O Alixandre: “Quem botou vai ter de tirar!”

Por Jorge Angrisano Santana | Em 21 de setembro de 2010

Tudo começou com o Expresso da Paixão, nome dado pelo marqueteiro-mor do Atlético-MG  ao busum que transporta atletas do Clube de Lourdes.

Depois, veio camisa rosa, que só atleticanos usam em todo o terriório nacional.

Os jogadores entraram no clima e resolveram ficar 15 dias juntos. O presidente elogiou a decisão e até liberou o cacete na madrugada.

Houve quem protestasse na torcida: “Tá parecendo BBB esse monte de homem dormindo junto!”


Mas não parou por aí. Lá pelas tantas, descobriram que só fariam a bola entrar se usassem a bunda.

E teve o caso do forasteiro que entrou sem pedir licença, pegou a cerva na geladeira e ainda passou a mão na buzanfa da rapaziada.

Agora, vem o presidente do clube dizer que “quem botou tem de tirar…”

Sei que muita gente vai interpretar maldosamente tudo isto. Mas não aqui.

O PHD respeita a opção alvinegra.

Ficam, portanto, proibidos comentários jocosos e homofóbicos sobre o tema, nestas páginas heróicas.

Deixe um comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.