Posts com a Tag ‘Caldense’

Mentiras: Top 5 do Pinheiro

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Jorge, eis a minha contribuição para a série “5 anos do PHD”:

  1. Antes do Mineirão, o América tinha mais torcida que o Cruzeiro – O PHD já demoliu o mito, uma vez, duas vezes, três vezes.
  2. (mais…)

2ª Mineiro: Domingo, segunda, todo dia é Dia de Índio

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Segunda rodada do Mineiro 2011, disputada entre 02/07fev11. 

América e Atlético-MG venceram com facilidade. Cruzeiro com dificuldade. O Dragão do Corcovado fez uma farra no campo do Zebu, mas quem continua dando as cartas é o Bugre com outra vitória espetacular, desta vez, fora de casa.

(mais…)

Não é Ronaldinho, é Ronaldão

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Durante a transmissão de Caldense 0x2 Cruzeiro, o comentarista de arbitragem da TV Globo, Márcio Resende de Freitas, disse que o o gramado do estádio de Poços de Caldas tem 90×60 metros.

Esta informação serviu para balizar comentários técnicos sobre o jogo, na TV e aqui no PHD.

Como conheço o estádio, duvidei da informação e, hoje, telefonei para o Secretário de Esportes da Prefeitura, Carlos Alberto dos Santos, pedindo esclarecimentos.

Ele garantiu que as dimensões do gramado são as mesmas do Mineirão, do Maracanã e do Serra Dourada. E ficou de enviar, por e-mail, a ficha técnica do estádio.

No fim da tarde, recebi mensagem da Sra. Margareth Stano com os dados do Ronaldão, estádio bem conservado e adequado para jogos de qualquer campeonato.

(mais…)

O erro vai bater ponto no RapoCota

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

O erro acompanha o esporte. É rematada tolice perder tempo com chororô. Ele não tem o poder de transformar evento esportivo em operação matemática.

Se os chorões quiserem erro zero, terão de pedir a arbitragem do Sumo Pontífice, único ser sobre a terra com o dom da infalibilidade.

O juiz do RapoCota não tem esta sorte. Vai errar. E o perdedor vai berrar.

Se servir de consolo, informo que o apitador do clássico não será Wagner Tardelli. Ao menos, é o que garante o Diretor de Arbitragem da FMF.

(mais…)

Bernardo: “Este ano, só vou jogar futebol”

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Comentários de protagonistas e blogueiros acerrca do Caldense 0×2 Cruzeiro, no Ronaldo Junqueira, Poços de Caldas, em 13fev10, pela 4ª rodada do Campeonato Mineiro 2010.

  1. Adílson Baptista, treinador do Cruzeiro: Futebol tem choque, futebol é para homem. Às vezes isso acontece, o importante é ter critério, calma. Os jogos no interior são mais truncados, a Caldense fez 20 faltas com apenas 30 minutos. O cartão vermelho foi em função de o Wellington ter subido no alambrado, não por falta maldosa. É claro que vamos conversar, pois precisamos terminar com os 11 jogadores e uma expulsão acaba sobrecarregando, pois o técnico tem que fazer alterações que não quer, por causa do desgaste. O importante é a vitória e, se não tirarem pontos da gente de novo, pois às vezes eles tiram, por enquanto estamos em 2º lugar. O time teve tranquilidade. Gilberto jogou bem, assim como o Bernardo, o Eli, que entrou bem pelo lado direito e o Eliandro. E os três lá atrás também estavam firmes. Importante era vencer o jogo. Agora, vamos descansar. Na terça-feira, a gente começa a pensar no clássico. Bernardo jogou bem, mas temos que ter calma. Vamos ter paciência, pois temos que ver contra quem que é e aonde que é. Essas coisas a imprensa precisa analisar. Quem foi o marcador? Eu vejo futebol assim. Às vezes se joga contra determinado adversário ou determinado marcador e já falam que é o Pelé. E Pelé não vai existir nunca mais.
  2. (mais…)

Caldense 0x2 Cruzeiro: Valeu pelos três pontos

domingo, 14 de fevereiro de 2010

Mauro França

Para enfrentar a Caldense neste sábado de Carnaval, o Cruzeiro entra em campo mais uma vez com um time misto. Dos que começaram jogando contra o Vélez, apenas Diego Renan, Gilberto, Gil e Fábio foram escalados.

Dessa vez Adilson optou pelo pouco utilizado 3-5-2. Caçapa, Gil e Thiago Heleno formaram o trio de zagueiros. Diego Renan entrou na ala direita e Gilberto na esquerda, Fabinho e Pedro Ken foram os volantes, com Bernardo na armação e Wellington Paulista e Guerron no ataque.

(mais…)

Fábio salvou o time na hora certa

domingo, 14 de fevereiro de 2010

Atuações dos celestes e seus adversários no Caldense 0x2 Cruzeiro, no Ronaldo Junqueira, Poços de Caldas, em 13fev10, pela 4ª rodada do Campeonato Mineiro 2010.

  • Fábio – No pior momento do time, com um a menos e sofrendo pressão, ele fez seu habitual milagre defendendo duas vezes o mesmo pênalti. Nos demais lances, foi preciso, não cometeu erros.
  • Gil – Teve algum trabalho, principalmente quando saia pra combater atacantes e laterais avançados, mas não chegou a comprometer.  
  • Cláudio Caçapa – Melhor na sobra e no comando da linha de impedimento do que nas caçadas aos atacantes. Sair da área, pra ele, é uma temeridade. E mesmo dentro dela, costuma engrossar como numa matada de canela que gerou escanteio pela esquerda. Outra ponto positivo de sua participação é o entusiasmo e o envolvimento com o jogo.
  • Thiago Heleno – Cometeu dois erros: ao subir no alambrado na comemoração do gol de WP, o que lhe custou um amarelo, e ao se distrair regendo a torcida, enquanto um perigoso ataque se armava às suas costas, no 2º tempo. De positivo, a seriedade e o passe, de cabeça, para o 1º gol.  
  • Diego Renan – Começou na ala direita, terminou na esquerda sem comprometar, mas sem as  costumeiras arrancadas que caracterizam seu estilo impetuoso.
  • Fabinho – Perdeu a velha mobilidade. Hoje em dia, ficar mais plantado na frente da bequeira. O que nem precisava tanto nesta partida disputada em campo pequeno e com três zagueiros.
  • Pedro Ken – Mais dedicação do que inspiração nos 47 minutos em que esteve em campo.
  • Gilberto – Discreto na ala esquerda, melhorou quando migrou pra posição 10 e passou a criar boas jogadas de ataque. Cometeu um pênalti desperdiçado pela Caldense. Converteu outro, batendo com a categoria que faltou ao centroavante adversário.
  • Camilo – Jogou pouco tempo. Com boa vontade, mas sem brilho.
  • Bernardo – Começou na armação, virou centroavante no final do 1º tempo, voltou a ser armador com a entrada de Eliandro. Merece mais elogios pelo esforço do que propriamente pelos resultados, pois andou perdendo a bola nos momentos de definição de jogadas.
  • Guerrón – Antes de terminar o 1º tempo, saiu capengando e sem mostrar bom futebol. Até porque, sob pressão, o time não compareceu muito ao atque e ele ficou isolado. 
  • Elicarlos – O lutador de sempre.
  • Wellington Paulista Fez gol centroavante de ofício, subiu no arame, foi amarelado, desentendeu-se com um beque, levou outro amarelo, pelo acúmulo recebeu o cartão vermelho e foi pro chveiro aos 7 minutos. Fosse mais forte o adversário, teria derramado o leite. 
  • Eliandro – Impetuoso, partiu pra cima da defesa, sofreu pênalti, ganhou e perdeu disputas diretas, mas nunca se acomodou. Aos poucos, ganha a confiança do treinador e o reconhecimento do torcedor.
  • Adílson Baptista – Escaldado com a água fervente das trapalhadas de seus beques contra o Ipatinga, tratou de compactá-los num 3-5-2 que, com a ajuda das dimensões reduzidas da cancha, dificultou a vida do adversário. No decorrer da partida, fez alterações corretas.
  • Torcida – Compareceu em bom número e apoiou o time. Público diferente, composto por torcedores sem os vícios do público do Mineirão, apenas incentivou e se divertiu. O Cruzeiro deveria jogar mais pra sua imensa e fiel torcida do interior.  
  • Juiz & Bandeiras – O trio cometeu apenas dois erros. O bandeira Helbert Costa Andrade parou, assinalando impedimento inexistente, um ataque da Caldense em que Tiago Pereira ficou na cara do arco celeste, pronto para marcar um gol. O juiz não percebeu a invasão de área cometida por Gil, que poderia ter resultado numa 3ª cobrança de pênalti pela Caldense. Cartões, expulsões e pênaltis foram marcados com acerto. Finalmente, uma arbitragem pra fazer chorão trocar lágrima por gargalhada. Ou muito me engano? 
  • Adversários – Alemão fez o que pôde pra dar consistência a seu time. Mas, com um centroavante de amargar em campo, ficou na mão de calango. Carciano rebateu as bolas que passaram por perto, mas quando teve que disputar uma jogada no mano a mano com Eliandro, se deu mal. Fez pênalti e foi expulso. Renaldo foi um lateral atuante, Ranieri nem tanto. Walderi, tão nanico quanto abusado, deu muito trabalho à defesa celeste. Mas o nome do time foi Maxsuel, sempre diligente, bom marcador, merecedor dos aplausos da torcida na saída de de campo. Nenê Miranda, Ewerton Maradona e Jonatas Obina também trabalharam bem. André, contudo, só causou dor de cabeça aos aficcionados da Veterana ao cometer uma falta a cada 5 minutos. Em boa hora, Alemão o trocou por Walderi.

Caldense 0x2 Cruzeiro: Quanto riso, oh, quanta alegria!

sábado, 13 de fevereiro de 2010

Se prevalecer a vontade do tal Fonte Boa, procurador do TJD, que é de tirar 6 pontos do Cruzeiro, pela escalaçãode Wellington Paulista contra o Uberlândia, o bicampeão mineiro deixa o 4º lugar, com 6 pontos, e vira lanterna, com zero.

Isto aumenta a responsabilidade do time misto contra a Caldense, que também está em má fase com apenas 2 pontos, na 11ª posição.

Adílson Batista poupará o lateral Jonathan, o zagueiro Leonardo Silva, os volantes Henrique e Marquinhos Paraná, e os atacantes Kleber e Thiago Ribeiro, que atuaram na derrota de 2×0 para o Vélez Sarsfield, em Buenos Aires.

Alemão, treinador da Caldense, não contará com o zagueiro Matheus e o atacante Márcio Gomes, expulsos contra o Tupi, e  Fábio Paulista, suspenso por dois jogos TJD. 

Lances + importantes do 1º tempo

  • 16h – Times entram em campo. Cruzeiro com camisas azuis, calções brancos, meiões azuis. Caldense com camisas verdes, calções e meiões brancos. Juiz manda Fábio trocar os meiões brancos por azuis.
  • 18h09 – Começa o jogo. Cruzeiro defende arco à esquerda das tribunas.
  • 01 – Pedro Ken é derrubado por André na ponta direita. 
  • 02 – Bernardo cobra a falta e Thiago Heleno cabeceia pra fora.  
  • 03 – Bernardo recebe falta de André. Ele mesmo cobra, Maxsuel corta.  
  • 04 – Bernardo cobra escanteio, pela direita, de curva, tirando a bola dos beques. Thiago Heleno escora, de testa, Wellington Paulista, dentro da pequena área, cabeceia pras redes. Cruzeiro 1×0.    
  • 05 – Thiago Heleno e Wellington Paulista sobem no alambrado pra comemorar com a torcida e recebem cartões amarelos.   
  • 06 – André comete falta em Bernardo e recebe cartão amarelo.   
  • 07 – Wellington Paulista retarda cobrança de falta, Fábio Paulista tenta tomar-lhe a bola e recebe um empurrão (o jogador da Caldense disse que foi um soco na costela). Juiz aplica 2º amarelo e, em seguida, o vermelho em WP.   
  • 09 – Ewerton Maradona invade a área e é derrubado por Gilberto, que o empurra com o braço esquerdo. Pênalti.   
  • 10 – Thiago Pereira bate, com paradinha, Fábio defende no canto direito. Juiz manda repetir a cobrança devido á invasão da área por jogadores dos dois times.  
  • 11 – Tiago Pereira bate novamente, com força, mas no meio do arco. Fábio volta a defender. Gil invade a área, mas o Juiz não percebe e valida a cobrança.  
  • 13 – Diego Renan lança Gilberto na área, mas o meia é desarmado antes de arrematar. 
  • 14 – Bernardo cobra falta, Leandro defende.
  • 17 – Renaldo cruza da direita, Caçapa desvia pra escanteio.  
  • 18 – Maxsuel comete falta em Bernardo e recebe cartão amarelo.   
  • 19 – Fabinho cobra falta da intermediária, bola escapa por cima do travessão. 
  • 20 – Carciano derruba Guerrón, no bico da área, e recebe cartão amarelo.
  • 21 – André derruba Pedro Ken, Bernardo cobra a falta, bola desvia na barreira.  
  • 22 – Bernardo cobra pela direita, Thiago Heleno cabeceia, bola sai pela linha de fundo.
  • 29 – Tiago Pereira recebe passe na entrada da área, bandeira marca impedimento.
  • 23 – Ranieri cruza da esquerda, Tiago Pereira cabeceia, bola sai à esquerda do arco celeste.
  • 26 – Renaldo recebe lançamento de Nenê Miranda, mata no peito e chuta forte. Bola passa por cima do travessão. 
  • 28 – Tiago Pereira recebe lançamento em posição correta, entra na área, fica na cara do gol, mas o bandeira marca impedimento equivocadamente.
  • 30 – Guerrón tenta cruzar, Fábio Paulista desvia pra escanteio.
  • 31- Renaldo chuta forte, de fora da área, Fábio defende.  
  • 32 – Guerrón acerta cotovelada em Carciano, que fica caído no meio de campo.  
  • 33 – Tiago Pereira recebe lançamento, em impedimento, o 5º do ataque da Caldense.
  • 34 – Bernardo comete falta, reclama e recebe cartão amarelo.   
  • 35 – Caldense tem 51% de posse de bola.
  • 36 – Maxsuel chuta de fora da área, bola sai à direita do arco celeste.  
  • 38 – Ewerton Maradona cruza da direita, Gil corta de cabeça.
  • 39 – Elicarlos substitui Guerrón, que sai mancando.   
  • 40 – Pedro Ken passa pra lateral-direita, Diego Renan pra esquerda, Gilberto vira armador e Bernardo, atacante.   
  • 41 – Tiago Pereira recebe lançamento, bandeira marca 6º impedimento do ataque caldense.
  • 42- Walderi substitui André, que já cometeu 8 faltas e tem cartão amarelo.  
  • 43 – Pedro Ken cruza da direita, ninguém aparece pra arrematar.
  • 44 – Adílson Baptista manda Bernardo se fixar como atacante.
  • 46 – Nenê Miranda solta uma bomba de fora da área, Fábio defende em dois tempos. 
  • 47 – Fim de 1º tempo.
  • Gilberto: “Wellington apenas trombou com o zagueiro e foi expulso.”
  • Nenê Miranda: “Bobeamos no começo do jogo, sofremos o gol, perdemos pênalti, mas vamos tentar o empate no 2º tempo.”

Lances + importantes do 1º tempo

  • 17h12 – Começa o 2º tempo.
  • 00 – Eliandro substitui Pedro Ken com ordem pra segurar a bola no ataque.   
  • 03 – Ewerton Maradona chuta de fora da área, rente ao travessão.  
  • 05 – Ewerton Maradona chuta de fora da área, à direita do arco celeste.  
  • 06 – Ewerton Maradona cruza da direita, Tiago Pereira erra a cabeçada.  
  • 07 – Eliandro recebe lançamento de Bernardo e invade a área. Carciano vem noencalço e o derruba com o braço direito. Pênalti e 2º amarelo pro zagueiro, que é expulso.   
  • 09 – Gilberto cobra o pênalti com a canhota, no ângulo direito de Leandro Lopes, que cai pro lado oposto. Cruzeiro 2×0.   
  • 10 – Jonatas Obina substitui Tiago Pereira.   
  • 16 – Elicarlos cruza da direita, Leandro Lopes defende com dificuldade.  
  • 19 – Walderi recebe lançamento longo e, apesar de ter apenas 1,61 m de altura, cabeceia colocado obrigando Fábio a ceder escanteio com a ponta dos dedos. 
  • 20 – Walderi recebe bola dentro da área e chuta, pra fora. 
  • 21- Renaldo cobra escanteio pela direita, Jonatas Obina escora de cabeça, Maxsuel também cabeceia, bola acerta as redes, pelo lado de fora. 
  • 22 – Claudinho substitui Ewerton Maradona.
  • 23 – Gilberto lança Bernardo, que pedala na frente de Maxsuel, mas acaba desarmado na meia lua.
  • 24 – Bernardo entra na área da Caldense, mas é desarmado por Maxsuel.
  • 25 – Gilberto lança Eliandro que, dentro da área, não consegue dominar a bola.
  • 26 – Jonatas Obina recebe no ataque, corta Thiago Heleno e chuta, Fábio defende.  
  • 28 – Camilo substitui Gilberto.   
  • 31 – Jonatas Obina cruza, Fábio defende.
  • 32 – Elicarlos invade a párea, pela direita, vai à linha de fundo e cruza. Maxsuel cede escanteio.
  • 34 – Renaldo cobra falta da direita, bola passa por cima do travessão.
  • 35 – Bernardo lança Eliandro, que é desarmado por Maxsuel. 
  • 36 – Torcida da Caldense começa a abandonar o estádio.
  • 37 – Luizinho avança pela esquerda e chuta pra fora.  
  • 38 – Renaldo chuta de dentro da área, Fábio espalma pra escanteio.  
  • 41 – Jonatas Obina chuta de longe, bola quica na pequena área, Fábio defende em dois tempos.  
  • 46 – Eliandro avança pela intermediária da Caldense, entra na área, mas chuta pra fora, à esquerda de Leandro Lopes.
  • 47 – Fim de jogo.
  • Cláudio Caçapa: “Superação é a palavra correta pra definir nossa atuação, pois, com um a menos, o jogo ficou difícil.”
  • Eliandro: “Cumpri a determinação do treinador, que era segurar a bola na frente, e ainda sofri o pênalti.”
  • Bernardo: “Botei na cabeça, que tenho de jogar futebol e só; agora, vou me preparar pro clássico.”
  • Maxsuel: “O Cruzeiro é muito forte, nós perdemos muitos gols, se tivéssemos convertido o pênalti e tendo um jogador a mais a história seria outra.”
  • Fábio Paulista: “Wellington paulista estava impedindo a cobrança da falta, eu tentei tomar a bola, ele perdeu a cabeça e me deu um soco na costela.”

Caldense 0x2 Cruzeiro, sábado, 13fev10, 17h, Estádio Ronaldo Junqueira, Poços de Caldas, 4ª rodada do Campeonato Mineiro 2010 – Transmissão: Globo Minas e PFC (pague-pra-ver) – Público: 5.638 pagantes – Renda: R$52.110,00 – Juiz: Emerson de Almeida Ferreira (MG) – Bandeiras: Guilherme Dias Camilo e Helbert Costa Andrade (MG) – Amarelos: Wellington Paulista, Thiago Heleno, Bernardo (Cru), André, Maxsuel (Cal) – Vermelhos: Wellington Paulista (Cru), 7 do 1º tempo, Carciano (Cal), 9 do 2º – Gols: Wellington Paulista, 4 do 1º tempo, Gilberto, 9 do 2º – Caldense: Leandro Lopes; Renaldo, Carciano, Fábio Paulista e Ranieri; Maxsuel, André (Walderi), Luizinho, Nenê Miranda e Everton Maradona (Claudinho); Thiago Pereira (Jonatas Obina). Tec: Alemão / Cruzeiro: Fábio; Gil, Cláudio Caçapa e Thiago Heleno; Diego Renan Fabinho, Pedro Ken (Eliandro) e Gilberto (Camilo); Bernardo; Guerrón (Elicarlos) e Wellington Paulista. Tec: Adílson BaptistaHistórico -Foi o 69º Cruzeiro x Caldense. O Cruzeiro venceu 46, empatou 17, perdeu 6 partidas, marcou 136 gols, sofreu 41. Os dois clubes decidiram o Supercampeonato Mineiro de 2002 => Cruzeiro 4×0 Caldense, quinta-feira, 05mai02, 16h, Mineirão, Belo Horizonte, 5ª rodada do Supercampeonato Mineiro 2002 – Público: 5.962 pagantes, 9.000 presentes – Renda: R$28.183,00 – Juiz: Luiz Carlos Silva (MG) – Vermelho: Augusto Recife (Cru) – Gols: Alessandro, 30 do 1º tempo, Lúcio, 20, Joãozinho, 23, Wendell, 44 do 2º – Cruzeiro Jefferson; Maicon (Jorge Wagner), Cris, Luisão e Wendell (Thiago Gosling); Augusto Recife, Ricardinho (Ruy Cabeção); Vander e Lúcio; Alessandro e Joãozinho. Tec: Marco Aurélio / Caldense Gilberto; Edson (Gedeon), Nelson, Adriano e Márcio Alemão (Joílson); Ramos, Cláudio, Nenê Miranda e Clayton; Carioca (Mancuso) e Gustavinho. Tec: Valter Ferreira – Notas1. Cruzeiro e Caldense terminaram com 9 pontos, mas o Cruzeiro levou o título pelo saldo maior de gols, 5 contra 2 da Veterana – 2. Foi o 15º título de Ricardinho com a camisa azul-estrelada. Com um a mais que Wilson Piazza, o Mosquitinho Azul tornou-se recordista de títulos na história do Cruzeiro.

3ª Mineiro: Jajá, Carini e o Sol foram os destaques

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Hugo Serelo

Foram 22 gols, média de 3.66 por partida. 49.279 pagaram ingresso, média de 8.213 pessoas por partida.

Ipatinga fez outra bela partida no Mineirão. Jajá, começa a se meter na luta pelo título.

Ituiutaba e Teófilo Otoni sediaram jogos sob o sol da manhã. Um crime.

Torçamos para que não seja necessário um atleta passar mal durante a partida pra isso ser mudado.

  1. Atlético-MG 1×1 Ipatinga, Mineirão (75.000), 28.749 pagantes – Jajá fez chacota da peneira uruguaia.
  2. Cruzeiro 4×2 Villa Nova, Mineirão (75.000), 8.960 pagantes – Se não mudar, o Leão vai miar baixinho nesse Mineiro.
  3. Uberlândia 4×1 Uberaba, Parque do Sabiá (50.000), 5.120 pagantes – Goleada no clássico BB (Berlândia e Beraba).
  4. América-TO 0x0 América-MG, Nassari Mattar (5.000), 3.431 pagantes – Sol forte e pouca técnica no jogo dos mequinhas.
  5. Tupi 5×1 Caldense, Mário Helênio (25.000), 2.277 pagantes – Showcolate em cima de uma irreconhecível Caldense.
  6. Ituiutaba 1×2 Democrata, Fazendinha (5.000), 742 pagantes – Pantera ficou só de boa com a liderança.
  • Artilheiros: 5: Ademílson (Tup). 3: Kleber (Cru).
  • Classificação: 1) Democrata, 7 – 2) Cruzeiro e Tupi, 6 – 4) América-MG e Atlético-MG, 5 – 6) Ipatinga e Uberaba, 4 – 8 ) Uberlândia e América-TO, 3 – 10) Caldense, 2 – 11) Ituiutaba e Villa Nova, 1. 

Módulo II

O Módulo II, mais conhecido como 2ª divisão, é composto por dois grupos. Os times entraram em suas respectivas chaves por um critério geográfico.

Assim, haverá pequenos clássicos locais que tornarão a disputa interessante.

Itaúna e Guarani protagonizaram um clássico emocionante, vencido, no finalzinho, pelo Cachorrão.

Como são 11 clubes na disputa, a Tombense folgou na rodada.

  • Jogos: Itaúna 3×2 Guarani; Poços de Caldas 2×1 URT; Valeriodoce 0x0 Formiga; Tricordiano 0x0 Funorte; Mamoré 1×0 Araxá.

Fontes: PHD e FMF.

Hugo Serelo, 22, cruzeirense e rio-branquense, factótum, nasceu em AAndradas, mora em Divinópolis.

N.B.: O Sol fez sua primeira vítima. Moisés, volante do América-MG, desmaiou em Teófilo Otoni.

1ª do Mineiro: Começou com 6, terminará com 5

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Hugo Serelo

Foram 14 gols em 6 jogos, média de 2,33 por jogo. Com 65.703 pagantes, a média de pagantes foi de  10.950.

Os poços-caldenses foram em bom número ao Ronaldão para prestigiar o retorno da Veterana.

O Uberaba surpreendeu fora de casa goleando um dos rivais do Triângulo. No Mineirão, Cruzeiro apresentou vontade pelo Tri.

(mais…)