Posts com a Tag ‘ditador’

Virada à cubana

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Em entrevista a um jornal mexicano, o velho ditador saiu do armário e admitiu: “Eu fui o culpado pela perseguição aos homessexuais”.

Ponto. O resto do palavrório pouco interesssa. É purpurina na forma de autocrítica e algumas firulas verbais sem resultados práticos.

Durante décadas, os homossexuais da Ilha foram demitidos de seus empregos, deportados e, pior, confinados em campos de concentração.

No Brasil, não se chegou a tal nível de barbárie. Mas o ambiente futebolístico parece estar sempre pronto a replicar a experiência do velho ditador.

(mais…)

Pão bolorento

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Em Pequim, a menina feia de voz bonita foi dublada pela menina bonita de voz feia, na abertura das Olimpiadas.

Os chineses passaram a perna nos bocós do mundo todo. 

Um comissário do povo (aspone chinês) foi quem deu a ordem nazista de esconder a garotinha que não preenchia os critérios estéticos do partido único.

Agora, em Joanesburgo, foram os comuno-coreanos que aplicaram uma rasteira nos telespectadores do mundo inteiro.

Os danados contratram atores chineses pra se passarem por torcedores da seleção do país do ditador Kim Jong Il.

E só exibiram a partida 24 horas depois. Os censores da ditadura gastaram um dia checando as imagens pra evitar o mico de algum protesto contra o regime.

Agora, falta aparecer algum mesa-redondista gaiato pra chamar essses ditadores picaretas de governantes populares.

Melhor do que a encomenda

terça-feira, 15 de junho de 2010

Tirante os juízes, que estão avacalhando com suas insossas atuações, a Copa está muito boa. Tem de tudo. Bola envenenada, nascida para trair. Retrancas bem montadas, na medida certa pra irritar mesa-redondistas. Vuvuzelas que obrigam os politicamente corretos a sofrerem calados em nome da diversidade cultural.

Copa não é pra torcer. Quem quiser estrebuchar de pânico e ansiedade, que o faça no Mineiro, no Morrinhão ou na Libertadores. Copa é confraternização, é cerveja, salaminho, pão de queijo, tremoços, liguicinha frita na mesa da sala, em meio de semana. Ou churrasco na laje e no quintal, nos fins de semana.

Copa é bolão, já que bolo de linha não tem mais jeito de fazer, pois linha não há mais. Copa é a ocasião certa pra levar mais a sério os comentários da minha tia do que os do Evandrão. Eles regulam idade, mas a minha tia só abre a boca pra falar de futebol de 4 em 4 anos, enquanto meu amigo pontifica sobre o tema diariamente. Voadora também ela só aplica nas copas. Geralmente contra argentinos e  treinadores do escrete canarinho. Já o Evandrão não economiza o golpe. É capaz de mandar um até por conta deste post.

Copa é pausa pra respirar. É pra rir da ira de quem não suporta o narrador argentino Galván Bueno, nem os pitacos do desavisado Casão. É pra constatar que bandeira dos rosas traz maus fluidos. Repararam que foi só pintar uma no Ellis Park pro Brasil tomar gol? E que a bandeira mais bonita do mundo é a de Honduras, aquela terra de homens e mulheres, que escolheram viver em liberdade (lá vem reproche dos Sobrinhos do Coronel!).

Pra finalizar, listo o que vi de melhor até aqui: o ânimo do centroavante comuno-coreano, Robson Crusué, a jaqueta de Pequeno Príncipe do Dunga, os pulinhos do Maradona (Luxa não tem a graça e a leveza do Pibe), o bate boca entre Maradona e o Moreno Que Vestia a Dez, o futebol, quem diria, cheio de telecoteco dos tanques alemães, o ponta-esquerda à moda antiga, Elia, da Laranja, as torcedoras dinamarquesas, o corte de cabelo do goleiro argelino Chouchui (?), a jogada de rúgbi do Samuel no gol argentino, as matérias do Olé e o gol espírita do Maicon.

Prum começo de festa, tá danado de bom, né mesmo?

N.B.: Pra acompanhar a Copa. Pra se solidarizar com o ditador comuno-c0reano, Kim Jong.

Cinco estrelas numa faixa branca entre duas azuis

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Vai começar a Copa e eu ainda não me liguei nela. Até agora, só vi reportagens de cunho social sobre a Sudáfrica.

SporTV e Iespien deixaram de lado o futebol-moleque e aderiram ao futebol-cabeça.

O pouco que vi de bola rolando me deu a certeza de que Espanha e Holanda são as bambambãs.

El País del Fútbol também promete. Esta com a bunda pra lua. Literalmente! E tem atacantes a dar com pau. Bem ao gosto da dupla Billardo / Maradona. Afe!

O Brasil, sei não, tá com a meiúca inexpressiva. Num surto de telecotecolismo, eu gostaria de ver Neymar, Ganso, Marquinhos Paraná e Alex 10 tratando bem a gorduchinha no time dunguiano.

De qualquer jeito, torcerei pela pátria de chuteiras. Mas temo que por apenas uns dez dias, pois elefantes e portugas podem ficar com as vagas do nosso grupo.

A Inglaterra também tá com cara de quem vai dar trabalho. Mas como ela sempre faz que vai e quase nunca vai, não aposto nela.

Itália e Alemanha podem escalar as camisas sem jogadores dentro e, ainda assim, darão trabalho às favoritas.

Como ando meio desconfiado do futebol pátrio, arranjei um Plano B. Se o Brasil falhar, vou torcer por Honduras.

Talvez porque os catrachos tenham botado pra correr um latifundiário meio chegado ao escravismo, que tentou rasgar a contituição pra virar ditador-adjunto do Boina.

Isto já seria um bom motivo pra apoiar los hermanitos da América central. Mas há outro ainda mais relevante pra minha escolha: a bandeira hondurenha.

Vai ser bonita assim, lá em Belzonte, a danada! Duas faixas azuis, uma branca e cinco estrelas.

Quem tem um lábaro estrelado desses tem mais é que levá-lo ao lugar mais alto do pódio.

Tanaka Facts

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Antes mesmo de começar o Mundial, o Brasil já tem um candidato a craque do torneio. Trata-se de Marco Túlio Tanaka, beque-beque da Seleção Japonesa.

Foi ele quem deu um chambão patriótico em Drogba num jogo-treino e deixou o marfinês com um pé, ou melhor, um braço fora da Copa.

Por sua força, inteligência, elegância, destemor e brasilidade, o novo ído já foi agraciado pelos inernautas com um merecido Tanaka Facts. Confiram:

  1. Túlio Tanaka não veste camisa rosa.
  2. Impressionados com a categoria do Tanaka, os microfonistas da rádia de Minas acharam melhor não cornetá-lo.
  3. Fosse vivo Akira Kurosawa filmaria Os 8 Samurais, com Tanaka ao invés de Mifune no papel principal.
  4. O PHD contratou Tanaka pra marcar em cima o seca-pimenteira panaca.
  5. Depois de ver Tanaka jogar, Materazzi resolveu pedir o troféu Belfort Duarte.
  6. O Cruzeiro vai contratar Tanaka só pra dar entevista ao Artur Morais.
  7. Por telefone, Túlio Tanaka pediu a opinião do PVC sobre seu futebol, mas o comentarista preferiu se refugiar numa aldeia de São Gabriel da Cachoeira a responder ao talento nipo-brasileiro.
  8. Depois de conhecer a volúpia do Tanaka, Salvador Billardo resolveu que também vale a pena queimar a rosca se o Japão campeonar.
  9. Humilhado com a destreza do Tanaka, Kimbundo abandonou a capoeira.
  10. Desconsolado com a impossibilidade de competir com Tanaka, Evans Drawn prometeu não aplicar mais voadoras. Vai se tornar pastor de ovelhas no Tirol.
  11. O povo quer Túlio Tanaka candidato a senador por Tocantins, só pra ele assumir a corregedoria da casa.
  12. Fosse vivo, Telê escalaria Túlio Tanaka como volante de contenção.
  13. Túlio Tanaka participará do fime sobre a vida do Zico. Mas só vai rodar a cena da dividida com o Galinho de Quintino. Vestido com a camisa do Bangu.
  14. Tanaka tá prometendo jogar futebol telecoteco na Copa. Ou melhor, petelecoteco.
  15. Sob a mira dos mísseis coreanos, o Governo Japonês ameaçou disparar um Túlio Tanaka contra Pionguiangue, o que fez o ditador nanico virar seus foguetes pro Polo Norte.
  16. O Bope incorporou Túlio Tanaka e aposentou o Caveirão.  Tão logo foi informado, o  Comando Vermelho fechou suas bocas de fumo e aderiu ao ramo da ioga.
  17. Túlio Tanaka pediu inscrição na Máfia Azul. Imediatamente, a Torcida G se dissolveu.
  18. Túlio Tanaka quer ser prefeito. Só não sabe ainda de de Mariana ou Ipatinga. Ou das duas de uma só vez.
  19. Drogba falava pelos cotovelos até encontrar Túlio Tanaka.
  20. Tulio Tanaka se naturalizou japonês porque a Fifa o proibiu de jogar ao lado de Felipe Melo na Seleção Brasileira.
  21. Uma mágoa de infância? Tulio Tanaka não ter quebrado o Zidane naquela Copa de 98.
  22. O amor não é aquilo que faz você ficar com dor de cotovelo. Amor é outra coisa, o nome disso é Tulio Tanaka.
  23. Tulio Maravilha quer chegar aos mil gols. Tulio Tanaka promete chegar aos mil cotovelos quebrados antes do malemolente artilheiro goiano.
  24. Nos treinamentos, Tulio Tanaka faz embaixadas usando um lutador de sumô.
  25. Deus é brasileiro, Tulio Tanaka também!
  26. Túlio Tanaka fez Chuck Norris dançar o rebolation.
  27. Pai Mariola prevê, Túlio Tanaka acerta.
  28. Deus perdoa, Túlio Tanaka, não.
  29. Ryu disse que se aposentaria se Tulio Tanaka entrasse para o Street Fighter!
  30. Quem tem Túlio Tanaka não precisa de Lúcio!!!
  31. Certa vez, Tulio Tanaka e o Super-Homem dividiram uma bola num campinho do Oeste do Paraná. Resultado: surgiram as Cataratas do Iguaçu.
  32. José Mayer só perdeu mulher pra um homem. Seu nome é Tulio Tanaka.
  33. Tulio Tanaka já quebrou a perna de um adversário em 3 lugares. E o jogo era de xadrez.
  34. Chuck Norris afirmou que tem medo só de duas coisas: do espelho e de dividir uma bola com Tulio Tanaka.
  35. Algumas pessoas usam uniforme do Superman. Já o Superman usa uniforme de Tulio Tanaka.
  36. Se O Exterminador do Futuro fosse com Túlio Tanaka, seria um documentário.
  37. No Aurélio a palavra “vítima” está definida como “aquele que encontra o joelho do Tulio Tanaka”.
  38. Uma vez Drogba olhou torto para Tulio Takana. Uma vez.
  39. O ONU encomendou ao Tanaka uma inspeção nas usinas nucleares do Irã. Foi o bastante pro governo local resolver transformá-las em fábricas de buscapé pra abastecer o mercado de Campina Grande durante o mês de junho.
  40. Túlio Tanaka resolveu abrir um jornal de oposição na Venezuela e o ditador local consentiu.

Vôlei nas trevas

domingo, 6 de junho de 2010

Não tenho a paciência do Olivieri e do Chaves pra assistir a uma partida de vôlei inteira. Mas, solidário ao Ernesto Araújo, me esforço durante alguns minutos de cada set.

E foi com este sentimento que me aventurei a acompanhar os dois jogos Cuba x Argentina, em La Habana.

Foram tenebrosas. Ao pé da letra. Não as partidas, mas as transmissões da televisão governamental de Cuba.

A emissora oficial do regime cubano produz imagens que estão um degrau abaixo das transmissões da TV Itacolomi nos Anos 60. Uma vergonha a falta de nitidez e a pobreza de informações.

Pra piorar, o ginásio estava semidesertoe as poucas tomadas do público mostravam pessoas mal ajambradas e desanimadas.

Cuba já teve dias melhores. Parece que o adjutório do ditador cucaracha não dá pra pagar as contas como acontecia com a farta mesada soviética durante a Guerra Fria.

Posto isto, registre-se que foram dois jogos animados. Os argentinos mais técnicos, os cubanos, como nos bons tempos, voando e sentando a mão sem dó nem piedade.

Venceram por 3×2 as duas partidas. Wilfredo León, de 16 anos, é a estrela do time. Joandry Leal, o segundo nome. Entre os argentinos, destacou-see o gigante Gustavo Scholtis.

O saque foi o fundamento decisivo na vitória cubana. Principlamente na primeira partida, quando os argentinos acertaram a rede além do que se poderia esperar de uma seleção de ponta.

Nos bancos, duas referências: no cubano, o histórico Orlando Samuels; no argentino um astro recente das quadras, Javier Weber.

Se o projeto do vôlei do Cruzeiro / Sada sfor mantido na próxima temporada, valeria a pena garimpar alguns talentos cubanos.

O problema é saber se a ditadura da Ilha Que Parou no Tempo, permitiria as transferências.

N.B.: Os donos do poder em Cuba mantêm o culto à personalidade do Ernesto, como se pôde perceber pelo banner cpm sua cara, que pendia de uma das paredes do ginásio mal iluminado.