Sacando na rede pela terceira vez

Por SÍNDICO | Em 14 de novembro de 2010

Em Tóquio, Rússia 3×2 Brasil (21/25, 25/17, 20/25, 25/14 e 15/11), na final do Mundial Feminino de Vôlei.

Pela terceira vez, o Brasil saca na rede e fica com o vice.

A rigor, apenas no 4º set houve desequilíbrio com uma vitória folgada das russas.

No restante da partida, uma gigante de 2,02m, Gamova, decidiu virando bolas e mais bolas e somando 35 pontos.

*****

Tião Vettel, jovem piloto alemão da Red Bull, venceu o GP da Abu Dhabi e sagrou-se campeão mundial de Fórmula 1.

Fernando Alonso, piloto espanhol da Ferrari, terminou em 7º lugar e ficou na bronca com o russo Petrov, que não o deixou ultrapassar.

Queria fazer jogo de equipe com piloto de escuderia adversária. Assim não dá, cara!

21 comentários para “Sacando na rede pela terceira vez”

  1. regibsb disse:

    Um time irregular e com uma levantadora comum.

  2. Ernesto Araujo disse:

    Gamova foi o nome da final e mais uma vez o Brasil perde no lado psicológico no Tie-Break. Indo na mesma linha do Evandro na polêmica do jogo de ontem, não podemos focar apenas no ultimo set. O Brasil foi irregular demais na competição. Ontem conseguiu um milagre contra o Japão e hoje oscilou MUITO de novo. Levaram um tremendo “pau” no quarto set (25 x 14). Time que quer ser campeão não pode tomar uma “goleada” dessas num quarto set.

  3. Ernesto Araujo disse:

    Curiosamente nenhuma jogadora brasileira ganhou premio na premiação individual. Acho que isso mostra que apesar do 2º lugar o Brasil precisa melhorar.

    • regibsb disse:

      Não há tantos talentos na seleção feminina. A nossa levantadora é o melhor exemplo.

      • Mauro França disse:

        Não há talentos numa equipe que foi vice-campeã mundial, desfalcada de duas de suas melhores jogadoras, perdendo a final para um timaço??? Caramba.

      • regibsb disse:

        As melhores não jogaram e o cérebro da equipe se aposentou …

      • regibsb disse:

        A seleção deste mundial é um time de boas jogadoras muito bem treinado e que oscilou em momentos importantes.Times brasileiros , masculinos e femininos, se destacaram por levantadores acima da média , o que não é o caso dessa seleção.

      • Celeste disse:

        Concordo com você Mauro. É aquela velha história, no Brasil, ser vice ou último é a mesma coisa. Essas meninas deveriam ser recebidas com festa aqui no Brasil. Hoje em dia vale a pena sentar na frente da TV para vê-las jogar. O bom do volei é que o melhor sempre vence.

      • regibsb disse:

        Com certeza, fizeram além do esperado.

      • Ernesto Araujo disse:

        No volei há menos espaço para duas coisas que dificultam demais o futebol: A cornetagem e a arbitragem !

    • Naldo disse:

      A Seleção campeã olímpica era bem mais forte. Mas a Fofão e a Waleuska deram adeus a Seleção e a Mari e a Paula se contundiram, isto pesou. Em função de tudo isto, achei o desempenho delas espetacular.

  4. Hugo 5erel0 disse:

    Ao menos não foi aquele vexame de 2004.

  5. Celeste disse:

    O vice do volei é para ser comemorado. Vale lembrar que no começo do ano, meio time da seleção estava em Osasco, sem patrocínio para disputar a Superliga. São umas guerreiras e torci muito por elas. O título iria transformá-las em celebridades instantãneas e poderia render algum dinheiro com patrocínios, propragandas de produtos esportivos e etc…Gostei de ver o Alonso (sózia do Roger Galera) perder o título. Não gosto da Ferrari e não assisto um GP desde que o Senna morreu.

  6. Ernesto Araujo disse:

    Boa essa observação sobre o Alonso ! AHAHA ! Só vc mesmo Jorge !!

  7. Naldo disse:

    Parabens ao Vettel, a RBR, e ao Petrov! Vaias ao Alonso e a Ferrari. Até a fórmula 1 tá tomando tento. Ainda há esperança no mundo.

  8. Naldo disse:

    Parabens a Seleção Brasileira pelo brilhante segundo lugar! Foram derrotadas por umas adversárias que alem de mais fortes, tão acostumadas a ganhar a competição.

  9. OT
    A se considerarem verdadeiras os pronunciamentos do dono da Red Bull Racing, e acredito que foram verdadeiros, venceu o espírito esportivo.
    Se ele (dono da equipe e comissão técnica) determinassem a troca de posições no GP de Interlagos, a RBR seria campeão de equipes e seus pilotos NÃO seriam campeões, dando o título a ALonso.
    Parabéns à RBR, parabéns ao alemão Vettel!!!!
    A frase de Fangio é cada vez mais apropriada…
    Carreras são Carreras….