Posts com a Tag ‘Dudu’

DS & RG, MP, WM, MV: fez sucesso a sopa de letras do Mestre Cuca

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Atuações dos celestes e seus adversários no Cruzeiro 5×0 Estudiantes, na Arena do Jacaré, Sete Lagoas, pela 1ª rodada do Grupo 7 da Copa Libertadores 2011, em 16fev11:

  • Cuca – Ficou sem dormir depois do RapoCota. Deve ter sido quando resolveu jogar tudo no ventilador. Como bom mestre cuca, aprontou uma incrível sopa de letras que assustou, mas acabou dando certo. Obviamente, contou com um gol espírita a 50seg e com a falta de ritmo dos pinchas, que perderam tempo poupando titulares nas competições de verón, ops!, verão e entraram na Libertas relaxadões. Pouco importa. Mão cheia sobre adversário encardido sempre marca a passagem de treinadores pelo Cruzeiro. Taticamente, seu segredo foi “arrecuá os arfe”, desembolar a intermediária, dando mais espaço pra movimentação de Montillo e fechar a meiúca com Henrique e Marquinhos Paraná. De quebra, contou com uma noite de Natal do jovem Wally, que os gringos nunca sabiam onde estava.
  • Torcida – Bah… Onze mil? Bah… Jogar sapato na cancha? Bah… Ficou devendo. Ficamos devendo, pra ser mais preciso. Time 5×0 Torcida.

(mais…)

Los olvidados

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Desempemho dos salvadores da pátria na 8ª rodada do Morrinhão:

  1. Hernanes fez um gol e teve atuação discretíssima na derrota do St. Pauli para o Avaí.
  2. Neymar levou cartão amarelo, ficou longe da área e foi sacado pelo DJ (e reclamou) na derrota do Santos para o Palmeiras.
  3. Ganso entrou no 2º tempo, foi amarelado, e teve atuação discreta na derrota do Santos para o Palmeiras.

Pelo futebol que jogaram, nenhum teria feito o Brasil vencer a Holanda.

E os ex-cruzeirenses?

  1. Dudu foi pouco objetivo no empate do Coritiba contra o Bragantino.
  2. Bernardo correu muito e produziu pouco no empate do Goiás contra o Vasco.
  3. Patric esteve muito bem na vitória do Avaí sobre o St. Pauli.
  4. Kleber, como sempre, brigou muito com a zaga santista e fez duas jogadas pessoais interessantes.

Só o Gladiador ainda seria titular no Cruzeiro.

Cine Balípodo

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Hugo Serelo

O cinema 2010 tem de tudo. Drama, romance, terror e comédia. Eis minhas dicas aos colegas do blog:

  1. Baby, o Porquinho Atrapalhado: Palmeiras 2010.
  2. O Nome da Rosa: Camisa de treino.
  3. Premonição:   Ipatinga 3×0 Cruzeiro.
  4. Sem Novidades no Front:  Contratações da diretoria.
  5. Os Renegados: Dudu e Bernardo.
  6. A Era do Gelo: Tempo em que a Cocota campeoanva.
  7. Rede de Intrigas: Dirigido por Artur Morais.
  8. Operação França: Mauro cornetando corneteiro.
  9. Desejos Proibidos: Libertadores e Brasileiro.
  10. Forrest Gump, o Contador de Histórias: Entrevistas d’ O Alixandre.
  11. Os Brutos Também Amam: Kléber na Mancha Verde.
  12. O Operário: Marquinhos Paraná.
  13. Geração Roubada: Copinha 2007.
  14. O Equilibrista: Adílson Batista.
  15. Minha Vida de Cachorro: Vaias da “massa”.  
  16. Conflitos Internos: Libertadores 2009.
  17. A Fuga das Galinhas: Cocota com medo de jogar em Teófilo Otoni.
  18. Teoria do Caos: Dirigido por Ney Franco.
  19. Zona de Risco: Posição da cocota no Brasileiro.
  20. Se Meu Apartamento Falasse: Maurinho.
  21. O Virgem de 40 anos: Cocota há 40 anos na seca.
  22. O Homem que Não Estava Lá: Fernandinho em campo.

Hugo Oliveira Pegoraro Serelo, 23, cruzeirense, nasceu emdradas-MG, mora em Divinópolis-MG.

Só Fábio honrou a camisa

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Atuações dos celestes e seus adversários no Atlético Goianiense 2×1 Cruzeiro, no Serra Dourada, pela 7ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2010, em 06jun10:

  • Fábio – O único a levar o jogo a sério.
  • Jonathan – Lento, desmotivado.
  • Gil – O melhor da defesa, embora não tenha encontrado Tiuí no 1º gol rubronegro e estivesse longe demais do teatro das operações no 2º.
  • Leonardo Silva – Abaixo do padrão habitual. (Síndico) Partida para confirmar a fase ruim. Ainda teve uma lesão que o deixará de molho por quase um mês. (Matheus Reis)
  • Diego Renan – Sem cobertura, sobe e leva bola nas costas. (Síndico) Precisou de cobertura mesmo quando não subiu ao ataque. (Dudu) Pra quem pede o time cheio de jogadores da base, olhe para o Renan. Uma coisa é você entrar num time estruturado, jogando um futebol vistoso. Quando é assim, rende como rendeu ano passado. Quando o time tá bagunçado, sofre como todo mundo e tem tudo pra se queimar com os tropeiristas. Para atleta vindo da base render bem,  tem de ser lançado num time estruturado. (Matheus Reis)
  • Fabrício – Sem inspiração. (Síndico) Sentiu a ausência do amigo e treinador Adílson. E não há pecado nisso. (Mathues Reis)
  • Fabinho – Semi-aposentado, foi dispersivo na proteção à zaga e previsível nas subidas ao ataque. Com ele, a linha de volantes trava. Mas com a proteção do repórter Artur Morais, ídolo de 9 em cada 10 cruzeirenses, será titular absoluto e incontestável até cair na compulsória.
  • Henrique – Lento, sem pegada, completamente diferente do jogador da partida contra o Santos. (Síndico) Quando os dois companheiros da meiuca vão mal, ele acompanha. (Matheus Reis)
  • Pedro Ken – Correu pra lá e pra cá e nada aconteceu.
  • Roger Galera – Lamentável. (Síndico) Para os microfonistas e cornetas, era a solução para todos os problemas. Ciscou daqui, dali, e não fez absolutamete nada que prestasse. O único ritmo que adquiriu até agora foi o das baladas. (Mauro França)
  • Thiago Ribeiro – Embora muito abaixo de seu padrão em 2010, foi quem mais correu e tentou criar oportunidades, do meio pra frente. (Síndico) Lúcido dentro e fora de campo. Mas quando seu destaque é na entrevista, tem algo errado. (Matheus Reis)
  • Wellington Paulista – Fez um gol, mandou uma bola no poste e cabeceou outra sem grande perigo. No resto do tempo, caiu, reclamou, caiu, reclamou, caiu, reclamou até ser substituído. (Síndico) Apesar da ruindade, desta vez eu gostei de sua atuação. Finalizou as 3 bolas que recebeu, sendo uma no poste e outra um belo gol, e ainda cruzou uma bola na pequena área que ninguem aproveitou. Em vista dos últimos jogos e da malemolência geral, acho que o saldo foi positivo. (Walterson Almeida)
  • Kieza – Não viu a marca da bola. Se disserem que foi uma Jabulani é provável que ele acredite.
  • Guerrón – Ciscou até perder a bola do gol fatídico. (Síndico) Jogou com a regularidade que lhe é costumeira, a de sempre entrar com a empolgação de um Rocky Balboa e apanhar da bola feito o Maguila. (Grossi)
  • Emerson Ávila – Não conseguiu sequer dar o esporro de intervalo, que tem feito o time melhorar no 2º tempo. (Síndico) Já tirou o corpo. Fez o que o material humano lhe oferecia com a ausência dos “machucados” Paraná e Elicarlos. Não contava com o boicote do time ao futebol. (Matheus Reis)
  • Dimas Fonseca – Foi péssima sua primeira idéia, chupada da Itatiaia, de impedir o ex-treinador de comandar o time em Goiânia. Custou 3 pontos. (Síndico)  Esse Dimas também é brincadeira. Se todos já sabiam que Guerrón seria dispensado, pra quê deixar o cara ir pro jogo!? É demais, é demais. (Emílio)
  • Torcida – Compareceu em bom número, não teve sequer chance de jogar com um time tão desmotivado. Gastou dinheiro, passou vergonha e voltou pra casa na miúda. 
  • Seca-pimeteira – Tá rindo que nem uma hiena.
  • Juiz & Bandeiras – Sem falhas dignas de nota.
  • Atlético Goianiense – Futebol previsível, quadradinho, mas com muita disposição. Tiuí, Pedro Paulo, Ramalho, Ayrton, Keninha, no 1º tempo, e Elias, no 2º, foram os melhores. E Geninho mostrou porque deve ser o próximo treinador do Cruzeiro  e realizar o sonho da torcida menos inteligente e mais teleguiada do Brasil.

6ª da B: Ih, a casa do Baêa caiu!

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Esta foi a 6ª rodada da Série B do Morrinhão, disputada em 01jun10:

  1. Canindé: Lusa 1×0 Coelho. Público: 1.205.Gols: Paulo Sérgio, 41 do 2º tempo. A Lusa deu uma cajadada no Coelho no finalzinho.
  2. Anacleto Campanela: Sanca 5×0 Náutico. Público: 509. Gols: Arthur, 20s, Kleber, 3, Eduardo, 17 do 1º tempo; Eduardo, 12 e  44min do 2º. São Caetano atropelou o Timbu, que deu adeus ai G4.  
  3. Serra Dourada: Vila 0x3 Sandré. Público: 1.700. Gols: Rodrigão, 16 e 27, Rychely 40 do 2º tempo. O Sandré do Paulistão voltou e o Vila continua o mesmo do Goianão.
  4. Romeirão: Icasa 4×0 Baêa. Público: 4.003. Gols: Junior Xuxa, 22 e 29 do 1º tempo; Assisinho, 8, Marciano, 30 do 2º. Xuxa, Asissinho e Marciano deram uma meia-trava no Tricolor de Aço, que estava enfoguetado.
  5. Retiro: Sport 1×0 Paraná. Público: 6.626. Gols: Ciro, 2 do 1º tempo. E sua estréia, Cerezo Cerezo tirou o Leão da lama, com o pé de direito de Ciro, que decidiu logo de cara a partida.
  6. Arena Joinville: Coxa 2×1 Ponte. Público: 2.742.  Gols: Rafinha, 16, Ariel, 21, Reis, (Ponte) 44 do 2º tempo. Atuante, mas não brilhante, Dudu jogou, cansou e foi substituído. Continua uma incógnita. Pro Coxa valeram os 3 pontos, que preparam sua volta triunfal e de barriga forrrada ao Couto Pereira.
  7. Orlando Sxarpelli: Figueira 6×0 ASA. Público: ? Gols: Coutinho, 1,Marcelo Nicácio, 28, Coutinho, 46 do 1º tempo; Willian, 9, Lucas, 31, Heber,s 47 do 2º. Figueira tirou a barriga ada miséria. Segestão ao Boquirroto: se a Cocota estiver precisando de centroavante, o Nicácio tá bem demais nesta Segundona.
  8. Nabi Abi Chedid: Braga 2×2 Brasiliense. Público: 373. Gols: Beto (BSB), 23, Bebeto (BSB), 31 do 1º tempo; Danilo Bueno, 33, Bruno Perez, 34min do 2º. O BSB tava folgadaço, quando a Linguiça Mecãnica endureceu e empatou assim meio que de repente.
  9. Ipatingão: Ipatinga 3×0 Guará. Público: 687. Gols: Francismar, 41 min do 1º tempo; Leo Mineiro,  5, Danilo Dias, 17 do 2º. Ufa! O Tigrão voltou, ô… O Tigrão voltou, ô… Quem não voltou foi a torcida.
  10. Cidadania: Duque 0x1 América-RN. Público: 14. Fábio Neves, 34 do 2º. Olha o Duque aí, gente! Desta vez, arrastou 14 sem-0-que-fazer pro seu jogo. Ainda teremos público zero nesta temprada. Aguardem!

Gols: 31. Público: 16.849. em 9 jogos. Média: 1.873. G4: Lusa e Baêa, 13, Paraná, 12, Sanca, 11. Z4: Sport, 4, Ipatinga e Vila, 3, Duque, 0. Artilheiros: Eduardo (Sanca), 5, Heverton (Lusa), Kempes (Lusa), Marcelo Toscano (Paraná), Rodrigo Gral (Baêa), Júnior Xuxa (Icasa), 4.

5ª da B: Baêa irresistível, Tigre irreconhecível

domingo, 30 de maio de 2010

Esta foi a 5ª rodada da Série B do Morrinhão.

  1. No Canindé, Lusa 2×0 Braga. Público: 1.112. Gols: Maurício, 25 do 1º tempo; Marcos Paulo, 35 do 2º. Revelado pelo Cruzeiro no século passado, Marcos Paulo continua em atividade. Quem vai pendurar as chuteiras primeiro: ele ou Pet?  
  2. Nos Aflitos, Náutico 2×2 América. Público: 10.763. Gols: Zé Carlos (Nau), pênalti, 11 do 1º tempo; Zé Carlos, 23, Flávio Recife, 33, Rodrigo Dantas, 44 do 2º. O Timbu estava com o jogo na mão até que seu goleiro levou um frango e foi castigado pelo Diabo. 
  3. No Coaracy Fonseca, ASA 1×2 Coxa. Público: Gols: Rincón, 14, Rafinha, 17, Ramon, 42 do 2º tempo. Com um a menos, o Coxa cortou as asinhas do adversário.
  4. Na Vila Capanema, Paraná 1×0 Vila. Público: 8.239. Gol: João Paulo. A torcida tricolor se animou, saiu de casa e empurrou seu time que está na escolta do líder.
  5. No Anacleto Campanela, Sanca 3×1 Ponte. Público: ? Gols: Kleber, 42 do 1º tempo; Arthur, 1, Pablo Escobar (Pon), 24, Kleber, 33 do 2º. O Sanca se apruma no campeonato. A Ponte continua balançando. E os velhinhos do Azulão estão cada vez mais sumidos das arquibancadas.
  6. No Serejão, Brasiliense 1×1 Figueira. Público: 3.497. Gols: Rosembrick, 44 do 1º tempo; João Filipe (Fig), 46 do 2º. O BSB amarelou no finalzinho.
  7. Em Pituaçu, Bahia 2×0 Sport. Público: 32.157.  Gols: Rogerinho, 30 do 1º tempo, Ávine, 6 do 2º. A torcida do Bahia despertou. Nenhum time da Série A levará mais gente a campo neste fim de semana do que o Tricolor de Aço. Parece até que havia mais gente que estádio em Pituaçu.
  8. No Dario Leite, Guará 3×1 Sandré. Público: 3.017. Gols: Renato Peixe, 13, Nenê, 33, do 1º tempo; Borebi (San), 23, Kleber, 33 do 2º. Jogo de duas empresas. Venceu a de menor turnover.
  9. No Romeirão, Icasa 3×1 Duque. Público: 2.038. Gols: Júnior Xuxa, 25 do 1º tempo; Everaldo, 5, Leo Guerreiro (Duq), 30, Júnior Xuxa, 41 do 2º. Padim Ciço continua abençoando o Verdão cearense. E o Duque devia mudar de nome. Conde D’eu Mole ia mais apropriado.
  10. No Mineirão, Coelho 4×0 Ipatinga. Público: 1.257. Gols: Dudu Pitbull, 22 do 1º tempo; Luciano, 23, Thiago Silvy, 27, Rodrigo, 37 do2º. Após a 5ª derrota consecutiva, o treinador do Ipatinga se mancou e pediu o boné. Evans Drawn, capoeirista norte-americano, sacou a calculadora: Ipatinga 6×1 Cruzeiro (placar agregado), Cruzeiro 3×2 América. América 4×0 Ipatinga. Resultado: 12×4 contra nós. Cruzcredo!

Gols: 30. Público: 62.081. Média: 6.208. G4: Baêa, 13, Paraná, 12, América-MG, Guaratinguetá, 11. Z4: América-RN, 3, Sport, 1, Ipatinga e Duque, 0. Artilheiros: Heverton (Lusa), Kempes (Lusa), Marcelo Toscano (Paraná), Rodrigo Gral (Baêa), 4.

Os nove condenados

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Após a derrota para o Ipatinga, Adílson Baptista afirmou que seguiria em frente com os jogadores em que confia e liberaria outros.

Na quinta-feira, Zezé Perrella rebaixou um atleta para a base e colocou oito à disposição de outros clubes.

Embora o presidente diga que não é bem assim, a  leitura do torcedor é básica. Estes são os culpados pelo vexame no Campeonato Mineiro.

  • Bernardo, Dudu, Leo Fortunato,  Marcos, Leandro Lima,  Anderson Lessa, Camilo, Uchoa e Magalhães.

(mais…)

Uma tarde no Mamudão

segunda-feira, 29 de março de 2010

Fabio Velame

Este ano, fui a todos os jogos, aqui em Governador Valadares, exceto contra o Tupi, pois não estava na cidade naquele dia.

Lentidão em fila de entrada é problema de qualquer estádio. Mas a do Portão 2 do Mamudão, que dá acesso à Geral atrás do gol defendido pelo Democrata no 2º tempo, é intolerável.

Contra o Ipatinga, cheguei uma hora e meia antes  e só consegui entrar aos 25 minutos de jogo. Neste domingo, dei mais sorte: entre logo após o gol do Cruzeiro.

São dois os problemas básicos: os fura-filas e os funcionários despreparados. Existe um portão do lado oposto, que poderia ser aberto, mas está sempre fechado. Deve ser pra deixar o torcedor estressado. Não tem outra explicação.

(mais…)

Dudu e Bernardo, os menos ruins

domingo, 28 de março de 2010

Atuações dos celestes e seus adversários no Democrata-GV 3×1 Cruzeiro, em 28mar10, no Estádio José Mammoud Abbas, em Governador Valadares, pela 11ª rodada do Campeonato Mineiro de 2010:

  • Rafael Monteiro – Cercou um frango, mas redimiu-se com algumas boas defesas.
  • Marcos Martins – Fraco na marcação, fraco no apoio e sem sorte, pois quando teve oportunidade de decidir a partida o travessão não permitiu.
  • Gil – Fraco.
  • Cláudio Caçapa – Alterna boas e más jogadas, mas sempre com muita disposição.
  • Magalhães – Levou um vareio do lateral democratense.
  • Uchoa – Não comprometeu.
  • Fabrício – Enquanto esteve em campo, o time mostrou personalidade. Marcou razoavelmente e atacou, embora sem resultados práticos. 
  • Fernandinho – Se em forma joga pouco, voltando de sete meses de inatividade nada poderia oferecer. Fraquíssimo. Tropeçou nas próprias pernas.
  • Camilo – Não basta jogar, tem de competir. Mesmo jogando de volante, fora de posição, vinha jogando razoavelmente até ser acometido por um imperdoável ataque de malemolência que resultou no gol de desempate do Democrata. 
  • Bernardo – Participou da jogada do gol de Kieza, bateu faltas, movimentou-se. Num time mambembe, até que não foi mal.
  • Dudu – Além de lançar e chutar a gol, apareceu na bequeira pra cortar uma jogada que, certamente, teria resultado em gol da Pantera. Entusiasmado, foi o melhor do time celeste.
  • Kieza – Fez um gol.
  • Wellington Paulista – Perdeu um gol.
  • Anderson Lessa – Entrou e saiu de campo sem se fazer notar.
  • Adílson Baptista – Lá pelas tantas, percebeu que o catadão não daria mesmo no couro e sentou-se no banco pra esperar o fim do vexame.
  • Torcida – Compareceu em bom número pra ver 90, mas só viu 45 minutos de futebol razoável de seu time. Zezé Perrella deveria devolver metade do ingresso pros incautos que acreditaram no catadão. 
  • Juiz & Bandeiras – Atuação dentro dos conformes. O impedimento reclamado no gol de desempate do Democrata não devia mesmo ter sido marcado. Nunca é demais lembrar que, em caso de dúvida, a Fifa recomenda privilegiar o ataque.
  • Democrata-GV – Foi um pouco melhor do que o Cruzeiro no 1º tempo. No 2º, nem tomou conhecimento do que se mostrou desorganizado, desmotivado e destrambelhado. Alex Santos e Magal passearam pelas laterais sem serem incomodados. Wanderson armou boas jogadas. Ely Thadeu criou sérios problemas pra bequeira celeste. Os demais, em especial, os meio-campistas, controlaram seus setores sem grande dificuldade. Moacir Jr., que vem mostrando competência há vários carnavais, armou um time atrevido, não respeitou a camisa celeste, e buscou a vice-liderança com determinação.

Democrata 3×1 Cruzeiro: Catadão levou passeio

domingo, 28 de março de 2010

Em 1º lugar om 24 pontos, Cruzeiro jogará um time reserva, pois sete titulares forçaram o 3º cartão amarelo na partida ontra o América de Teófilo Otoni.

Fernandinho, recuperado de lesão, que o afastou sete meses das canchas estará no banco de reservas. 

Fabrício, que estreou nesta temporada na última quarta-feira contra o Deportivo Itália dever começar jogando.

No 3º lugar com 20 pontos, o Democrata só perde para o Ipatinga no saldo de gols. 

Se ganhar, garante a 3ª colocação, e dependendo do resultado dos jogos de Ipatinga e Atlético-MG, pode evitar o confronto com os grandes nas próximas fases.

Lances + importantes do 1º tempo

  • 16h03 – Começa o jogo. Cruzeiro todo de azul defende gol à direita das tribunas, Democrata todo de branco.
  • 02 – Wanderson fez boa jogada pela esquerda e chuta cruzado, Rafael Monteiro defende, Eraldo apanha o rebote e chuta pra fora.
  • 06 – Kieza recebe de Bernardo e chuta forte, rasteiro, da entrada da área. A bola entra no canto direito do arco valadarense. Cruzeiro 1×0.
  • 09 – Eraldo recebe lançamento longo, mas comete falta em Caçapa ao tentar concluir.
  • 15 – Alex chuta da intermediária, bola passa por cima do travessão.
  • 16 – Sandro Manoel chuta da entrada da área, bola bate em Caçapa, Rafael Monteiro defende.
  • 17 – Alex cobra escanteio pela direita, Sandro Manoel cabeceia defesa afasta.
  • 18 – Magal cruza da esqeurda, Eraldo sobe mais que Caçapa e Magalhães e cabeceia com perigo, por cima do travessão.
  • 19 – Wanderson chuta de fora da área, por cima do travessão.
  • 20 – Democrata pressiona. Cruzeiro cede espaços para cruzamentos laterais.
  • 21 – Marcos cruza da direita, Gil comete falta ao tentar concluir de cabeça.
  • 22 – Eli Tadeu desarma Magalhães, avança pela direita e cruza, Rafael Monteiro tira de soco, defesa espana.
  • 23 – Eli Tadeu cruza da direita, Fabrício se antecipa a Eraldo e cede e escanteio. Eli cobra, Mateus cabeceia pra fora.
  • 24 – Juiz aplica cartão amarelo em Rafael Monteiro por atrasar a reposição de bola.
  • 25 – Alex cobra escanteio pela direita, Rafael Monteiro corta.
  • 25 – Kieza lança Camilo que passa a Wellington Paulista, Centroavante é desarmado na ponta-esquerda.
  • 27 – Eli Tadeu entra driblando na área e passa a Eraldo, que comete falta em Caçapa e estraga o lance ofensivo democratense.
  • 28 – Juiz pára a partida para jogadores beberem água.
  • 30 – Após 2 minutos de descanso e preleção dos treinadores, recomeça a partida.
  • 31 – Magalhães cruza da esquerda, defesa cede escanteio. Bernardo cobra, defesa espana, Magalhães fica com rebote e chuta. Outro escanteio, que Bernardo cobra, muito aberto, sem perigo.
  • 37 – Bernardo avança pela direita, rola pra Marcos, que solta uma bomba no travessão.
  • 41 – Marcel chuta de fora da área, rasteiro. Rafael Monteiro defende com dificuldade.
  • 42 – Juiz adverte banco do Democrata que não para de reclamar.
  • 44 – Bernardo cobra falta frontal, bola explode na barreira.
  • 46 – Lúcio comete falta em Wellington Paulista e Camilo e recebe cartão amarelo.
  • 47 – Fabrício chuta rasteiro de fora da área, bola fica na rede, à esquerda de Bruno, pelo lado de fora.
  • 49 – Fim de primeiro tempo.
  • Kieza: ”Fiz uma boa jogada com o Bernardo e marquei o gol. Estou feliz pela oportunidade de jogar.”

Lances + importantes do 2º tempo

  • 17h06 – Começa o 2º tempo.
  • 00 – Fernandinho substitui Fabrício e joga como volante. Democrata volta sem alterações.
  • 01 – Alex Santos desarma Fernandinho e chuta alto, de fora da área. Rafael Monteiro tenta desviar, mas não consegue e a bola vai pra rede. Democrata 1×1.
  • 03 – Magal cruza da esquerda e cruza. Eraldo comete falta em Magalhães dentro da área.
  • 05 – Kieza e Dudu Araxá se chocam e ficam caídos no meio de campo.
  • 06 – Marcos é desramado na ponta direita por Dudu Araxá, que inicia contra-ataque com Eli Tadeu.
  • 07 – Wanderson recebe cruzamento da direita e coloca Eli Tadeu na cara do gol com uma puxeta. O chute cruzado, sai rasteiro e a bola sai pela linha de fundo com perigo pro arco celeste.
  • 08 – Wellington Paulista reclama de falta marcada e recebe cartão amarelo.
  • 09 – Marcos cruza, Bernardo recebe dentro da área, aplica corte no beque, mas é desarmado por Mateus.
  • 10 – Wanderson recebe na área e chuta cruzado, Rafael desvia, bola sai à sua direita para escanteio.
  • 11 – Magal cruza da esquerda, Eraldo comete falta em Rafael Monteiro.
  • 12 – Magal cruza da esquerda, Gil se antecipa a Eraldo e corta. Anderson cruza, Caçapa corta.
  • 13 – Sandro Manoel chuta de fora da área, com a direita, bola sai à direita de Rafael.
  • 15 – Dudu substitui Bernardo.
  • 16 – Eraldo recebe cruzamento e ajeita de cabeça para Anderson. Camilo fica com a bola, mas é desarmado por Wanderson, que chuta forte, sem chance de defesa para Rafael Monteiro. Democrata 2×1.
  • 19 – Eraldo cai na meia lua e pede falta. Alício Pena Jr. manda seguir o jogo.
  • 21 – Fernandinho lança bola sobre a área, Bruno corta.
  • 22 – Caçapa chuta, Mateus cede escanteio. Saulo substitui Marcel.
  • 23 – Dudu cobra escanteio pela direita, Kieza cabeceia por cima do travessão.
  • 24 – Eli Tadeu entra na área driblando e serve Eraldo, que chuta em cima de Gil.
  • 25 – Alex cruza da esquerda, Rafael Monteiro defende pelo alto. Anderson Lessa substitui Camilo.
  • 26 – Alex Santos lança Eraldo que, da entrada da área chuta alto, por cima do travessão.
  • 27 – Alex Santos cruza da direita, Caçapa corta na entrada da pequena área.
  • 28 – Beto substitui Wanderson.
  • 29 – Sem jogar há sete meses, Fernandinho está caindo sozinho em campo. Democrata domina jogando em velocidade e explorando as laterais.
  • 30 – Anderson Lessa chuta, Bruno defende, Wellington Paulista reclama pênalti alegando toque de mão do beque.
  • 31 – Gil tenta lançar Anderson Lessa, bola sai pela linha de fundo.
  • 33 – Magalhães e Dudu tentam jogadas pela esquerda. Ambos são desarmados pela defesa.
  • 34 – Rafael Monteiro defende bola cruzada, pelo alto.
  • 35 – Eli Tadeu cruza da direita, Dudu corta na entrada da área celeste.
  • 36 – Dudu lança Wellington Paulista, que dribla goleiro Bruno, mas conclui pela linha de fundo.
  • 37 – Celinho substitui Eli Tadeu. Magalhães tabela com Dudu, mas sai com a bola pela linha de fundo.
  • 38 – Sandro Manoel tenta lança Eraldo, Caçapa corta e puxa o contra-ataque, mas erra passe no meio de campo.
  • 39 – Celinho recebe livre dentro da área, chuta por cima de Rafael Monteiro, antes da chegada de Marcos. Democrata 3×1.
  • 40 – Fernandinho cobra falta de fora da área, bola acerta barreira e sobra para Uchoa que chuta forte pra fora.
  • 41 – Torcida do democrata canta e debocha do time celeste.
  • 42 – Fernandinho cobra escanteio pela esquerda, Lúcio corta de cabeça. Fernandinho volta a cruza, Saulo corta.
  • 43 – Democrata toca bola, torcida grita “Olé!”
  • 44 – Eraldo cruza da esquerda, Gil corta, torcida vaia centroavante, que é artilheiro do campeonato.
  • 46 – Dudu é derrubado na meia lua. Falta perigosa. Beto atrapalha cobrança e recebe cartão amarelo. Fernandinho respira 36 vezes, corre e bate na barreira bisonhamente.
  • 48 – Dudu cobra escanteio pela esquerda, defesa afasta.
  • 49 – Acaba o chocolate. Fim de jogo. Após um 1º tempo equilibrado, Catadão deu vexame e tomou passeio no 2º. Apesar da derrota, Cruzeiro termina em 1º lugar na fase classificatória e jogará com a vantagem de poder empatar duas vezes contra o Villa Nova para seguir adiante no torneio.
  • Celinho: “Cada vez que o professor dá oportunidade, tento aproveitar. Agora, vamos ver se jogamos em casa na próxima fase pra aproveitar a força desta torcida.”
  • Fernandinho: “Infelizmente, tomamos gols infantis, pois vários jogadores estão sem ritmo de jogo.” 

Democrata-GV 3×1 Cruzeiro, domingo, 28mar10, 16h, José Mammoud Abbas, Governador Valadares, 11ª rodada do Campeonato Mineiro 2010 – Transmissão: PFC (pague-pra-ver) – Público: – Renda: – Juiz: Alício Pena Júnior (MG) – Bandeiras: Marcus Vinícius Gomes (MG) e Junior Antonio da Silva (MG) – Amarelos: Rafael, Wellington Paulista, Magalhães (Cru); Marcel, Lúcio (Dem) – Gols: Kieza, 6 min. do 1º tempo; Alex Santos, 1, Wanderson, 16, Celinho, 38 do 2º – Democrata-GV: Bruno; Alex Santos, Lúcio, Matheus, Magal; Dudu Araxá, Sandro Manoel, Marcel (Saulo) e Wanderson (Beto); Ely Thadeu (Celinho) e Eraldo. Tec: Moacir Júnior / Cruzeiro: Rafael Monteiro; Marcos Martins, Gil, Cláudio Caçapa e Magalhães; Uchoa, Fabrício (Fernandinho), Camilo (Anderson Lessa) e Bernardo (Dudu); Kieza e Wellington Paulista. Tec: Adílson Baptista – Histórico – Desde 16fev50, quando empataram (1×1) num amistoso em Governador Valadares, Cruzeiro e Democrata já se enfrentaram 56 vezes. O Cruzeiro venceu 35, empatou 15, perdeu 6, marcou 113, levou 38 gols. Pelo Campeonato Mineiro, foram 47 jogos com 29 vitórias, 13 empates e 5 derrotas do Cruzeiro, que marcou 91 gols e levou 32. Os dois clubes jamais decidiram um título entre si.