Leo, Brey e Raniel, os melhores em Curitiba

Por SÍNDICO | Em 14 de junho de 2018

ATUACÕES dos protagonistas do PARANÁ 1×1 CRUZEIRO, 13jun18qua19h30, Vila Capanema, Curitiba, 12ª rodada, Brasileiro 2018:

TORCIDA CELESTE compareceu e incentivou o time. Máfia azul esteve presente, provavelmente, reforçada por integrantes da Fanáticos, do Paranaense, como sempre ocorre nos jogos em Curitiba.

FÁBIO teve pouco trabalho, mas quando foi exigido cumpriu à risca seu papel.

EZEQUIEL fez uma boa jogada de ponteiro e depois concentrou-se na marcação. Não comprometeu, nem brilhou.

DEDÉ não fez valer sua invencibilidade no jogo aéreo. No chão, fez valer seu físico impondo-se aos atacantes paranistas.

LEO foi o melhor da partida. Atuação perfeita, tanto na bequeira quanto na cobertura da lateral esquerda. Fez sempre o mais simples, sem inventar, como convém a um beque responsável.

HERMES teve muito trabalho na marcação e foi pouco ao ataque. Cansou saiu mais cedo.

ROMERO cuidou basicamente da proteção à bequeira. Na melhor subida ao ataque, chegou um pouco tarde e não evitou que uma bola cruzada por Sobis saísse pela linha de fundo. No todo, substituiu bem o volante titular na contenção, mas não no apoio.

LUCAS foi mais lúcido do meio de campo, tentando criar jogadas. Na ocupação de espaços, saiu-se bem dificultando as ações dos meias paranistas.

ROBINHO desperdiçou as duas melhores oportunidades criadas pelo time. De resto, algumas boas jogadas, nada que fizesse o adversário passar apertos.

MANCUELLO tentou jogar, mas parece não conseguir se entrosar com os colegas. Criou pouco e saiu mais cedo.

SOBIS esforçou-se bastante, marcando e atacando. Só não teve inspiração para criar jogadas claras de gol. Exigiu bater o pênalti e fez uma péssima cobrança acertando o travessão. Menos mal que a bola caiu dentro do gol.

RANIEL foi quem mais incomodou a defesa paranista, com arrancadas e dribles. Colocou Robinho na cara do gol duas vezes. A primeira, após chapelar um beque e a segunda, após forçar Rodrigues a rebater nos pés do meia celeste, devido a um chute forte e cruzado. Não havia motivos técnicos e táticos para ser substituído.

BREY entrou na etapa final jogando na pontesquerda e partiu para cima dos adversários, sofrendo inclusive o pênalti que Sobis converteu em gol. Nos minutos finais foi para lateral-esquerda e também saiu-se bem. Foi a boa nova deste momento de baixo astral do time e da torcida.

SASSÁ entrou no fim do jogo, com o entusiasmo costumeiros, mas não conseguiu nada contra a amarelada, mas bem postada defesa paranista.

RAFINHA jogou oito minutos e não conseguiu mais do que ocupar espaços.

MANO mandou a campo um time com duas linhas de quatro, com Romero entre elas e raineta mais adiantado. Conseguiu solidez defensiva, mas o ataque continuou devendo. Nas substituições, acertou com breu e perdeu tempo com Sassá e Rafinha, que tiveram pouco tempo e nenhum apoio para desempenharem suas funções. 

CRUZEIRO fez o de sempre: cadenciou o jogo, reteve a bola o quanto pode, dobrou a marcação com suas duas linhas de quatro, mas foi pouco agressivo e ineficiente na hora de arrematar as jogadas.

PARANÁ apostou numa marcação cerrada e nos contra-ataques. Fez bem a primeira parte e mal a segunda. Mas conseguiu empatar num lance despretensioso e ficou satisfeito. Os beques Neris e Rayan e o artilheiro Silvinho foram os destaques.

ÁRBITROS comprometeram o jogo, com a marcação de dois impedimentos inexistentes, que prejudicaram o Cruzeiro. Nas demais marcações, inclusive no pênalti, estiveram bem. Na questão disciplinar Dewson Freitas distribuiu cartões amarelos, com fartura. E acentuadamente.

MelhorDoJogo => LEO [[[7]]] Gil, Milani, Romarol, Dourado, França, Barnabé, Síndico —– RANIEL [[[6]]] Uol, Galvão, Zuloobas, Arregy, Vasconcelos, Olivieri —– BREY [[[4]]] Velame, Tato, Militão, Sá —– LUCAS [[[3]]] Geraldo, Ccc, Velloso —– SOBIS [[[2]]] Morato, Schrier —– ROMERO [[[2]]] Bitencourt, Bastos —– SILVINHO [[[1]]] Bemparaná —– BITECO [[[1]]] Walterson.

66 comentários para “Leo, Brey e Raniel, os melhores em Curitiba”

  1. SÍNDICO disse:

    TORCIDA CELESTE compareceu e incentivou o time. Máfia azul esteve presente, provavelmente, reforçada por integrantes da Fanáticos, do Paranaense, como sempre ocorre nos jogos em Curitiba.

  2. SÍNDICO disse:

    FÁBIO teve pouco trabalho, mas quando foi exigido cumpriu à risca seu papel.

  3. SÍNDICO disse:

    EZEQUIEL fez uma boa jogada de ponteiro e depois concentrou-se na marcação. Não comprometeu, nem brilhou.

  4. SÍNDICO disse:

    DEDÉ não fez valer sua invencibilidade no jogo aéreo. No chão, fez valer seu físico impondo-se aos atacantes paranistas.

  5. SÍNDICO disse:

    LEO foi o melhor da partida. Atuação perfeita, tanto na bequeira quanto na cobertura da lateral esquerda. Fez sempre o mais simples, sem inventar, como convém a um beque responsável.

  6. SÍNDICO disse:

    HERMES teve muito trabalho na marcação e foi pouco ao ataque. Cansou saiu mais cedo.

  7. SÍNDICO disse:

    ROMERO cuidou basicamente da proteção à bequeira. Na melhor subida ao ataque, chegou um pouco tarde e não evitou que uma bola cruzada por Sobis saísse pela linha de fundo. No todo, substituiu bem o volante titular na contenção, mas não no apoio.

  8. SÍNDICO disse:

    LUCAS foi mais lúcido do meio de campo, tentando criar jogadas. Na ocupação de espaços, saiu-se bemm dificultando as ações dos meias paranistas. .

  9. SÍNDICO disse:

    ROBINHO desperdiçou as duas melhores oportunidades criadas pelo time. De resto, algumas boas jogadas, nada que fizesse o adversário passar apertos.

  10. SÍNDICO disse:

    MANCUELLO tentou jogar, mas parece não conseguir se entrosar com os colegas. Criou pouco e saiu mais cedo.

  11. SÍNDICO disse:

    SOBIS esforçou-se bastante, marcando e atacando. Só não teve inspiração pra criar jogadas claras de gol. Exigiu bater o pênalti e fez uma péssima cobrança acertando o travessão. Menos mal que a bola caiu dentro do gol.

  12. SÍNDICO disse:

    RANIEL foi quem mais incomodou a defesa paranista, com arrancadas e dribles. Colocou Robinho na cara do gol duas vezes. A primeira, após chapelar um beque e a segunda, após forçar Rodrigues a rebater nos pés do meia celeste, devido a um chute forte e cruzado. Não havia motivos técnicos e táticos pra ser substituído.

  13. SÍNDICO disse:

    BREY entrou na etapa final jogano na pontesquerda e partiu pra cima dos adversários, sofrendo inclusive o pênalti que Sobis converteu em gol. Nos minutos finais foi pra lateral-esquerda e também saiu-se bem. Foi a boa nova deste momento de baixo astral do time e da torcida.

  14. SÍNDICO disse:

    SASSÁ entrou no fim do jogo, com o entusiasmo costumeiros, mas não conseguiu nada contra a amarelada, mas bem postada defesa paranista.

  15. SÍNDICO disse:

    RAFINHA jogou oito minutos e não conseguiu mais do que ocupar espaços.

  16. SÍNDICO disse:

    MANO mandou a campo um time com duas linhas de quatro, com Romero entre elas e raineta mais adiantado. Conseguiu solidez defensiva, mas o ataque continuou devendo. Nas substituições, acertou com breu e perdeu tempo com Sassá e Rafinha, que tiveram pouco tempo e nenhum apoio pra desempenharem suas funções. .

  17. SÍNDICO disse:

    CRUZEIRO fez o de sempre: cadenciou o jogo, reteve a bola o quanto pode, dobrou a marcação com suas duas linhas de quatro, mas foi pouco agressivo e ineficiente na hora de arrematar as jogadas.

  18. SÍNDICO disse:

    PARANÁ apostou numa marcação cerrada e nos contra-ataques. Fez bem a primeira parte e mal a segunda. Mas conseguiu empatar num lance despretensioso e ficou satisfeito. Os beque Neris e Rayan e o artilheiro Silvinho foram os destaques

  19. SÍNDICO disse:

    ÁRBITROS comprometeram o jogo, com a marcação de dois impedimentos inexistentes, que prejudicaram o Cruzeiro. Nas demais marcações, inclusive no pênalti, estiveram bem. Na questão disciplinar Dewson Freitas distribuiu cartões amarelos, com fartura. E acentuadamente.

  20. JULIM disse:

    O jogo foi muito ruim, Robinho mantém seu habitué de preguiça. Voto no Ninguém pra receber o prêmio Motorádio.

  21. SÍNDICO disse:

    BREY: “Fico feliz com a estreia, estava esperando muito por isso. Vinha trabalhando bastante pra isso nos treinos. Infelizmente a gente não sai com a vitória, mas melhor o empate do que perder. Graças a Deus a gente sai com o empate, que é importante também”.

  22. SÍNDICO disse:

    MANO: “Condicionamos o Brey fisica e atleticamente praele estar mais forte pro nível de exigência na Série A. Mancuello vinha fazendo bom jogo, mas voltou a sentir numa bola em que teve que esticar um pouco no fim do 1º tempo. Aí a escolha pelo Patrick foi porque ele está treinando nessa função, nós estamos o utilizando pra tentar solucionar os problemas que estamos enfrentando. É preciso ter algum tipo de solução.”

  23. SÍNDICO disse:

    SUPERESPORTES: “Embora o enredo do 1×1 com o Paraná não tenha reservado muitas surpresas ao cruzeirense, uma estreia chamou atenção. Contratado ao Tupi após o Mineiro, o lateral-esquerdo Patrick Brey vestiu a camisa celeste pela primeira vez na noite desta quarta. E o jovem atleta, de 21 anos foi um dos protagonistas ao sofrer o pênalti que resultou no gol de Sobis”.

  24. SÍNDICO disse:

    MANO: “Jogamos pra vencer, jogamos mais que o time da casa, sabendo da pressão que é um jogo como este, da colocação em que o Paraná está, de uma retomada de duas vitórias em casa. De modo geral, o Cruzeiro foi bem. Não pode é tomar o gol como tomou, mas isso faz parte. Uma defesa como a nossa, que é m muito elogiada, vacilou num momento em que o adversário não tinha tanto mérito pra empatar”.

  25. SÍNDICO disse:

    MANO: “Deixamos escapar os três pontos. Jogamos melhor, controlamos o jogo, tivemos boas oportunidades pra marcar e, depois, pra ampliar. Mas sofremos um gol de uma equipe que não deu um chute a gol, por isto saímos chateados. Mas temos que passar por isso. Fora de casa, tem aqueles problemas que a gente já sabe. Da bola que seu jogador recebe em condição, mas que é mais fácil dar o impedimento, como aconteceu hoje em dois lances. O primeiro, bem claro, o segundo, ali na divisa. É mais difícil jogar fora de casa, sem dúvida nenhuma. E com um campo diferente dos demais da Série A. Um campo mais pesado, mais fofo, que deixa o jogo mais lento”.

  26. Não assisti ao jogo, apenas os melhores momentos. Cruzeiro teve mais chances reais de gol, chegou bem mais que o Paraná…Com Robinho depois do chapeu do Raniel, com Mancuello no chute cruzado pela esquerda, com Raniel em boa jogada pela direita e depois o Robinho no rebote errou denovo,depois teve o penalte pro Cruzeiro e so aí o Parana conseguiu finalizar uma bola no gol que foi justamente o gol.E por fim, um gol anulado do Sobis onde não houve impedimento…. Pelos melhores momentos, Cruzeiro mereceu vencer e o placar foi injusto.

  27. Cruzeiro conquistou 5 pontos nos ultimos 4 jogos. Não é desempenho pra se ganhar titulo, mesmo considerando que 3 jogos foram fora de casa, houve erros de arbitragem em 3 deles e o time vem se superando na questão fisica. Pra ganhar o Brasileiro terá que passar por cima de tudo isso. Mas está na media dos demais clubes brasileiros que estão disputando todos os demais torneios possiveis. franga, inter e SP que estão pouco a frente (5,,4 pontos respectivamente) SÓ tem o BRASILEIRO pra se preocupar e mesmo assim não conseguiram deslanchar….

    • Bruno 7L RJ disse:

      Esse foi um bom comentário. Otimista mas sem exageros ou encobrindo a necessidade de melhora. Fortaleza e Sra Pitanga colocaram sua cabeça no lugar.

      • Bato na mesma tecla sempre….Não concordo com discurso de terra arrasada. As coisas descambaram pro lado pessoal e a picuinha nem é com Comissão técnica e jogadores, é com quem vem defendendo o trabalho e a continuidade deste. Nos momentos dificeis deve se pensar com parcimônia. Com ou sem a Pitanga…falando nisso, vou descer..ela me espera pro café.

      • BrunoBarros disse:

        Vilela, você não se ajuda. É muito fácil classificar de perseguição pessoal quem discorda de você sobre o desempenho do Cruzeiro sob o comando do Mano. Assim é moleza né?

  28. Tato2018 disse:

    Hoje não vejo o Cruzeiro em condições de disputar na cabeça as 3 competições do segundo semestre. Investiria na vaga para série A 2019 e foco total nas copas. Reduzir o número de jogos de determinados atletas também pode ajudar.

    • Futebol ta muito igual, parceiro. Esse pelotao da frente ai nao engana ngm. Se nao fosse as duas garfadas recentes estariamos em segundo, 4 pontos do lider. Cruzeiro tem q tentar se manter ali por perto… imoortsnte eh sempre pontuar….Depois de uma derrota jogando mal contra a Chape, ontem ja disputou mais o jogo. Cruzeiro pode sagrar campeao de tudo ou nao ganhar nada…. eh muito imprevisivel…

      • Tato2018 disse:

        Não tem pernas para a maratona. O time principal é muito veterano e os jovens estão deixando elenco… Se Cruzeiro não segurara Arrascaeta e LS, a situação ficará mais complicada.

      • Saldo do primeiro semestre pra la de satisfatorio na minha opiniao. A parada pra copa eh uma incognita pra nos e para os demais clubes tb.

  29. Tato2018 disse:

    Mano poupou no clássico por causa de um jogo de fase de grupos. Imagine nos jogos eliminatórios….

  30. BEM PARANÁ disse:

    Rodrigues (5,5) Fez 2 defesas, nenhuma difícil. Rebateu mal 2 bolas fáceis.
    Júnior (7,0) Barrou 9 ataques do adversário. Cruzou a bola pro gol.
    Neris (5,0) Poderia ter evitado o contato no lance do pênalti. Fora isso, razoável.
    Rayan (6,0) Parou 11 ataques do Cruzeiro. Batido em 1 lance.
    Igor (5,5) Irregular com a bola, conseguiu 8 boas ações defensivas. Batido num lance fácil.
    Torito (6,0) Atacou e defendeu com força e alguma qualidade.
    Vilela (6,0) Seguro na marcação e na saída de bola.
    Carlos (5,5) Perdeu 8 bolas. Um bom passe. Acertou um drible. Mais errou que acertou.
    Alex (sem nota) Entrou aos 84. Jogou pouco tempo. Sem nota.
    Caio (5,5) Acertou 3 passes e 81% dos passes. Pouco produziu.
    Jhonny (5,5) Entrou aos 55. Tentou participar do ataque e da defesa. Não se destacou.
    Biteco (5,5) Entrou aos 52 e fez 1 boa jogada. Fora isso, produziu pouco.
    Silvinho (7,0) Fez o gol. Ajudou com dribles e arrancadas, mas pouco produziu.
    Santos (5,5) Fez bem o pivô em 2 lances. Pouco acionado.

  31. rosan amaral disse:

    Melhor de ontem? CHOPP da Confraria Celeste.

  32. rosan amaral disse:

    As vezes eu critico o Mano (Ábila, confusão de mexidas – Vasco). Mas temos que reconhecer: o Mano já é mito. Não há outro melhor no futebol brasileiro. É como eu penso.

  33. matheus t penido disse:

    Gostaria de entender o voto do grande Walterson.

  34. Velloso disse:

    Meu voto, como já registrado, foi para LUCAS SILVA – o mais lúcido do meio de campo, que apanhava a bola com rapidez, soltando a bola e sempre disposto a iniciar jogadas. O time do Cruzeiro estava desfigurado, pesado, sem aquela famosa transição – por tal motivo os jogadores mais leves apareceram mais na partida. A entrada do BREY foi significativa nesse contexto, pois deu um sopro de disposição na partida. O PARANÁ teve disposição e só – achou um gol em um lance casual, levantou algumas bolas na área com certo perigo.

  35. jrgalvao disse:

    RANIEL, jogou para ele e para um bando de jogador frouxo e sem alma

  36. Eduardo Arreguy Campos disse:

    RANIEL. E só.

  37. SÍNDICO disse:

    LEO [[[7]]] Gil, Milani, Romarol, Dourado, França, Barnabé, Síndico —– RANIEL [[[5]]] Uol, Galvão, Arregy, Vasconcelos, Olivieri —– BREY [[[4]]] Velame, Tato, Militão, Sá —– LUCAS [[[3]]] Geraldo, Ccc, Velloso —– SOBIS [[[2]]] Morato, Schrier —– ROMERO [[[2]]] Bitencourt, Bastos —– SILVINHO [[[1]]] Bemparaná —– BITECO [[[1]]] Walterson.

Deixe um comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.