Ramon, Adílson, Cabral, destaques no deserto

Por Jorge Angrisano Santana | Em 16 de março de 2020

ATUAÇÕES dos protagonistas do CRUZEIRO 0-1 COIMBRA, 15mar20dom16h, Independência, Belo Horizonte, 9ª rodada do Mineiro 2020:

TORCIDA CELESTE, sem acesso ao estádio, só pôde produzir asneiras nas redes. E não economizou no besteirol. Gente burra do cacete, que não consegue entender a situação do clube e só ajuda a findá-lo cada vez mais.

FÁBIO, sem culpa no gol, fez duas grandes defesas.

JADSOM marcou bem, apesar da mania de cometer faltas desnecessárias, a do gol, inclusive. No apoio foi zero à esquerda.

MARLLON alternou rebatidas, com atentados à integridade da bola.

RAMON, um dos melhores do jogo, foi bem nos duelos e nas rebatidas.

SANTOS não comprometeu na marcação e deu alguma força ao ataque.

JEAN marcou razoavelmente e deu alguns bons passes.

CABRAL voltou dos depois de quatro meses de inatividade jogando bem. Marcou forte, deu bons passes e se apresentou na área adversária para tentar o gol.

MAURÍCIO começou na direita, foi para o meio, movimentou-se bastante e teve uma chance de gol, num lance em que sofreu pênalti não marcado.

EVERTON foi o pior em campo. Não marcou, não armou, não driblou, não chutou, enfim, não jogou.

JESUS deveria jogar rente à linha lateral e atacar velocidade. Não conseguiu, por ter sido pouco acionado. Saiu no intervalo.

ROBERT jogou a etapa final, sem brilho.

THIAGO foi quem mais correu na equipe celeste, disputando todas as bolas, com os defensores laranjas. Saiu na metade da etapa final.

MORENO perdeu uma boa chance de marcar, após receber cruzamento de Rafael Santos. E foi só.

JUDIVAN entrou no fim do jogo e não teve chance de arremate a gol, sua missão.

ADÍLSON montou um time com dois beques que não se conheciam, um lateral improvisado e dois colantres que estavam há meses parados. O time sofreu com o desentrosamento na etapa inicial, mas fez um bom segindo tempo, com várias finalizações e pelos menos duas chances de gol. Seu única o erro foi ter mantido em campo Everton Felipe, uma nulidade que fez o time atuar com um a menos. No fim., seu tome tomou um gol contra e ele pagou sozinho pela derrota, ao ser demitido por um cartola amador.

CRUZEIRO foi dominado na etapa inicial, mas equilibrou a partida na parte final e teve até chance de vencer. Mas tomou um gol miserável causado pelo medo de um jogador da barreira de tomar bolada.

COIMBRA, bem armado, anulou todas as jogadas do Cruzeiro na etapa inicial. Na etapa final, foi dominado, mas conseguiu um gol inesperado a cinco minutos do fim e soube segurar a vantagem.

ÁRBITROS mexeram no placar ao deixar de marcar pênalti de Glaycon em Maurício, na etapa inicial.

MelhorDoJogo => RAMON [[[11]]] Ge, Setelagoas, Chiabi, Rosan, Penido, Ramos, Silas, Bastos, França, Vanda, Dudu —— CABRAL [[[7]]] Walery, Edson, Maury, Rocha, Bitencourt, Velloso, Síndico —– ADÍLSON [[[9]]] Matheus, Jean, King, Amaral, Soeiro, Orozimbo, Morato, Romarol, Barnabé —— EVERTON [[[1]]] Castelões —— SANTOS [[[1]]] Rizzi —– JADSOM [[[1]]] Pinheiro —– VÍTOR [[[1]]] Itatiaia —— PARANHOS [[[1]]] Schrier —– GIACOMINI [[[2]]] Uol, Ianni…

Deixe um comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.