Edílson, Henrique e Dedé, os melhores

Por SÍNDICO | Em 10 de outubro de 2019

ATUAÇÕES dos protagonistas do CRUZEIRO 0x0 FLUMINENSE, no Mineirão, Belo Horizonte, 09out19qua21h30, pela 24ª rodada do Brasileiro 2019:

TORCIDA CELESTE compareceu em bom número e apoiou seu time, sem esmorecimentos.

FÁBIO quase não teve trabalho. As poucas bolas que chegaram, neutralizou, sem esforço.

EDÍLSON apoiou e defendeu bem, teve calma na saída de bola, finalizou bem, inclusive com um tirambaço no travessão. Foi inteligente até no amarelo que tomou ao matar um contra-ataque tricolor. Baita partida! (Bruno Setelagoas)

DEDÉ, no coração, anulou o ataque tricolor. Sem condições físicas, sentindo dores no joelho, esteve longe de brilhar, mas ainda assim foi um ponto de segurança num Cruzeiro que viu a bola queimar no pé pela grande pressão por conta da má posição na tabela. Não deu chances para Yony González e João Pedro, vencendo a maioria das disputas. (Uol Esporte)

FABRUNO, seguro, com bom tempo de bola aérea defensiva (precisa melhorar a bola ofensiva) e boa velocidade na recuperação, foi um dos melhores do jogo. (Bruno Setelagoas).

EGÍDIO apoiou o tempo todo, fez a jogada do gol mal anulado e ainda deu conta de marcar as subidas de Gilberto.

HENRIQUE, com um time cheio de atacantes, teve de se desdobrar para marcar o meio de campo do Fluminense, sempre com dois jogadores a mais. Deu conta do recado e ainda encontrou forças para ir ao ataque. Desta vez, contou com a ajuda de Jadson na marcação e nas coberturas, o que deu mais tranquilidade aos laterais para agirem o ataque.

JADSON fez uma partida ok. Recebeu vaias que não merecia. Perdeu boa chance de abrir o placar no 1º tempo quando deu um peteleco para o gol após boa jogada de pivô do Fred. (Bruno Setelagoas)

ROBINHO lutou muito, jogou fora de sua posição habitual, deslocado para a esquerda na etapa final, fez a jogada do gol mal anulado e saiu mais cedo, amarelado e cansado.

MAURÍCIO entrou a trinta minutos do fim, para jogar na meia esquerda, mas não conseguiu produzir jogadas perigosas contra o ferrolho tricolor.

DAVID, forte e impetuoso, tentou jogadas individuais, sem acabamento adequado. Saiu no intervalo e o time sentiu sua falta, perdendo pegada ofensiva.

M GABRIEL entrou na etapa final para jogar pela direita, provavelmente, para cortar para o meio e arrematar de canhota. Acabou que cruzou, nem chutou. Foi uma invenção do técnico que não funcionou.

SASSÁ resumiu sua apreciação em força e raça. Foi mais escudeiro do Fred do que centroavante. Na etapa inicial, teve boa oportunidade, mas ao invés de tocar com tranquilidade e convicção, quis enfiar goleiro, bola e beque para dentro do arco e desperdiçou boa chance de gol. Anda muito ansioso, mas continua sendo necessário neste momento. (Bruno Setelagoas)

POPÓ jogou a meia hora final, sem brilho. Sem ter como aturar como o nove tradicional que é na base, muitas vezes, distante da área não ameaçou o arco tricolor.

FRED jogou bem durante uma hora, com bons passes, finalização perfeita no lance do gol e mobilidade. Daí em diante, perdeu gás, embora tenha se mantido alerta à espera de uma bola que nunca chegava em condição de ser arrematada.

ABEL escalou o time com dois centroavantes, trocou David por M Gabriel, no intervalo, e piorou o time. Na etapa final, inverteu as posições de Robinho, que foi para a esquerda, e M Gabriel, que foi para a direita, e não conseguiu nenhum resultado com essa invenção, e colocou os garotos Popó e Maurício, que tampouco resolveram os problemas ofensivo do time. Seu mérito foi buscar alternativas para um time que tem imensa dificuldade para marcar gol. Além disto, mandando seu time atacar, mobilizou a torcida. O saldo [poderia ter sido a vitória, mas isto a arbitragem gasificas do combo gaúcho não permitiu.

CRUZEIRO começou pressionando a saída de bola tricolor, mas não teve calma para definir as jogadas. Dominou o jogo todo, mandou bola na baliza, teve gol mal anulado, correu bastante, mas colhei apenas um ponto, embora merecesse os três.

FLUMINENSE armou uma retranca apostando nos contratareis com Yoni Gonzáles, que foi contido por Dedé. fez cera, contou com muita ajuda da arbitragem e conseguiu o empate sonhado. O beque Nino e o volante Daniel foram os melhores.

ÁRBITROS mexeram no placar, anulado um gol legítimo do Cruzeiro. O juiz de campo abusou do direito de proteger o Fluminense marcando faltas inexistentes, não dando vantagem ao Cruzeiro e até “desespulsando” o tricolor Iuri, que agrediu jadson com um coice. Foram tantos os erros absurdos, que eles podem muito bem serem promovidos a sacanagem. 

MelhorDoJogo => EDÍLSON [[[11]]] Borges, Fernandão, Wagner, Palmeira, Setelagoas, Hugo, Igor, Bastos, Araujo, Velloso, Síndico —– HENRIQUE [[[8]]] Rezende, Clemenceau, Burian, Guidugli, Athiê, Ianni, Sobrinho, Barnabé —– DEDÉ [[[7]]] Uol, Castelões, Hiram, Klauss, Nem, Vanda, Patrícia —– FABRUNO [[[6]]] Sá, Seisaum, Ramos, Bitencourt, Chaves, Galvão —– EGÍDIO [[[3]]] Mateus, Schrier, Dudu —– FRED [[[3]]] King, Lauanda, Romarol —– JADSON [[[2]]] Efeagá, Pedro —– ABEL [[[1]]] Caolho —– TORCIDA [[[4]]] Albertim, Azevedo, Emerson, Figueiredo —– MARCÃO [[[1]]] Pimentel…

117 comentários para “Edílson, Henrique e Dedé, os melhores”

  1. SÍNDICO disse:

    TORCIDA CELESTE compareceu em bom número e apoiou seu time, sem esmorecimentos.
    FÁBIO quase não teve trabalho. As poucas bolas que chegaram, neutralizou, sem esforço.
    EDÍLSON apoiou e defendeu bem, teve calma na saída de bola, finalizou bem, inclusive com um tirambaço no travessão. Foi inteligente até no amarelo que tomou ao matar um contra-ataque tricolor. Baita partida! (Bruno Setelagoas)
    DEDÉ, no coração, anulou o ataque tricolor. Sem condições físicas, sentindo dores no joelho, esteve longe de brilhar, mas ainda assim foi um ponto de segurança num Cruzeiro que viu a bola queimar no pé pela grande pressão por conta da má posição na tabela. Não deu chances para Yony González e João Pedro, vencendo a maioria das disputas. (Uol Esporte)
    FABRUNO, seguro, com bom tempo de bola aérea defensiva (precisa melhorar a bola ofensiva) e boa velocidade na recuperação, foi um dos melhores do jogo. (Bruno Setelagoas).
    EGÍDIO apoiou o tempo todo, fez a jogada do gol mal anulado e ainda deu conta de marcar as subidas de Gilberto.
    HENRIQUE, com um time cheio de atacantes, teve de se desdobrar para marcar o meio de campo do Fluminense, sempre com dois jogadores a mais. Deu conta do recado e ainda encontrou forças para ir ao ataque. Desta vez, contou com a ajuda de Jadson na marcação e nas coberturas, o que deu mais tranquilidade aos laterais para agirem o ataque.
    JADSON fez uma partida ok. Recebeu vaias que não merecia. Perdeu boa chance de abrir o placar no 1º tempo quando deu um peteleco para o gol após boa jogada de pivô do Fred. (Bruno Setelagoas)
    ROBINHO lutou muito, jogou fora de sua posição habitual, deslocado para a esquerda na etapa final, fez a jogada do gol mal anulado e saiu mais cedo, amarelado e cansado.
    MAURÍCIO entrou a trinta minutos do fim, para jogar na meia esquerda, mas não conseguiu produzir jogadas perigosas contra o ferrolho tricolor.
    DAVID, forte e impetuoso, tentou jogadas individuais, sem acabamento adequado. Saiu no intervalo e o time sentiu sua falta, perdendo pegada ofensiva.
    M GABRIEL entrou na etapa final para jogar pela direita, provavelmente, para cortar para o meio e arrematar de canhota. Acabou que cruzou, nem chutou. Foi uma invenção do técnico que não funcionou.
    SASSÁ resumiu sua apreciação em força e raça. Foi mais escudeiro do Fred do que centroavante. Na etapa inicial, teve boa oportunidade, mas ao invés de tocar com tranquilidade e convicção, quis enfiar goleiro, bola e beque para dentro do arco e desperdiçou boa chance de gol. Anda muito ansioso, mas continua sendo necessário neste momento. (Bruno Setelagoas)
    POPÓ jogou a meia hora final, sem brilho. Sem ter como aturar como o nove tradicional que é na base, muitas vezes, distante da área não ameaçou o arco tricolor.
    FRED jogou bem durante uma hora, com bons passes, finalização perfeita no lance do gol e mobilidade. Daí em diante, perdeu gás, embora tenha se mantido alerta à espera de uma bola que nunca chegava em condição de ser arrematada.
    ABEL escalou o time com dois centroavantes, trocou David por M Gabriel, no intervalo, e piorou o time. Na etapa final, inverteu as posições de Robinho, que foi para a esquerda, e M Gabriel, que foi para a direita, e não conseguiu nenhum resultado com essa invenção, e colocou os garotos Popó e Maurício, que tampouco resolveram os problemas ofensivo do time. Seu mérito foi buscar alternativas para um time que tem imensa dificuldade para marcar gol. Além disto, mandando seu time atacar, mobilizou a torcida. O saldo [poderia ter sido a vitória, mas isto a arbitragem gasificas do combo gaúcho não permitiu.
    CRUZEIRO começou pressionando a saída de bola tricolor, mas não teve calma para definir as jogadas. Dominou o jogo todo, mandou bola na baliza, teve gol mal anulado, correu bastante, mas colhei apenas um ponto, embora merecesse os três.
    FLUMINENSE armou uma retranca apostando nos contratareis com Yoni Gonzáles, que foi contido por Dedé. fez cera, contou com muita ajuda da arbitragem e conseguiu o empate sonhado. O beque Nino e o volante Daniel foram os melhores.
    ÁRBITROS mexeram no placar, anulado um gol legítimo do Cruzeiro. O juiz de campo abusou do direito de proteger o Fluminense marcando faltas inexistentes, não dando vantagem ao Cruzeiro e até “desespulsando” o tricolor Iuri, que agrediu jadson com um coice. Foram tantos os erros absurdos, que eles podem muito bem serem promovidos a sacanagem.

  2. SÍNDICO disse:

    TORCIDA CELESTE compareceu em bom número e apoiou seu time, sem esmorecimentos.

  3. SÍNDICO disse:

    FÁBIO quase não teve trabalho. As poucas bolas que chegaram, neutralizou, sem esforço.

  4. SÍNDICO disse:

    EDÍLSON apoiou e defendeu bem, teve calma na saída de bola, finalizou bem, inclusive com um tirambaço no travessão. Foi inteligente até no amarelo que tomou ao matar um contra-ataque tricolor. Baita partida! (Bruno Setelagoas)

  5. SÍNDICO disse:

    DEDÉ, no coração, anulou o ataque tricolor. Sem condições físicas , sentindo dores no joelho, esteve longe de brilhar, mas ainda assim foi um ponto de segurança num Cruzeiro que viu a bola queimar no pé pela grande pressão por conta da má posição na tabela. Não deu chances para Yony González e João Pedro, vencendo a maioria das disputas. (Uol Esporte)

    • Bruno 7L RJ disse:

      Parece estar jogando no sacrifício. Foi soberano na zaga e mais cauteloso na saída de bola. A sua bola aérea ofensiva, outrora tão perigosa, não tem surtido mais efeito.

    • Wagner CPM disse:

      Seguro.

    • Ernani Bittencourt disse:

      Com ele jogando o espirito da defesa é outro, corre e briga por dois.

    • zuloobas disse:

      MDJ, o volume de jogo da equipe passa pela segurança defensiva que ele imprime. De fato, anda sem inspiração na bola aérea ofensiva, msm assim, MDJ. Gostei tb de Fabruno, Edílson, Egídio, Henrique e Fred. Robinho tá em péssima fase, Sassá é péssimo.

  6. SÍNDICO disse:

    FABRUNO, seguro, com bom tempo de bola aérea defensiva (precisa melhorar a bola ofensiva) e boa velocidade na recuperação, foi um dos melhores do jogo. (Bruno Setelagoas).

  7. SÍNDICO disse:

    EGÍDIO apoiou o tempo todo, fez a jogada do gol mal anulado e ainda deu conta de marcar as subidas de Gilberto.

    • Bruno 7L RJ disse:

      Bateu cartão na caneta por jogo, como sempre. Tentou trocentos cruzamentos mas a maioria a zaga cortou quer seja por estarem posicionados, quer seja porque o cruzamento não foi bom. O cruzamento que acertou (pintura de cruzamento) o careca ré no quibe anulou o gol. Deu uma boa finalização na 1ª etapa tbm. Fez boa partida.

    • Wagner CPM disse:

      Incansável!

    • Ernani Bittencourt disse:

      Erra muito mais que acerta, para fazer o cruzamento do gol preciso de Fred, errou uns 10 do mesmo molde e ainda deu uns 10 passes errados na hora da onça beber agua. Precisa melhorar muito pra ficar mais ou menos.

  8. SÍNDICO disse:

    HENRIQUE, com um time cheio de atacantes, teve de se desdobrar pra marcar o meio de campo do Flumninense, sempre com dois jogadores a mais. Deu conta do recado e ainda encontrou forças pra ir ao ataque. Desta vez, contou com a ajuda de Jadson na marcação e nas coberturas, o que deu mais tranquilidade aos laterais pra agirem o ataque.

    • Bruno 7L RJ disse:

      Lutou muito, desarmou algumas boas bolas, mas devolveu mais da metade delas em erros de passes. Achei um pouco lento pra soltar a bola em determinados momentos.

    • Wagner CPM disse:

      Apagado.

    • Ernani Bittencourt disse:

      Burocratico e sem saida de jogo , errou passes demais e atrasou demais o jogo tocando para trás.

    • Bruno 7L RJ disse:

      Fez uma partida ok. Recebeu vaias que não merecia. Perdeu boa chance de abrir o placar no 1º tempo quando deu um peteleco pro gol após boa jogada de pivô do Fred.

    • Wagner CPM disse:

      regular.

    • Ernani Bittencourt disse:

      Muito limitado , marca e cobre bem o meio mas quase nada faz para criação e melhoria de ataque, não é nem um pouco ousado, limita a tocar bolas pro mais proximo tipo henrique.

  9. SÍNDICO disse:

    ROBINHO lutou muito, jogou fora de sua posição habitual, deslocado pra esquerda na etapa final, fez a jogada do gol mal anulado e saiu mais cedo, amarelado e cansado.

    • Bruno 7L RJ disse:

      Se movimentou, tentou, buscou o jogo, queria matar o Vin Diesel após anulação do gol. Enfim, guerreou. Mas pregou como sempre. Mas se não pediu pra sair, acho que não deveria ter saído.

    • Wagner CPM disse:

      regular.

    • Ernani Bittencourt disse:

      Para quem tem a função de criar e alimentar o ataque fez muito pouco, esforço e vontade não resolve. O que conta é bola na casinha e ele não pos ninguem em modos de fazer. Limitado.

    • Fernando Henrique disse:

      Jogador mais decisivo do Cruzeiro hoje, encontra espaços, ajuda na marcação e pode decidir o jogo em uma bola, com na metida para o Gidão. Errou muito ontem em função do ferrolho tricolor e talvez da ansiedade.

  10. SÍNDICO disse:

    MAURÍCIO entrou a trinta minutos do fim, pra jogar na meia esquerda, mas não conseguiu produzir jogadas perigosas contra o ferrolho tricolor.

  11. SÍNDICO disse:

    DAVID, forte e impetuoso, tentou jogadas individuais, sem acabamento adequado. Saiu no intervalo e o time sentiu sua falta, perdendo pegada ofensiva.

  12. SÍNDICO disse:

    M GABRIEL entrou na etapa final pra jogar pela direita, provavelmente, pra cortar [ro meio e arrematar de canhota. Acabou que cruzou, nem chutou. Foi uma invenção do técnico que não funcionou.

  13. SÍNDICO disse:

    SASSÁ resumiu sua apreciação em fForça e raça. Foi mais escudeiro do Fred do que centroavante. Na etapa inicial, teve boa oportunidade mas ao invés de tocar com tranquilidade e convicção, quis enfiar goleiro, bola e beque pra dentro do arco e desperdiçou boa chance de gol. Anda muito ansioso, mas continua sendo necessário neste momento. (Bruno Setelagoas)

    • Bruno 7L RJ disse:

      Força e raça. Nada mais. Foi mais um fiel escudeiro do Fred do que centroavante. No 1º tempo teve boa oportunidade mas ao invés de tocar com tranquilidade e convicção, quis enfiar goleiro, bola, zagueiro tudo junto pro gol. Ansiedade pelo momento? Pode ser. Mesmo com toda grosseria, não podemos abrir mão de um jogador brigador desses, considerando o atual momento.

    • Wagner CPM disse:

      Esforçado.

    • Ernani Bittencourt disse:

      Muita luta, muita vontade, pouca inteligencia e pouca sorte,

    • Thiago 5 estrelas disse:

      É muito ruim de bola. Típico caso de jogador que teve o ponto fora da curva no início de carreira e garantiu o futuro. Não tem culpa de nada disso, até se esforça para tentar ajudar, mas no momento precisamos de mais inteligência e intimidade com a pelota.

    • jrgalvao disse:

      inutil, pessimo e burro

  14. SÍNDICO disse:

    POPÓ jogou a meia hora final, sem brilho. Sem ter como aturar como o nove tradicional que é na base, muitas vezes, distante da área não ama;vou o arco tricolor.

  15. SÍNDICO disse:

    FRED jogou bem durante uma hora, com bons passes, finalização perfeita no lance do gol e mobilidade. Daí em diante, perdeu gás, embora tenha se mantido alerta à espera de uma bola que nunca chegava em condição de ser arrematada.

    • Bruno 7L RJ disse:

      Bom 1º tempo, fez um bom papel de pivô em vários lances. Mas dos 15 minutos do 2º tempo em diante, pregou. Prova disso era a facilidade que os zagueiros tricoletes tinham para sair jogando em cima dele.

    • Wagner CPM disse:

      Esforçado.

  16. SÍNDICO disse:

    ABEL escalou o time com dois centroavantes, trocou David por M gabriel, no intervalo, e piorou o time. Na etapa final, inverteu as posições de Robinho, que foi pra esquerda, e M Gabriel, que foi pra direita, e não conseguiu nenhum resultado com essa invenç!ao, e colocou os garotos Popó e Maurício, que tampouco resolveram os problemas ofensivo do time. Seu mérito foi buscar alternativas pra um time que tem imensa dificuldade pra marcar gol. Além disto, mandando seu time atacar, mobilizou a torcida. O saldo [poderia ter sido a vitória, mas isto a arbitragem gasificas do combo gaúcho não permitiu.

    • Bruno 7L RJ disse:

      Tava lá no sofazão, tomando uma breja, comendo um camarão fritinho, e o telefone tocou oferecendo uma missão danada de difícil. Pensou: “Ah, a próxima temporada de La Casa de Papel vai demorar mesmo, vou lá…”. Escalação diferente mas ok. Substituições esquisitas demais. Sem critério.

      • Thiago 5 estrelas disse:

        Já não tem mais condição de ser treinador, hoje está mais para motivador. Lembra um pouco o Joel quando chegou por aqui chamando o Tiago Ribeiro de “o da mercedes”. Deve ser viciante demais essa profissão, o cara poderia estar na manha curtindo a vida mas não larga o osso de jeito nenhum.

    • jrgalvao disse:

      Esse ja era

  17. SÍNDICO disse:

    CRUZEIRO começou pressionando a saída de bola tricolor, mas não teve calma pra definir as jogadas. Dominou o jogo todo, mandou bola na baliza, teve gol mal anulado, correu bastante, mas colhei apenas um ponto, embora merecesse os três.

    • Bruno 7L RJ disse:

      Zica dos infernos que não sai. O trabalho foi muito bem feito.

    • Velloso disse:

      Cruzeiro começou bem, fechou espaços de saída de bola do Fluminense e teve ímpeto ofensivo. David, Sassá e Fred se esforçaram, mas as concatenações foram atrapalhadas pelo nervosismo. No final do primeiro tempo, o time carioca teve a bola e o Cruzeiro parece ter dosado forças para suportar a segunda etapa. A entrada do MGabriel tirou potência do ataque e, de quebra, limitou as opções. As outras duas entradas, para novo fôlego, não foram tão participativas. Além da substituição de intervalo que nada acrescentou, as constantes interferências do VAR novamente desequilibraram o emocional já frágil dos atletas e da torcida. De positivo, as laterais aparecendo como opção e a dupla de zaga – além da torcida, que já conhecemos. De negativo, os erros de passe nas saídas de bola. Domínio, frustração e não aceitação ainda nos perseguem. E a frustração é aceitável se dela tirarmos forças.

  18. SÍNDICO disse:

    FLUMINENSE armou uma retranca apostando nos contratareis com Yoni Gonzales, que foi contido por Dedé. fez cera, contou com muita ajuda da arbitragem e conseguiu o empate sonhado. O beque Nono e o volante Daniel foram os melhores.

  19. SÍNDICO disse:

    ÁRBITROS mexeram no placar, anulado um gol legítimo do Cruzeiro. O juiz de campo abusou do direito de proteger o Fluminense marcando faltas inexistentes, não dando vantagem ao Cruzeiro e até “desespulsando” o tricolor Iuri, que agrediu jadson com um coice. Foram tantos os erros absurdos, que eles podem muito bem serem promovidos a sacanagem.

    • Bruno 7L RJ disse:

      Sinceramente, o lance da expulsão achei até correta a atitude. Não foi coice. Mas sobre o resto do jogo? Vin Diesel nos sac@neou legal.

  20. Matheus Chaves disse:

    FB.

  21. BURIAN disse:

    A situação está complicada e os caras estão claramente muito nervosos (é uma quantidade absurda de passes errados). Voto no HENRIQUE! Incrível como ainda tem gente que critica o cara!

  22. PIMENTEL disse:

    MARCÃO pela primeira vez não seguiu a cartilha do Diniz. Montou time para tirar 2 pontos do adversário e colocar um para sua poupança de fora de casa. Se deu resultado o que ele efetivamente tramou, leva meu voto.

  23. PALMEIRA disse:

    O time não jogou mal. O problema é que o nervosismo está falando mais alto e, somado ao fato do gol anulado, bate um desespero. Apesar da rodada negativa para o Cruzeiro, eu ainda acredito em recuperação. Acho que uma vitória convincente pode provocar isso. Não é possível que um time que chegou à semifinal de Copa do Brasil, oitavas de Libertadores pode chegar a esse ponto! Vou votar no EDÍLSON, mas poderia ser em outros três ou quatro. Só o Fabio não teve trabalho.

  24. Fernandão disse:

    Cara, tô sofrendo demais. Acho que a queda do WPS, que no momento não tem nada a ver com a nossa crise técnica, é a única coisa possível para injetar ânimo na torcida e no time para enfrentar o desafio. Tá todo mundo se esforçando, mas parece que tem um peso invisível puxando pra trás. Tá difícil. Que venha a catarse da salvação, que está parecendo improvável no momento.

  25. Fernandão disse:

    Edílson foi o melhor.

  26. SÍNDICO disse:

    NEVES é o cara do cruzeiro que se recupera mais rapidamente, depois de um jogo. E é um dos que mais correm. Contra o Goiás, foram 11 Km percorridos. Pelé, em seu auge, corria 7 Km por jogo. Tostão, três, Gerson, dois.

  27. washington ramos disse:

    Tá fácil então, vamos contratar Usain Bolt e tudo resolvido. Corre 11km arrastando em campo, velocidade baixa e passes equivocados. Pelé, Tostão e Gérson não foram nada, NEVES é o cara. MdJ – FABRUNO. Vilão: Sassá. (seu cérebro é o físico). Trapalhão: Abel (como substitui mal e ainda é bem informado: “Joel disputou a Copa Africana de Nações’, o cara estava afastado por problemas cardíacos). PdJ – M Gabriel, o inútil: “A gente joga bola e não consegue ganhar”. Deve ser fã do Ultraje a Rigor.

  28. Fernando Henrique disse:

    JADSON, pela intensidade e complexidade do que foi encarregado de fazer durante os 90 minutos.

  29. Fernando Henrique disse:

    Partida do Jadson e do Henrique ontem foi de alta complexidade e periculosidade, jogaram no fio da navalha do plano de jogo, pois além de organizar o meio pra atacar precisavam estar atentos às coberturas e qualquer erro mínimo expunha o time e os obrigava a entrar em modo de defesa intensivo, haja vista o toque de bola frenético do Fluminense.

    • Fernando Henrique disse:

      Naturalmente erraram algumas bolas, seja por nervosismo ou por cansaço, e por isso não foram perdoados pelos ceguetas, que assim como o juiz arregão, não acreditam no que os próprios olhos testemunham.

  30. Vocês estão com o Terço em dia, senhores?

  31. Gostei muito dos dois laterais ontem. Egídio foi incansável e Edílson fez a melhor partida dele aqui em muito tempo. A zaga teve firme e o ataque continua sendo nosso maior problema, não faz mal a ninguém.

  32. O Cruzeiro foi melhor que seus últimos 3 adversários e não conseguiu vencer nenhum deles. Time parece não saber o que fazer com a bola e quando consegue criar, ou tem gols mal anulados ou fica na trave, como ontem.

  33. Wagner CPM disse:

    O lance do gol anulado ja vi e revi e não consigo chegar a uma conclusão se foi falta ou não.

    • Bruno 7L RJ disse:

      Acidente de trabalho. Não foi falta. Nessa toada bolada será falta logo logo.

    • Thiago 5 estrelas disse:

      A questão do lance na minha opinião é que independente de ser ou não falta, não é lance para revisão. O juiz viu a jogada, estava bem posicionado e entendeu que foi lance normal. O assistente de vídeo chamar para revisão é quebra de protocolo, pois é lance interpretativo. Mesma coisa do gol anulado contra as frangas na CB.

    • Ernani Bittencourt disse:

      O lance que anulou o gol foi um roubo descarado de um trio que estava operando o VAR e com nitida orientação de ferrar o Cruzeiro, faziam revisão de quase todos os lances que podiam comprometer o nosso time. Tiraram o vermelho do Yuri e arranjaram um amarelo pro Fred, Em outros momentos que O fluminense atacava sempre estavam na orelha do Juiz soprando algo. FOi um absurdo a decisão do Juiz pautadas por esse fdp que estava no VAR. Robinho que sofreu a falta e ao cair encostou o pe no defensor. Se fosse o caso de interpretar como agressão caberia cartão amarelo mas nunca ser falta pois ele recebeu falta antes e uma coisa mata outra. Uma falta não elimina a anterior. ROUBO e fica de graça.

  34. Wagner CPM disse:

    Rodriguinho virando o Podreguinho. Não volta mais este ano. Lascou.

    • Pois é… e torcedor secando jogador ou rogando praga.
      Esta daí foi mais uma ducha de água estupidamente gelada… estou até dando um tempo num monte de atividades.
      Eu contava como CERTO o retorno dele para nossa recuperação…
      ACHO que aí tem coisa… #AgoradeuMEDO !
      ]

  35. Wagner CPM disse:

    Segundo o UOL: Cruzeiro pagou R$1,2 mi a empresa para tirar CND, mas hoje não tem certidão…

    • Wagner CPM disse:

      Cruzeiro pagou quase R$ 1,3 milhão a empresa para tirar Certidão Negativa de Débito. Há indícios de que conselheiro do clube faturou com o acordo, conforme investigação da Polícia Federal. Clube mineiro, hoje, não tem Certidão Negativa de Débito, mas diz ter recebido do escritório de contabilidade. Escritório fez contabilidade da empresa de Sérgio Nonato, ex-diretor geral do clube.

  36. Romarol disse:

    Minha resposta a um grande amigo cruzeirense pelo WhatsApp: “O Cruzeiro será rebaixado somente matematicamente. Estamos a 4 pontos do gigante CSA. Ontem fomos roubados. Contra o Goiás, dependendo do momento que se considera o toque da assistência, há impedimento ou não. Mas é provável que ocorra o rebaixamento. Desde a décima rodada só se fala nisso. Pensamento tem poder. Se ocorressem as vitórias contra o Goiás e o Fluminense nem estaríamos na zona de rebaixamento. Pra cair, tem que ser muito ruim, principalmente esse ano, com tantos times meia boca. E o Cruzeiro é muito melhor que muito time. Mas a ansiedade e a pressão, deixam os jogadores e os treinadores piores do que são. Se esquecesse do passado e focasse apenas daqui pra frente, sairia naturalmente dessa situação. Era mais difícil sair se fosse um time muito ruim como já tivemos vários no passado”.

  37. SÍNDICO disse:

    MelhorDoJogo => EDÍLSON [[[10]]] Borges, Fernandão, Wagner, Palmeira, Setelagoas, Hugo, Igor, Bastos, Araujo, Velloso —– HENRIQUE [[[8]]] Rezende, Clemenceau, Burian, Guidugli, Athiê, Ianni, Sobrinho, Barnabé —– DEDÉ [[[7]]] Uol, Castelões, Hiram, Klauss, Nem, Vanda, Patrícia —– FABRUNO [[[6]]] Sá, Seisaum, Ramos, Bitencourt, Galvão, Chaves —– EGÍDIO [[[3]]] Mateus, Schrier, Dudu —– FRED [[[3]]] King, Lauanda, Romarol —– JADSON [[[2]]] Efeag;a, Pedro —– ABEL [[[1]]] Gesoco —– TORCIDA [[[4]]] Albertim, Azevedo, Emerson, Figueiredo —– MARCÃO [[[1]]] Pimentel…

  38. Quando vejo: 1) torcedores escolhendo Edílson melhor em campo 2) torcedores “comemorando” hipotética renúncia coletiva 3) DM anunciando que Rodriguinho só no ano que vem 4) Torcidas organizadas pagas brigando por aparecer mais 5) torcedor indo na onda da rádias e laias Só concluo que ESTAMOS FERRADOS. DEPRIMENTE! O tal COLAPSO que escrevi não tem UMA AÇÃO que faça a reversão da curva. E as partes estão preocupadas com seus “dogmas” e interesses. Não conseguiram em 2011, agora parece que VAI…

    • Fernandão disse:

      LHE CABE ENTÃO: 1) Anunciar quem foi o melhor em campo na sua opinião e na opinião dos demais; 2) Lamentar a hipotética renúncia coletiva; Pai amado. Você mistura tudo e se contradiz freneticamente. Ataca os torcedores do Cruzeiro “futebol” Clube, dizendo que eles não alteram o rumo do clube mas encasqueta com o que eles pensam (!) quando é diferente do que você pensa. O que eu vi ontem no Mineirão é uma vontade enorme de ajudar, de apoiar. E uma aflição medonha após o jogo acabar. Um estado de desolação coletiva. Mas pra você são sempre alienados indo na onda de rádio, teleguiados, beócios etc. Não te entendo mesmo, principalmente a sua necessidade de estar sempre na ofensiva.

      • 1) Tenho obrigação NENHUMA. Ainda mais ante a estultice coletiva guiada.
        2)
        2.1 Quer dizer o que EU tenho que escrever? rsrsrs
        2.2 Não tenho culpa da SUA incapacidade de filtrar, interpretar etc. (falácia do atacar o oponente para tentar justificar opinião sua sobre o que EU ESCREVO é feia)
        2.3 Torcedores do Cruzeiro FUTEBOL Clube não são torcedores do Cruzeiro Esporte Clube.. não passam de simpatizantes e palpiteiros de teclado ou de mesa de bêbados de boteco.
        2.4 Não discuti o apoio da torcida… as torcidas organizadas brigaram antes, durante e depois. Se você não viu ou não quis ver, não tenho culpa.
        2.5 Desolação coletiva… rsrsrs Foi seduzido pelo choro do RObinho ou Edílson, ME POUPE !
        2.6 A maioria, NÃO TODOS pois tem que haver alguma réstia de luz ante o obscurantismo das redes sociais.
        2.7 Não vim para explicar porra nenhuma e nem para obter entendimento de ninguém… quero somente que as pessoas PENSEM (coisa que você não deve exercitar bem… ou se faz, não consegue contra-argumentar, sem atacar minha forma e minha pessoa). Apresente SEUS argumentos sobre os MEUS argumentos… Se eu ataco faço COLETIVAMENTE e não individualmente como você e outros que se acham (aqui no PHD tá CHEIO!) fazem… mas eu entendo, preferem o obscurantismo.
        PENSE ! PENSE ! PENSE ! Verbalize sobre IDEIAS, sobre COISAS… abstraia de avaliação sobre as pessoas… não tente entendê-las enquanto indivíduos… somos (pelo menos eu sou) metamorfoses ambulantes… e a minha frase do dia no Facebook e Twitter será em sua homenagem hoje, rsrsrs

  39. jrgalvao disse:

    FABRICIO BRUNO

  40. Taí disse:

    Espero que o ânimo do técnico na coletiva não contamine o elenco.

    • Taí disse:

      O time do CEC está vivenciando a fase nutella, onde há aquela empolgação e euforia inicial em resolver as coisas mas basta algo dar errado para cair em depressão.

  41. Taí disse:

    Quem acompanha o Brasileirão sabe que psicologicamente o time já está rebaixado. As conversas nos finais das partidas e coletivas são exatamente as mesmas de outros clubes rebaixados.

    • Taí disse:

      Prioridade do clube é contratar um psicólogo para tentar reverter isso, pq no que depender do técnico nessa parte, estaremos lascados.

  42. zuloobas disse:

    Itair caiu apesar de Raul Seixas dizer que isso seria impossível. Que coisa, não?