Posts com a Tag ‘Emanuel Carneiro’

A torcedora e o repórter

sábado, 4 de dezembro de 2010

Na Turma do Bate-bola desta tarde, Roberto Abras, repórter da Itatiaia que cobre o Atlético-MG, contou uma história interessante.

Ontem à noite, ele esteve no Aeroporto de Confins, que estava lotado.

No meio da multidão, Abras foi abordado pela Raquel, uma jovem de Mateus Leme.

Ela é dona de um papagaio, que imita todos os narradores da Itatiaia.

(mais…)

Problema de hora e lugar

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Vida de blogueiro não é mole. O sujeito trabalha de graça e ainda tem que ler tolices e desaforos. E receber cobranças descabidas.

Hoje, ao abrir o antispam, encontrei o protesto de um comentarista se dizendo sob sensura (sic) há mais de seis horas “só porque falo a verdade”.

Certamente (ou seria sertamente?) o cidadão imagina que o blogueiro tem de ficar à disposição dele pra evitar qualquer atraso na publicação de suas gotas diárias de sabedoria.

Dizia Billy Blanco: “O que dá pra rir dá pra chorar / Questão só de peso e medida / Problema de hora e lugar /Mas tudo são coisas da vida” 

Pra levar esta vida de blogueiro, só rindo pra não chorar. Ou definindo pesos e medidas sem medo de errar.

Lamentável é não conseguir evitar que todos os comentários do Rosan, da Beth e do Olivieri caiam no antispam.

Eles são cruzeirenses provados e comprovados. Mas, por algum motivo que desconheço, o programa os persegue. Quando estou próximo, libero.

Outro perseguido pelo Hal é o Geniba. Neste acaso, o próprio comentarista sabe, como sabia John Klute, que o “passado o condena”. Passado de comentarista radical, obviamente.

Mesmo assim, estando conectado, eu o libero seus comentários. Como libero os pitacos de atleticanos, flamenguistas, gremistas, anticruzeirenses e até de hienas, quando escritos com o mínimo de respeito.

O que o blogueiro não vai mais é se preocupar com queixas e reclamações de provocadores. Estes, ao contrário dos termocéfalos, são mansos, lânguidos, suaves, mas ainda assim deletérios.

Entulham propositalmente o blog com posts monocórdios, repetitivos, aparentemente burros, mas, na essência, maldosos, destinados a minar o ânimo dos participantes.

Pra essa galera, a blogosfera tem uma pá de links interessantes. A começar pelo Granma. Tchau e boa navegação.

Outro tipo enjoado é o sujeito que acusa, difama e ofende jornalistas, cartolas, treinadores e jogadores com o argumento de que são pessoas públicas.

Quem quiser apodar, desafiar ou brigar com as figuras públicas, que o faça pessoalmente. Aqui, não.

Cruzeirense também não servirá de pasto pra hienas neste blog.

Adílson Baptista, por exemplo, que honrou o clube como jogador, treinador e torcedor não será ofendido no PHD. Ponto.

Deixem o sujeito seguir sua vida em paz. Ontem, na Turma do Bate-bola, Emanuel Carneiro deu uma catracada pública no presidente Zezé Perrela, que ouviu a preleção anti-Adílson humildemente.

O ex-treinador fez o que achou melhor para o Cruzeiro. E, nesse melhor, está o imperdoável (pros atleticanos com ou sem microfones) duplo 5×0 sobre o rival citadino.

A rádia podia deixá-lo em paz. Ele está na história, não mais à beira do gramado. Provocadores teleguiados também deviam esquecer Adílson e gastar seu latim com o novo treiandor.

Se não for possível, podem procurar outra freguesia pra cantar.

Crítica técnica, tudo bem. Esculacho, não. Adílson Baptista, ao contrário das hienas, é Sócio do Futebol cruzeirense. E tem 4 títulos mineiros e 2 supercopas.

Por isto e por defender incondicionalmente o Cruzeiro, ele será sempre respeitado no PHD.

Quanto aos cruzeirenses que têm comentários retidos, só posso lhes pedir desculpas. E contar com a ajuda do webmaster pra solucionar o problema.

Aos provocadores, repito, aconselho navegação pelos sites e blogs de cruzeirenses, todos melhores do que o PHD, listados na coluna ao lado.

Pão ou pães, questão de opiniães, mas…

segunda-feira, 3 de Maio de 2010

Na Turma do Bate-bola, vespertino ludopédico da Rádia de Minas, os comentaristas da casa elogiaram Wanderley Luxemburgo como se o amanhã não existisse.

Coisa de derreter coração de pedra. Um deles disse que o Luxa forma com Capello e Mourinho a Santíssima Trindade do futebol mundial.

Te cuida, Manuel Pellegrini! Não demora, o Real te reemplaza pelo Mago da Camisa Rosa.

Mas não há o que reclamar, afinal, como disse o escritor:

  • Enfim, cada um o que quer aprova, o senhor sabe: pão ou pães, é questão de opiniães…

(mais…)

Blecaute etc

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

 Acontece tanta coisa que só resumindo, mesmo:

  1. Kleber voltou a treinar no Cruzeiro. E quer jogar ainda neste Morrinhão. Bom reforço para o banco de reservas nestas últimas rodadas do torneio.
  2. Emanuel Carneiro contou, na Turma do Bate-bola, que depois de tudo acertado entre Cruzeiro e Porto pra venda de Kleber, o empresário do atleta teria pedido comissão de R$1 mi. Absurdados com a pedida, os portugas cancelaram o negócio.
  3. Furioso com a má fase de seu time, o presidente LG Belluzzo resolveu jogar tudo no ventilador. Depois do Simon, sobrou para o Juiz do STJD que bricnou com Wagner Love dizendo que se ele tivesse tranças rubronegras ao invés de verdes, seria absolvido. Obviamente, foi uma brincadeira, ainda que de mau gosto. Mas, retirada do contexto, ficou parecendo coisa séria. Mas o presidente palmeirense não quer nem saber. Resolveu mesmo fazer pouco da inteligência alheia em sua desenfreada busca de responsáveis pelo mau futebol da equipe.
  4. Vídeo com policial militar dando tiro de bala de borracha num torcedor do Atlético-MG imobilizado está causando furor na rede de computadores. É uma violência absurda que precisa ser punida pela corporação mineira. Por falar nisto, quem foi castigado pelo tiro que deixou cego um adolescente torcedor do Cruzeiro há poucas semanas?
  5. Numa rodada decisiva, com boa presença de torcedores nos estádios, o Bragantino 2×2 Paraná, levou 455 pagantes ao Abi Nabi Chedid. Tô esfregando as mãos à espera do público de Duque 2×1 ABC. É a rivalidade Barão x Duque começando a mexer com os nervos da gente.
  6. Paulinho McLaren estréia como treinador disputando o Paulistão pelo Rio Claro. Hopje, o clube apresentou 8 reforços. Todos desconhecidos. Mas Paulinho está confiando que baterá asas na competição.
  7. Brasiliense x Sanca foi adiado por falta de Luz em Taguatinga. Itaipu teve de ser desligada por causa de problemas ainda não identificados nas redes de transmissão provocando blecaute em 800 cidades espalhadas por SP, PR, RJ, MG, MS, MT, DF, BA e PE. Beagá continua iluminada.
  8. Se Brasiliense e Sanca empatarem o jogo suspenso da 35ª da Série B, o Ipatinga, que levou 3×1 do Guarani, em Campinas, entra na Z4. E, pra sair, terá de vencer uma e empatar outra de suas 3 partidas restantes: Atlético-GO (C), América-RN (F) e Vasco (C).  Provavelmente, ainda haverá tempo para Itair Machado trocar de treinador mais 2 ou 3 vezes.

ZZP: “Estaduais são atraso de vida”

domingo, 25 de outubro de 2009
  • [Os estaduais] são um atraso de vida. Deveríamos ter um Brasileiro longo. Quem não estivesse na Primeira Divisão, disputaria, a Segunda, a Terceira, a Quarta. Agora, clubes grandes jogar para perder dinheiro é um absurdo. Até o Paulista que é mais competitivo não se sustenta. Os clubes grandes paulistas perdem dinheiro. Todos os clubes grandes do Brasil jogam dinheiro fora com os estaduais. Por quê? Ninguém me explica… (Zezé Perrella, em entrevista ao blog do Cosme Rímoli)

Concordo em termos. Os atuais estaduais, amistosos, que não levam a lugar algum, são mesmo de amargar. Mas ouros são possíveis. Desde que valendo alguma coisa.

(mais…)

Universos paralelos

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Vozes do outro mundo:

  1. “Se eu sair do Cruzeiro, pode ter certeza que vou sair muito triste pelos torcedores que sempre me ajudaram, me apoiaram. Hoje, eu só jogaria em dois clubes no Brasil, que são Cruzeiro e Palmeiras. Não jogaria em outro pelo que estes dois representam pra mim.” (Kleber, atacante do Cruzeiro)
  2. “Tardelli? Não vendo, não vendo e não vendo! Meu papel é o de dar uma oportunidade ao meu time de ser campeão brasileiro. Depois, lá pro fim do ano, pode até ser que eu venda.” (O Alixandre)
  3. “Se o Kleber sair é porque está sendo boicotado pelos colegas que ele chamou de amarelões.” (Robert Allen Zimmerman, também conhecido como o Odair José de Minnesota)
  4. (mais…)

Por quem torcerão os notáveis?

quarta-feira, 24 de junho de 2009

Impossível não escolher um time pra torcer num jogo como desta noite.

Afora as duas torcidas diretamente envolvidas na pelea, é certo que os colorados estarão ao lado do Cruzeiro e os emplumados ao lado do Grêmio.

Só aí, já começamos ganhando de 2×1, devido ao tamanho destas duas torcidas. Mas e os outros?

(mais…)

Virado à paulista por vol-au-vent

sábado, 20 de junho de 2009

Emanuel Carneiro, dono da Itatiaia, acerta quando diz que “presidente não garante nada, quem segura treinador é resultado”.

Pressionado por cornetas internos e externos, Juvenal Juvêncio, presidente do São Paulo, demitiu o tricampeão brasileiro – na verdade tetra, se desconsiderarmos a garfada federal que deu o título de 2005 ao Corintiãs -, Muricy Ramalho.

(mais…)

A voz do dono

domingo, 3 de Maio de 2009

Não consegui ser teleguiado durante o jogo. Por causa do barulho da torcida celeste, desliguei o celular.

Ouvi o pós-jogo na CBN/Globo. Bons comentários do Marra e do Figueiredo.

Pra completar, ouvi a Resenha da Itatiaia. Júnior Brasil, Lélio Gustavo, Alberto Rodrigues e Roberto Abras foram absolutamente sóbrios em suas análises. Deram o recado do jogo sem distorcer o que se passou no campo.

Albertinho até brincou dom o Lélio: “Agora, ele está sem a metralhadora!” Melhor, assim.

(mais…)

Mais querido agora também da mídia

segunda-feira, 27 de abril de 2009

Assisti ao jogo na Globo Minas. Garantiram que as imagens seriam de primeira. Qual o quê? Estavam ligeiramente tremidas, com nitidez de pague-pra-ver e um delay que fazia os gritos de gol dos botecos da vizinhança chegarem 30 segundos antes da consumação do lance na telinha.

Sem problemas. Importante é que o locutor, desenxabido, não complicou. E que o comentarista, Bob Faria, explicou o jogo direitim sem puxar a brasa pra qualquer lado. Até o Márcio Rezende de Freitas mandou bem na avaliação da arbitragem.

(mais…)