Rafael defendeu tudo; David foi o dono dos gols

Por SÍNDICO | Em 11 de março de 2019

ATUAÇÕES dos protagonistas do CRUZEIRO 2-0 TOMBENSE, no Mineirão, Belo Horizonte, 10mar19dom16h, 10ª rodada do Mineiro 2019?

TORCIDA CELESTE quase metade dos 11 mil presentes entrou de graça. Comparecimento ridículo, um pouco por conta da tempestade que se abateu sobre Beagá uma hora antes do jogo, em parte por conta da preguiça e da falta de compromisso do torcedor. O apoio ao time também não foi lá essas coisas…

RAFAEL fez quatro defesaças, inclusive a do pênalti bem batido por Juan.

OREJUELA atacou com frequência e razoável qualidade. Na defesa, também marcou razoavelmente.

DEDÉ cometeu duas falhas, uma delas burlesca ao tentar cabecear uma bola rasteira. Abusou dos esticões –ao menos três logo nos primeiros dez minutos, afora isto, a eficiência de sempre.

FABRUNO jogou bem, marcando fazendo coberturas e rebatendo.

DODÔ, após um primeiro tempo discreto, melhorou no segundo. Serviu para o segundo gol, após tabela com David. Na defesa, não comprometeu.

LUCAS foi o maestro. Protegeu a defesa, deu qualidade à saída de bola e apoiou com bons passes.

CABRAL formou ótima dupla com Lucas, distribuindo passes de alta qualidade e ajudando a marcar pela esquerda.

JADSON quase não participou do jogo na etapa inicial, jogando mais avançado. Na parte final, movimentou-se mais, aparecendo na armação pelo meio e na marcação.

NEVES jogou pouco mais de meia hora até sentir dores na panturrilha e sair. Até então, não havia feito grande coisa.

MARQUINHOS entrou na parte final do primeiro tempo, em ligar de Neves. Fez um gol mal anulado e cometeu um pênalti mal marcado. Foram seus lances de destaque.

DAVID sofreu pênalti e fez gol. Tentou outras jogadas, que não deram certo. Mas estas duas bastaram pra decidir a partida.

KAYZER entrou no jogo, como sempre, soltando fogo pelas ventas. Mas suas jogadas deram pouco resultado, tanto na direita, quanto na esquerda.

SASSÁ fez um gol de pênalti, perdeu outro e não deu sossego à bequeira tombense nas saídas de bola.

POPÓ estreou jogando pouco mais de quinze minutos, A bola se ofereceu uma única vez, na área adversária, mas ele não conseguiu o arremate. 

MANO montou o time possível nas circunstâncias e fez as alterações corretas. O time fez bom primeiro tempo e razoável segundo. No intervalo, brigou com o chefe da arbitragem, provavelmente, pra se prevenir de futuros prejuízos nas fases seguintes e decisivas do campeonato.

 CRUZEIRO fez um ótimo primeiro tempo, quando poderia ter resolvido a parada, não fosse um gol mal anulado. Perdeu gás na etapa final, mas levou o jogo com segurança até o fim. Jadson não funcionou substituindo Robinho, mas Lucas e Cabral mandaram no jogo e comandaram o time. Foram os melhores, embora o brilho maior tenha sido de Rafael, pelo pênalti defendido.

TOMBENSE foi muito tímido na etapa inicial, jogando o tempo todo na defesa. Na parte final, atacou, criou chances de gol e mostrou que pode mais do que a oitava posição que ocupa no momento. Juan, Bruno Ferreira, Felipe e Ortega foram os melhores. Ricardo Jesus esteve durante uma hora em campo, sem ver a cor da bola. E não foi por culpa dele.

ÁRBITROS mexeram no placar, anulando gol legítimo de Marquinhos Gabriel. O pênalti a favor do Tombense também não existiu. Erros comuns de arbitragem, mas que poderiam ser decisivos, caso o jogo estivesse parelho.

MelhorDoJogo => RAFAEL [[[22]]] Guerra, Clemente, Burian, Dulce, Seisaum, Matheus, Schrier, Toledo, Celeste, Clemenceau, Rocha, Walterson, Walery, Fernandes, Avelar, Rosan, Espigão, Tate, Muzzi, Cláudio, Bastos, Anchieta —– DAVID [[[11]]] Uol, Rezende, Nanayoski, Morato, Silvercan, Galvão, Setelagoas, Marcoalex, França, Barnabé, Dudu —– LUCAS [[[1]]] Síndico —– MANO [[[2]]] Beth, Chiabi.

31 comentários para “Rafael defendeu tudo; David foi o dono dos gols”

  1. SÍNDICO disse:

    TORCIDA CELESTE quase metade dos 11 mil presentes entrou de graça. Comparecimento ridículo, um pouco por conta da tempestade que se abateu sobre Beagá uma hora antes do jogo, em parte por conta da preguiça e da falta de compromisso do torcedor. O apoio ao time também não foi lá essas coisas…

  2. SÍNDICO disse:

    RAFAEL fez quatro defesaças, inclusive a do pênalti bem batido por Juan.

  3. SÍNDICO disse:

    OREJUELA atacou com frequência e razoável qualidade. Na defesa, também marcou razoavelmente.

  4. SÍNDICO disse:

    DEDÉ cometeu duas falhas, uma delas burlesca ao tentar cabecear uma bola rasteira. Abusou dos esticões –ao menos três logo nos primeiros dez minutos, afora isto, a eficiência de sempre.

  5. SÍNDICO disse:

    FABRUNO jogou bem, marcando fazendo coberturas e rebatendo.

  6. SÍNDICO disse:

    DODÔ, após um primeiro tempo discreto, melhorou no segundo. Serviu para o segundo gol, após tabela com David. Na defesa, não comprometeu.

  7. SÍNDICO disse:

    LUCAS foi o maestro. Protegeu a defesa, deu qualidade à saída de bola e apoiou com bons passes.

  8. SÍNDICO disse:

    CABRAL formou ótima dupla com Lucas, distribuindo passes de alta qualidade e ajudando a marcar pela esquerda.

  9. SÍNDICO disse:

    JADSON quase não participou do jogo na etapa inicial, jogando mais avançado. Na parte final, movimentou-se mais, aparecendo na armação pelo meio e na marcação.

  10. SÍNDICO disse:

    NEVES jogou pouco mais de meia hora até sentir dores na panturrilha e sair. Até então, não havia feito grande coisa.

  11. SÍNDICO disse:

    MARQUINHOS entrou na parte final do primeiro tempo, em ligar de Neves. Fez um gol mal anulado e cometeu um pênalti mal marcado. Foram seus lances de destaque.

  12. SÍNDICO disse:

    DAVID sofreu pênalti e fez gol. Tentou outras jogadas, que não deram certo. Mas estas duas bastaram pra decidir a partida.

  13. SÍNDICO disse:

    KAYZER entrou no jogo, como sempre, soltando fogo pelas ventas. Mas suas jogadas deram pouco resultado, tanto na direita, quanto na esquerda.

  14. SÍNDICO disse:

    SASSÁ fez um gol de pênalti, perdeu outro e não deu sossego à bequeira tombense nas saídas de bola.

  15. SÍNDICO disse:

    POPÓ estreou jogando pouco mais de quinze minutos, A bola se ofereceu uma única vez, na área adversária, mas ele não conseguiu o arremate.

  16. SÍNDICO disse:

    MANO montou o time possível nas circunstâncias e fez as alterações corretas. O time fez bom primeiro tempo e razoável segundo. No intervalo, brigou com o chefe da arbitragem, provavelmente, pra se prevenir de futuros prejuízos nas fases seguintes e decisivas do campeonato.

  17. SÍNDICO disse:

     CRUZEIRO fez um ótimo primeiro tempo, quando poderia ter resolvido a parada, não fosse um gol mal anulado. Perdeu gás na etapa final, mas levou o jogo com segurança até o fim. Jadson não funcionou substituindo Robinho, mas Lucas e Cabral mandaram no jogo e comandaram o time. Foram os melhores, embora o brilho maior tenha sido de Rafael, pelo pênalti defendido.

  18. SÍNDICO disse:

    TOMBENSE foi muito tímido na etapa inicial, jogando o tempo todo na defesa. Na parte final, atacou, criou chances de gol e mostrou que pode mais do que a oitava posição que ocupa no momento. Juan, Bruno Ferreira, Felipe e Ortega foram os melhores. Ricardo Jesus esteve durante uma hora em campo, sem ver a cor da bola. E não foi por culpa dele.

  19. SÍNDICO disse:

    ÁRBITROS mexeram no placar, anulando gol legítimo de Marquinhos Gabriel. O pênalti a favor do Tombense também não existiu. Erros comuns de arbitragem, mas que poderiam ser decisivos, caso o jogo estivesse parelho.

  20. Bruno 7L RJ disse:

    DAVID

  21. SÍNDICO disse:

    MARCAS: Cruzeiro, 200 jogos no Novo Mineirão; Dedé, 150 jogos com a camisa celeste, Rafael, 109 jogos; Popó subiu da Base carregando 127 gols e 44 assistências.

  22. rosan amaral disse:

    David jogou 60 minutos muito bem. Mas o RAFAEL jogou 99 minutos sem falhas (não teve culpa do juiz errar e marcar pênalti; foi lá e pegou o pênalti).

  23. Ronaldo disse:

    Cruzeiro não tem dinheiro para Atletismo mas tem dinheiro para remunerar Gustavo P3rrela.

  24. SÍNDICO disse:

    MelhorDoJogo => RAFAEL [[[21]]] Guerra, Clemente, Burian, Dulce, Seisaum, Schrier, Toledo, Celeste, Clemenceau, Rocha, Walterson, Walery, Fernandes, Avelar, Rosan, Espigão, Tate, Muzzi, Cláudio, Bastos, Anchieta —– DAVID [[[11]]] Uol, Rezende, Nanayoski, Morato, Silvercan, Galvão, Setelagoas, Marcoalex, França, Barnabé, Dudu —– LUCAS [[[1]]] Síndico —– MANO [[[2]]] Beth, Chiabi.

  25. GUERRA disse:

    O time estava bem mexido, dá para dar um desconto em função de desentrosamento etc etc… Lucas Silva jogou abaixo do seus melhores dias, Dodô, um tanto quanto tímido (mas é bom jogador), Dedé “pixotou”, David está progredindo, Ozéruela é habilidoso, técnico, mas precisa de uma chamada ao pé do ouvido do Mano, perde bolas que podem resultar em contra-ataques terríveis. RFAEL, sensacional! Popó leva jeito para a profissão.

  26. CELESTE disse:

    Votei no RAFAEL, porém o time foi muito bem no todo. David deu assistências, sofreu penalty e deixou o seu. Partida perfeita. O Cabral, com menos responsabilidade na marcação, teve seus momentos de Gérson. O Fabrício Bruno pareceu confiante. Eu já me acostumei com o modo de trabalho do MM. Tem o time na mão e parece ser muito bom de vestiário. É lá que o time começa a ganhar os jogos.

  27. ITATIAIA disse:

    A crise política e humanitária na Venezuela pode refletir no confronto entre Cruzeiro e Lara, marcado pra quarta, às 19h15, no Mineirão. Em razão do apagão que atinge o país desde a semana passada, a delegação venezuelana tem dificuldade pra deixar o país vizinho rumo a BH, já que a falta de energia impede decolagens e pousos. A programação inicial da delegação do Lara era deixar o país em voo fretado nesta segunda. No entanto, a saída foi adiada pra manhã desta terça.

    • ANTAGONISTA disse:

      Apagão de Maduro entra no terceiro dia. O porta-voz de Nicolás Maduro, Jorge Rodríguez, anunciou a prorrogação por mais 24 horas do que a ditadura chama de “suspensão das atividades laborais e educativas” na Venezuela. Isso significa que escolas continuarão sem aulas e empresas sem trabalho no terceiro dia de apagão no país –a retomada do fornecimento de energia elétrica foi parcial ou inexistente, dependendo da região. O problema na hidrelétrica de Guri, que abastece 70% do território venezuelano, continua sendo chamado de “sabotagem” pelo ditador. Trata-se, é claro, de sua extrema competência em destruir o que ainda resta da Venezuela.