Cruzeiro 2 x 1 Atlético-MG: No 3º tempo!

Por SÍNDICO | Em 13 de julho de 2008

Perguntei ao ex-zagueiro do Cruzeiro nos Anos 50, hoje comentarista de rádio e televisão em Divinópolis,  Leston Nascimento, qual era a fórmula certa pra vencer o clássico. Ele opinou: “Pedir ao Wagner pra cair menos pelas laterais do campo, posição em que ele fica distante do gol e não tem espaço pra armação de jogadas. Mas, pra isto, é preciso que Ramires, Charles e Fabrício não saiam a toda hora de trás, expulsando o meia de criação para os lados. Na frente, a vez é do Jajá atuar ao lado do Guilherme”.   

Deve haver outras. Tantas quantos são os torcedores e cornetas cruzeirenses. Mas prevalecerá a do treinador Adílson Baptista, que só se saberá qual é durante o jogo. Mas, seja lá qual for a armação ou os jogadores que entrarem em campo com a azul-estrelada, a torcida celeste, que deverá ser maioria nas arquibancadas, tem obrigação de apoiar. Ou alguém vai dormir neste jogo?

Após 4 partidas sem vitória, o Cruzeiro está à beira de uma crise. O rival, com apoio maciço da mídia belzontina, inclusive da aprcela dita cruzeirense, anda feliz da vida com os empates conseguidos nas três últimas rodadas do Morrinhão. Melhor assim: desacreditado, perseguido, tratado a pontapés por locutores, repórteres e comentaristas é que o Cruzeiro costuma crescer e dar o troco nos inimigos. Que assim, seja!

1º tempo

O Cruzeiro começou pressionando e quase chegou ao gol no primeiro minuto. Paraná marcando Danilinho individualmente e Charles caindo pela lateral-direita foi o truque de Adílson Baptista. No meio de campo, Fabrício e Ramires, mais contidos, tiraram espaços do setor de criação do Atlético-MG.

No ataque, Wagner revezando-se, pela esquerda com Jadílson, atraiu a marcação dos volantes Serginho e Márcio e abriu campo para Weldon e Fabinho em constante de troca de posição, assustarem a defesa emplumada. Isto durou 12 minutos.

Depois, o Atlético-MG passou a atacar mais pela esquerda com Prates e criou algumas oportunidades de abrir o placar. Mas o Cruzeiro voltou a controlar o jogo e até a dominá-lo. Só que sua defesa falhou, aos 33. Charles desaramou Danilinho e fez barreira esperando a chegada de Espinoza para despachar a bola. Mas o equatoriano vacilou e deu tempo a Danilnho para se dewvencilhar de Charles, retomar a pelota e partir, depois de se desviar do companheiro Eduardo para o duelo com Fábio. O goleiro saiu e desviou a bola dos do atacante que, contudo a recuperou para chutá-la para as redes. Martinelli, de carrinho, ainda tentou desviar a bola em cima da linha, mas não conseguiu: Atlético-MG 1 x 0.

O Cruzeiro respondeu prontamente com um chute cruzado de Weldon, que Edson defendeu. Aos 36, Jadílson bateu escanteio, pela esquerda, alto e com efeito. Ramires pulou com Marcos, mas a bola, caprichosamente, caiu na frente de Martinelli, na altura da marca do pênalti. Com muita precisão, o beque deu um tapa na pelota com o lado de dentro do pé esquerdo e acertou o canto inferior direito de Edson: Cruzeiro 1 x 1.

Daí em diante, a partida ficou equilibrada, outra vez. Fabinho sumiu em campo, Pet ficou na defesa, Charles e Fabrício avançaram cosntantemente em revezamentos pela esquerda. Ao todo, o Cruzeiro criou 9 boas oportundades e o rival, 6. Tivesse um ataque com mais poder de definição, o time celeste teria terminado a etapa na frente.

O pior foi o cartão amarelo levado por Charles aos 45 por deixar o braço no rosto de Márcio Araújo, o que deixa o sistema defensivo sob cuidados especiais no 2º tempo.

Lances + importantes do 1º tempo

  • 01 Fabinho conclui cobrança de córner, Edson espalma, bola bate em seu poste direito.
  • 05 Wagner chuta, da esquerda, Edson espalma.
  • 06 Wagner, pela direita, cruza, zaga corta.
  • 07 Eduardo dribla Charles, invade a área, mas Espinoza desvia a bola para córner.
  • 09 Eduardo invade a área, pela esquerda, cruza, Fábio desvia.
  • 10 Danilinho invade a área, pela direita, chuta e Fábio defende.
  • Wagner passa Jadílson, que serve Fabrício. O cruzamento é cortado pela zaga.
  • 12 Espinoza é desarmado por Danilinho dentro da área. Atacante chuta, Fábio defende, Eduardo fica com rebote, mas chuta pra fora.
  • 18 Cesar Prates chuta de fora da área, por cima do travessão.
  • 20 Wagner passa a Fabrício, que chuta ‘a esquerda de Edson.
  • 22 Wagner bate falta, do bico direito da área, por fora da barreira, bola raspa o poste e balança a rede, por fora. Torcida celeste do lado oposto comemora.
  • 23 Espinoza recua para Fábio, que se livra da bola antes que Petkovic a domine.
  • 24 Fabricio chuta de fora da área, bola passa perto do arco de Edson.
  • 26 Petkovic cobra falta na área, Weldon tira de cabeça.
  • 31 Wagner é derrubado por Márcio Araújo, mas deitado, calça Vinícius que tentava ficar com a bola, e recebe cartão amarelo.
  • 30 Danilinho tabela com Eduardo, mas é desarmado por Espinoza.
  • 33 Charles desarma Danilinho e faz barreira esperando a chegada de Espinoza para despachar a bola. Mas o equatoriano vacila e dá tempo a Danilinho pra se desvencilhar de Charles, retomar a pelota e partir, depois de se desviar do companheiro Eduardo para o duelo com Fábio. O goleiro sai e desvia a bola dos pés do atacante que, contudo, consegue recuperá-la para marcar o gol. Martinelli, de carrinho, ainda tenta desviar a bola em cima da linha, mas não consegue: Atlético-MG 1 x 0.
  • 35 Weldon invade área pela esquerda e chuta cruzado, Edson defende.
  • 36 Jadílson bate escanteio, pela esquerda, alto, com efeito. Ramires pula com Marcos, bola, caprichosamente, cai na frente de Martinelli, na altura da marca do pênalti. Com muita precisão, o beque dá um tapa na pelota com o lado de dentro do pé esquerdo e acerta o canto inferior direito de Edson: Cruzeiro 1 x 1.
  • 41 Eduardo tenta dominar, mas é desarmado por Espinoza.
  • 42 Jadílson arrisca de longe e assusta Edson.
  • 45 Charles deixa o braço no rosto de Márcio Araújo, no campo de ataque, e recebe cartão amarelo.

2º tempo

O Atlético voltou disposto a marcar a saída de bola do Cruzeiro pensando para se aproveitar das seguidas indecisões de Espinoza, que havia falhado em três lances, por excesso de malemolência, no 1º tempo. Em alguns lances, o time emplumado chegou a ter 4 jogadores avançados impedindo que as jogadas celestes começassem a ser construídas a partir da defesa e obrigando Fábio a fazer ligações diretas.

No Cruzeiro, a inoperência de Fabinho ficou difícil de ser admisitrada. Aos 10, Magrão entrou em seu lugar. E como o ex-ipatinguense ficou muito preso na esquerda, a fluência da armação celeste ficou comprometida e o ataque desapareceu. O alvinegro teve ligeiro domínio das ações nesta parte do jogo.

Mas a grande cartada de Alexandre Gallo estava guardada para os 14 minutos quando Marques subsitiutiu o péssimo Petkovic e Castillo entrou em lugar de Mariano. O comentarista Bob Faria, do PFC (pay-per-view), se entusiasmou e pisou na bola “Agora, o Atlético vai de 4-4-2 com 3 atacantes!”. Uai, pode jogar com 12?

Brincadeira à parte, Marques foi para extrema-esquerda, Danilinho pra direita na tentativa de abrir a defesa celeste e aproveitar do cartão amarelo que pesava sobre Charles. Márcio Araújo foi para o lugar de Mariano em troca que nada acrescentou ao time riscado.

Em seguinda Gallo trocou o encabulado Eduardo por Almir. O novo atacante entrou animado. Aos 27, fez bela jogada passando por Fabrício e Paraná antes de concluir com perigo, à direita de Fábio. Depois, ele também murchou.

Adílson respondeu com Jonathan no lugar de Jadílson. Com isto, evitou que Charles recebesse outro amarelo no duelo com Marques. O volante voltou para o meio de campo e a lateral-esquerda ficou com Paraná quando o Cruzeiro tinha a bola e com Magrão ou Ramires quando ela passava para o adversário.

Gallo obteve melhor resultado na troca de peças. Não que seu time tivesse ficado melhor. Mas o do Cruzeiro perdeu força ofensiva, embora tivesse ficado mais estável na defesa. Adílson fez o que precisava ser feito. Seria irresponsabildiade oferecer os flancos para o adversário. Gerson Magrão, desentrosado, foi quem não respondeu à altura.

Pra compensar a perda de espaço na intermediária adversária, o Cruzeiro ganhou alguns contra-ataques. Num deles, aos 45, Rômulo recebeu de Jonathan, desvencilhou-se de César Prates e atravessou metade do campo antes de chutar forte,  por cima do travessão, quando estava cara-a-cara com Edson.

No outro, aos 47, Fabrício fez um lançamento de 50 metros, nas costas da zaga. Ramires entrou livre e, aproveitando o pique da bola dentro da grande área, deu um tapa de pé direito cobrindo Edson. A pelota entrou mansamente no canto esquerdo do goleiro: Cruzeiro 2 x 1.

Mais uma vez, a imprensa belzontina ficou magoada. Não aceitou o desígnio dos deuses. Ficou amuada. Fazer o quê? Nos últimos 7 clássicos, o Cruzeiro venceu 6 e empatou 1. Algum cruzeirense pode reclamar? Não pode, mas sempre aparecerá alguns autodenominados “exigentes” pra fazer onda. Que se danem!

Lances + importantes do 2º tempo

  • 08 Durante 8 minutos, Atlético-MG marca saída de bola e o Cruzeiro não consegue articular boas jogadas.
  • 09 Petkovic toca para Eduardo, que chuta rasteiro. Fábio defende.
  • 10 Fabinho por Gerson Magrão.
  • 12 Charles chuta de fora da área, zaga corta.
  • 13 Wagner cruza, de bicicleta, na área. Zaga se antecipa a Weldon pra cortar.
  • 14 Petkovic por Marques.
  • 14 Mariano por Castillo.
  • 16 Jadílson chuta da entrada da área, Edson defende.
  • 19 Jadílson por Jonathan.
  • 20 Torcida celeste chama Adílson Baptista de burro.
  • 21 Espinoza dá carrinho forte em Danilinho, que salta antes e cai fora de campo reclamando dores.
  • 23 Jonathan cruza, Weldon chega atrasado, Charles cruza,d e novo, defesa corta.
  • 24 Weldon levanta o pé dentro da área atleticana e acerta Vinícius. Pela falta, recebe cartão amarelo.
  • 26 Eduardo por Almir.
  • 27 Almir passa por Fabrício e Paraná antes de concluir com perigo, à direita de Fábio.
  • 28 Torcida celeste pede Jajá.
  • 35 Jonathan cruza, Magrão recebe e passa a Weldon, que conclui, alto, pra fora.
  • 36 Márcio Araújo invade a área, pela direita, e cruza. Espinoza corta.
  • 37 Weldon por Rômulo. Torcida retoma o coro de “burro, burro”.
  • 38 Jonathan comete falta em Marques e recebe cartão amarelo.
  • 39 Marques cruza, Fábio defende.
  • 41 Gerson Magrão é derrubado por Almir na ponta-esquerda; Wagner cobra a falta, Renan corta pra escanteio.
  • 44 Rômulo recebeu de Wagner, desvencilha-se de César Prates e atravessa metade do campo antes de chutar forte,  por cima do travessão, quando estava cara-a-cara com Edson.
  • 45 Danilinho tenta dominar dentro da área, mas é desarmado por Espinoza.
  • 46 Fabrício faz lançamento de 50 metros, nas costas da zaga. Ramires entra livre e, aproveitando o pique da bola dentro da grande área, dá um tapa de pé direito cobrindo Edson. A pelota entra mansamente no canto esquerdo do goleiro: Cruzeiro 2 x 1. 

O que disseram

  • “Não fico olhando só o jogo, presto atenção no aspecto tático, no que o adversário vai fazer, então cabe a mim definir o que vai ser importante. Não tem sorte. Quatro vitórias contra eles e 2º lugar é sorte? Eu respeito o torcedor, tenho carinho, admiração, trabalhei quase 5 anos defendendo o Cruzeiro como atleta, estou aí há 7 meses trabalhando, conseguindo bons resultados, bons jogos, fazendo um grande trabalho. É impossível agradar a todo mundo, alguns de vocês não gostam. Vou fazer o quê? Vou seguindo o trabalho. Quando o chicote sobe, até ele descer o lombo dá uma descansada. Tenho forças pra isso. Vejo futebol todo dia, estudo futebol todo dia, analiso algumas situações que acho importante para eles, o grupo gosta do trabalho, aceita o que estou pedindo.” (Adílson Baptista).
  • “Respeitamos as reclamações dos torcedores, mas defendemos o treinador. Ele faz um bom trabalho e estamos com ele. Mesmo com todas as críticas, nosso time está em boa fase: vencemos 3 clássicos este ano, estamos entre os primeiros do campeonato e temos tudo para brigar pelo título. É difícil ver a gente parado durante o jogo. Trabalhamos o preparo físico justamente por isso. Quando um time faz marcação mais forte no 1º tempo, quase sempre temos melhor desempenho na etapa final. Outro ponto positivo é a liberdade que o Adílson dá aos jogadores de ligação”. (Fabrício)
  • “Se fala muito de Seleção e negociação. E eu sempre falando que não existe isso. Deixei claro que estou tranqüilo no Cruzeiro. Procurei não ouvir o que outros falaram e ajudei a equipe a sair com a vitória. O Fabrício tocou a bola no meio da defesa e eu estava sozinho do outro lado, pronto pra fazer o gol. Acreditei na jogada, achando que a bola ia passar. Fui feliz e marquei o gol da vitória”. (Ramires)
  • “Credito 10%, 5% à sorte. Venceu a equipe que buscou mais. Que, desde o início, quis o gol, tomou a iniciativa, criou oportunidades. Venceu a equipe em melhores condições, que está fazendo bom campeonato e enfrentou todas as outras de igual pra igual. O Atlético vem crescendo. Concordo que eles vinham jogando bem, mas o Cruzeiro mereceu o resultado. O objetivo é sempre vencer. É importante pro Cruzeiro, hoje, alcançar a 2ª colocação. Importante era vencer pra subir na tabela, ficar perto do Flamengo, passar o Vitória. Os atletas estão de parabéns pela dedicação” (Adílson Baptista)

Cruzeiro 2 x 1 Atlético-MG, domingo, 13jul08, 16h, Mineirão, 11ª rodada do Campeonato Brasileiro – Público: 37.644 pagantes e ? presentes – Renda: R$698.075,00 – Juiz: Sálvio Spinola Fagundes Filho (Fifa-SP)- Bandeiras: Helberth Costa Andrade e Jair Albano Felix (MG) – Amarelos: Wagner, Charles, Weldon, Jonathan e Ramires (Cru) – Gols: Danilinho, 33, Martinelli, 35 dp 1º tempo; Ramires, 47 do 2º – Cruzeiro: Fábio; Marquinhos Paraná, Espinoza, Thiago Martinelli e Jadílson (Jonathan); Charles, Fabrício e Ramires e Wagner; Weldon (Rômulo) e Fabinho (Gérson Magrão). Tec: Adilson Batista / Atlético-MG: Edson; Mariano (Castillo), Marcos, Vinícius e César Prates; Serginho, Márcio Araújo, Renan e Petkovic (Marques); Danilinho e Eduardo (Almir). Tec: Alexandre Gallo – Histórico – As estatísticas oficiais, porém duvidosas, registram 421 superclássicos, dos quais o Cruzeiro teria vencido 141, empatado 113 e perdido 167, com 533 gols a favor e 599 contra. Os dois clubes já se enfrentaram em 17 decisões do Campeonato Mineiro. O Cruzeiro venceu 9 (40, 67, 72, 77, 87, 90, 98, 04 e 08), perdeu 7 (31, 54, 62, 76, 85, 00, 07) e empatou uma (56), ano em que, por falta de jogadores em condições de jogo para decisão, após longa batalha judicial, os dois foram declarados campeões. Em fases preliminares, o Cruzeiro foi eliminado pelo rival nas oitavas-de-final do Brasileiro de 1999 e o eliminou nas semifinais da Copa Sul-Minas de 2001 e 2002 e do Mineiro de 2005 e 2006.

75 comentários para “Cruzeiro 2 x 1 Atlético-MG: No 3º tempo!”

  1. Dylan disse:

    jogo muito igual no primeiro tempo. O placar me pareceu justo. Só acho uma pena que o Charles e o Espinosa tenham dado aquela vacilada porque o Paraná estava impecável na marcação do Danilinho. O Gerson Magrão deve entrar no segundo tempo saindo uma das duas nulidades da frente e com isto o Cruzeiro vai vencer!!
    vamos Cruzeirrooooooo

  2. Walterson disse:

    Justo, Dylan? Os caras só tiveram duas chances, todas por falha da zaga e voce diz que foi justo? Bola na trave, bola cruzando na área, chute a queima-roupa e várias jogadas perigosas e ainda assim o placar foi justo? Acho que estou vendo outro jogo.

    Caraca, o que este Weldon tá fazendo em campo? E o Sombra que não é nem sombra daquele zagueirão de outrora? E o juizão, que tá afim de complicar nossa vida?

  3. Gerson Aurélio disse:

    Dylan muito igual mesmo! Nosso time está faltando um matador! E a maior vacilada foi do Charles, querer pisar na bola ali naquele local e sair jogando é brincadeira! Mas o Espinosa está um tanto quanto nervoso e perdendo algumas jogadas!
    Vamos que vamos!!!!

  4. Gerson Aurélio disse:

    Se o Fabinho tivesse um pouco de cacuete de atacante teríamos empatado logo no primeiro lance após o gol deles, mas o cara atrasou a bola!!!

  5. Walterson disse:

    Jorge, tá certo o comentarista. A fórmula do sucesso é o Wagner cair menos.

  6. Dylan disse:

    eu achei que o Adilson ia tirar o Fabinho depois que ele foi de boca no chão. Ainda bem que ele não fez isto, pois ia ser a maior humilhação ‘pública da história do Mineirão..

  7. Walterson disse:

    Gerson, foi o Weldon.

  8. Walterson disse:

    Pô, o juiz só marca falta contra nós. vai tomate cru!

  9. Almeida disse:

    Não há possibilidades de perder um jogo desses. O Cruzeiro dominou o jogo todo, eles tiveram 2 chances, uma o Espinoza perdeu pro Danoninho, a outra o Charles que está jogando bem, entregou o gol. Estamos bem, mas o nosso ataque não se acertou, o Adílson deve colocar o Jajá no lugar do Weldon. Talvez o Magrão no lugar do Ramires tb poderia ajudar.

  10. Almeida disse:

    Magrão no lugar do Ramires, Adílson, de um atacante, NÃO!!!Vamos ver se dá certo. Não entendo como o Weldon está no campo até agora! Empate pro Cruzeiro é péssimo.

  11. Flávio Teixeira disse:

    O Adílson tá tirando o Jadílson. Assim fica difílson, digo, difícil.

  12. Almeida disse:

    Sacar o Jadílson foi o fim da picada. Agora é empate ou derrota.Infelizmente.

  13. foxceleste disse:

    a nao aguento mais, já chega!!! fora adilson!!!!!! fora!!! deixar o jaja no banco e o colocar weldon e fabinho pqp!!!!!!!! esses dois merdas nao encostam na bola, o weldon até hje nao pegou na bola, ta de brincadeira!!!!!!!

  14. foxceleste disse:

    fora adilson!!!!!!!!!!!!!

  15. foxceleste disse:

    eu era a seu favor, mas agora é fora adilsonnnnnnnn!!!

  16. Walterson disse:

    Pode até dar certo mas agora tambem vou chamar o técnico de burro. Deixar este Weldon em campo, sem acertar UMA jogada sequer, é o fim da picada. Estou muito irritado com este jogo.

    E o juizão só vê falta do Cruzeiro.

  17. Walterson disse:

    O jogador do Patético seguiu com a jogada após o apito de impedimento. E cadê o cartão?

  18. Walterson disse:

    Este RÔ-NULO é muito tosco! Que cara grosso.

  19. Walterson disse:

    Vencemos, mesmo jogando o tempo todo com 10 contra 13 pois, alem dos 11, eles tinham o juiz e o Weldon (depois ro-nulo).

  20. Dylan disse:

    ganhamos…como é bom abater estas frangas. E tem gente que ainda queria barrar o queniano… bela vitória pra espantar a crise.

  21. CHUPA CORNETAS!
    CHUPA CORNETAS!
    CHUPA CORNETAS!
    CHUPA CORNETAS!
    CHUPA CORNETAS!
    CHUPA CORNETAS!
    CHUPA CORNETAS!
    CHUPA CORNETAS!
    CHUPA CORNETAS!
    CHUPA CORNETAS!

  22. TORCIDA BURRA!
    TORCIDA BURRA!
    TORCIDA BURRA!
    TORCIDA BURRA!
    TORCIDA BURRA!
    TORCIDA BURRA!
    TORCIDA BURRA!
    TORCIDA BURRA!
    TORCIDA BURRA!
    TORCIDA BURRA!
    TORCIDA BURRA!
    TORCIDA BURRA!

  23. FICA ADILSON!
    FICA ADILSON!
    FICA ADILSON!
    FICA ADILSON!
    FICA ADILSON!
    FICA ADILSON!
    FICA ADILSON!
    FICA ADILSON!
    FICA ADILSON!
    FICA ADILSON!

  24. Cade Samuk, Tekko, Rosana, Jose Neto, Igor e cambada????

  25. Rafael Laboissière disse:

    Adoramos “cruzeirenses” que torcem contre o time, pois temos com quem zoar depois das vitórias. O troféu “Pérola do Dia” vai para o Almeida, que tem bola de cristal estragada: “Sacar o Jadílson foi o fim da picada. Agora é empate ou derrota. Infelizmente.”

    Sai pra lá, seca-pimenteira!

  26. Gerson Aurélio disse:

    Caracas, Ramires tava totalmente sumido e faz isso!!!! Bom demais!!!!!
    Chupa essa manga galinhada!!!!!

  27. Louzada disse:

    AMIGOS ME DEFINAM O QUE E O CLUBE GALO? NO SEU SEMTERNARIO FOI PISOTEADO FOI VILIPENDIADO FOI VIOLENTANDO FOI MASSACRADO FOI HUMILHADO FOI ESCRACHADO FOI ENTERRADO FOI ESMAGADO, FOI ENVERGONHADO, FOI LAMEADO, FOI VOMITADO, FOI ESTUPRADO, FOI TRUCIDADO, FOI ARROMBADO, FOI TUDO QUANTOS, ADOS, QUE VCS POSSAM ACHAR E CONJUGAR PARA RIMAR.

  28. Frederico disse:

    Ramirão seleção!Ramirão seleção!Ramirão seleção!Ramirão seleção!Ramirão seleção!Ramirão seleção!Ramirão seleção!Ramirão seleção!Ramirão seleção!

  29. Gerson Aurélio disse:

    É Almeida, mais uma pra você engolir do Adilson!!!!kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  30. Walterson disse:

    Este Almeida deve ser do Espirito Santo, só pode.

  31. Rafael Henrique disse:

    Rodrigo,

    Convenhamos, ganhamos hoje apesar do Adilson. As alterações foram ruins. Dessa vez não tinha nem a desculpa de que o Jadilson estava levando “bola nas costas” pois o Galo nem ameaçava.

    Perdemos a melhor jogada de ataque que era pela esquerda.

    Não dá para entender. Torço sempre para que dê certo. Estou feliz demais com a vitória, mas não escondo as bobagens do treinador sob o véu do sucesso.

    Att.

    Rafael.

  32. RAUL MIRANDA PENNA disse:

    Eu me recuso a acreditar que há cruzeirenses que não estejam comemorando essa vitória, só porque têm raiva do Adilson. É simplesmente inadmissível que tais posturas sejam toleradas.

  33. Maicon disse:

    ZEEEEEEEEERRRROOOOOOOOOOOOOO!!!!!!!!!!!!!

    Ganhar é muito bom, de virada no final é ainda melhor!!!!!!

  34. Frederico disse:

    agora, a verdade tem que ser dita… que jogo horroroso… pelada total!! 3 pontos!! as meninas na veira do rebaixamento!!!
    Chupa q é de uva!!

  35. Maicon disse:

    O lado ruim é estar a 500 km de BH, trabalhar no horário do jogo e acompanhá-li via net!!!

  36. damas disse:

    Por pouco vcs não mandaram o ABap embora hoje. O cara foi perfeito na mexida do time. No início do 2o. tempo o Jadilson estava com a mão na cintura de tanto subir no 1o. tempo. O Gallo viu isto e o ABap fez uma alteração de quem entende de futebol. Tô puto prá Karai, mas tenho que reconhecer que não temos plantel pro Brasileirão. Acompanhei o jogo pelo PFC e o Bob Faria elogiou o ABap pela alteração do Jadilson. Não tem o que falar da imprensa hoje! Com licença, minha vaia hoje não vai pro CAM não, vai prá vocês: UHUHUHUHUHUHUHUHUHUHUHUHUHUHUHUHU

  37. Klauss Mourão disse:

    Que maravilha, Ramires neles!!!!!

  38. Frederico disse:

    damas,
    arthur moraes elegeu o jadilson como melhor em campo. jr brasil elegeu como a pior alteração da era mineirao.

  39. damas disse:

    Frede – não escutei a Itatiaia. Quis apenas fazer justiça a um dos mais criticados aqui no blog – o Bobo Faria.

  40. Arthur disse:

    Boa Noite galera Azul F I C A A D I L S O N!!!!

    Estamos aqui, EU e o Dr. SCHULMAN, e estamos certos de que o melhor atacante do CEC,hoje, é o MARTINELLI!!!

    _FÁBIO- só não fez chover, tentou de tudo p/ impedir gol da cocota!
    _M.PARANÁ-sabe marcar, conseguiu anular mais uma vez o DA-NOLINHO, boa partida.
    _SOMBRA- quase mata o Da-nolinho, e deu uma dormida na bola do CHARLES.
    _T.MARTINELLI- atrazado na jogada do gol adversário, maaaas redimiu-se com um gol sensacional. Já que não temos atacante, pode escalar ele ali, ele sabe chutar, cabecear,e é frio!
    _JADILSON- jogou MUITO! o ídolo dos cornetas, só saiu porque não se ira o M.PARANÁ. partidaça. Pra mim um dos melhores em campo.
    _FABRÍCIO- uma partida sensacional tb. Pro Schulman o melhor em campo.
    _CHARLES- (Schulman tá dando ZERO pra ele, dadas as jogadas bizonhas inclusive a que deu o gol p/a cocota.
    EUdiria que o CHARLES precisa tomarumas AULAScom o M.PARANÁ: um é a pura simplicidade, o outro complica o que é simples.
    _RAMIRES- Schulman foi curto e grosso: o gol e mais nada!
    Se fosse por mim, teria sido substituido pelo ELI CARLOS…
    _WAGNER- pra mi omelhor em campo, o passe sensacional pro RÔMULO, pro RAMIRES, é 10!!!!
    _FABINHO-jogou 3 minutos do 1.o tempo, depois…
    Comentário do SCHULMAN: giroua cabeça….
    _WELDON- o que falar dele, hein??? Foi o melhor defensor da cocota… perdeu muitas chances!
    _JOHNATAN- não tem culpa de entrar no lugar do JADÍLSON, mas poderia perfeitamente, sair CHARLES, colocar o PARANÁ no meio. Inclusive porque o MAGRÃO já estava em campo.
    _MAGRÃO- fez uma boa estreia e apareceu bem .
    _RÔMULO- fez uma boa apresentação e perdeu um gol, mas foi melhor que o WELDON.

  41. Frederico disse:

    damas, no buteco q eu vi o jogo eles deixam a tv sem som e ligam o radio. Pelo menos o bobo tentou ver o jogo.

  42. Jorge Santana disse:

    Damas, não tenho a menor condição de comentar taticamente o jogo. Comente vc, que é mais equilibrado. O espaço é seu. Minha briga já nem é contra o rival, mas contra a imprensa. Chega de sacanagem! Abs, JS

  43. Jorge Santana disse:

    O jogo foi excelente no 1º tempo e regular, muito tático no 2º. Mas isto não tem a menor importâmcia. Valeu pelo desabafo. Valeu pela reafirmação da força anímica do Cruzeiro, do Palestra, desta instituição imortal.

  44. Frederico disse:

    Agora o Adilson desenha o jogo pros tropeiristas.

  45. Chiari disse:

    Quatro clássicos: três vitórias e um empate. ABap, o devorador de frangas! Chupa que é de uva, tropeiristas!!!

  46. Walterson disse:

    Damas, me inclua fora desta vaia aí.

  47. Leandro disse:

    Vitória sensacional!!!!

    O AB acertou em cheio ao tirar o Jadilson e colocar o Jonathan” Vejam que naquele momento o treineiro do adversário tentava aumentar o poder ofensivo com atacantes de velocidade e o Jadilson definitivamente não sabe marcar.

    Colocar o Rômulo foi uma opção justificável (ainda que se possa questioná-la), pois creio que a intenção era ter um centroavante mais fixo na área para tentar definir a partida.

    E O TABU SE PROLONGA!!! 7 JOGOS INVICTOS (6 VITÓRIAS)!!

    Da-lhe ZÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊRRROOOOOOOOO!!!

  48. Walterson disse:

    Leandro, colocar um cone em campo nunca é opção. não é possível que ele tenha aprendido a jogar bola neste curto período longe da Toca.

  49. Leandro disse:

    Walterson,

    Não quero dizer que foi a melhora opção (segundo a minha opinião), mas acabou não comprometendo o resultado final.

    Quanto ao Jadilson (que é excelente no apoio e ruim na defesa), o AB acertou e devemos reconhecer. Futebol envolve estratégia, para vencer é necessário também se preocupar com a defesa. Ele acertou tanto que não tomamos mais nenhum gol e vencemos a partida. Esse é um dado objetivo que não pode ser afastado, o resto são suposições.

  50. Ângelo disse:

    Depois do Moreno, o Rômulo foi o primeiro jogador a fazer uma jogada de centro-avante no Cruzeiro, merece ser observado, pois Weldon e Fabinho não dá.

  51. Jorge Schulman disse:

    Uma correção, o passe do gol de RAMIRES foi do FABRÍCIO.

  52. Walterson disse:

    Schulmann, um lançamento digno de Gerson. Alguem sabe qual foi a distância?

  53. Bruno Macedo disse:

    Vitória merecida! O gol das cocotas foi um presente da zaga. Contudo, uma coisa ficou clara: nao temos um matador. Se o moreno ainda estivesse aqui teria sido 3 a 1 facil. Quem sabe longe da torcida “tropeirista” nossos atacantes se sintam mais a vontade e parem de tropeçar na bola.

  54. RAUL MIRANDA PENNA disse:

    Concordo com o Bruno, falta um legítimo centroavante.

  55. Jorge Schulman disse:

    Walterson, pareciam mais de 50 metros. Foi daqueles lançamentos do Gerson mesmo, “como con la mano”. E Ramires mais uma vez dá um pouco mais de tristeza para a “nação”, a “massa”… os “bonzões” Esse garoto é um predestinado, como o Guilherme.

  56. Anderson - RAÇA ADÍLSON! disse:

    Que placar é esse?

  57. Mauro França disse:

    Burro é quem chama o Ailson de burro. A substituição do Jadilson pelo Jonathan anulou a tentativa do Gallo, que entrou com o Marques, que nem viu a cor da bola, só não vê quem não quer ou não entende nada de futebol.
    Os tropeiristas queriam que o campo ficasse livre pro Marques?
    Se não tava mal, o Jadilson nem de longe foi o melhor em campo.

    Burro é que vaia uma substituição durante um jogo, ainda mais clássico. Burrice siderúrgica. Bom que o time deu um tapa de luva nesse pessoal. Só resta à cornetada chorar.

  58. Mauro França disse:

    O melhor foi o Fabricio, com Martinelli e Paraná (mais uma vez acabaou com o Danoninho) na sequência.

  59. Jorge Santana disse:

    Foi a cópia do texto do último jogo, Anderson. Muito obrigado, pela revisão do texto. Abs, JS

  60. D. Velloso disse:

    Acabei de chegar e entrei no blog e ví esse comentário:

    “Magrão no lugar do Ramires, Adílson, de um atacante, NÃO!!!”

    Sensacional a corneta sinfônica….

  61. Anderson - RAÇA ADÍLSON! disse:

    OK Jorge… Grande Jorge!

    PQP… Tô feliz demais… E quase saí na porrada com a torcida que torceu contra… Saí a forra depois…

    ZEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEIRO

  62. D. Velloso disse:

    Vendo o jogo, concordo plenamente que falta um centroavante… Temos uma equipe segura, com um bom banco de suplência e um treinador consciente. O meio da canja hoje do Cruzeiro foi fantástico, segurando e dando ritmo a equipe.

    Vaias durante a partida é pior que essa falta de atacantes. Que coisa!

    Saudações!

  63. Vendo O jogo da arquibancada, dez entre dez torcedores ao meu lado (inclusive eu) tiraríamos o Fabinho e o Ramires, NO INTERVALO, e os entrantes variariam… eu colocaria Magrão e Jajá…

    Aí, alguém de diz ao final… SE tivéssemos substituído o Ramires não teríamos vencido.

    NADA mais falacioso…

    Mas é assim que funciona o futebol. o SE opera milagres e fundamenta teorias do absurdo.

    Ramires não fez ABSOLUTAMENTE NADA em três partidas anteriores e em 90 minutos no clássico.
    Virou gênio insubstituível.
    Poderia ter ficado no banco e entrado nos 10 minutos finais.
    Aff!

  64. O Cruzeiro deu MUITA SORTE hoje (e o técnico é burro com sorte).

    Espinoza fes de TUDO para entregar o jogo.
    Ramires só acertou o gol ao final.
    Os atacantes (todos três) foram NULOS e atrapalharam o time.
    Um time com QUATRO jogadores errando e atrapalhando e ainda ganha?
    JrBrasil tá certíssimo. “…o Cruzeiro não mereceu a vitória…”

    TÔSCO!

  65. Anderson - RAÇA ADÍLSON! disse:

    CORNETAAAAAAAAAAAAAAAAA…

    CORNETAAAAAAAAAAAAAAAAA…

    CORNETAAAAAAAAAAAAAAAAA…

    CHORA CORNETAAAAAAAAAAA…

  66. Walterson disse:

    Jorge, conserta o texto aí pois tá tudo errado na descrição do gol das frangas:
    “Só que sua defesa falhou, aos 33, quando Danilinho desarmou Fabrício, enrolou-se com Eduardo. Espinoza demorou a chegar permitindo que o chorão driblasse Fábio para marcar: Atlético 1 x 0.”

    O Fabricio nem tava na jogada, foi o Charles quem perdeu a bola. O Danoninho pegou a bola entre TM e Espinôssa, enrolou-se com o eduardo e por pouco perdem a bola, driblou o Fábio (quase que ele pega) e empurrou para o gol.

  67. Walterson disse:

    Bomba do Weldon? Aquilo foi um traque.

  68. Mauro França disse:

    É impressionante como o número de comentários cai quando o Cruzeiro vence. Tem um pessoal que desaparece. Será que vão afogar as lágrimas???

  69. Eduardo Faria disse:

    Rafael Henrique,
    Quando você fala que o Jadilson não estava levando bola nas costa, que tínhamos a melhor jogada de ataque pela esquerda, concordo com você. Só que se preocupou tanto em criticar o treinador Adilson que se esqueceu de dizer que ele, Adilson, era também o responsável por estas virtudes apresentadas pelo nosso Cruzeiro. Sejamos mais justos com o treinador de maior sucesso no ano de 2008, ele foi quem armou o time e colocou o Marquinhos nas costas do Jadilson para anular e anulou mesmo o Danoninho que sempre esteve por ali. Percebeu agora?

  70. Ernesto Araujo disse:

    Mauro França, tou eu aqui pra aumentar o número de comentários quando o Cruzeiro ganha heheheheheheh

    Vamos, vamos Cruzeirooo
    Vamos, vamos a ganhar
    Vou a onde vc for
    Só pra ver vc jogar !!!!!!

  71. Mauro França disse:

    Beleza, Ernesto. Mas é fato: os cornetas somem quando o time vence.

  72. Marcelo disse:

    Realmente, poucos comentários, ainda mais depois de uma vitória dessas.

  73. Naldo disse:

    Tirando os vacilos da defesa que ofereceu duas grandes oportunidades ao Danilinho, imperdoáveis, a vitória foi o máximo.

    Parabens Cruzeiro!

  74. Walfrido disse:

    E a substituição do jadilson, goste quem quiser, concorde quem quiser, mas o AB explicou o porque. Já tinha colocado o Gerson Magrao pra atacar por aquele lado, tinha que colocar alguem descansado pra marcar o Marques (velho ou não eu não ia gostar se ele aprontasse pra cima da gente). Sacou o Jadilson pq ele não gosta mto de marcar. Perdeu ofensividade? Sim. Mas como alguem vai adivinhar que o G. Magrão ia entrar tão mal?

    Entendo que o torcedor tem uma MISSÃO: apoiar seu time no gramado, durante TODOS os minutos do jogo. Vaiar é jogar contra, é ser atleticano sim. Eu só vaio adversário. Quem vaia com a desculpa de ser exigente tá MUITO enganado. Joga contra sim, e quem joga contra meu Cruzeiro é adversário. Temos que apoiar, é nossa missão.

    Antes, depois do jogo, pode vir aqui xingar, escrever o que pensa, criticar… Pode ir na sede, pode escrever pro Zeze Perrela, pra diretoria, pro presidente, pro papa. Pode fazer manifestação na praça 7. Pode ir na rádio, na TV, o escambau. Aliás é até muito bemvindas as criticas.

    Mas crítica é diferente de vaia, e, na minha opinião, torcedor de verdade NÃO TEM DIREITO A VAIA, e ponto final. Lá no estádio, tem que apoiar o tempo todo!

  75. Jorge Santana disse:

    Vaiar o próprio time num clássico é coisa de lorpa.