Pediram escargots, Dirção serviu buchada

Por SÍNDICO | Em 16 de abril de 2010

Atuações dos celestes no Colo Colo 1×1 Cruzeiro, em 15abr10, no Monumental de Santiago, Chile, pela 6ª rodada do Grupo 7 da Copa Libertadores 2010:

  • Adílson Baptista – Tinha uma estratégia: esvaziar o ímpeto colocolino pra evitar um gol que desestabilizasse o Cruzeiro no começo da partida. Depois, quando a pretendida goeleada do Cacique se mostrasse inviável, ele tentaria vencer pra obter vantagens nos pleiofes. E tinha táticas pros dois momentos: de cara um 4-4-2, com duas linhas de defensores, Fabinho anulando Mcnelly Torres, Henrique plantadão e Marquinhos Paraná e Jonathan apoiando os atacantes, que se movimentariam, ou melhor, se multiplicariam pra impedir a subida dos volantes e beques locais. Com o jogo sob controle, os meiocampistas, aí incluído Fabrício, entrariam em ação pra definir a partida. Os jogadores aceitaram estas propostas e a classificação foi obtida sem sofrimento, embora sem o brilho que os torcedores  sofisticados, de paladar afrancesado e punhos rendados, tanto exigem. O cardápio foi buchada de bode quando os elegantes queriam escargots. Este é o Dirção. Prático. Até cruel com os adeptos do futebol bunitim fora de hora.
  • Torcida – Compareceu. Não esgotou a área destinada a ela no estádio, mas se fez presente com intrépidos viajantes, que apoiaram o time. Já na sede da TFC havia muita gente, que torceu do início ao fim, como de costume. Muitas mulheres, inclusive (Frede Amaral).

  • Fábio – Mais uma vez cumpriu a risca o papel de grande goleiro. Salvou duas bolas difíceis, cobrou da defesa, orientou e catimbou quando foi preciso. Pouco exigido no 1º tempo, teve mais trabalho no 2º. Mas esteve sempre correto em suas intervenções (Frede Amaral).
  • Jonathan – Apoiou constantemente, mas tecnicamente esteve abaixo do normal (Mauro França). Atuou bem, fez as ultrapassagens, apareceu como opção (João Chiabi Duarte)
  • Gil – Tomou um amarelo bobo, num lance com o meia Aranguiz, mas jogou firme. Precisa ter atenção nas jogadas em que a defesa adianta pra deixar o ataque adversário em impedimento (João Chiabi Duarte). Teve algumas dificuldades com o elétrico Miralles no 1º tempo e sofreu no 2º durante o apagão, período em que a defesa ficou desguarnecida. Mas foi outro que não afinou e nem deixou de lutar (Matheus Penido).
  • Leonardo Silva – Fez muitas faltas. Mas é dos poucos que revidam as pancadas que o time recebe (King Arthur). A zaga do Cruzeiro tem de ser ele e mais um.É um xerifão. Ontem, ele até se excedeu, tanto que acabou amarelado. Mas não afina. Na área espana tudo e é bom no jogo aéreo. Não é veloz. Se fosse, seria completo. Não raro o vemos na área adversária tentando deixar a sua marca. Não só de cabeça, mas tambem com os pés. No Chile, passou em branco, não por falta de vontade. É que a companheirada não mandou uma sequer na sua cabeça (Agnaldo Morato).
  • Diego Renan – Levou uma entrada maldosa, pelo qual o adversário deveria ter levado um cartão amarelo, depois, caiu de mal jeito e machucou as costas. Deu apenas um bom chute e não esteve bem na marcação, talvez pelas pancadas que o machucaram (King Arthur). Teve pouco trabalho defensivo no 1º tempo e pôde arriscar algumas jogadas no ataque. No 2º, o Colo Colo passou a jogar em seu setor e ele acabou substituído por um beque. Sua lateral tem sido o calcanhar de aquiles do time em jogos fora, mas nem por isso ele deve ser linchado, até porque não existe opção melhor no no elenco. Ele deve é trabalhar pra se tornar um marcador ao menos razoável e levar em conta que tem obrigações defensivas antes das ofensiva, já que é jogador de defesa (Matheus Penido).
  • Thiago Heleno – Despachou bolas desesperadas que os colocolinos lamçavam sobre a área celeste (Matheus Penido).
  • Henrique – Errou mais passes que habitualmente tem feito e apareceu pouco no ataque. A exceção foi um chute de fora da área na metade do 1º tempo (Matheus Penido).
  • Fabinho – Mandou muito bem na frente da zaga. Foi o mais recente grande achado do Adílson. Protege a bequeira e ajuda a cobrir as decidas dos laterais (Agnaldo Morato). Vinha bem na marcação do cérebro do time adversário, mas tomou um cartão amarelo e foi substituído por precaução (João Chiabi Duarte).
  • Fabrício – Volante ofensivo por natureza, com ele o time perdeu em marcação mas ganhou em poder de fogo. Está recuperando a forma e, aos poucos, volta ao ritmo de competição que lhe é peculiar (Matheus Penido).
  • Marquinhos Paraná – Jogou muito. Errou alguns passes, mais que normal num jogo truncado, mas tomou conta do meio e da ala esquerda quando foi deslocado (Arísio).  Foi o melhor em campo em uma partida soberba. Desarmou com propriedade, armou com inteligência, apareceu sempre como opção e ainda de surpresa na área, a la Ramires, quando quase fez o gol pra coroar uma atuação no nível de 2009. E tem gente que ainda enxerga defeito. Tem algum volante melhor no Brasil? (Walterson Almeida).
  • Gilberto – Voltou a jogar o futebol que aprendemos a admirar na reta final do brasileirão, notadamente na partida contra o Inter em Porto Alegre, quando destruiu o adversário. A jogada do gol do Thiago Ribeiro tem que ser mostrada desde o nascedouro, o sensacional passe de calcanha, a enfiada de bola pelo Fabricio e a assistência perfeita pro golaço aço aço do Thiago Ribeiro. Esse gol foi realmente sensacional. Acrescente ai outrasbelas jogadas e se verá que ele foi quem mais ajudou o sempre contestado Marquinhos Paraná a ditar o ritmo da meiúca celeste (Elias Guimarães).
  • Roger Galera – Entrou pra articular melhor os contra ataques que estavam sendo armados por jogadores muito afoitos, mas acabou prendendo e perdendo muitas bolas (Matheus Penido).
  • Thiago Ribeiro – Puxou vários contra-aaques no 1º tempo, mas não conseguiu muito além de receber  No 2º, com o aumento do volume de jogo da equipe, produziu mais e ainda marcou um golaço. De resto, ressalte-se que, em momento algum, deixou de atrapalhar a saida de bola chilena (Matheus Penido). Tem sido o melhor jogador da temporada. Corre, arrisca e ainda faz cada golaço! (Silva Rocha).
  • Wellington Paulista – Quando a bola chegou nele, e não forsam muitas vezes, ele se desentendeu com ela.  Também não apareceu na hora certa pra completar os cruzamentos de Jonathan ou Ribeiro. Está em péssima fase (Matheus Penido).  Como eu gostaria de tecer loas ao Wellington Paulista, mas não posso, não tenho como. Eu me lembro de tê-lo visto três vezes em campo: uma em um lance de jogo, outro quando se contorcia com dor na canela e finalmente quando foi substituído pelo Roger. Não sei o que acontece com ele. Como jogador de área, deveria ficar por ali esperando um cruzamento, um rebote ou coisa parecida pra fazer o gol ou, na pior das hipóteses, incomodar a bequeira. Masnem isto! Dizem que ele se esforçou, batalhou, tentou, mas eu não vi. E olha que não tenho má vontade com ninguem. Uma pena. Torci muito pela entrada do Eliandro, para ver se mudava o cenário (Agnaldo Morato).
  • Juiz & Bandeiras – O Juiz esteve  seguro. Errou muito pouco. Fez uma das melhroes arbitragens que vi nos últimos tempos. O paraguaio Carlos Torres merece receber nota 9, pois foi um dos destaques da partida (João Chiabi Duarte).
  • Colo Colo – Esperava-se mais do Cacique. Mas ele não se deu bem com a forte marcação exercida pelo Cruzeiro na 1ª fase e viu o tempo escoar sem abrir a contagem, que precisava ser alta pra valer a pena. O atacante argentino Miralles foi quem deu mais trabalho ao time celeste. E o volante chileno Melendez quem mais aplicou pancadas. Scotti também perdeu a compostura e passou o rodo em Henrique. Já o beque Toro levou um drible de Paraná e quase torceu a coluna. Como se percebe, os chilenos se destacaram mais pelo que não deviam ter feito. Eo treinador argentino, Hugo Tocalli, recebeu cartão vermelho da torcida que levou cartazes pedindo que ele caia fora. Injusto pra quem tem 64% de aproveitamente à frente de um time.

114 comentários para “Pediram escargots, Dirção serviu buchada”

  1. Jorge Santana disse:

    Aguardo as avaliações para completar o post. Mãos à obra!

  2. Jorge Santana disse:

    Arthur Alvarenga, disse em 15abr10, às 23h58
    FÁBIO – Acho que deveria ter dado pelo menos um passo em direção do jogador para fechar o ângulo. Noutras bolas fez o que pode, inclusive 2 boas difesas.
    GIL – Hoje, melhor que seu companheiro, mas tb sobrecarregado pela liberdade após o empate.
    LEONARDO SILVA – Fazendo muita falta, muito agarrão, mas tb é dos poucos que revida as pancadas recebidas pelo nosso time.
    JONATHAN – fez boas jogadas, conseguiu uma expulsão e foi bem até o gás ir embora já no final.
    DIEGO RENAN – Levou uma entrada maldosa (era para amarelo (não dado), e caiu de mal jeito. Deu um bom chute, mas seu lado estava mal na marcação, talvez pelo machucado.
    HENRIQUE – vinha mais ou menos no 1º tempo, com FABRÍCIO me campo, ficou sem espaço para dizer pouco. A jogada do 2º gol foi em cima dele. No contragolpe arrumou a expulsão do adversário. Também não chutou bem.
    MARQUINHOS PARANÁ- Hoje lutou muito, mas não teve sorte em lances cruciais para o ataque, e o goleiro deles roubou-lhe a melhor chace do 1º tempo.
    FABINHO – vinha lutando bem na marcação, na saída de bola, bem deixa pra lá…
    WELLINGTONPAULISTA – Lutou muito, deu um chute mais ou menos,e apanhou tb. Se não ajudou muito, pelo menos tentou.
    THIAGO RIBEIRO – Em grande fase, deu uma pixotada no 1º tempo, mas fez um golaço. Um dos melhores em campo.
    GILBERTO – Talvez sua melhor partida esse ano, pela sua luta e garra, pelos passes e compareceimento, pra mim o melhor em campo. Junto com TR.
    FRABÍCIO – Acho que continua querendo fazer o mesmo de antes, só que não tem nem a mesma arrancada, nem está bem de passe. O meio ficou mal arrumado, pois ele prende demais, e soltou errado um monte de bolas. Acertou o lance do gol, e só. Na marcação gostei não.
    THIAGO HELENO – Entrou pára segurar atrás e conseguiu, chegando junto, e aliviando a bara do LS.
    ROGER – Hora de decidir, de ir pra área, arrumar um penal, com 2 a mais, cade a roubada, chegar junto, nada olhando. Um chute bizonho, sem a menor necessidade. Aos 48 e o time querendo cruzar bola na área? São aquelas coisas que um jogador como ele, tem de pegar a bola e ir par cima e decidir. Nós ficamos desfilando e dando bola pra trás, batendo esquinado de qq jeito…
    ADILSON BAPTISTA – Fazer o que? temos lateral-esquerdo? Até hoje não. FERNANDINHo não quer ser, MARQUINHOS PARANÁ está mal fisicamente, HENRIQUE não tem pé esquerdo e D.RENAN cansou de ser improvisado. Problema velho. No meio muita gente pra desfilar,pouca gente pra marcar. A defesa exposta confessa. O adversário é fraco, e teve mais chances. No ataque TR sozinho, e WP corendo pra tudo que é lado. Bola boa custa a chegar.
    ÁRBITRO – foi muito bom para nós. Algumas faltas não marcadas para o adversário, impedimentos errados 1 para cada lado.

  3. Jorge Santana disse:

    João Chiabi Duarte disse, em 16abr10, às 00h02
    Fábio – Bem no jogo. Sem culpa alguma no gol que sofreu. Nota 7.5 (Fez 2 boas defesas e cortou todos os cruzamentos)
    Jonathan – atuou bem, fez as ultrapassagens, apareceu como opção. Nota 7.
    Gil – Tomou um amarelo bobo, num lance com o meia do Cacique. Mas, jogou firme. Precisa ter atenção nas jogadas em que a defesa adianta para deixar o ataque adversário em impedimento. Bom. Nota 7.
    Leonardo Silva – Boa atuação. Erra nos lances de 1-2 porque precisa mudar o seu posicionamento. Nota 7.
    Thiago Heleno – Entrou no 2° tempo e fez o que lhe foi pedido. Nota 6.5
    Diego Renan – Ficou mais contido. Teve sua atuação prejudicada pelos 2 tocos que levou no início do jogo e por uma cama-de-gato. Fez só o feijão com arroz. Nota 6.5
    Fabinho – vinha bem no jogo, mas, levou um amarelo e marcava o cérebro do time do ColoColo. Na precaução Adílson o tirou. Nota 6.5
    Henrique – Fechou o setor, jogou taticamente e não apareceu muito. Nota 6.5
    Marquinhos Paraná – atuação sensacional no meu modo de ver. Hoje, apareceu em todos os setores do campo, sempre era uma opção de passe e não errou nada. Nota 9.
    Gilberto – Outro que atuou bem. Soube se posicionar defensiva e ofensivamente. Jogou mais na etapa final, posicionando nas costas do meio-campo do ColoColo e fora do raio de ação do líbero deles (Melendez). Nota 7.5
    Roger – entrou no 2° tempo, fez bons lances, embora não tenha criado muita coisa. Nota 6.5
    Fabrício – Inegável a sua visão de jogo. Deu um passe sensacional para Gilberto e outro espetacular para o Thiago Ribeiro. Henrique demorou um pouco a entender que com a saída do Fabinho era ele que tinha que se posicionar pela faixa central. Fez um bom 2° tempo. Nota 7.5
    Wéllington Paulista – lutou muito, o tempo todo. Não teve muitas chances de conclusão… Fez um bom jogo taticamente. Nota 6.5
    Thiago Ribeiro – Mais uma grande partida, coroada por um golaço. Marcou, puxou os contra-ataques, prendeu a bola nas horas certas. É titular com méritos e tem sido o melhor do time em 2010. Nota 9.
    Adílson Batista – escalou o time com correção e hoje mexeu bem no time, que fez a partida que convinha ao clube. Segurou na etapa inicial. Segurou o time na etapa inicial, mas, mandou o time buscar a vitória na etapa inicial. Entretanto, ter tomado o gol muito pouco tempo depois de ter aberto o placar não nos ajudou muito a explorar mais e mais o desespero do ColoColo. Nota: 8
    Arbitragem – Seguro. Errou muito pouco. Uma das melhores que vi nos últimos tempos. Nota 9, pois foi um dos destaques da partida o juiz do Paraguai, Mr. Carlos Torres. Como somos críticos das arbitragens caseiras na Sudamerica, creio que é mais que justo destacar quando fazem bem o seu trabalho.
    Colo Colo – O melhor do time deles não é Macnelly Torres. Gostei demais do futebol do Mirales. É um jogador para se ficar de olho nele, como futuro reforço.

  4. RAUL MIRANDA PENNA disse:

    Na minha última intervenção nesse espaço, no intervalo do jogo de ontem, me manifestei sobre o Gilberto, quando assinalei que o Cruzeiro estava jogando com dez há muito tempo, pois o Gilberto não estava jogando rigorosamente nada. Até parece que ele me ouviu e fez um ótimo segundo tempo. Que continue assim…

  5. RAUL MIRANDA PENNA disse:

    Sobre o Adilson, que considero o melhor técnico da nova geração, gostaria de dizer que ele cometeu um grande erro na entrada do Roger no lugar do WP ontem. Essa substituição até que poderia surtir algum efeito se o Roger estivesse em ritmo de jogo. Acho que ele acertou nas entradas do Fabrício e do TH.

  6. Ernesto Araujo disse:

    Jorge, gostei muito do que voce escreveu sobre o Adilson. Acho que quem não viu o jogo, se ler só esse trecho do post, não precisará ler mais nada para entender o que aconteceu ontem. As minhas reclamações ficam por conta de que o Cruzeiro precisa caprichar mais nas coisas, na parte técnica… E a queixa não é minha apenas ! Mesmo Adílson e alguns jogadores admitiram isso após o jogo. Concordo que o Cruzeiro (bem como outros times) não podem jogar o “FUTEBOL VIDEO-GAME ®”

    • Ernesto Araujo disse:

      [continuando] futebol esse que só o Santos joga pois acerta TUDO o que tenta fazer, mas mesmo assim dá pra fazer melhor. Não dá pra ficar impassível diante dessa fase técnica que vem assolando a equipe desde o começo do ano e somar isso a velhos fantasmas como a “virada relâmpago” que tanto nos assustou ano passado e que resolveu reaparecer ontem.

  7. RAUL MIRANDA PENNA disse:

    OT.: Manchete do Superesportes: “Problema na hérnia ameaça Drogba para a Copa”. Alguém conhece esse órgão do corpo humano?

  8. Danilo_VIX disse:

    Acho que o Kléber ganha muito dinheiro durante o ano pra não jogar um monte de jogo importante. Por exemplo, no ano passado ele ficou quase metade do ano sem jogar, e agora fica fazendo propaganda da camisa do time e o pior é que ele é a cara do time
    Clarice Fiorillo

  9. Chaves disse:

    Só quero saber, “O que que o Roger tá fazendo ali?”

  10. Silva Rocha disse:

    Gilberto: Que jogada. primeiro o toque de letra, depois o passe…nos pes de Thiago Ribeiro… Melhor partida do ano!
    Thiago Ribeiro: O melhro jogador na temporada. Corre, arrisca e ainda faz cada golaço!

  11. Elias, sempre na primeira disse:

    “os torcedores sofisticados, de paladar afrancesado e punhos rendados, tanto exigem” Hahaha…E como tem torcedores desse tipo…

  12. Mondongo eu gosto muito prato tipico da CostaRica

  13. Naldo disse:

    Como eu adoraria tecer loas ao Wellington Paulista, mas não posso, não tenho como. Eu me lembro de tê-lo visto 3 vezes em campo: uma em um lance de jogo, outro quando se contorcia com dor na canela e finalmente quando foi substituído pelo Roger. Não sei o que acontece ao WP. Como um centroavante de área, deveria ficar por ali esperando um cruzamento, um rebote ou coisa parecida para fazer o gol, ou na pior das hipóteses incomodar a bequeira, mas nem isto. Dizem que ele se esforçou, batalhou, tentou, mas eu não vi. E olha que não tenho má vontade com ninguem. Uma pena. Torci muito pela entrada do Eliandro, para ver se mudava o cenário.

  14. Elias, sempre na primeira disse:

    Gilberto voltou a jogar aquele futebol que aprendemos a admirar na reta final do brasileirão, notadamente na partida contra o Inter em POA, quando destruiu o adversário. A jogada do gol do Thiago Ribeiro tem que ser mostrada desde o nascedouro, ou seja, o sensacional passe de calcanha, a “enfiada” de bola pelo Fabricio e a assistência perfeita pro golaço aço aço do Thiago Ribeiro. Esse gol foi realmente sensacional. Acrescente ai outras sensacionais jogadas do Gilberto, que ajudou o sempre contestado M. Paraná a ditar o ritmo da meiúca celeste.

  15. Naldo disse:

    Leonardo Silva: nossa zaga é ele e mais um, é o nosso xerifão. Ontem ele até se excedeu, tanto que acabou sendo amarelado. Mas não afina. Na área espana tudo e é bom no jogo aéreo. Não é veloz, mas, se fosse, seria completo. Não raro o vemos na área adversária tentando deixar a sua marca e vez por outra deixa. Não só de cabeça, mas tambem com os pés. Ontem passou em branco. Mas não por opção, a companheirada não mandou uma sequer na sua cabeça.

  16. matheus t penido disse:

    Atuações :

    FÁBIO defendeu uma bomba cruzada de Millar qdo o time passsava por maus bocados no segundo tempo e contou com a sorte qdo um colocolino de nome impronunciável furou tendo o arco estendido pra si. Nos demais lances, cumpriu seu papel com a segurança habitual.

    JONATHAN apoiou o ataque o tempo todo, mas não encontrou o “encaixe” nas suas melhores tentativas. Mas sua atuação não deve ser desprezada por isso, pois ele foi de extrema utilidade na estratégia do time.

    LEONARDO SILVA encarnou o xerifão dessa vez e não deu moleza pros folgados atacantes colocolinos. Chegou até a exagerar dando um soquinho que se o juiz tivesse reparado podia lhe custar uma expulsão besta. Fora isso, saiu-se bem na maior parte do tempo, com exceção dos minutos de “apagão” após o gol celeste.

  17. Frede disse:

    Sobre a arbitragem: quando o walfrido não reclama do juíz é por que tudo saiu dentro dos conformes. Walfrido não reclamou, apenas comentou sobre a jogada do Índio Melendez no Jonathan que era para vermelho e ele ficou na base do amarelo. Arbitragem tranquila, foi um jogo pegado com cara de Libertadores mas sem muita maldade.

  18. Frede disse:

    Torcida: Compareceu. Não esgotou a área destinada para a China Azul mas se fez presente com os intrépidos viajantes. Já na TFC muita gente compareceu e torceu do início ao fim para não perder o costume. Muitas mulheres, inclusive.

  19. matheus t penido disse:

    GIL teve algumas dificuldades com o elétrico Miralles no primeiro tempo e sofreu no segundo durante o “apagão”, período em que a defesa ficou desguarncedida. Mas foi outro que não afinou e nem deixou de lutar.

    RENAN teve pouco trabalho defensivo no primeiro tempo e pôde arriscar algumas jogadas no ataque. Na segunda etapa o Colo Colo passou a jogar em cima dele e o jovem lateral celeste passou por maus bocados até ser trocado por um zagueiro. O setor que ele defende tem sido o calcanhar de aquiles do time em jogos fora, mas nem por isso deve ser linchado, até porque naum há opção melhor nem do nível no elenco pra posição dele. Deve sim trabalhar pra se tornar um marcador ao menos razoável e levar em conta primeiro a defesa e depois o ataque, já que jogador de defesa ele é.

  20. Naldo disse:

    O Roger entrou e pouco acrescentou. Não fez muita diferença, visto quê, ele entrou no lugar do WP que estava apagado. Esperei mais dele nas bolas paradas, já que o Colo Colo tava baixando o porrete sem dó sob a aquiecência do juizão. Um bom juiz, mais fraco diciplinarmente. Tanta falta na entrada da pequena área e ninguem para aroveitar. Vamos ver se o Roger e, ou, o próprio Bernardo consiga calibrar o pé. Estas oportunidades de gols são uma preciosidade e a falta de alguem com qualidade para convertê-las um grande prejuízo.

  21. Frede disse:

    Marquinhos Paraná foi o melhor jogador do jogo. É ele quem dá ritmo, organiza e cadencia o jogo do Cruzeiro. Quando ele está em apuros o time sente e, principalmente no primeiro tempo, não conseguia segurar a posse de bola. No segundo tempo, com a entrada do Fabrício que tem um passe e visão de jogo 283% melhores que o Fabinho, o time conseguia se organizar com mais facilidade. A volta da trinca de volantes titular será fundamental para essa campanha da LA 2010. Ainda bem que o Fabrício é um cara muito sério e deidica muito à profissão e ao clube.

  22. matheus t penido disse:

    HENRIQUE errou mais passes que tem sido sua média e dessa vez apareceu pouco no ataque, exceção a um chute de fora da área na metade do primeiro tempo.

    PARANÁ marcou bem e atacou com qualidade, embora não seja um jogador agressivo nas ações ofensivas, o que mtos equivocadamente interpretam como preguiça ou burocracia. Trata-se sim do estilo de jogo do rapaz, que fez ontem uma de suas melhoress partidas em 2010.

    FABINHO anulou o maior talento colocolino, Torres, nos 45 minutos em que esteve em campo. Boa participação defensiva. No ataque não se arriscou.

    GILBERTO apagado no primeiro tempo, acordou no segundo e jogou seus 45 melhores minutos do ano. O lance dol gol atesta pra qualquer um que o carioca sabe jogar bola, embora careça aparecer mais no jogo em certos momentos.

  23. matheus t penido disse:

    JS, libera meus comentários ai que tá tudo garrado.

  24. RGV disse:

    O gol de falta contra o Zebu deu tranquilidade ao Gilberto e ele está voltando a jogar seu melhor futebol. Engraçado ver o “humor” de alguns comentaristas em relação a ele e sei que provavelmente esse “humor” ainda vai oscilar muito, ora dizendo que ele é o cara, ora que ele já deu o que tinha que dar no Cruzeiro. Temos que ter paciência e consciência que ele está numa crescente e que ainda não está na sua melhor forma tecnicamente, para que amanhã não desçam a falação nele. Enquanto alguns sonham com Alex 10 e Valdívia eu me sinto realizado por termos o Gilberto, Roger e Bernardo no elenco neste momento. Qual time tem tantos jogadores deste nível brigando pela mesma posição.

  25. Frede disse:

    O Fábio mais uma vez cumpriu a risca o que deve ser feito por um grande goleiro. Salvou 2 bolas muito difíceis, cobrou da defesa, orientou, catimbou, enfim… A bem da verdade é que foi pouco exigido no primeiro tempo e um pouco mais n osegundo, mas foi seguro e correto em todas as intervenções.

  26. Mauro França disse:

    O ponto alto do time foi o sistema defensivo, especialmente no primeiro tempo. Leonardo Silva ganhou todas por cima e por baixo, foi perfeito nas antecipações. Gil se saiu muito bem, espanou todas, sem querer jogar bonito. Thiago Heleno entrou muito bem no jogo e arrumou o lado esquerdo, com a preciosa ajuda do Paraná. Henrique e Fabinho se dedicaram com afinco á marcação. Fábio foi preciso em todas as suas intervenções.

    • Mauro França disse:

      Eu fico pensando se as críticas ao Paraná são feitas por má vontade ou por incapacidade de se entender o que se passa numa partida. Ontem ele comandou o meio de campo no primeiro tempo, chegou ao ataque, ajudou na marcação, enfim, se desdobrou. É um jogador multifuncional, importantissimo para a equipe. Mas sempre tem um pra dizer que ele “errou passes”, como se isso fosse uma condenação ao fogo do inferno.

      • Mauro França disse:

        Jonathan apoiou constantemente, mas ontem achei que tecnicamente ele esteve abaixo do normal.

      • matheus t penido disse:

        Mauro, a maioria dos que veem o jogo pouco reparam no papel que este ou aquele cumpre, vc sabe disso mto melhor que eu. E como o Paraná não faz o estilo doidão que a maioria aprecia acaba não caindo no gosto. E sendo ainda figura ligada ao treinador é sempre o prmeiro pra quem os dedos apotam nos insucessos.

      • Vinicius Cabral disse:

        Isso acontece de modo geral, França. Acho que é por incapacidade mesmo. Para muitos é difícil enxergar que o posicionamento de determinado jogador é importante na hora de dar liberdade a outro. De diminuir espaços. Muitos preferem argumentos simples a botar a cabeça para funcionar. É o que o Adílson falou em entrevista recente. Se sai o camisa 7 tem que entrar outro camisa 7. Muitos criticaram a entrada do Fabricio no lugar do Fabinho. Como se o Fabrício fosse cumprir a mesma função. Hoje o Lélio Gustavo só faltou chamar o time de covarde. O cara não consegue enxergar que o time teve boa postura defensiva. Que, como disse o Chiabi ontem, jogou o jogo que lhe convinha. É foda isso, porque o Cruzeiro fez uma grande partida.

      • Vinicius Cabral disse:

        Comentário retido. Mas continuando, o Marquinhos Paraná é a vítima da vez. Já foi o Henrique. Já foi o Jonathan. Alguém tem que ser pregado pra Cristo mesmo. Para não ficar apenas no elogio a este que considero um grande jogador, concordo com o Serelo que o Paraná tem apenas um defeito: falta de confiança na hora de finalizar. Ele acaba querendo dar um passe a mais. Mas acho até que isso se deva pelo fato dele jogar para o grupo. Pelo fato de ser um jogador solidário.

      • Vinicius Cabral disse:

        Em relação ao sistema defensivo, cito três jogos que, na minha opinião, mostram que devemos ter confiança. Velez 2 x Cruzeiro 0, pelo fato do time ter jogado com dois a menos e ter evitado um placar elástico na casa do adversário. Cruzeiro 3 x Velez 0, em que o sistema defensivo esteve impecável. E Colo Colo 1 x Cruzeiro 1. O jogo de ontem tinha tudo para ser difícil. Jogar contra o Colo Colo em Santiago não é fácil. O sistema defensivo teve um pouco de dificuldade no final do primeiro tempo e após o gol de empate, mas não deixou que qualquer pressão do time chileno durasse muito tempo.

      • Vinicius Cabral disse:

        Em relação as partidas ruins do sistema defensivo, motivo de constantes observações minhas aqui no blog, cheguei a seguinte conclusão: está muito claro que o Cruzeiro prioriza a Libertadores. Nos momentos mais complicados a defesa funcionou. Vacilou contra o Deportivo Itália lá? Vacilou. Mas nos jogos decisivos se comportou bem.

      • Vinicius Cabral disse:

        Não dá mais para pegar um comportamento contra o Uberaba, por exemplo, e dizer algo do tipo: “Se jogar assim na Libertadores…” Como disse, para mim está claro que a motivação é diferente quando se joga a Libertadores e quando se joga o Mineiro.

      • Naldo disse:

        Ele tem um grande defeito, não da carrinho. Joga em pé, e não com a bunda no chão.

  27. matheus t penido disse:

    T. RIBEIRO puxou vários contra ataques no primeiro tempo, mas não conseguiu mto além de faltas. Na segunda etapa, com seu time com maior volume de jogo, cresceu de produçaõ e em seu melhor momento marcou um golaço. E em momento algum deixou de atrapalhar a saida de bola chilena.

    PAULISTA qdo a bola chegou nele, e não chegou mto, não se entendeu com ela. Nem apareceu na hora certa pra completar os cruzamentos de Jonathan ou Ribeiro. Está em péssima fase, que espera-se seja quebrada contra o Ipatinga.

    FABRÍCIO volante ofensivo por natureza, com ele o time perdeu em marcação mas ganhou em poder de fogo. Está recuperando a forma aos poucos e voltando ao ritmo de competição que lhe é peculiar.

  28. matheus t penido disse:

    TH cumpriu bem sua missão de despahar bolas que os colocolinos desesperados jogavam na área celeste.

    ROGER entrou pra articular melhor os contra ataques que vinham sendo mto afoitos, mas fez exatamente o contrário errando mto e perdendo bolas preciosas.

    COLO COLO Miralles foi quem mais incomodou a defesa celeste. Millar que havia feio mau primeiro tempo cresceu no segundo e fez um gol. E o craque da companhia Mcnelly Torres foi anulado por Fabinho no primeiro tempo e deu alguns passes interesssantes na segunda etapa. Nada porém que justificasse, pelo menos nessa partida, a fama que desfruta em terras brasileiras. Os demais lutaram mas não conseguiram furar a boa formação defensiva celeste, o que irritou a torcida local que tratou de despejar sua raiva nos ombros do treinador.

  29. Mauro França disse:

    O Colo-Colo se resumiu à Miralles, jogador que mais incomodou a defesa celeste e foi responsável pelas melhores jogadores do seu time.

    • Mauro França disse:

      Tecnicamente o juiz e os bandeiras foram muito bem. Na parte disciplinar deixou de aplicar alguns cartões, mas soube conter os ânimos com os cartões amarelos duplos no primeiro tempo.

  30. Naldo disse:

    O Fabinho na frente na zaga mandou muito bem. Na minha opinião o último grande achado do Adilson. Protege bem a zaga e ajuda a cobrir as decidas dos laterais. O Fabrício sai mais para o jogo, mas como já temos o Gilberto, o Róger e o Bernardo começo a gostar da idéia de vê-lo como titular.

  31. rosan amaral disse:

    JS, acabo de lhe enviar o relato prometido para seu e-mail da UAI. Se for aproveitá-lo peço a gentileza de conferir a redaçâo devido o teclado em espanhol.

  32. Edu Mano disse:

    Olha… tinha torcedor temendo que o time nem se classificasse. Classificamos!

    Ontem foi um jogo fora de casa, contra um bom time, com treinador com a corda no pescoço e tudo mais. Ontem os 2 cartões para o Gil e para o Leo Silva – na MINHA opinião – foram absurdos. Talvez, se não estivesse pendurado, o Leo pudesse ter evitado o gol com uma faltinha…

    Independente disso, teve um momento que o Cruzeiro deu uma balangada. Pouco antes do gol de empate, quase tinhamos levado um. O gotinho “amargo” fica pela sensação de que poderíamos ter vencido (como chegamos afazer), mas o importante é ter classificado.

    E, além do mais, não acho tão ruim jogar a primeira em casa. Se vc faz o resultado, depois o outro time tem q buscar. Lembram de SP e Grêmio? Vai ser demais a proxima fase.

  33. rosan amaral disse:

    Pelo que acompanhei (inclusive com a mesma opiniâo de outros), o WP nâo estava 100% para o jogo. Acredito que o Adilson nâo quiz arriscar com o Eliandro em partida importante, o menino tem 20 anos.

  34. rosan amaral disse:

    Houve uma falha fatal do Henrique: deixou o atacante virar em cima dele no lance do gol. Por trás pudemos constatar que o Diego Renan estava guardando posiçâo muito aberto (sem ninguém para marcar) e deixou uma lacuna muito grande entre ele e o Leonardo Silva que nâo conseguiu fechar o espaço antes do chute. * O crédito desta leitura é do Dr. Frederico Pessoa de Brasília que me motivou a assistir o reprise da partida de madrugada pela Fox onde constatei este lance.

  35. Elias, sempre na primeira disse:

    Olha essa ai Edu:
    Elias, sempre na primeira disse:
    16 abril 2010 às 1:45 pm
    No Alterosa Esporte de hoje mostraram a torcida na porta do estádio do Colo colo.E parece que vi uma camisa escrita “SAMPA” em azul, com uma torcedora do Cruzeiro e seu marido com uma camisa bambi. Se for o que penso, Sampa azul já virou internacional…

  36. Sobrinho disse:

    Sensacional a análise sobre o Adilson! Gosto do método de trabalho dele.

    • RGV disse:

      Se a vida conspirar a seu favor ele terá tudo para ser um grande técnico, reconhecido internacionalmente. Digo isso por ele ser um cara estudioso do futebol, que aproveita todas as características possíveis num jogador (quando não têm ele as cria), é totalmente envolvido apenas com o futebol, participativo em campo (às vezes dá a impressão que ele carrega o time com sua gritaria e motivação à beira do gramado) e tem tranquilidade para aguentar pressão. Na grande maioria das vezes a diretoria lhe presenteou com jogadores medianos e ele tem os transformando em bons e excelentes. Imagina se ele tivesse um Barcelona em mãos, o Messi ia fazer chover. Aproveitemos este momento em que temos o AB, pois o dia que ele sair creio que será pra não voltar mais. Que venham os títulos por enquanto!

  37. Chaves disse:

    Não duvido de nada amanhã.

  38. Mauro França disse:

    Cruzeiro x Montes claros agora no Sportv.

  39. Naldo disse:

    O Colo Colo fez o que se esperava dele. Jogando em casa precionou e buscou o gol o jogo todo, nada de retranca e sim, jogo aberto. Teve chances de ganhar o jogo. Um dos seus atacantes perdeu um gol quase embaixo das traves não alcançando um cruzamento rasteiro. Tem um bom time. Teve o azar de cair em um grupo muito difícil e verá times com qualidade inferior ao seu seguir na competição.

    • Mauro França disse:

      Certamente a torcida do Colo-Colo esperava muito mais do seu time. Discordo que o Colo-Colo tenha pressionado e buscado o gol o tempo todo. No primeiro tempo ficaram sem alternativas, não conseguiram vencer a marcação celeste. Tiveram apenas dez minutos, se tanto, de pressão. Acho que o Colo-Colo atualmente joga mais com onome e tradição do que com capacidade técnica. Pelo que mostrou, não merecia se classificar.

      • Naldo disse:

        França, eu respeito a sua opinião, mas quem segurou o Colo Colo ontem foi o Cruzeiro. Ele foi competente para conduzir o jogo e conseguir o resultado que lhe interessava. Em um grupo menos difícil como o 7, eles teriam muitas chances de seguir em frente.

      • Mauro França disse:

        Foi extamente o que eu falei, Naldo. Que eles não conseguiram vencer a marcação celeste. O que me faz discordar da sua afirmação de que o Colo-Colo “fez o que se esperava dele”. Certamente, não fizeram o que a sua própria torcida esperava. Com a emenda, vc discordou do que vc mesmo escreveu.

      • Naldo disse:

        Eu entendia que ele não conseguiria fazer mais do que ele fêz diante do Cruzeiro e acho que a torcida tambem não pois não compareceu em massa.

  40. Naldo disse:

    Falem o que quiser mas até tem então só dois times brasileiros estão garantidos nas oitavas. Cruzeiro e Corinthians.

    • RGV disse:

      Mas creio que todos os brasileiros irão passar de fase, aí tudo zera e time que até então estava jogando pouco (vide internacional) pode crescer e desbancar que vinha jogando bem. É o momento em que não podemos errar e jogar ligado deve ser a ordem, por isso prefiro pegar pedreiras que é quando se joga mais ligado. E não vejo o corínthians bem não, acho que eles estão com muito salto alto e a queda será feia.

      • Naldo disse:

        Concordo com você, por isto fiquei mais feliz por o Cruzeiro ter se classificado em um grupo difícil.

      • RGV disse:

        Também fiquei feliz por este grupo e acho que o cruzeiro está um nível a cima de vários times nessa LA.

      • Walterson disse:

        O curintia é um timinho feio. Só classificou porque pegou só baba.

  41. Ernesto Araujo disse:

    OT: Cruzeiro em quadra em Itabira. Vamos Zeroooooooooo !

  42. Naldo disse:

    Gostei muito tambem dos comentários sobre o Adilson. Vejo um time amadurescido, crescendo na competição. O Adilson é o cara.

  43. Naldo disse:

    O Gil levou um cartão injusto. O jogador do Colo Colo meteu a mão na bola, provocou e acabou sobrando cartão para os dois. Fez o que tava ao seu alcance. Espanou algumas bolas, cometeu algumas falhas, mas lutou o tempo todo sem cometer falta para expulsão, na média foi bem. Ele o TH se equivalem,

  44. Walterson disse:

    “… torcedores de gosto afrancesado e punhos rendados…” AHAHAHAH, este JS é incomparável. E pensar que tem gente que perde tempo lendo o que os jornalistões escrevem. Mas estes torcedores devem torcer pra rosa e disfasrçam aqui, só pode.
    Vou repetir o comentário do outro post, que tava zoneado:
    Marquinhos Paraná – o melhor em campo em uma partida soberba. Desarmou com propriedade, armou com inteligência, apareceu sempre como opção e ainda de surpresa na área, a la Ramires, quando quase fez o gol pra coroar uma atuação no nível de 2009. E tem gente que ainda enxerga defeito. Tem algum volante melhor no Brasil?

  45. Walterson disse:

    Caraca, que jogo de volei! O cruzeiro estava perdendo de 12×20 e consegue fechar em 25×22 no Montes |Claros.

  46. RAUL MIRANDA PENNA disse:

    OT: De arrepiar o primeiro set. Após estar atrás (12 a 20), o Cruzeiro fecha o primeiro set contra o Montes Claros: 25 a 22.

  47. Vinicius Cabral disse:

    Síndico, gostei da sua análise do Adilson.

  48. Ernesto Araujo disse:

    Sobre o primeiro set só digo uma coisa: KRLOOOOOOOOOOOO

  49. Walterson disse:

    Montes Claros 2×1. O pior é que não consigo ficar chateado. Pra mim, tanto faz, são duas grandes equipes enaltecendo o nome de Minas e, de quebra, meu time e minha cidade.

  50. Vinicius Cabral disse:

    2 sets a 1 para o MOC…

  51. Ernesto Araujo disse:

    Dificílimo o jogo.

  52. Ernesto Araujo disse:

    Vamos reagirrrrr !!!

  53. Romarol disse:

    1º tempo: Marquinhos Paraná quase tirou o TOuRO do jogo com um drible. Fábio vez uma bela defesa. Jonathan foi mais ou menos. Gil muito nervoso. Leonardo Silva xerifão. Diego Renan muito bem no jogo. Henrique não vi. Sinal que deve ter jogado muito para a equipe. Fabinho dando porrada do pé a cabeça nos chilenos. Gilberto melhorando. TR e WP pouco produziram. Adílson Baptista deve está rouco. 2º tempo: Marquinhos Paraná o mestre de sempre. Fábio o goleiro de sempre. Jonathan só param na porrada. Gil ficou tranquilo. Leonardo Silva soberano. Diego Renan bobeou. TH jogou. Henrique mandou chileno para o chuveiro. Fabrício fora de forma, mas esforçado como sempre. Gilberto trivelou e calcanhou. TR destroçou. WP avacalhou. Roger brincou. Adílson Batista ficou sem voz.

  54. Ernesto Araujo disse:

    OT: Uma pena a derrota de hoje do Cruzeiro/Sada. Mais tarde, o post do jogo.

  55. Vinicius Cabral disse:

    A impressão que eu tive foi que o Cruzeiro dependeu muito do Wallace. Mais do que das outras vezes. De modo geral, os demais jogadores erraram bastante hoje.

  56. marcel disse:

    Embora com até um certo “charme” francês, a metáfora dos “afrancesados de mangas rendadas” tem um quê de preconceituosa e um tanto de besteira… ainda mais vindo de um letrado escritor. No se trata de querer show, mas apenas um pouco de atenção e seriedade. Após um gol antológico, que nos daria o primeiro lugar no grupo, o Cruzeiro bobeou… e bobeou várias vezes, mas errou ao contar que a incompetência colocolina até o final do jogo. Aós nosso (repito!) antológico gol, o time voltou a apresentar a tradicional sensação cruzeirense de fechamento de mês, a mesma que nos valeu a agregação do prefixo “vice-” na Libertadores do ano passado. A mesma sensação arrogante que nos fez perder jogos importantes de virada no brasileiro do ano passado (dois doem demais, contra SPFC e FLuminense).

    • Jorge Santana disse:

      Futebol é chato por conta dessas coisas. Times que a gente gostaria que jamais errassem ou perdessem, inssitem em errar e perder. Costumam até agregar o prefixo vice a suas conquistas. Acontece demais da conta! Daí todo torcedor ser revoltado com seu clube.

      • marcel disse:

        Jorge, você não é burro, portanto você entende o que eu quis dizer. Nunca imaginei que um time nunca perca. Mas o Cruzeiro perde DEMAIS jogos já encaminhados. Só isso…

  57. marcel disse:

    O que me enche os pacovais é a aceitação da torcida cruzeirense dessa atitude que acaba nos prejudicando em situações essenciais. Não estou falando de futebol bonito. Estou falando de concentração, compromisso…

    • Walterson disse:

      Faltou foco.

      • Ernesto Araujo disse:

        Walterson e Marcel, é mais ou menos isso. Ninguém está cobrando do Cruzeiro o “FUTEBOL VIDEO-GAME ®” (onde tudo dá certo e só o Santos sabe praticar). Mas é possível SIM jogar melhor, conforme o próprio Cruzeiro já mostrou. E nem estou falando do jogo contra o Velez e sim do próprio jogo de ontem como na jogada do GOL onde algumas coisas que normalmente o Cruzeiro não faz muito bem acabaram sendo bem feitas: o passe rápido e preciso de Fabrício, a velocidade de Gilberto, o “ultimo passe” perfeito do próprio Gilberto e a colocação correta de WP e Thiago Ribeiro que fechou com uma finalização também perfeita. Um pouco mais disso e o torcedor sofrerá bem menos… Agora, quando começa essa história de “virada relâmpago” e “gol pelo lado esquerdo” aí eu desanimo…

      • Ernesto Araujo disse:

        Walterson e Marcel, é mais ou menos isso. Ninguém está cobrando do Cruzeiro o “FUTEBOL VIDEO-GAME ®” (onde tudo dá certo e só o Santos sabe praticar). Mas é possível SIM jogar melhor, conforme o próprio Cruzeiro já mostrou.

      • Ernesto Araujo disse:

        E nem estou falando do jogo contra o Velez e sim do próprio jogo de ontem como na jogada do GOL onde algumas coisas que normalmente o Cruzeiro não faz muito bem acabaram sendo bem feitas: o passe rápido e preciso de Fabrício, a velocidade de Gilberto, o “ultimo passe” perfeito do próprio Gilberto e a colocação correta de WP e Thiago Ribeiro que fechou com uma finalização também perfeita. Um pouco mais disso e o torcedor sofrerá bem menos… Agora, quando começa essa história de “virada relâmpago” e “gol pelo lado esquerdo” aí eu desanimo…

      • Sobrinho disse:

        Ernesto, jogadas como a do gol contra Colo Colo tem que ser admiradas e agradecer pelo Cruzeiro fazer jogadas desse tipo com certa frequência. Mas nem o Barcelona consegue jogadas tão perfeitas sempre. Na verdade, no futebol erra-se muito, mas muito mesmo. São 90 minutos de jogo para sair em média 2 ou 3 gols. Para vencer campeonatos saiem gols de grandes jogadas coletivas, jogadas individuais, de escanteios, de confusão na área, de bate rebate, de falhas bizonhas do advesário, etc. Isso é futebol. Me impressiona os torcedores não saberem disso e ficarem sonhando que o Cruzeiro pode fazer duas ou três jodadas como a do gol contra o Colo Colo por jogo.

    • simone b de castro disse:

      Apoiar e perceber as coisas boas, é diferente de aceitar coisas ruins no time. A torcida está apoiando o que está certo, que por sinal é muita coisa, e não aceitando tudo, e achando lindo. Acho que quem está tão incomodado, pode muito bem protestar na toca da raposa! E não falo isso com ironia, não! Mas seria interessante se os insatisfeitos fizessem mais do que criticar pela internet!

    • Naldo disse:

      Qual a necessidade de se classificar em primeiro? Em 2008 ficamos em primeiro e pegamos o Boca. Ficamos nas oitavas. Em 2009 ficamos em primeiro e perdemos para o segundo do mesmo grupo que foi o Estudiantes. Em 1997 ficamos em segundo, eliminanos o Grêmio que foi o primeiro nas quartas, passamos a semi nas penalidades e fomos campeões. Para campeonar, temos que ser eficientes, e em 1997 nós fomos.

  58. Naldo disse:

    Comentários de Lélio Gustavo, Junior Brasil, MIlton Neves e quejandos sobre o Cruzeiro, tem pra mim o mesmo valor que um legítimo Whisky paraguaio.