Reinaldo: “Mano é um técnico medroso”

Por SÍNDICO | Em 16 de junho de 2017

PITACOS  de protagonistas e blogueiros acerca do CORINTHIANS 1×0 CRUZEIRO, neste 14jun17qua21h45, pela 8ª rodada do Brasileiro 2017:

MANO MENEZES: É importante analisar os 90 minutos. Me parece que o Cruzeiro não mereceu perder. Era esperado o Corinthians tomando iniciativa, porque faz isso contra todos os adversários. A estratégia era segurar o ímpeto do Corinthians. Povoamos o setor em que o Corinthians trabalha bem seus meias, estávamos fazendo bem essa parte até sofrer o gol. A ideia era buscar o espaço que o jogo nos daria na etsapa final, se estivesse 0x0. Nós até tivemos dois ou três contrataques pra fazer gol. Mas fizeram, é mérito, trabalha-se pra isso na bola parada. A gente fez o que imaginávamos, independentemente do resultado. No segundo tempo tivemos iniciativa, a equipe esteve bem. Nos faltou empurrar a bola para dentro, só por isso não saio satisfeito. Se estivesse 0x0, também colocaríamos o Alisson no 2º tempo com a intenção de ser mais ofensivos. Fizemos isso, tomamos inciativa, criamos oportunidades claras, não marcamos, mas fizemos um bom jogo. O Corinthians também teve chances no 2º tempo, quase sempre de bola parada. O único jogo em que não fomos bem foi contra a Chapecoense. Nos outros estivemos no mínimo no nível dos adversários, como hoje contra o líder. Vuaden fez boa arbitragem, embora possa ter acontecido um lance de penalidade máxima. O jogo andou, foi bem arbitrado, com critérios definidos, é gostoso ver jogo assim.

RAFAEL MARQUES, meiatcante do Cruzeiro: A gente tem que criar mais situações de gol, talvez chutar mais a gol. No último jogo, a gente chutou bastante e conseguiu fazer dois gols contra o Goianiense. Neste jogo foi um pouco diferente pelo fato de o Corinthians jogar bem postado. No 1º tempo, eles tiveram um pouco mais de oportunidades. No 2º, a gente teve mais posse de bola. Só que não conseguimos criar.  

FÁBIO VELAME: O Cruzeiro fez um excelente 2º tempo, quando Ábila perdeu um gol e sofreu um pênalti não marcado. Nessa etapa, a disposição foi bem diferente comparada à do 1º tempo emque o time não agrediu o adversário. Falta saber por que o time só joga um tempo.

DANIEL CARVALHO: Essa derrota está dentro da normalidade, considerando que Cruzeiro atual é um tem limitado. Problemáticas foram as derrotas pra Chape e Bahia. 

REINALDO: Mano se mostra um técnico medroso. Essa estratégia de segurar o 1º tempo e tentar alguma coisa no 2º não me convence. Prefiro o time perder tentando jogar como no 2º tempo do que ficar na defesa esperando um lance fortuito . O time do Marcelo Oliveira, às vezes não atuava bem, mas sempre propunha o jogo.

ERNESTO ARAUJO: Murilo entrou em duas grandes roubadas. Esta contra o Corinthians ainda maior do que a de Salvador, contra o Bahia. E não comprometeu.

SÍNDICO: Tomou gol, acabou!

23 comentários para “Reinaldo: “Mano é um técnico medroso””

  1. JOAOCOSTA disse:

    Daniel, seu assento é na segunda fila.

  2. RAFAEL FREIRE disse:

    Queria entender o que o perna de pau argentino, fazedor de media e porreteiro Lucas Romero faz para ter tamanho carinho de grande parte da torcida. Ate hoje só apresentou um futebol medíocre que não o credencia para ser titular, por muito menos o Henrique vivia levando pedrada por aqui em 2008 e só foi ganhar o direito de não ser vaiado apos a Libertadores 2009.

    • SÍNDICO disse:

      TIJOLISMO é um vício de muitos cruzeirenses, pessoal mais roceiro, afeito a futebol de várzea e de fazenda. Mas felizmente o clube tem optado por volantes como Amaury de Castro, Wilson Piazza, Zé Carlos, Douglas, Ademir Kaeffer, Donizete, Marquinhos Paraná, Fabrício, Henrique e Lucas Silva, caras que tratam a bola com respeito. Daniel Tijolo não teve vida longa no time celeste, mas deixou muitas viúvas.

      • Graças a “tijolistas” como Fabinho, Maldonado, Cleisson e outros é que ganhamos algumas copas do Brasil, Libertadores, etc…Porque principalmente em jogos mata-mata, vc não pode ter apenas lordes em campo. Você precisa de jogadores que ponham a piroca em cima da mesa e mostre ao adversário: “Aqui vc não vai fazer graça….” como deixaram o Veron fazer em 2009 em pleno Mineirão. Se for possível ir na técnica, ok… senão, tem que ser na porrada, na imposição, na raça….

      • SÍNDICO disse:

        Vc tem alma emplumada. Ponha a foto do Leandro Donizete na penteadeira. Mas não as do Fabinho e do Maldonado, que jogavam em pé e sabiam passar a bola.

      • BrunoBarros disse:

        O Ademir era um bom volante, mas muito longe de ser um primor de técnica.

      • Ernesto Araújo disse:

        No post anterior, o Síndico, respondendo a outro comentário, disse que sou fã de volantes que dão carrinhos, “sujam calção” e coisas desse tipo. Equivoca-se o Síndico. Votei no Romero como melhor em campo apenas porque achei a participação dele importante na partida. De forma alguma isso significa minha predileção por esse ou aquele estilo de jogo para um volante.

      • SÍNDICO disse:

        Ademir Kaeffer declarou, no fim da carreira: “Aprendi a jogar futebol no Cruzeiro”. No Inter, era volantão do tipo que encanta o Raé. Mudou de estilo vestindo a camisa celeste.

      • BrunoBarros disse:

        Uma das clássicas jogadas do Ademir era o carrinho lateral, quase sempre limpo. Uns três por jogo, mais ou menos. O carrinho é também um gesto técnico, não adianta inventar regra.

      • SÍNDICO disse:

        ADEMIR KAEFFER era o mestre da virada de jogo. E saia de campo com o uniforme limpo. Douglas, sim, costumava carrinhar o tornozelo do adversário. Mas, ao contrario do Romero, tinha boas ideias pra trabalhar a bola. Não era dado a enfiar o pé na gordinha mandando-a pra onde apontava o nariz.

  3. SÍNDICO disse:

    @radioitatiaia Capitão Henrique estava no aquecimento e agora deixa o treino mancando e acompanhado do Dr Walace Espada (via @samuelvenancio)

  4. SÍNDICO disse:

    COMO FORAM FEITOS OS GOLS: 1. Alisson => Ábila — 2. Romero => Alisson — 3. Ábila => Neves — 4. Alisson => Ábila — 5. Alisson => Ábila.

  5. SÍNDICO disse:

    Cruzeiro não tem capacidade de reação, não está preparado pra reagir a um placar adverso.

  6. SÍNDICO disse:

    Escanteios cobrados pelo Cruzeiro são chochos.

  7. SÍNDICO disse:

    SANGUE. O irmão do Evandro Oliveira está precisando de doadores de sangue de qualquer tipo e fator pra continuar seu tratamento e ter esperança de voltar a uma vida normal.
    PACIENTE: Carlos Henrique de Oliveira
    HOSPITAL: Mater Dei
    HEMOTER é o banco de sangue que receberá as doações. Ele atende às necessidades de pacientes internados em diversos hospitais. A doação pode ser voluntária pra qualquer paciente ou para um específico.
    TELEFONE: 31.3295-4584
    HORÁRIO: 8h às 13h, segunda a sexta. Aos sábados, só com agendamento prévio por telefone.
    ENDEREÇO: Rua Juiz de Fora 861, Barro Preto, Belo Horizonte.

  8. Ivan Monteiro disse:

    Eramos taxados de exigentes! E agora? A gente se contenta com pouco? Todos querem um presidente jovem e um novo Mattos. Karamba!!