sampaio Correia, que colocavam 70 mil pessoas no Castelão, em São Luís.

Os idiotas da objetividade dirão que o episódio é fruto da incompetência dos cartolas rubronegros. Simplismo.

(mais…)

Inquilino esfolado

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

O Palmeiras paga caro pra jogar no Pacaembu enquanto aguarda os alvarás pra iniciar a construção de sua arena.

Confiram os aluguéis pagos pelo Verdão, segundo Mauro Cézar Pereira, em seu blog:

  • 02jun – Palmeiras 0x1 Flamengo – R$33.967,95
  • 15jul – Palmeiras 2×1 Santos – R$53.532,90
  • 22jul – Palmeiras 2×2 Botafogo – R$62.500,00
  • 01ago – Palmeiras 1×1 Corinthians – R$50.000,00
  • 14ago – Palmeiras 2×0 Atlético – R$52.578,00
  • Total: R$252.578,85 ou R$50.515,77 por jogo

(mais…)

Craque, o Cruzeiro faz fora de casa

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Santos e Inter revelam e lançam jogadores. E não têm do que se queixar. Já o Cruzeiro prefere apostar nos jovens revelados por empresários.

Em 2007, queimou uma geração vencedora para prestigiar um bando de pernas de pau de quem nem se ouve falar mais.

(mais…)

Lei Pelé vai mudar

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

A Lei Pelé (9.615/98) começa a ser modificada com a aprovação do pela  Câmara dos Deputados do substitutivo do deputado José Rocha (PR/BA) ao projeto de Lei 5.186/05, do Executivo. Confiram algumas mudanças:

  1. Jogadores de 14 a 19 anos serão ligados a clubes, não mais a empresários.
  2. Clubes que participaram da formação do jogador, dos 14 aos 17 anos, terão 1% do valor da transferência para cada ano de investimento no atleta dentro desse período.
  3. Clubes que formaram jogadores entre os 18 e os 19 anos terão 0,5% por ano.
  4. Clubes formadores de atletas olímpicos terão repasse de parte do dinheiro de loterias federais atualmente destinado ao Ministério dos Esportes, mas serão obrigados a investir a verba em programas de desenvolvimento, formação de recursos humanos, preparação técnica e na manutenção e transporte de atletas.
  5. Televisões que não detêm direitos de transmissão, poderão exibir até 90 segundos de imagens do evento esportivo, desde que paguem aos clubes e não as exibam associadas a patrocínios, propagandas ou promoções comerciais.
  6. Clubes e jogadores de futebol poderão combinar indenizações contratuais dentro de certos limites a serem definidos em legislação complementar.
  7. Jogador que romper contrato pra se transferir ou voltar a jogar por outro clube brasileiro, em 30 meses, pagará indenização de até 2 mil vezes o valor médio do salário ao clube de origem.
  8. Para as transferências internacionais, não haverá limite.
  9. Rescisão contratual por dívida salarial, dispensa imotivada ou demais hipóteses previstas na legislação trabalhista, obrigará o clube a indenizar o atleta com o total dos salários a que ele teria direito até o término do vínculo.
  10. Dirigentes responderão com seus próprios nomes e patrimônios pelos danos que causarem aos clubes. De “má gestão” esta situação passará a ser denominada “gestão temerária”.

Programa de televisão

quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Ano novo, vida nova: O Grêmio Barueri está pra se mudar de casa. Vai morar em Presidente Prudente e se chamar Prudentino.

Faltam detalhes o acerto entre e o presidente Marcos Antônio Monteiro de Almeida e o Prefeito Milton Carlos de Mello. 

As chances de mudança são de 90% informa o vice do quase ex-Barueri, Jaime Gonzaga Matsumoto.

O processo foi deflagado pela desavença entre o prefeito de Brueri e os donos do clube. A cidade quer ter um time, mas não cevar empresários, segundo o político.

Os empresários-cartolas dizem que o problema  estrutural. Se a Prefeitura não ceder ao clube três campos de treinamento e Arena por 3 anos não há como se manter um time.

E cutucam: os clubes de São Paulo têm concessões de 20 anos do poder público para uso de seus centros de treinamento.

Indignados? Horrorizados? Não é por falta de aviso. Do jeito que a coisa vai, em breve, o Morrinhão será um competição entre o Lyonzinho e seus 19 prudentinos.

Torcida e tradição já não são pré-requisitos pra se fazer sucesso num torneio em que verbas de TV e de patrocinadores substituem os caraminguás dos torcedores.

O futebol, como o conhecemos, está pra acabar. Sem torcida nem emoção, será programa de televisão.

P.S.: O Ipatinga também já pode começar a arrumar as malas. Varginha, Montes Claros, Pouso Alegre, Passos, Itajubá são que nem a Dona Baratinha, a que tem dinheiro na caixinha. Se o Itair pedir a mão de alguma delas, dá casório…

É besteira contratar só pra agradar a torcida

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Evandro Oliveira

O que Zezé Perrela disse sobre ter parceiros com dinheiro investir e não ter jogador disponível pra contratar é besteira.

Acho até que ele esteja despistando.

Agora, também é besteira torcedor ficar reclamando e exigindo na base do “se tá todo mundo contratando, o Cruzeiro também tem de contratar.”

(mais…)