Fábio, Robinho, Rodriguinho, Henrique, os bons

Por SÍNDICO | Em 8 de março de 2019

ATUAÇÕES dos protagonistas de HURACÁN 0-1 CRUZEIRO, Tomás Ducó, Buenos Aires, 07mar19qui19h, 1ª rodada, Libertadores 2019:

TORCIDA CELESTE compareceu e apoiou o time. Em torno de 300 fanáticos encararam a chuva e foram recompensados com uma excelente vitória.

FÁBIO fez duas defesaças no fim, que garantiram os três pontos. Bo decorrer do jogo, catou todas as bolas, fáceis ou difíceis. E sem jamais perder a tranquilidade.

EDÍLSON marcou bem e atacou algumas vezes, com segurança e bons lançamentos. O gol começou a ser construído com um passe dele.

LEO jogou pela direita da biqueira. Marcou, fez a cobertura da lateral, disputou bola pelo alto e por baixo, com sucesso, fez outra partida extraordinária, pela garra e inteligência. Só não precisava dar o pescoção em Barrios, que lhe rendeu um amarelo.

FABRUNO entrou na metade da etapa final, com a missão de disputar as áreas com Cháves e Barrios, o que fez com sucesso.

MURILO não se deixou intimidar pelos redialista malucos, que o perseguiram nos últimos jogos. Tranquilo, venceu quase todos os duelos por baixo e pelo alto. Ótima atuação.

EGÍDIO sofreu com Chimino, Roa e Gamba triangulando em seu setor. Quase não pôde atacar, pois recebeu ajuda insuficiente de Rafinha e Romero. Com a entrada de Cabral, contornou melhor os ataques dos quemeros.

HENRIQUE participou intensamente do jogo, aparecendo de uma área a outra. Coma bola nos pés nunca se complica, sem ela, se posicionou bem, dificultando a armação do Huracán, que diga-se não tem ninguém pra jogar com poucos espaços.

ROMERO empenhou-se bastante, como sempre, mas esqueceu-se de ajudar Egídio, que enfrentou os melhores do time adversário. Levou amarelo no fim da etapa inicial, ficou vulnerável, baixou o ritmo e foi substituído na etapa final.

CABRAL não entrou pra fazer estardalhaço, mas pra fechar o corredor esquerdo. E foi o que tentou fazer. No ataque, desperdiçou uma chance de arremate após jogada de Fred.

ROBINHO deu um passe de mestre pra Rodriguinho fazer o gol. Só este lance, que surpreendeu a defesa querem já bastaria pra colocado entre s melhores. Foi seu momento de inspiração. O resto foi aplicação pra tirar espaços do adversário.

RODRIGUINHO fez o gol, movimentou-se, criou alguns lances interessantes, mas perdeu gás e saiu pra que a defesa fosse reforçada.

RAFINHA lutou muito pra cercar Crimino e construir jogadas ofensivas. Na etapa final, perdeu força e foi até mais longe do que se imaginava, sendo substituído apenas nos minutos finais.

MARQUINHOS teve menos de dez minutos pra jogar e não jogou, pois a bola estava sempre a uns 50 metros dele.

FRED cumpriu papel importante, jogando como pivô e prendendo a defesa. Sem ele, a pressão teria sido maior. (Síndico) —– Jogou muito bem. Catimbou, tabelou com os meias e prendeu a zaga até o fim. (Marco Soalheiro)

MANO foi o artífice da vitória. Escalou corretamente e foi inteligente nas trocas. Fabruno entrou pra disputar pelo alto com Chávez e Barrios, Cabral pra auxiliar Egídio, que recebia escasso apoio de Romero e Rafinha e Marquinhos, porque Rafinha pregou. Radialista afoitos não entenderam suas opções, sinal de que são bastante distraídos.

CRUZEIRO enfrentou um time aguerrido, cujo forte é a jogada direita, sem escala na armação, e soube controlar a situação. Na etapa inicial, criou alguns bons lances, um deles aproveitado. Na parte final, teve duas oportunidades, mesmo com o adversário colocando mais dianteiros em campo e atraindo pro sufoco. Quem pediu show de bola tem razão pra ficar emburrado. Quem pedia os três pontos não tem de que reclamar.

HURACÁN foi um time voluntarioso, mas sem qualidade na construção de jogadas. Não trabalhou a bola no meio de campo, optando sempre pela moda direita e previsível. Os volantes marcaram bem, mas criaram jogadas mais refinadas pra Gamba e Barrios. A defesa esteve bem e o goleiro, quando exigido, não comprometeu. Os destaques foram Chimino, Gamba, pela direita, e o beque improvisado de lateral-esquerdo, Alderete.

ÁRBITROS não interferiram no placar. Faltou apenas um segundo amarelo pra roa, por falta repetida.

MelhorDoJogo => FÁBIO [[[17]]] Galvão, Chiabi, Márcio, Gonçalves, Ismail, Brasil, Viana, Walery, Dourado, Itamar, Morato, Rezende, Anchieta, Walfrido, Amaral, Lulu, Pedro —– ROBINHO [[[11]]] Vanda, Lauanda, Ge, Reis Olivieri, Schrier, Arreguy, Gil, Vasconcelos, Nanayoski, Diogo —– RODRIGUINHO [[[10]]] Sá, Victor, Albertim, Setelagoas, Bitencourt, Venâncio, Drummond, Bastos, Milani, Velame —– HENRIQUE [[[8]]] Penido, Joaquim, Zuloobas, Rocga, Albuquerque, Walterson, Rosan, Barnabé —– MURILO [[[6]]] Romarol, França, Guerra, Avelar, Wagner, Síndico —– LEO [[[1]]] Celeste —– FRED [[[1]]] Soalheiro —– EDÍLSON [[[1]]] Corleone —– MANO [[[2]]] Beth, Vilela…

70 comentários para “Fábio, Robinho, Rodriguinho, Henrique, os bons”

  1. SÍNDICO disse:

    TORCIDA CELESTE compareceue e apoiou o time. Em torno de 300 fanáticos encararam a chuva e foram recompensados com uma excelente vitória.

  2. SÍNDICO disse:

    FÁBIO fez duas defesa;das no fim, que garantiram os três pontos. Bo decorrer do jogo, catou todas as bolas, fáceis ou difíceis. E sem jamais perder a tranquilidade.

  3. SÍNDICO disse:

    EDÍLSON marcou bem e atacou algumas vezes, com segurança e bons lan;lamentos. O gol começou a ser construído com um passe dele.

  4. SÍNDICO disse:

    LEO jogou pela direita da biqueira. Marcou, fez a cobertura da lateral, disputou bola pelo alto e por baixo, com sucesso, fez outra partida extraordinária, pela garra e inteligência. S;o não precisava dar o pescoção em barris, que lhe rendeu um amarelo.

  5. SÍNDICO disse:

    FABRUNO entrou na metade da etapa final, com a missão de disputar as áreas com Cháves e Barrios, o que fez com sucesso.

  6. SÍNDICO disse:

    MURILO não se deixou intimidar pelos redialista malucos, que o perseguiram nos últimos jogos. Tranquilo, venceu quase todos os duelos por baixo e pelo alto. Ótima atuação.

    • Bruno 7L RJ disse:

      Muito bem, principalmente no 1º tempo. Jogando sério na etapa que as poças estavam enganando todo mundo. Deu a volta por cima em grande nível. Para não largar a corneta, deu uma bobeara no 2º tempo em lance que tentou antecipar o tal Gamba quando a zaga estava em linha. Levou sorte que a bola bateu na mão do cara.

    • rosan amaral disse:

      As funções ou posições do futebol que mais necessitam de ritmo de jogo são goleiros e zagueiros. Murilo começou o ano após grande inatividade. Começou mau no Mineiro onde se constatou falta de ritmo (o que com certeza levou a desconfianças externas e internas também – na última semana Mano “coçou a cabeça”). Dito isto, e observando uma partida disputada, campo pesado, libertadores jogo em estádio acanhado na Argentina, o Murilo foi muito bem. Ao final ele ajoelhou, deu Graças a quem deveria e até chorou (uma das últimas imagens dos jogadores no campo). Parabéns pelo retorno. Se o Grêmio ainda o quiser, que abra os cofres porque “de graça” é melhor ficar e ajudar o Maior de Minas.

      • Fernando Henrique disse:

        Tirou duas bolas que tinham como destino certo o nosso gol. Ao final da batalha aquática caiu de joelhos e chorou emocionado.

  7. SÍNDICO disse:

    EGÍDIO sofreu com Chimino, Roa e Gamba triangulando em seu setor. Quase não pôde atacar, pois recebeu ajuda insuficiente de Rafinha e Romero. Com a entrada de Cabral, contornou melhor os ataques dos quemeros.

    • Bruno 7L RJ disse:

      2º tempo ficou vendidinho da Silva. Romero e Rafinha deixaram ele contra 2 varias vezes. Destaque para finalização no fim do 1º tempo mas penso que a melhor opção seria cruzar.

    • BrunoBarros disse:

      Cabral não foi visto em nenhum momento no corredor esquerdo. Se era essa a intenção do treinador o jogador cometeu um ato de indisciplina.

  8. SÍNDICO disse:

    HENRIQUE participou intensamente do jogo, aparecendo de uma área a outra. Coma bola nos pés nunca se complica, sem ela, se posicionou bem, dificultando a armação do Huracán, que diga-se não tem ninguém pra jogar com poucos espaços.

    • Bruno 7L RJ disse:

      Deu aula de jogar para o time. Fez o simples.

    • rosan amaral disse:

      Jogo foi decidido pela “batalha dos bastardos”, digo, pela disputa no meio de campo. E lá no meio desta disputa o destaque foi o de sempre: Henrique. Principalmente nesta partida era necessário desafogar de um lado para o outro quando vinha a blitz dos portenhos. Henrique deu ritmo, virou o jogo, protegeu a intermediária e laterais. Para mim foi melhor que o Rodriguinho que também jogou muito.

  9. SÍNDICO disse:

    ROMERO empenhou-se bastante, como sempre, mas esqueceu-se de ajudar Egídio, que enfrentou os melhores do time adversário. Levou amarelo no fim da etapa inicial, ficou vulnerável, baixou o ritmo e foi substituído na etapa final.

    • Bruno 7L RJ disse:

      1º tempo muito bom. 2º tempo marcou de muito longe pelo lado esquerdo, sobrecarregando o Egídio. Outra ressalva é que ele precisa treinar finalização. Ontem esteve em boas condições de finalizar da entrada da área pelo menos 2 vezes e não o fez.

  10. SÍNDICO disse:

    CABRAL não entrou pra fazer estardalhaço, mas pra fechar o corredor esquerdo. E foi o que tentou fazer, No ataque, desperdiçou uma chance de arremate após jogada de Fred.

  11. SÍNDICO disse:

    ROBINHO deu um passe de mestre pra Rodriguinho fazer o gol. Só este lance, que surpreendeu a defesa querem já bastaria pra colocado entre s melhores. Foi seu momento de inspiração. O resto foi aplicação pra tirar espaços do adversário.

    • Bruno 7L RJ disse:

      Enquanto teve fôlego, fez muito bem o corredor direito. Sempre aparecendo bem para uma tabela. E fez uma metida de bola primorosa. Tem que jogar mais centralizado.

    • Fernando Henrique disse:

      Robinho é essencial pra esse time do Cruzeiro.

  12. SÍNDICO disse:

    RODRIGUINHO fez o gol, movimentou-se, criou alguns lances interessantes, mas perdeu gás e saiu pra que a defesa fosse reforçada.

    • Bruno 7L RJ disse:

      Excelente primeiro tempo, com boa movimentação, entrando bem na área. Segundo tempo caiu junto com o time quando começou a rifacão de bola.

  13. SÍNDICO disse:

    RAFINHA lutou muito pra cercar Crimino e construir jogadas ofensivas. Na etapa final, perdeu força e foi até mais longe do que se imaginava, sendo substituído apenas nos minutos finais.

  14. SÍNDICO disse:

    MARQUINHOS teve menos de dez minutos pra jogar e não jogou, pois a bola estava sempre a uns 50 metros dele.

  15. SÍNDICO disse:

    FRED cumpriu papel importante, jogando como pivô e prendendo a defesa. Sem ele, a pressão teria sido maior. (Síndico) —– Jogou muito bem. Catimbou, tabelou com os meias e prendeu a zaga até o fim. (Marco Soalheiro)

  16. SÍNDICO disse:

    MANO foi o artífice da vitória. Escalou corretamente e foi inteligente nas trocas. Abrunho entrou pra disputar pelo alto com Chávez e Barrios, Cabral pra auzxiliar Eg;rio, que recebia escasso apoio de Romero e Rafinhal e Marquinhos, porque Rafinha pregou. Radialista afoitos não entenderam suas opções, sinal de que são bastante distraídos.

    • Bruno 7L RJ disse:

      Mais ou menos, mais ou menos… só não dá pra saber se o time não valorizou a posse de bola no 2º tempo por questões técnicas ou táticas.

    • BrunoBarros disse:

      Depois da entrada do Fabrício Bruno o Huracan criou suas melhores chances na bola aérea, chegando inclusive a marcar um gol, impedido por muito, mas muito pouco mesmo. Salvo engano o beque reserva só tocou em uma bola das inúmeras que o time argentino levantou na área do Cruzeiro, principalmente após essa alteração equivocada que só chamou mais ainda a bola pra perto do nosso gol. Acreditar que colocar outro zagueiro seja melhor defensivamente do que investir num jogo mais forte com a posse de bola mostra bem a imensa limitação do atual treinador do Cruzeiro. Como trilha sonora pro Mano, e sua forma limitada de entender o futebol, só deixo o refrão de uma música do Paralamas do sucesso, lançada no começo da década de 90, “eu tenho o cagaço de descer ladeira abaixo, tenho o cagaço de pensar demais’. Coragem Mano, coragem!

      • SÍNDICO disse:

        MANO não chamou o Huracán. El Turco, sem ter o que perder, é que colocou dois centroavantes em cima da bequeira celeste. Mano apenas tratou de elevar a altura da bequeira pra suportar os ataques aéreos. O placar final lhe deu razão.

      • BrunoBarros disse:

        Após um primeiro tempo meia bomba o Cruzeiro voltou pra segunda etapa sem o menor interesse pela bola, uma característica marcante do trabalho do seu atual treinador, e viu o adversário chegar e finalizar seguidamente. Mano então achou por bem, após a entrada do Chávez que é um jogador que faz muito também os lados de campo, aliás essa é a sua origem, simplesmente colocar um zagueiro e tirar o seu ponta-de-lança sob uma justificativa de que o Huracan criaria jogadas na base da bola aérea. Ele tinha razão, eles criaram e chegaram até a marcar. Sabe porquê? Porque o problema não era esse. Era a falta de tentativa de jogo, de ficar com a bola, de desgrudar o time da metade defensiva do campo. Não ficar levando sufoco o tempo inteiro e contando com milagres individuais, Murilo salvou 2 gols certos, Fábio nem se fala, é muito melhor.

    • rosan amaral disse:

      Síndico, quando se começa a falar que o gajo foi “mais ou menos” pode apostar: foi bem.

    • Matheus Penido disse:

      Mano trabalhou bem ontem. Escalou quem tinha que escalar e mandou bem nas trocas. Meu único reparo é que ele poderia ter acionado Marquinhos um pouco antes.

  17. SÍNDICO disse:

    CRUZEIRO enfrentou um time aguerrido, cujo forte é a jogada direita, sem escala na armação, e soube controlar a situação. Na etapa inicial, criou alguns bons lances, um deles aproveitado. Na parte final, teve duas oportunidades, mesmo com o adversário colocando mais dianteiros em campo e atraindo pro sufoco. Quem pediu show de bola tem razão pra ficar emburrado. Quem pedia os três pontos não tem de que reclamar.

  18. SÍNDICO disse:

    HURACÁN foi um time voluntarioso, mas sem qualidade na construção de jogadas. Não trabalhou a bola no meio de campo, optando sempre pela moda direita e previsível. Os volantes marcaram bem, mas criaram jogadas mais refinadas pra Gamba e Barrios. A defesa esteve bem e o goleiro, quando exigido, não comprometeu. Os destaques foram Chimino, Gamba, pela direita, e o beque improvisado de lateral-esquerdo, Alderete.

  19. SÍNDICO disse:

    ÁRBITROS não interferiram no placar. Faltou apenas um segundo amarelo pra roa, por falta repetida.

  20. GE disse:

    Robinho – nota: 7. O melhor em campo pelo Cruzeiro. Teve uma importante composição pelo lado direito da defesa e foi muito produtivo no ataque, se movimentando bastante e ainda dando o passe para o gol de Rodriguinho.

    • GE disse:

      Rodriguinho – nota: 6.5. Autor do gol cruzeirense, Rodriguinho também foi muito importante para o Cruzeiro, principalmente no primeiro tempo, quando foi o “cérebro” da equipe e o homem de mais criatividade. Foi premiado pelo gol.

      • GE disse:

        Fábio – nota: 7. O goleiro cruzeirense apareceu no segundo tempo mais. E foi quando a Raposa precisou. Nos últimos minutos, quando a equipe apenas se defendeu, Fábio apareceu e salvou a equipe em alguns lances. O último com a perna direita, após rebote na grande área.

      • GE disse:

        Fábio – 7 Edilson – 5 Léo – 5.5 Murilo – 4.5 Fabrício Bruno – 5 Egídio – 6 Henrique – 6.5 Lucas Romero – 4.5 Ariel Cabral – 4.5 Robinho – 7 Rodriguinho – 6.5 Marquinhos Gabriel – 5 Rafinha – 6 Fred – 5.5

      • Bruno 7L RJ disse:

        Murilo 4,5 é sacanagem.

  21. Bruno 7L RJ disse:

    RODRIGUINHO

  22. Thiago 5 estrelas disse:

    Não posso opinar sobre o jogo pois fui de radinho. Me impressionou a ruindade de narração e comentários do pessoal da Itatiaia que eu não ouvia fazia vários anos. Covarde a cornetação em cima do Murilo.

    • SÍNDICO disse:

      De vez em quando pegam um pra Cristo. Já fizeram com o Ábila. Tentam fazer o mesmo com o Henrique, mas como podem se queimar ficam só nas entrelinhas.

  23. Bruno 7L RJ disse:

    Parabéns mulherada do PHD! E mulheres dos phdistas!

  24. Eduardo Arreguy Campos disse:

    ROBINHO. Jogando pelo meio o futebol dele rende muito mais, é ali que deve ficar.

  25. Matheus Penido disse:

    HENRIQUE.

  26. Celeste disse:

    Fred poderia ter coroado sua atuação com um gol no final do segundo tempo. Preferiu passar a bola ao invés de bater de primeira.

  27. zuloobas disse:

    Vi o jg pela TV Portuguesa e o narrador disse: partida monstruosa de Henrique e destacou tb Leo, Romero, Robinho e Rodriguinho. Só assisti o 2º tempo.

  28. jrgalvao disse:

    FABIO

  29. Souza disse:

    Só assisti aos melhores momentos, por isso não é possível opinar adequadamente. Mas três coisas me chamaram a atenção neste VT resumido: 1°) O Murilo cometeu um pênalti bobo, puxando a camisa do atacante, quando o jogo estava 0x0 (alto risco de sair derrotado); 2°) A defesa deixou o Egídio contra 3 marcadores em um lance de bola aérea. O atacante perdeu o gol. 3°) O Cruzeiro quase não criou chances de gol. Parece que tiveram só duas oportunidades. Em suma, uma ótima vitória devido também a um pouco de sorte.

  30. SÍNDICO disse:

    MelhorDoJogo => FÁBIO [[[17]]] Galvão, Chiabi, Márcio, Gonçalves, Ismail, Brasil, Viana, Walery, Dourado, Itamar, Morato, Rezende, Anchieta, Walfrido, Amaral, Lulu, Pedro —– RODRIGUINHO [[[10]]] Sá, Victor, Albertim, Setelagoas, Bitencourt, Venâncio, Drummond, Bastos, Milani, Velame —– ROBINHO [[[10]]] Lauanda, Ge, Reis Olivieri, Schrier, Arreguy, Gil, Vasconcelos, Nanayoski, Diogo —– HENRIQUE [[[8]]] Penido, Joaquim, Zuloobas, Rocga, Albuquerque, Walterson, Rosan, Barnabé —– MURILO [[[6]]] Romarol, França, Guerra, Avelar, Wagner, Síndico —– LEO [[[1]]] Celeste —– FRED [[[1]]] Soalheiro —– EDÍLSON [[[1]]] Corleone —– MANO [[[1]]] Beth…