Posts com a Tag ‘classe’

Carmona: “Foi um jogo de encher os olhos”

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

pitacos de protagonistas e blogueiros acerca do Botafogo 2×2 Cruzeiro, no Engenhão, Rio de Janeiro, pela 23ª rodad do Campeonato Brasileiro de 2010, em 18set10:

(mais…)

14ª da A: Atléticos no Rebolo

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

14ª rodada da Série A do Morrinhão: Flu disparado na ponta, atléticos chafurdando na lama e o Cruzeiro perdendo grande chance de chutar o St. Pauli.

  1. Serra Dourada, Atlético-GO 0x2 Botafogo. Público: 9.433. Gols: Somália, 6, Jobson, 36 do 2º. Os cariocas mostraram ao Dragão goiano quem é que mais bota fogo pelas ventas.
  2. Pacaembu, Palmeiras 2×0 Atlético. Público: 10.074 presentes. Gols: Danilo, 3 do 1º, Ewerthon, 30 do 2º.  Felipão quebra o lacre.
  3. Maracanã, Fla 1×0 Ceará. Público: 20.696. Gols: Petkovic (p), 44 do 1º. Vozão não é de marcar gols, por isto, quando toma um, já era.
  4. Ipatingão, Atlético-MG 3×1 Guarani. Público: 5.748. Gols: Tardelli, 20 e 25, Obina, 32, Mazola, 48  do 2º. Na banheira Tardelli fez dois gols pra alegria da Definhante.
  5. Morumbi, São Paulo 2×2 Cruzeiro. Público: 12.338. Gols: Casemiro, 41 do 1º; Wellington Paulista, 22, Thiago Ribeiro, 38 e Ricardo Oliveira, 45 do 2º. Cruzeiro escapou de goleada no 1º tempo, virou no 2º, mas vacilou e não quebrou a escrita.
  6. Farazão, Prudente 1×2 Vasco. Público: Gols: Eder Luís, 9 do 1º; João Vítor (Pru), 13, Nílton, 34 do 2º. Prudente é time pra jogar fora; em casa, não dá no couro.
  7. Ressacada, Avaí 3×2 Corintiãs. Público: 14.721. Gols: Davi, 10, Bruno César, 40 do 1º; Chicão, contra, 1, Rafael, 8, Bruno César, 30 do 2º. Sob o olhar atento do burguês Guga, Avaí surrou o time do presidente classe média.
  8. Maracanã, Flu 3×0 Inter. Público: 49.471. Gols: Mariano, 19, Washington, 22 do 1º; Emerson,14 do 2º. Este ano, Muricy não tá economizando gol. 
  9. Barradão, Vitória 4×2 Santos. Público: 10.648. Gols: Henrique, 20, Wallace, 25, Marcel, 29, Henrique, 47 do 1º; Zé Eduardo, 22, Schwenck (p), 26 do 2º. Leão bateu de novo no Peixe. E desta vez a vitória teve gosto de vitória mesmo.
  10. Olímpico, Grêmio 2×0 Goiás. Público: 11.409. Gols: Willian Magrão, 33 do 1º e 18 do 2º.  Tricolor deixou o Goiás junto com os atléticos na zona.

Gols: 32. Público: 144.508 em 9 jogos.  Média: 16.056. G4: Flu, 32, Corintiãs, 28, Avaí, 22, Botafogo, 21. Z4: Atlético, 14, Atlético-MG, e Goiás, 13, Atlético-GO, 9. – Artilheiros: 8 – Bruno César / 6 – Alecsandro, WP, Schwenck, Tardelli, Roger / 5 – Mazola, Ewerthon, Herrera, André, Roberto, Jonas, Washington / 4 – Robinho (Avaí), Caio, Hugo, Fred, Muriqui, Ricardinho, Antônio Carlos, Love, Kleber, Alan, Bruno Mineiro, Fernandão, Emerson (Avaí), Jobson, Marcel.

Ibope 2010: Cruzeiro, clube de todas as classes

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Mais alguns dados da Pesquisa Ibope / Lance 2010:

Clube mais populares entre os mais pobres (Renda mensal de até 1 salário mínimo) 

  1. Flamengo – 22%
  2. Corinthians – 10,6%
  3. São Paulo – 6,8%
  4. Palmeiras – 5,4%
  5. Vasco – 3,5%
  6. Sport – 3,4%
  7. Grêmio – 2,6%
  8. Bahia – 2,4%
  9. Fortaleza – 2%
  10. Cruzeiro – 1,8%
  11. Fluminense – 1,5%
  12. Santos – 1,3%
  13. Ceará – 1,3%
  14. Vitória – 1,2%
  15. Atlético-MG – 0,8%

Clubes mais populares entre os mais ricos (Renda mensal igual ou superior a 10 salários mínimos)

  1. São Paulo – 12,8%
  2. Corinthians – 12,3%
  3. Flamengo – 10,6%
  4. Palmeiras – 6,7%
  5. Cruzeiro – 6,1%
  6. Santos – 5%
  7. Atlético-MG – 5%
  8. Fluminense – 3,9%
  9. Grêmio – 3,4%
  10. Botafogo – 2,8%
  11. Vasco – 2,2%
  12. Internacional – 2,2%
  13. Sport – 0,1%
  14. Bahia – 0,1%
  15. Vitória – 0,1%

Mais do que sincero, destemido

domingo, 14 de fevereiro de 2010

Estudiantes x Gimnasia y Esgrima está pra La Plata, capital da Província de Buenos Aires, como o GreNal pra Porto Alegre ou o RapoCota pra Beagá. Rivalidade pra mais de metro.

É por isto que causou assombro a declaração do treinador do Gimnasia, Diego Cocca, à Rádio Concepto:

  • O Estudiantes joga muita bola. E pagaria ingresso pra ver esse time jogar. Claro, que pagaria. E me agrada demais o futebol do Verón. Ele eleva a qualidade do futebol argentino.

Depois, ele tratou de seu próprio time e torcida:

  • O Ayala também poderá dar mais classe ao Gimnasia, mas é preciso ter paciência. Mas, aqui, o pessoal quer ver o time fazendo 2×0 em 5 minutos. É preciso ter paciência. Espero que, com algum tempo para trabalhar, tenhamos um time como o do Estudiantes. 

Mais do que sincero, esse cara é destemido.

O que foi dito, aqui e alhures

sábado, 13 de fevereiro de 2010

O futebol tem verdades que, aos comuns dos mortais, não se revelam em sua plenitude. Somente alguns iluminados conseguém captá-las.

Nos últimos dias, me deparei com algumas verdades aqui, outras, alhures.

Após tomar conhecimento delas, limitei-me a bater com a cabeça na parede e lamentar: 

  • “E como foi que não pensei nisto, antes?”

Aprendam:

  1. King Arthur, descobrindo os motivos da roubalheira de que teria sido vítima do Cruzeiro no jogo contra o Vélez: “Isso é briga de banco: vocês acham que o Santander ia deixar o BMG prosperar na Libertadores?”
  2. Diego T, d’après Kartolinha, Profexor e Correia: “Eta torcida chata, que num deixa a gente trabalhar em paz!”
  3. Cartola do América protestando contra a expulsão do Euler: “Onde já se viu? O cara é evangélico e o juiz põe ele pra fora!”
  4. ZZP, revoltado com a arbitragem do juiz uruguaio: “O Grondona, presidente da AFA é quem manda na Conmebol!” Enquanto isto, dois times argentinos eram desclassificados na Pré-Libertadores.
  5. Gilberto, justificando a voadora em Sebá: “Foi sem querer…” Sem querer, querendo, né?
  6.  Dunga explicando a convocação de Gilberto: “Ele é experiente.”
  7. Tião Dominguez, beque do Vélez: “Não sei o que tá acontecendo, que a gente tem tomado tanto cartão amarelo.”
  8. FMF, entusiasmada com a decisão em 1ª instância do TJD: “Tira os pontos do Cruzeiro!”
  9. Presidente do TJD: “Devolve os pontos do Cruzeiro!”
  10. Justiceiro do tribunal: “Truco, sou o ladrão das galinhas! É seis pontos que eu quero…”
  11. Xina Lemos, sobre o juiz uruguaio de Velez x Cruzeiro: “O Juiz tinha que expulsar o Somoza; o cara é um animal, desconfio que bate até ana própria mãe.”
  12. Bloco do Kleenex: “Snif, sniiifff, sssnnniiifff…”
  13. Olé, sobre as perspectivas do Vélez, após a vitória sobre o Cruzeiro: “Que Belo Horizonte!”
  14. Olé, sobre Têmis, ou melhor, Vázquez: “Ele livrou a cara de uns dois do Vélez; será que teria feito o mesmo se jogo fosse no Brasil?”
  15. Arreguy: “Concordo com o Síndico: chororô é muito chato.”
  16. Sindicato dos boleiros gaúchos: “Se esquentar muito, a gente pára a refrega, tchê!”
  17. Presidente do St. Pauli, reclamando da falta de conforto dos hotéis mineiros: “Afe! Como é que uma cidade sem classe, que só tem um hotel cinco estrelas, pode querer abrir um Copa? Tragam meus sais, senão eu desmaio!”

Procópio, a raça e a classe de um dragão…

sábado, 23 de janeiro de 2010

Salinas-MG, 21mar39

  • “Procópio jogou de espora e penacho como um Dragão de Pedro Américo.”

A imagem que Nelson Rodrigues usava para incensar os heróis do Fluminense ajustava-se ao estilo imponente de Procópio Cardozo Neto.

E ficou perfeita na crônica do dia seguinte ao Fla x Flu, pelo Torneio Rio-São Paulo, em 22abr64, em que Procópio fez o gol de empate aos 41 do 2º tempo:

  • “O Flamengo vencia por 1×0 quando desarmei o centroavante Aírton, lancei o Carlos Alberto Torres e fui pro ataque. Nosso lateral foi à linha de fundo, cruzou e eu peguei a bola de primeira, ainda no ar.”

O jornalista Ruy Castro explica:

  • “Era assim mesmo, sem mencionar o quadro, na certeza de que seus leitores sabiam que Pedro Américo foi um pintor e que o Dragão a que ele se referia não era o do São Jorge, mas um dos Dragões da Independência -regimento de cavalaria que escoltou Dom Pedro I no dia do Grito do Ipiranga-, que o pintor retratou.”

Em 1968, numa mesa-redonda da TV Belo Horizonte, João Saldanha também confessou sua admiração pelo becão:

  • “Procópio joga no meu time.”

(mais…)