Rosan: “Jogo foi bom e o resultado não foi ruim”

Por SÍNDICO | Em 28 de novembro de 2017

PITACOS acerca do CRUZEIRO 0x1 VASCO, neste 26nov17dom17h, no Mineirão (62 mil), Belo Horizonte, 37ª rodada do Campeonato Brasileiro 2017:

MANO MENEZES: Com exceção do resultado, foi positivo. O Cruzeiro jogou bem, o Vasco chutou duas bolas. Uma foi o gol de cabeça, outra foi a que o Romero tirou em cima da linha num contrataque. Nós criamos oportunidades claras pra empatar e até virar. Mas há dias em que a bola não quer entrar. O adversário teve méritos de se defender com bastante gente dentro da área, como no 2º tempo. E nem foi nem uma maneira eficiente de se defender, pois criamos oportunidades. Mas a bola sempre batia em algum pé e eles seguraram o um a zero do 1º tempo. Não era o que gostaríamos pra terminar o ano em casa. Mas nos faltou um jogador pra cabecear. Tivemos que levantar bola, pois o Vasco nos deu espaço pra cruzar. Faltou o que teria que faltar mesmo com a ausência de três jogadores da posição, como está acontecendo nesta reta final de Brasileiro. Temos dois jogadores com características de área. Até três, se consideramos o Jonata, que ainda é um menino. Mas tanto o Raniel quanto o Sassá teriam desempenho melhor pelas características que têm, principalmente a partir da vantagem do Vasco.

LEO: Criamos bastante, tivemos várias chances, mas o goleiro foi feliz. Tem dia que é assim: o goleiro adversário faz milagres. Nossa equipe suou, se dedicou bastante e tentou a vitória até o final, mas infelizmente ela não veio.

NEVES: O goleiro estava impossível, pegando tudo. O Arrascaeta estava puto da vida, pois ele pegava no contrapé, pegava de todos os jeitos. Mas o Cruzeiro jogou bem, ficou o tempo inteiro em cima, entrando pelos lados, tabelando por dentro. Mas hoje poderíamos jogar o dia inteiro que a bola não ia entrar. O torcedor reconheceu o esforço e o que a gente fez pra tentar vencer.

GLOBO ESPORTE: Foi ataque contra defesa. Mas enquanto o Vasco soube se defender, o Cruzeiro teve dificuldades pra atacar. Em sua primeira finalização, aos 20, o Cruzmaltino abriu o placar. E passou o resto do tempo explorando contrataques. Teve pelo menos duas boas chances pra ampliar. Na maior parte do jogo, o time mineiro teve o controle das ações, mas ter a posse de bola não significa ter grande atuação. Apesar da pressão, o Cruzeiro criou poucas chances claras. E quando esteve perto do gol, parou em Martín Silva, que fez pelo menos duas defesas difíceis.

DOUGLAS VELLOSO: As jogadas ofensivas se resumem a lampejos individuais. Pode parecer clichê, mas o Vasco veio jogar por um bola e conseguiu. E o Cruzeiro? Jogou pelo quê? Precisava e muito de variação ofensiva, de que os jogadores se entendessem pra conseguir algo novo, mas parece que não houve orientação pra tal. Bryan e Romero não quebraram, pois tiveram foco no jogo.

MARCUS OLIVEIRA: Pra vencer é preciso marcar gols. Não importa quanto tempo de posse ou quantas oportunidades são criadas, o que ainda conta é o número de vezes que a bola cruza a risca de gol. Pra isso, as equipes geralmente contam com um especialista na função, o cara que treina durante toda sua vida profissional pra melhor finalizar jogadas. E o Cruzeiro não tem esse jogador!

TREM AZUL: Cadê o Ábila? Jogador raçudo, que leva torcida ao estádio, pois joga e comemora com raça, além de animar o torcedor com excelentes entrevistas! Mas o burro não o quis…

ROSAN AMARAL: O jogo foi bom e o resultado não foi ruim (risos).

47 comentários para “Rosan: “Jogo foi bom e o resultado não foi ruim””

  1. SÍNDICO disse:

    CRUZEIRO NO MINEIRÃO => 2017: 22 vitórias, 11 empates, 4, derrotas, aproveitamento de 69%. 2016: 15 vitórias, 9 empates 7 derrotas, 58%. 2015: 14 vitórias, 10 empates, 6 derrotas, 58%.

  2. BARROS disse:

    INSUFICIENTE. Neste Brasileiro, foram 19 jogos em casa, com 9 vitórias, 7 empates e 3 derrotas. É muito empate. 34 pontos em 57 possíveis. Com uma campanha assim, jamais um time disputará título nos pontos corridos.

    • Alisson evoluiu demais com Mano Menezes. Fez uma das melhores temporadas de sua carreira. Tem deficiencias na finalizacao, claro…algo q ele ja reconehceu e diz estar trabalhando…. por ser como ele eh eh q esta no Cruzeiro e nao no Barcelona.

  3. SÍNDICO disse:

    TREM AZUL tá certo. Ábila faz falta e não é só pelos gol. Tb pela adesão ao clube. Torcedor aprecia jogador assim.

    • Cade o Abila? Esta na argentina! Viuvas nao conseguem desapegar de jeito nenhum…. prarecendo marido chifrudo correndo que nem cadela atras da ex.

      • SÍNDICO disse:

        deixa de repetir chavão e preste mais atenção nas coisas da vida: quem está lamentando a ausência de um nove é o safado que perseguiu o ábila e apostou no sobis.

      • Se se refere ao Mano vcesta no minimo equivocado e ate por ficsr repetindo esse mantra, tente fazer esta pergunta a ele: “Mano, a qual atacsnte vc se refere?” Aposto mil meu com mil seu que jamais ele dira “Abila”, ate pq se ele se queixa da ausencia de um atacante que saiba cabecear, este nunca foi o forte do Abila.

      • Miguel Tolentino disse:

        Mas é lógico que ele jamais dirá que é o Ábila, esta aposta aí é fácil demais de levar. Afinal como ele dirá que é o argentino se foi ele mesmo o principal pivô de sua saída? Mais fácil ele mandar buscar o Herrera lá no Rosário Central, seu último 9 autêntico e que esteve em sua lista de reforços no Corinthians há 3 anos. Rsrsrsrsrs

  4. SÍNDICO disse:

    ROSAN tb vai ter que achar o próximo jogo bom, com derrota agradável.

  5. SÍNDICO disse:

    Na Cops, se ambos jogarem, Arrascaeta não ficará puto com as defesa do Martín.

  6. BrunoBarros disse:

    Superesportes fazendo uma enquete sobre quais jogadores a torcida não quer pra temporada de 2018 e vejo o Alisson com 1.300 votos e o Robinho com 300. É uma piada isso. A quantidade de camarada que vê o jogo mas que não entende absolutamente nada é assustadora. Beira a demência futebolística. Na verdade a cada dia mais eu chego a conclusão que o dirigente de futebol é apenas um reflexo de boa parte dos torcedores. Impressionante.

    • Paulo Rafael disse:

      Sou um crítico ferrenho do Alisson na questão das finalizações. Não consigo entender como um jogador profissional consegue chutar tão mal. Porém, eu ainda o considero um jogador bom em outros aspectos e não dispensaria.

      • Paulo disse:

        A finalização sempre um grande problema do Alisson, com o Mano ele evoluiu no quesito recomposição, porem piorou muito em objetividade. Hoje ele joga de gosta para a linha de fundo e raramente tenta uma jogada individual. Virou o Alisson enceradeira, recebe gira e devolve para mais próximo.

      • BrunoBarros disse:

        Pois é Rafael, dispensar o Alisson é loucura. Tem muito mais utilidade do que o Robinho, por exemplo.

      • BrunoBarros disse:

        Paulo, o Alisson sempre participou com afinco da recomposição, sempre, desde a base. E é objetivo sim. O que não dá é pro cara pegar a bola e partir pra cima em todas. Isso acontece na pelada de churrasco, no profissional é outra história. Realmente não é um grande finalizador, mas tá longe de ser essa íngua propagada com mais força recentemente. Cria jogadas, incomoda o lateral, consegue todo jogo descolar alguns bons cruzamentos, raramente perde a bola, o que dá volume ao time, permite a chegada do pessoal de trás. Fez uma boa dobradinha esse ano com o Diogo Barbosa pela esquerda. Na parte defensiva sempre, repito, desde a base, participa com vontade, esses papinho que aprendeu a marcar com o Mano chega a ser uma ofensa aos treinadores que fizeram sua formação na base.

      • Paulo disse:

        Bruno, o Alisson é um bom jogador, mas ofensivamente ele não evoluiu com o Mano, finaliza pouco e cria poucas jogadas pelo lado esquerdo, é muito diferente do jogador promissor que surgiu na base que driblava e dava muitas assistências.

      • Paulo disse:

        Bruno, o Alisson é um bom jogador, mas ofensivamente ele não evoluiu com o Mano, finaliza pouco e cria poucas jogadas pelo lado esquerdo, é muito diferente do jogador promissor que surgiu na base que driblava e dava muitas assistências.

      • BrunoBarros disse:

        Talvez não tenha virado ainda o que prometeu quando surgiu, mas tá longe de ser essa peba que alguns falam. E ofensivamente com o Mano é quase impossível evoluir. Um retranqueiro contumaz desprovido de repertório. Incinerador de atacantes. Por isso que em 90% dos jogos esse ano os melhores em campo foram os zagueiros, volantes, goleiros. Ano que vem será na mesma toada. A torcida a cada jogo detonando os “péssimos” atacantes do elenco.

      • matheus t penido disse:

        Torcida sempre tem mais paciência com as etiquetas.

  7. BrunoBarros disse:

    Outra, lendo alguns comentários no GE, na notícia sobre a possível volta do Cabral contra o Botafogo, um monte de gente falando pro Cruzeiro perder o jogo é de lascar viu! O Cruzeiro não merece uma torcida assim. Se torceu contra o Cruzeiro em qualquer circunstância, pra mim, não é cruzeirense de verdade.

  8. matheus t penido disse:

    Só sei que eu fiquei puto com a derrota.

  9. SÍNDICO disse:

    Torcedor é necessariamente burro. E nunca deixará de ser. Pra não gastar muito latim, vejam o que os flamengos boçais estão fazendo com o time deles. Precisa desenhar?

    • SÍNDICO disse:

      Flamengos pediram a cabeça do Massaraujo. Time piorou sem ele.

      • SÍNDICO disse:

        Flamengos pediram a cabeça do Zerricardo. Time piorou sem ele.

      • SÍNDICO disse:

        Flamengos torturaram Alequismuralha. O cara não tem mais como jogar, mas vai continuar recebendo seus altos salários.

      • SÍNDICO disse:

        Flamengos exigiram etiquetas, Clube trouxe Ribas, Ribeiro, Geuvânio, Mancuello, Guerrero e deram chabó todos eles. Agora, flamengos querem que dois garotos, um de 17, outro de 18, salvem o ano da bagaça.

      • Bruno 7L RJ disse:

        Se o senhor estiver referindo-se a Vinicius Jr e Lincoln, 17 e 16 anos.

      • Miguel Tolentino disse:

        Márcio Araújo é motorzinho, aquele camarada que corre e participa do jogo com e sem a bola numa tentativa de compensar a malemolência dos etiquetinhas que se julgam talentosos demais para cumprir funções táticas. Quando o treinador encontra um destes ele enfrenta a torcida para mantê-lo no time. Mas o torcedor médio não entende e parece não gostar deste perfil de jogador.

  10. Bruno 7L RJ disse:

    O que os Mulambos estão fazendo com o Muralha é covardia pura. Beira o sadismo.

  11. BrunoBarros disse:

    Superesportes não descansa. Notícia que o Cruzeiro pagou os salários mas que ainda deve o direito de imagem de alguns jogadores. Segundo a reportagem corresponde à maior parte dos vencimentos do atleta. Até aí tudo bem, já sabemos, afinal de contas nesse mesmo veículo de comunicação essa informação é passada repetidamente a cada dia. Umas duas a cada 24 horas. Eu só pergunto o seguinte; o Cruzeiro é o único time que tá devendo no Brasil? Aliás, vou facilitar; o Cruzeiro é o único time que tá devendo em Minas? Pois parece

    • SÍNDICO disse:

      Gosto muito quando a imprensa cumpre seu papel, E neste caso está cumprindo. Se não conta o que se passa nas frangas, pior pra elas.

      • BrunoBarros disse:

        Se a imprensa informa uma parte e não a outra ela não cumpre o seu papel. Ela toma partido. E aí vira Cheerleader.

  12. SÍNDICO disse:

    TIME pra domingo: França — Lennon, Arthur, Murilo, Victor Luiz — Nonoca, Cabral — Elber, Messidoro, Careca — Jonata. T: Sidney Lobo.

  13. SÍNDICO disse:

    TORCIDA CELESTE compareceu em quantidade de Campeonato Mineiro e não esteve muito atuante. Delegou o barulho à batucada das organizadas e só deu uma colher de chá ao time, aos 72, após jogada de Rafinha que resultou em escanteio.

  14. SÍNDICO disse:

    GNOMO AZUL fez outra excelente partida. E pensar que os cartolas chegaram a oferecê-lo ao Coritiba não faz muito tempo.

  15. SÍNDICO disse:

    PREVISÃO => 01Cor72 — 02Pal64 — 03Gre62 — 04San62 — 05Cru56 — 06Vas56 — 07Bot55 — 08Fla54 — 09Alt54 — 10Sao52 — 11Cha51 — 12Bah49 — 13Cap49 — 14Flu47 — 15Cox46 — 16Spo45 — 17Ava45 –18Vit44 — 19Pon39 — 20Goi36.

  16. rosan amaral disse:

    A impostura é o maior problema da sociedade moderna. Acho o Mano o melhor técnico para o momento do Cruzeiro (principalmente com pouco investimento). Mas critico ele e a diretoria azul por não se penitenciar em público pelo afastamento do Ábila. Mesmo o portenho tendo sido escalado em média 30 minutos por partida os números mostram a eficiência dele no Cruzeiro. Da mesma forma entendo que alguns críticos e defensores têm que reconhecer esta impostura, da mesma forma que a classe média que foi massa de manobra no golpe parlamentar que afastou um presidente eleito como se fosse parlamentarismo e hoje não faz a mea culpa de que estamos muito piores do que estávamos e sem perspectivas.