Fábio, Maurício, Henrique: destaques contra o Bacalhau

Por SÍNDICO | Em 2 de setembro de 2019

Atuações dos protagonistas do CRUZEIRO 1-0 VASCO, Mineirão, Belo Horizonte, 01set19dom19h, 17ª rodada do Brasileiro 2019, pot FERNANDÃO ÁVILA:

TORCIDA CELESTE alentoi o time menos do que devia, porque a  organizada estava mais preocupada com as brigas antes e depois do jogo do que em alentar o time. Passou boa parte do jogo provocando a organizada rival e fazendo auto-elogios. A galera foi despertada pela defesa do Fábio, mas como a coisa tava feia foi diminuindo a empolgação. Após o gol redentor, só festa.

Fábio puxou a vaca pelo rabo quando ela ia em carreira desembestada rumo ao brejo. Ceni deveria acender uma velinha ao antigo rival que pegou um pênalti que virou a partida do avesso, animicamente.

Orejuela, mais contido na marcação, demonstrou vigor e força em cada disputa pela bola, embora diversas vezes tenha se achada em situações de risco, risco esse proporcionado pela ausência de proteção.

Fabruno será condenado pelos incautos hão por conta do pênalti. Dadas as circunstâncias ele fez o que tinha que fazer. Tentou atrapalhar a conclusão do adversário que poderia ter insistido em finalizar e ter errado o alvo. Fora o lance (quase) capital, bloqueou arremates da entrada da área que tinham destino certo e tentou ajudar na saída de bola, nunca se omitindo.

Dedé, como de praxe, empurrou o time para a frente na base do entusiasmo, embora tenha um índice de acerto baixíssimo nas viradas de jogo e esticões. Zagueirando esteve inspirado em um dia em que o sistema de jogo não o protegia.

Egídio deu duas potenciais assistências, como de praxe, desperdiçadas por quem haveria de concluir a jogada. Na parte defensiva, fez um bom jogo, compondo a última linha. Quando o sistema se desfazia por conta da orientação do “pressing” do chefe, atraiu os olhos dos cornetas, sendo culpado por todos os buracos de seu lado do campo.

Henrique preocupou-se em dar volume de jogo ao time, distribuindo as bolas lateralmente e fazendo a melhor escolha para iniciar os ataques. Na fase defensiva, deveria trancar a cabeça de área como o 1 central do 4-1-4-1 do chefe, mas invés disso socorreu os colegas que tinha dificuldades em compor a segunda linha. Correu por ele e pelo time como sempre.

Robinho, sacrificado como segundo volante, fez um jogo para esquecer. Erros na saída de bola, pouca presença no campo ofensivo e pouca combatividade na fase defensiva. Deixou Orejuela e Dedé na mão várias vezes na partida.

Neves tentou ser o cara o ataque. Circulando para receber e arriscando passes de primeira que poderiam ter desmontado a defesa. Embora tenha tentado, provavelmente atendendo a pedidos, não vai bem quando tem de iniciar a construção de jogadas. Parece acelerar o jogo de maneira arriscada, proporcionando perdas de bola com o time saindo, contei dois erros desse tipo no jogo. Boa entrega ao jogo, saiu cansado.

M Gabriel passou desapercebido em boa parte do jogo. Na sua missão de “dar amplitude” fica preso na lateral oposta onde o jogo se desenvolve e acaba sendo pouco participativo. Quando a bola sobrou, como no primeiro lance do segundo tempo, quase guardou. Jogo apagado.

David, perseguido insistentemente pelo corneta que estava duas cadeiras ao meu lado no Mineirão, fez bom jogo. Senão pela técnica, pelo menos pelos dribles e agudeza. Enfileirou marcadores em duas oportunidades no jogo. Na segunda delas, contando com um pouquinho de sorte, descolou a assistência que decidiu o jogo.

Rocha fez outro jogo ruim, Ele não é ponta, nem centroavante. Me parece que a posição dele é circular atrás do pivô, o segundo atacante naquele 4-4-2 clássico. Não teve força nem altura para se impor à bequeira adversária, nem velocidade para se desvencilhar dela. Ainda foi pouco útil nas tabelas e aproximações.

Fred esteve mal. Não sei se falta saúde ou interesse para futebol em alto nível. Desconfio que seja interesse porque reparei no intervalo que o jogador não participou da roda de bobinho, como os demais reservas. Em campo se fez notar pela reclamação excessiva com os colegas, por um impedimento meio infantil e por uma tentativa de assistência para o Maurício. Sassá tem sido muito mais útil nessa posição e principalmente nessa situação de jogo.

Maurício foi o jogador mais importante do jogo pelo gol. O resto nem importa muito. Boa sorte garoto! Que seja o primeiro de muitos!

Ceni, incensado antes da hora, foi mal na ideia geral de jogo. Podia ter guardado uma alternativa de velocidade para o segundo tempo. Usando de cara as três peças que tem, desperdiçou duas, Pedro chá preso entre os beques, Marquinhos pregado na linha lateral. Após o intervalo olhava para o banco com cara de desalento, graças a uma situação que ele mesmo gestou. Utilizou mal Robinho que mais uma vez mostrou um “não sei e não quero aprender” em relação à volância. Nas substituições pensou igualmente do no jogo contra o Vasco e na quarta-feira, se aprender rápido aprenderá que o Fred sempre que entra no segundo tempo, entra andando.

Cruzeiro, perdido entre os conceitos do antigo chefe e do novo, fez um jogo ruim. Não foi rápido para recuperar a bola, mas quando tentou, desorganizou-se. Tentou fazer o jogo associativo, mas ainda tem espaços enormes entre os jogadores, impedindo as tabelas e forçando recuos de bola em excesso, principalmente por parte dos pontas. Os caras não encostam, porque estão preocupados em abrir espaços e dar amplitude – essas coisas modernas que ninguém aprendeu ainda. De bom? O time se doa em campo e a maré parece ter virada.

Vasco fez um jogo melhor que o seu rival, finalizando mais e tendo melhores transições ofensivas. Perdeu porque quem está debaixo dos paus fez a difere. (Síndico)

ÁRBITROS trabalharam bem. Marcelo Aparecido, escalado como auxiliar do Var, teve que assumir o comando da arbitragem de campo pouco antes do jogo começar, por causa de uma indisposição de Héber Roberto Lopes. Experiente, conduziu bem a partida, sem amolar aos dois times, com decisões equivocadas.

MelhorDoJogo => FÁBIO [[[27]]] Ge, Uol, Seisaum, Eamos,  Zuloobas, Marc, Beth, Chiabi, Alex, Palmeira, Bitencourt, Setelagoas, João, Arreguy, Wagner, Galvão, Romarol, Walery, Morato, Schrier, Ivana, Soalheiro, Olivieri, Garcia, Ulhôa, Patrícia, Lulu —– HENRIQUE [[[9]]] Penido, Hiram. Rizzi, Rosan, Bastos, Anchieta, Artur, Barnabé, Dudu —– MAURÍCIO [[[8]]] Nanayoski, Fivestars, Razende, Vanda, Burian, Pinheiro, Nem, Síndico —– NEVES [[[2]]] Sá, Jotapê —– —– EGÍDIO [[[2]]] Jonas, Pedro —– DEDÉ [[[1]]] Orozimbo —– FRED [[[1]]] Lauanda —– DAVID [[[1]]] Estevão —– CENI [[[2]]] Márcio, Soeiro…

123 comentários para “Fábio, Maurício, Henrique: destaques contra o Bacalhau”

  1. SÍNDICO disse:

    TORCIDA CELESTE

    • Fernandão disse:

      A organizada estava mais preocupada com as brigas antes e depois do jogo do que em alentar o time. Passou boa parte do jogo provocando a organizada rival e fazendo auto-elogios. A galera foi despertada pela defesa do Fábio, mas como a coisa tava feia foi diminuindo a empolgação. Após o gol redentor, só festa.

    • jrgalvao disse:

      organizada o de sempre, ou seja nada, mas tem uma moral danada com a rainha e o protegido safado. Torcedor normal sempre ajuda mais

    • Taí disse:

      Treinar cruzamentos dia e noite.

    • jrgalvao disse:

      fenomenal em recuar bolas,, tou com saudades, do tempo quando errava o ultimo passe, mas ia pra cima,agora, so no jogo de recuo para o beque o goleiro

    • Marcbsb disse:

      Realmente precisa treinar cruzamentos. Tem disposição, falta técnica. Mas é um bom lateral.

    • Taí disse:

      O que esse jogador realmente tem? Depois que renovou o contrato não consegue mais ficar 100%?

    • jrgalvao disse:

      fingem que pagam ele fingem que joga mas tem uma moral danada com teleguiados

    • Marcbsb disse:

      Fez bem a distribuição de jogo. Se querem que ele apareça mais à frente, não vai ser como 2° volante. Achei que cumpriu bem a missão que lhe foi atribuída.

    • Taí disse:

      O técnico ainda não entendeu a estatística do jogador. Então lá vai: 1 jogo bom para 8 ruins… Rs …

    • jrgalvao disse:

      Das neves, tem tempo que finge que joga

    • Marcbsb disse:

      Se apresentou muito bem enquanto esteve em campo. Arriscou bons chutes e apareceu bem em ao menos 2 cabeçadas perigosas (um pouco mais de capricho e poderiam ter sido gol).

    • Taí disse:

      Inoperante como falso 9. Quantos jogos mais serão necessários para entender que jogo contra as frangas foi uma exceção, pois é incapaz de dominar a bola de costas para zaga. Mil vezes o Fred doente nessa posição.

    • jrgalvao disse:

      futebol desaparecido tem tempos, vive dos gols nas frangas, mas precisa se explicar

    • Marcbsb disse:

      Mal. Mostrou que sua posição deve ser carregando a bola e não recebendo de costas pra zaga.

    • jrgalvao disse:

      pelo menos tenta e nao finge, como outros queridinhos dos teleguiados

    • Marcbsb disse:

      Entrou com disposição, orientando e até pressionando a saída de bola algumas vezes. Mas nenhuma jogada que mereça destaque.

  2. SÍNDICO disse:

    EDERSON teve menos de dez minutos pra fazer algo relevante e, obviamente, isto não foi possível.

    • Taí disse:

      Está demorando para entender algumas coisas que são de domínio público. Sugiro assistir alguns jogos da época do Mano e repensar sobre Robinho e Neves juntos e o Rocha como falso 9.

    • jrgalvao disse:

      Precisa fazer magica, como nao é milagreiro, espero que vire magico na quarta. A invenção do dodo no meio, talvez seja a solução

    • Marcbsb disse:

      Está tentando colocar um time mais técnico em campo. Seria ótimo se o time tivesse fôlego para pressionar a saída de bola. O estilo moderno que quer implantar fica limitado pela idade dos jogadores. Como os melhores jogadores não estão mais no auge físico, tem que optar entre mais técnica ou mais fôlego. Tem optado por técnica no meio e fôlego nos lados (laterais e pontas).

    • jrgalvao disse:

      Torço para que caia e nao vai ser dificil

    • Marcbsb disse:

      Achei muito bem treinado. Moleques novos alternando marcação alta (às vezes com 4 ou 5 jogadores pressionando a saída) e ferrolho com os 11 atrás da intermediária. Apesar da minha torcida pra cair, acho que vai ficar no meio da tabela.

  3. SÍNDICO disse:

    ÁRBITROS trabalharam bem. Marcelo Aparecido, escalado como auxiliar do Var, teve que assumir o comando da arbitragem de campo pouco antes do jogo começar, por causa de uma indisposição de Héber Roberto Lopes. Experiente, conduziu bem a partida, sem amolar aos dois times, com decisões equivocadas.

  4. SÍNDICO disse:

    ROGÉRIO CENI: “Interessado e concentrado, Thiago Nevres faz a diferença”.

  5. Bruno 7L RJ disse:

    FÁBIO

  6. rosan amaral disse:

    HENRIQUE, menção honrosa para o David. Fábio? ele é “hours concurs”.

  7. Eduardo Arreguy Campos disse:

    Se pudesse, eu votava no ROGÉRIO CORRÊA e no ROGER FLORES pela animação na transmissão. Eles conseguiram ver um excelente primeiro tempo disputado entre os dois times. Se não puder, voto no FÁBIO.

  8. Eduardo Arreguy Campos disse:

    Ceni precisa achar uma solução para a saída de bola do Cruzeiro. Quando o Robinho está marcado, o time não consegue sair jogando. E como o Dedé e o Fabrício não sabem jogar com a bola nos pés, tome recuo de bola para o Fábio, que ainda vai matar um do coração.

    • Bruno 7L RJ disse:

      Achei que o Henrique não se apresentou tanto neste jogo. Nos 2 anteriores ele vinha buscar a bola.

  9. MORATO disse:

    FÁBIO o melhor, Dedé um gigante, Thiago Neves bem, Mauricio o herói. LEDIO CARMONA, um pé no saco. O David tem alguma habilidade, se movimenta, mas falta um pouco mais de qualidade no seu futebol. E cada vez mais eu vejo que não tem.

  10. BURIAN disse:

    Eu iria de novo votar no Orejuela (que baita lateral!!!), mas vou homenagear o menino! Voto no MAURÍCIO mesmo! Vamos dar força para a nossa base (o que é ótimo, dada a proibição que tivemos, durante muitos anos, de lançar qualquer garoto no time profissional)!

  11. Leonardo Matarelli disse:

    Ceni é inteligente. Foi treinado por Telê e Muricy. Sabe que se jogar contra o Inter como jogou contra Santos e Vasco, com o meio campo aberto, vulnerável e despovoado, corre o risco de voltar de POA com um resultado histórico. E contrário à equipe que dirige.

  12. Wagner CPM disse:

    FÁBIO O melhor em campo. Pedro Rocha, M. Gabriel e David os piores.

  13. Taí disse:

    IF not exist BEST_PLAYER THEN ‘Henrique’ ELSE BEST_PLAYER. Rs… Alguns entenderão.

    • SÍNDICO disse:

      Só quem comemorou os 11 títulos que ele conquistou com a camisa celeste.

      • Taí disse:

        Contribuiu bastante para nossas conquistas mas está abaixo de outros nomes como: Piazza , Zé Carlos e Ricardinho.

      • Bruno 7L RJ disse:

        Maldonado, Paraná, Ramires.

      • Taí disse:

        Sendo que esse último o único que tive o prazer de ver jogar. Apesar n° impressionante de partidas, faltou ao jogador alguma característica que o destacasse na posição em relação ao futebol nacional.

      • Taí disse:

        Bruno, procurei associar grandes características com o tempo jogado pelo clube, por isso excluí alguns como Maldonado que não ficou muito tempo, Marquinhos Paraná seria algo parecido com Henrique, e Ramires, apesar do pouco tempo, foi um dos poucos volantes que ganharam notoriedade internacional.

      • Taí disse:

        Opa, me enganei! Maldonado ficou mais tempo que imaginava rs…

    • Bruno 7L RJ disse:

      Every single freak time!

    • SÍNDICO disse:

      TOLICE comparar jogadores de épocas distintas que jogaram em esquemas distintos, ao lado de jogadores diferentes etc. P futebol da época do Piazza e o da época do Henrique são esportes vagamente parecidos.

      • Bruno 7L RJ disse:

        Diante desse pensamento, não podemos afirmar que Pelé foi e ainda é o maior do futebol, Jordan o maior do basquete, Senna maior das pistas e por aí vai. Tá serto, entendi…

  14. jrgalvao disse:

    FABIO

  15. Marcbsb disse:

    FÁBIO. Com menção honrosa ao Maurício e TN.

  16. SÍNDICO disse:

    MelhorDoJogo => FÁBIO [[[25]]] Ge, Uol, Zuloobas, Marc, Beth, Chiabi, Alex, Palmeira, Bitencourt, Setelagoas, João, Arreguy, Wagner, Galvão, Romarol, Walery, Morato, Schrier, Ivana, Soalheiro, Olivieri, Garcia, Ulhôa, Patrícia, Lulu —– MAURÍCIO [[[8]]] Nanayoski, Fivestars, Razende, Vanda, Burian, Pinheiro, Nem, Síndico —– HENRIQUE [[[7]]] Hiram. Rosan, Bastos, Anchieta, Artur, Barnabé, Dudu —– NEVES [[[2]]] Sá, Jotapê —– DEDE [[[1]]] Orozimbo —– EGÍDIO [[[1]]] Pedro —– FRED [[[1]]] Lauanda —– CENI [[[2]]] Márciom Soeiro…

  17. Taí disse:

    Fábio para vice-prefeito, isso é falta do que noticiar?

  18. jfabio disse:

    O Rogério Ceni está tentando “equilibrar pratos”, na esperança de campeonar. Se o Cruzeiro morrer contra o Inter, a limpeza começará mais cedo.

    • SÍNDICO disse:

      O jogadores atuais servem pra campeonar na Copa do Brasil, mas não pra disputar o Brasileiro?

      • Taí disse:

        Entendi o posicionamento do jfabio. O próprio Ceni soltou a indireta, segundo um colega do blog, sentiu o drama com os medalhões que sem receberem direito há alguns meses fingem que jogam. A depender do comprometimento ou falta desse na partida contra o Inter, o treinador poderá fazer a limpeza isolando os problemas que geraram a queda do Mano.

  19. Bruno 7L RJ disse:

    OT: Aí o Palmeiras manda o Felipão embora e cogita Mano para recuperação no Brasileirão.

    • Taí disse:

      Seis por meia dúzia.

    • Wagner CPM disse:

      Com elenco e a grana do palmeiras, vai chegar, ganhar alguns titulos, cair a performance e ser demitido. É o ciclo do futebol.

      • Bruno 7L RJ disse:

        No CEC os times do Mano campeonaram apesar da performance não tão boa. O meu comentário foi em relação ao Brasileirão, campeonato que o My Name Is não possui bom retrospecto.

  20. Thiago 5 estrelas disse:

    Fluminense perdeu um caminhão de gols e foi castigado no final. Rodada excelente.

  21. Thiago 5 estrelas disse:

    Maurício

  22. FERNANDÃO disse:

    Fábio puxou a vaca pelo rabo quando ela ia em carreira desembestada rumo ao brejo. Ceni deveria acender uma velinha ao antigo rival que pegou um pênalti que virou a partida do avesso, animicamente.
    Orejuela, mais contido na marcação, demonstrou vigor e força em cada disputa pela bola, embora diversas vezes tenha se achada em situações de risco, risco esse proporcionado pela ausência de proteção.
    Fabruno será condenado pelos incautos hão por conta do pênalti. Dadas as circunstâncias ele fez o que tinha que fazer. Tentou atrapalhar a conclusão do adversário que poderia ter insistido em finalizar e ter errado o alvo. Fora o lance (quase) capital, bloqueou arremates da entrada da área que tinham destino certo e tentou ajudar na saída de bola, nunca se omitindo.
    Dedé, como de praxe, empurrou o time para a frente na base do entusiasmo, embora tenha um índice de acerto baixíssimo nas viradas de jogo e esticões. Zagueirando esteve inspirado em um dia em que o sistema de jogo não o protegia.
    Egídio deu duas potenciais assistências, como de praxe, desperdiçadas por quem haveria de concluir a jogada. Na parte defensiva, fez um bom jogo, compondo a última linha. Quando o sistema se desfazia por conta da orientação do “pressing” do chefe, atraiu os olhos dos cornetas, sendo culpado por todos os buracos de seu lado do campo.
    Henrique preocupou-se em dar volume de jogo ao time, distribuindo as bolas lateralmente e fazendo a melhor escolha para iniciar os ataques. Na fase defensiva, deveria trancar a cabeça de área como o 1 central do 4-1-4-1 do chefe, mas invés disso socorreu os colegas que tinha dificuldades em compor a segunda linha. Correu por ele e pelo time como sempre.
    Robinho, sacrificado como segundo volante, fez um jogo para esquecer. Erros na saída de bola, pouca presença no campo ofensivo e pouca combatividade na fase defensiva. Deixou Orejuela e Dedé na mão várias vezes na partida.
    Neves tentou ser o cara o ataque. Circulando para receber e arriscando passes de primeira que poderiam ter desmontado a defesa. Embora tenha tentado, provavelmente atendendo a pedidos, não vai bem quando tem de iniciar a construção de jogadas. Parece acelerar o jogo de maneira arriscada, proporcionando perdas de bola com o time saindo, contei dois erros desse tipo no jogo. Boa entrega ao jogo, saiu cansado.
    M Gabriel passou desapercebido em boa parte do jogo. Na sua missão de “dar amplitude” fica preso na lateral oposta onde o jogo se desenvolve e acaba sendo pouco participativo. Quando a bola sobrou, como no primeiro lance do segundo tempo, quase guardou. Jogo apagado.
    David, perseguido insistentemente pelo corneta que estava duas cadeiras ao meu lado no Mineirão, fez bom jogo. Senão pela técnica, pelo menos pelos dribles e agudeza. Enfileirou marcadores em duas oportunidades no jogo. Na segunda delas, contando com um pouquinho de sorte, descolou a assistência que decidiu o jogo.
    Rocha fez outro jogo ruim, Ele não é ponta, nem centroavante. Me parece que a posição dele é circular atrás do pivô, o segundo atacante naquele 4-4-2 clássico. Não teve força nem altura para se impor à bequeira adversária, nem velocidade para se desvencilhar dela. Ainda foi pouco útil nas tabelas e aproximações.
    Fred esteve mal. Não sei se falta saúde ou interesse para futebol em alto nível. Desconfio que seja interesse porque reparei no intervalo que o jogador não participou da roda de bobinho, como os demais reservas. Em campo se fez notar pela reclamação excessiva com os colegas, por um impedimento meio infantil e por uma tentativa de assistência para o Maurício. Sassá tem sido muito mais útil nessa posição e principalmente nessa situação de jogo.
    Maurício foi o jogador mais importante do jogo pelo gol. O resto nem importa muito. Boa sorte garoto! Que seja o primeiro de muitos!
    Ceni, incensado antes da hora, foi mal na ideia geral de jogo. Podia ter guardado uma alternativa de velocidade para o segundo tempo. Usando de cara as três peças que tem, desperdiçou duas, Pedro chá preso entre os beques, Marquinhos pregado na linha lateral. Após o intervalo olhava para o banco com cara de desalento, graças a uma situação que ele mesmo gestou. Utilizou mal Robinho que mais uma vez mostrou um “não sei e não quero aprender” em relação à volância. Nas substituições pensou igualmente do no jogo contra o Vasco e na quarta-feira, se aprender rápido aprenderá que o Fred sempre que entra no segundo tempo, entra andando.
    Cruzeiro, perdido entre os conceitos do antigo chefe e do novo, fez um jogo ruim. Não foi rápido para recuperar a bola, mas quando tentou, desorganizou-se. Tentou fazer o jogo associativo, mas ainda tem espaços enormes entre os jogadores, impedindo as tabelas e forçando recuos de bola em excesso, principalmente por parte dos pontas. Os caras não encostam, porque estão preocupados em abrir espaços e dar amplitude – essas coisas modernas que ninguém aprendeu ainda. De bom? O time se doa em campo e a maré parece ter virado.
    Vasco fez um jogo melhor que o seu rival, finalizando mais e tendo melhores transições ofensivas. Perdeu porque quem está debaixo dos paus fez a difere

  23. Fernandão disse:

    Ficou meio embolado isso daí! Tinha de ter te mandado por e-mail?

  24. Tolentino disse:

    Lucas Silva rescindiu com o Real. Está livre para assinar com qualquer clube. Tá uma boa dica de reforço. Não temos um volante com tamanha qualidade no passe vertical ou nas viradas de jogo. Já tem identificação com a camisa e é adaptado ao clube.

    • Bruno 7L RJ disse:

      Não é o cara que o Ceni quer.

      • zuloobas disse:

        Se tivesse a grana, seria ótimo trazer esse campeão, mas o melhor seria dar chance ao Éderson que, para mim, se tiver sequência, será titular, ao lado de Henrique. Meu time seria: Fábio, Ore(Edílson), Dedé, Leo(Cacá como suplente) e Dodô (Testaria R. Santos e Cabral), Henrique, Éderson, Robinho e TN, David e Pedro (Fred, aproveitando a maré, continuaria entrando regularmente). E, a testar Dodô no meio, preferiria testar Edílson. Entendam-se os 11 fora dos parênteses, como titulares.

    • Wagner CPM disse:

      Não acredito que não iremos pegar ele de volta.

    • Velloso disse:

      Lucas Silva só poderia voltar agora ao Brasil se o contrato com o Real fosse rescindido antes do fim da janela no Brasil. Tem que ir pra um país onde a janela ainda esteja aberta – Portugal, mundo árabe, etc.

      • Tolentino disse:

        Não sou entendido de direito desportivo mas não foi o que ocorreu na vinda do Júlio Baptista.

  25. Matheus Penido disse:

    Ótima análise do Fernando. E meu voto atrasado vai pro HENRIQUE.

  26. Renato disse:

    kkkk, um dia eu vou ler aqui na resenha do Síndico> Henrique, eu te amo! Zueira, patrão. Henrique é bola!