Rádio: Top 5 do Síndico

Por SÍNDICO | Em 27 de maio de 2011

Quase não me sobra tempo pra ouvir rádio.

Nas poucas brechas, fujo dos blablablás inúteis, do mondo cane, e da música barulhenta e vulgar.

Eis do que gosto de ouvir e recomendo:

  1. CBN Brasil (CBN, 106.1 FM, em rede nacional) – Carlos Alberto Sardemberg (sãopaulino) dialoga com comentaristas do primeiro time da imprensa brasileira: Miriam Leitão (economia), Merval Pereira (política), Renato Machado (vinhos), Roseann Keneddy (notícias da corte), Mauro Halfeld (planejamento financeiro), Mara Luquet (investimentos) etc. Ágil e bem humorado, mas sem perder a seriedade, ajuda o ouvinte, a caminho de casa ou do trampo, a manter-se conectado ao mundo. De segunda a sexta, entre 12h e 14h.
  2. Hora do Coroa (Itatiaia 610 AM e 95,7 FM, Belo Horizonte) – Acir Antão (cruzeirense), repórter e, nas horas vagas, cantor de samba-canção, faz um programa destinado aos veteranos, gente que regula idade com o Evandrão. No cardápio, sambas, choros, boleros, tangos, rumbas, mambos e standards da música internacional. Domingo, entre  9h e 12h55.
  3. Seu Nome, Seu Bairro – Cepada (Itatiaia 610 AM e 95,7 FM, Belo Horizonte) – Encerrada a transmissão do jogo da jornada esportiva, o repórter Thiago Reis (americano) entrevista torcedores. Prato cheio pra sociólogos, psicólogos, antropólogos ou pra quem só quer dar boas risadas. Os melhores programas são após as cepadas que leva o Atlético-MG.
  4. Um Toque de Clássico (Guarani 96.5 FM, Belo Horizonte) – Ideal pra quem está encarando o pesado trânsito de Beagá na hora do almoço. E também pra quem está à mesa e não quer ser incomodado com as notícias nada animadoras dos telejornais. É líder de audiência há mais de vinte anos, sempre com um repertório leve da música barroca e clássica. Segunda a sexta, entre 12h e 13h45.
  5. Alvorada Jazz (Alvorada 94,9 FM, Belo Horizonte) – Produzido e apresentado por Jaime Barbosa Filho (Jaiminho), há mais de dez anos. Além dos vários estilos do Jazz,  entrevistas com artistas vinculados à música instrumental. Domingo, entre 20h e 22h.

104 comentários para “Rádio: Top 5 do Síndico”

  1. Naldo disse:

    Com o advento da internet, ficou mais fácil chegar a estas rádios. Antes, era f…

    • Naldo disse:

      Quase não tenho ouvido rádio. Quando ouço atualmente, é só para ouvir jogos do Cruzeiro, o que tambem é raro pois a TV tem mosrtado tudo. Mas nada se compara com a emoção de ouvir jogo no rádio. O caminho mais fácil para cardíaco ter ataque.

  2. Olivieri disse:

    Escuto apenas CBN. Quanto ao Sardenberg, o cara é cacique, mas desconfio que a senilidade está trazendo-lhe algumas marcas. Ele confunde muito as palavras, lugares, repórteres; anda impaciente pra ouvir seu interlocutor (com a Mara Luquet, ele falta mandá-la calar a boca) e não tem a habilidade de Herodoto ou Nonato para conduzir a bagaça. Em termos de comentários economicos, porém, não tem pra ninguém.

  3. Rogério disse:

    Não tem programa melhor que o SNSB em dias de derrota dos rosados, sai cada pérola impressionante.

  4. Sobrinho disse:

    Gosto de escutar Band News no caminho para o trabalho. Ricardo Boechat é completamente maluco e insano. Garantia de boas risadas e informação enquanto enfrenta o transito da Antonio Carlos!

  5. Caros amigos: a tecnologia me trapaceou. Troquei o celular e perdi todos os telefones. Por favor, mandem os números, por e-mail. Att, JAS

  6. Eugenio Raggi disse:

    1. Mirian Leitão, Sardenberg e Merval nem se o mundo acabar, o céu desabar ou Deus pecar. Nazi-fasci-radialismo!! Só existe um lado: americanófilo, ecoxiita, ultra-neoliberal e anti-lula onde o Lula estiver. Prefiro rir muito, discordar e concordar com o Eduardo Costa (Trêticanu), que as vezes chicoteia o Lula, às vezes assopra. Jornalismo simples, mas imparcial.
    2. Manhãs de domingo, onde quer que eu esteja tem de ter Acir Antão. Seja em casa preparando um banquete, ou nos botecos da vida.

    • Eugenio Raggi disse:

      3. Eu não escuto essa rádia mais quando o assunto é futebol.
      4. Boa pedida. Mas rir do eduardo costa me desestressa mais nesse horário.
      5. O problema do jazz não é o jazz em si, mas a gente que se acha melhor, mais culta e mais importante do que o mundo porque curte jazz. Prefiro Odair José.

      • Dylan disse:

        então esquece da gente é so desfruta a música…

      • Eugenio Raggi disse:

        Dylan, vai lá no Youtube e digita “Odair José – Eu queria ser John Lennon”. Garanto que não vai se arrepender.

      • Dylan disse:

        vou escutar, valeu a dica.

      • Naldo disse:

        Dylan – Você pode ouvir tambem Bartô Galeno – No Toca Fitas do Meu Carro. E se quiser algo melhor ainda: Paulo de Paula – Quarto de Mansão.

    • eduardo costa imparcial… quiuspa!

      • Pedro disse:

        esses caras não suportam nada que não seja lambeção de saco do lula.

      • Eugenio Raggi disse:

        Rapaz classudo esse Pedro. Uma classe enorme pra criar tumultos do nada. Fica a dica do Nelson Rodrigues: “Envelheça, meu filho, envelheça!”.

      • Leo Vidigal disse:

        Miriam Leitão e Merval são os mais parciais anti-atual governo da rádio brasileira.

      • Pedro disse:

        Muito obrigado Sr. Eugenio, mas dispenso seus conselhos. Aceito conselhos de quem tem algo a oferecer.

  7. Hermes disse:

    A Hora do Coroa é legal demais, principalmente quando acordo com aquela ressaquinha e tenho que rebatê-la preparando o rangu de domingo. O Seu Nome, Seu Bairro, teve o ápice em 2005, até hoje quardo gravações históricas.

  8. Dylan disse:

    o programa do Sardenberg deveria chamar A Hora Tucana..

    • vamos providenciar a hora do foro de são paulo pra te agradar.

    • Pedro disse:

      problema de ongueiro petista é que trocou o sentido de imparcial. Imparcial é qq coisa que enalteça as glórias do PT!!! Se manca! Vc deve torcer pra time de futebol e escola de samba, torcer pra partido político é coisa de otário.

      • Dylan disse:

        meu caro Pedro, quando o jornalismo se propoe a ser opinativo deve ter pluralidade, pontos de vistas divergentes, se não vira o que a CBN é, propaganda gratuíta do PSDB

      • interesante, logo vc que defende televisões governamentais, dylan, dando lições de jornalismo. só pode ser brincadeira.

      • Pedro disse:

        por favor, me poupe do meu caro. Vcs não gostam de imprensa livre. Acham que ou a imprensa puxe saco 100% do tempo ou é golpista. Petista nunca, nunca, nunca foram reais democratas. O povinho infeliz.

  9. Naldo disse:

    “Cruzeiro Sempre”

  10. Palmeira. disse:

    Eu só tenho tempo de ouvir rádio ao amanhecer 5h 50m, e ao dormir e sempre ouço a CBN, que é o meu despertador.No trânsito eu estou sempre ligado na CBN, faça sol ou faça chuva. Eu gostava muito do Heródoto Barbeiro, que foi substituido pelo Milton Jung. Nas sextas-feira o Heródoto fazia uma montagem dos personagens do O Bem Amado, principalmente o impagável Odorico Paraguaçu, trazendo para a realidade política brasileira e ficava muito legal.

  11. Naldo disse:

    Fábio, Vitor, Léo, Gil, Leandro Guerreiro, Gilberto, Marquinhos Paraná, Henrique, Montillo, Wallace, Thiago Ribeiro. Este time contra a SEP são 3 pontos no imbornal.

  12. barros disse:

    Na minha lista entram 4 das 5. Não aprecio o Toque de Clássico, na Guarani. Para a minha lista, ainda incluiria: O Samba bate outra Vez, na Inconfidência, sáb e dom, 12 as 14, e Robertão e os problemas de cada um, na Rádio Favela, dom, 12 as 14, somente músicas do Roberto Carlos, com torpedos alá Good Times, da BH FM. Agora, hours concours, na OI Fm, às terças feiras, 22 as 23:59, Ronca-Ronca, com o Maurício Valadares, diretamente do RIO. Muitas pérolas, e bom humor. Parabéns pelo post.

  13. mariana disse:

    Cresci ouvindo a Hora do Coroa, sei até as musiquinhas do Acir Antão, “Domingo, dominguinho, domingo, domingão…” Sinto até falta quando não ouço. Meu pai deve ouvir o Acir há uns 1000 anos.

  14. Chiabi Jr. disse:

    Também sou fã do Boechat, que abusa da irreverência e opiniões pessoais. Gosto especialmente suas risadas quando conversa com José Simão. Hoje, por exemplo, o Simão perguntou-lhe como se chamaria o Neymar, se jogasse no Corinthians: – Ney”mano”. E se jogasse no SPFW: – Ney Matogrosso! Após as 9h, entra a turma de BH, onde Paulo Leite comanda com firmeza. Três vezes por semana, ainda somos brindados com a competente Roberta Zampetti, conterrânea de Conceição do Mato Dentro.

  15. Humm disse:

    Miriam Leitão é feia.

  16. Naldo disse:

    Cresci ouvindo AM. Lembro-me muito bem que na minha cidade, o MOTORÁDIO do meu pai pegava as rádios, Brasil Central de Goiânia, Aparecida, de Aparecida-SP, e mais algumas que vinha de lá e não me lembro o nome. A melhor era a MUNDIAL-RJ. FM, só conheci quando mudei para Brasília. Ainda tenho saudades daqueles programinhas das Rádio – AM. A Turma da Maré Mansa, era show de bola. Eu pensava que em Goiás só tinha musica sertaneja.

    • Palmeira. disse:

      Naldo, lembro de toda estas rádios e mais a Anhanguera, também de Goiãnia, mas que era bem sintonizada na roça onde minha família morava. Em relação à turma da Maré Mansa, era na Tupy do Rio.

      • Palmeira. disse:

        Naldo, vc se lembra de um tal de Moreira Cesar, que narrava uns “causos” tipo Rolando Boldrin, pela Brasil Central ou Anhanguera?

      • Naldo disse:

        Não lembro, Palmeiras. Mas sei que tinha isto lá.

  17. Geniba disse:

    O Evandrão, quando morou no Rio, era colaborador do Repórter Esso.

  18. Renato-SP disse:

    Quando volkto da puc escuto muito o noite livre. Fim do dia (23:00hs), os caras são muito zueira. CBN Nacional é provocação pura. Quando o dono do Brasil, Daniel Dantas foi preso por suborno policial, após o comentário da Miriam Leitão o Sardemberg disse: Nossa ela tá nervosa hoje. Fora as vezes que a Lucia Hypolito entra ao vivo bebada pra falar mal do governo. Talvez seja nesse sentido que o síndico tá falando, olhando assim é até um leve programa de humor.

    • Pedro disse:

      Ai está. Mais um torcedor do partido governista. Falou mal dos caras é pq está bebada.

      • Renato-SP disse:

        Não foi você que escreveu posts atrás que não respondia meus comentários? Seja benvindo ao universo da discussão. Na dúvida, dá uma olhada no you tube sobre a Lucia Hypolito bebada. Dá uma ólhada lá garoto.

      • ela bebe mais do que o molusco?

      • Palmeira. disse:

        Pedro, este fogo da Lúcia Hipólito é verdadeiro. Na verdade ela trava trêbada e o Nonato chegou a corta-la dizendo que havia muito ruído no telefone. Procure na internet que voce encontra. Acho que ela se encontrou com o Apedeuta e começaram a tomar a cachaça Canarinha e ela não aguentou. É aquela história: Passarinho que acompanha morcego dorme de cabeça pra baixo. Ou, pinto que acompanha pato morre afogado.

      • Ricardo Malafaia disse:

        A Lucia Hypolito estava esquisitona. Nonato sacou e salvou a comentarista.

      • Leo Vidigal disse:

        Beber ou não beber fora do horário de trabalho não é o problema. Ela foi flagrada bebum na hora de entrar ao vivo. E saiu falando besteira, como sempre, mas daquela vez ficou explícito. Um retrato da falta de rumo e prumo da oposição, que agora se agarra nessa história mal-contada do Palocci. Que os acusadores apresentem provas de alguma irregularidade. O ônus é deles, não do acusado.

      • Humm disse:

        Lucia Hicpolito ou Lucia Hipolitro?

    • Pedro disse:

      discutir com vc? tá é locuo. ainda bem que me lembrou.

  19. kmp disse:

    Já que o “Ritmos de boite”da rádio Mundial do Rio, acabou e que o Big Boy “Hello Crazy People” se foi há tempos e que a Fluminende FM do Rio de Janeiro também não existe mais, fico com o programa Cacofonia, todas as quintas feiras às 22h na Guarani FM, onde se toca o mais puro e bom rock n roll setentista para fazer um remember e sair um pouco da mesmice. Aconselho!!

    • KMP quando é que vai sair um Top 5 das grandes performances do Túlio Mourão em discos?

      • kmp disse:

        Uai Jorge é só pedir que mando, tem coisa pra caramba, muita participação brilhante, vou pesquisar e depois te envio.
        Aba.

      • Dylan disse:

        nao esqueça da cançao do amigo,apesar de que o Sergio Dias canta mal pra b.urro

      • Celeste disse:

        Jorge, o Klauss poderia mostrar os melhores discos, os melhores trabalhos (junto com outros artistas), e etc… O Túlio é genial.

  20. Palmeira. disse:

    A Rádio que eu mais gostava era justamene a Mundial 860, AM do Rio. A programação noturna era demais! Além do “Ritmos de Boite” citado pelo KMP, que começava á meia-noite, tinha um programa muito bom as 18 às 19horas, onde ouvi pela primeira vez as música Avohai, Chão de Giz e Vila do Sossego, do Zé Ramalho que, naquela época seu nome era Zé Ramalho da Paraíba. Ouvia com frequência Espelho, com o João Nogueira.

  21. Meu programa querido é Um toque de clássico . Quando levava a Raissa de pequena para a escola, era o unico que ouvíamos. Um dia esqueci e ela (com 6 anos) me pediu “pai, bota música clássica”. De maneira geral ouço 96,5 e 94,9. Quando quero saber alguma coisa de futebol ligo Itatiaia e aborreço os programas SNSB e Bastidores. Tenho total rejeição.

  22. Na verdade, quando trabalho ouço rádios argentinas: LU2 Bahía Blanca, Radio del Plata, Continental e Mitre. Recomendo a quem gostar http://www.radios-argentina.com.ar/ La 101 é fantástica também.

  23. kmp disse:

    Dylan, essa musica é do compacto dos Mutantes, com apenas 3 músicas, entre elas a citada “Balada do Amigo” do Túlio, mas se fosse mesmo listar, começaria com o disco “Tudo foi feito pelo Sol” de 1974, onde ele arrebenta, e é considerado o melhor disco do progressivo brasileiro, depois vieram outras coisas… devagarzinho vou listando todas. Abs.

  24. Celeste disse:

    Eu ouço a rádio UOL. Nesse momento selecionei algumas do Macca.

  25. Leo Vidigal disse:

    Os programas da Alvorada e da Guarani também estão entre os meus preferidos. Gosto muito do “Favela Superpopular”, que tem uma seleção geralmente interessante de representantes da música dita brega. No meio coloca uns instrumentais dos Incríveis bem legais, como “O Milionário” e a versão dos The Pops para “Day Tripper”. Algumas canções são meio chatas, com muitas cordas e teclados, mas a maioria é de rachar de rir. Agora dizer que Miriam Porcão e Merval são do 1o time é provocação pura.

    • Leo Vidigal disse:

      O Favela Superpopular passa todas as manhãs, das 08:00 às 10:00, na Favela FM, 106,7.

    • não é provocação. mas vc deve preferir o franklin dindin ou o eduardo costa e coisas que tais. a turma do mensalão e das consultorias é soda!

      • Leo Vidigal disse:

        Não prefiro estes, mas os dois citados são duros de roer. Duros, ignorantes (como o Merval demonstrou no caso do preconceito linguístico) e parciais.

  26. Moema (MFox) disse:

    Eu já participei do “elenco fixo” de um programa na rádio favela, kkkkk! Chamava-se “ouvindo Direito” e era uma parceria com a OAB-Jovem (da qual eu fazia parte, qdo era jovem, rs) na qual respondíamos, ao vivo, perguntas sobre o universo jurídico, principalmente Direito de Família e Direito do Consumidor. Experiência inesquecível. Mais inesquecível ainda o desespero da minha mãe toda quinta à noite qdo eu ia para o alto da favela apresentar o programa.

    • Moema (MFox) disse:

      Mas o mais inesquecível mesmo é a vista do alto da laje da rádio Favela no Cafezal…

      • Dylan disse:

        que experiencia bacana, hein?muito legal…

      • Moema (MFox) disse:

        Enquanto meus colegas de faculdade faziam estágios em escritórios de advocacia ou com Juízes, Promotores, Procuradores, etc (o que é muito interessante também), eu optei por uma experiência mais “real life”. Assistência jurídica da faculdade, esse programa da Rádio Favela, Procon, assistência judiciária na penitenciária de Neves, entre outros. Não valeram muito no meu currículo de recém-formada, mas me proporcionaram um jogo de cintura que curso nenhum nunca me daria.

  27. Mauro Franca disse:

    Rádio me lembra o meu pai, que enquanto estava em casa não desgrudava de um, sempre sintonizado na Itatiaia, do Tiro de Meta ao Apito Final. Acir Antão era obrigatório. Os almoços de domingo começavam com o final da Hora do Coroa.

  28. Moema (MFox) disse:

    Eu adorava ouvir de madrugada um programa da Itaiaia chamado “Pra Quem Vive Só”, apresentado por Hamilton de Castro (?). Não sei se ainda existe, mas me lembro direitinho da vinheta. Destaque para a sessão de leitura da carta do ouvinte seguida de comentários dos demais ouvintes que participavam ao vivo pelo telefone. Numa ocasião a carta começava com “fui possuída por um extra-terrestre” e contava a história de amor da autora com um ET, surreal! Era tão ruim que ficava bom!!!

  29. Moema (MFox) disse:

    O fio de respeito que ainda tenho pela Itatiaia vem dos muitos anos em que eu começava o dia ouvindo Tiro de Meta e terminava no Apito final, passando sempre pelo Rádio Esportes (“man-che-tes que são no-tí-cia”), comentário do Willy Gonser, Oswaldo Faria (que deve rolar no túmulo ao ver LG tentando ser seu sucessor) e Turma do Bate Bola. Que saudade do Pinguim…

    • interessante, moema. quando eu ia a cafezal era pra abrir ruas, construir muros de arrimo, implantar projetos de limpeza, construir quadras e creches. foi bom enquanto durou. quando o petê assumiu o poder em beagá, acabou-se a parceria com o governo alemão, pois os idiotas, um deles até virou ministro, achavam que o programa era uma estratégia imperialista. como diz o evandro, a burrice é invencível. a dos petistas é campeã absoluta.

      • Moema (MFox) disse:

        Eu “desencantei” com política quando fiz estágio na Assembléia Legislativa de MG. Adorei o estágio, mas vi muita coisa que me fez perder toda a vontade que eu sempre tive de trabalhar como assessora ou consultora da área. Muito triste ver que muitas coisas tem soluções simples, mas não são executadas por falta de vontade. O que também ocorre no meu dia-a-dia em empresa, mas normalmente mais por incompetência do que para “manter o sistema”, como diria o Cel. Nascimento.

      • a assembleía tem ótimos funcionários para deputados fracos.

      • Moema (MFox) disse:

        Estive em Brasília recentemente para renovar o meu visto, e fui visitar um colega de colégio que foi eleito Deputado Federal. Havia anos que eu não o via, mas fui tomar um cafezinho com ele. O papo foi ótimo, os 15 minutos que eu planejei se transformaram em horas. Saí de lá com uma pontinha de esperança ao ver meu amigo cheio de vontade de mudar as coisas, mas ultimamente tenho mais medo de que o meu colega perca as esperanças e desista da luta…

      • há bons deputados e senadores em brasília. mas não em quantidade suficiente pra tornar respeitável o congresso. mas sendo vc jovem e inteligente, deveria enfiar a mão na massa (no bom sentido) e se candidatar. não importa por qual partido, importante é não virar gado. como o gabeira não quis virar, por exemplo.

      • Moema (MFox) disse:

        Pode ser ignorância minha, mas eu acho que não muda muita coisa de um partido pra outro…

      • não devia, se todos fossem republicanos. mas o petê não é. ele aparelha a máquina pública e se abastece como talvez não aconteça nem nenhuma outra parte do mundo. mas a tendência é que isto se acabe, pois quem tem olhos pra ver, já começa a ver. e não vai aceitar que se enfie o pé na jaca pra sempre. espero que o brasil olhe pra espanha e não pra venezuela. vamos aguaaarrrdaaarrr.

      • Moema (MFox) disse:

        Talvez em uma outra vida eu volte com forças para me candidatar a alguma coisa e arregaçar as mangas nessa luta. Por ora, já serei contente se conseguir voltar a participar de ações específicas que possam ajudar a melhorar de alguma forma. É triste admitir a minha covardia, mas eu não tenho estômago para essa batalha que é a política no Brasil. Você disse muito bem, tem muita gente boa, mas não suficiente para fazer a coisa andar.

      • Moema (MFox) disse:

        Alguns bons deputados e senadores, e muitos bons funcionários dando suporte. Mas um mau deputado, por exemplo, consegue anular facilmente o trabalho de 50 ótimos funcionários…

      • Leo Vidigal disse:

        Na Espanha foram para a Praça contra todos os partidos. Lá jamais aceitariam um PSDB.

      • ps é o psdb de lá. petê seria um pc menos refinado lá.

    • osvaldo faria era um grande empreendedor, mas um comentarista fraco.

  30. Olivieri disse:

    Aqui em Brasília tem a rádio Capital, que transmite os jogos do campeonato metropolitano. O narrador tem o nome de um dos nossos ídolos. Ele se chama Marcelo Ramos, o narrador do povão. Quando o Gama esteve na primeirona, ele mudou temporariamente o jargão para “Marcelo Ramos, o narrador do Gamão”. Mas, assim, a programação é meio trash. Só vale a pena mesmo ouvir os jogos. Ou melhor, atualmente, nem isso.

    • Naldo disse:

      Atleticano, o cara. Tiro o chapéu pelo esforço deles em mostrar o futebol candango. Em tempos, eles abriam espaço para o futebol mineiro quando isto era escaço por aqui. Ouvi vários clássicos pela Capital.

  31. Kimbundo disse:

    Nos anos 90 BH tinha uma rádio: FM 107.5. Nos bons tempos pode ter sido uma das melhores rádios de músicas da história da cidade.

  32. moema, é preciso de gente jovem e animada. agora, imaginar que política se faz em convento não funciona. é que nem exigir que jogador de futebol seja um monge trapista dentro de campo. de qq forma, é possível avançar. destravar o país, reduzir a máquina pública, investir na infra-estrutura, incorporar os avanços tecnológicos para melhorar as compras públicas, criar uma lei robin hood nacional para reduzir desigualdades regionais, fechar as fronteiras pra narcotraficantes, narcoguerrilheiros, combater o populismo obscurantista, garantir liberdade de imprensa, cuidar do ambiente etc. anime-se.

  33. rosan amaral disse:

    Concordo com os comentários do síndico 2, 4 e 5. No 1 e 3 há controvérsias. O um, como curiosidade, é um para casa para todos: gravem as previsões econômicas para o ano que esta turma sempre faz nos meses de fevereiro e março, nos últimos 15 anos; erram todas; 2009 então nem se fala. Já o três, não existe americano na galopress; os ditos americanos são rosanas maqueadas de pompom para ter credibilidade com os azuis.