GPT recusa pedido de desculpas da Globo

Por Jorge Angrisano Santana | Em 18 de abril de 2015

GPT  falou:

“Recebi informação do nosso jurídico de que o nosso presidente do TJD negou o pedido de garantia pra jogar no sábado, com o argumento de que a FMF fez chegar a ele um ofício assinado por alguém da Globo Minas dizendo que, como o AtléticoMG não aceitou jogar no sábado, não havia o acordo necessário pra mudança do dia do jogo. É um absurdo o comportamento da Federação.

Recebi um pedido de desculpas da direção maior da Rede Globo, que não vale nada. Era preciso que a emissora se posicionasse contra esse funcionário que mandou o ofício para o TJD.

Também estou indignado com a postura da FMF, com a falta de pulso de seu presidente e com o fato de ele estar favorecendo o AtléticoMG. Na semana passada, favoreceu pra dar mais descanso a seu clube. Eu concordei com ele. O critério era justo. Mas ele não podia nos prejudicar agora. Só teremos 49 horas de descanso entre os jogos de domingo e terça. Em Buenos Aires, jogamos sem descansar antes e o time não teve pernas pra  aguentar a partida. A agora Federação não respeitou seu filiado e, pela segunda semana seguida, prejudica o Cruzeiro. Vamos entrar em campo com contusões.

O presidente da FMF dá cambalhota em vitórias do AtléticoMG, posta foto com camisa do time e acha isso bonito. Não trabalho assim. Sou presidente do Cruzeiro e ninguém me vê com camisa de jogo em viagens oficiais. É preciso ter a postura que o cargo exige pra não provocar os demais filiados.

Continuaremos filiados, por enquanto, mas já estamos pensando na liga, pra sair disso. Agora estou  favorável à criação de uma liga. Já fui consultado, é assunto em pauta e vamos acelerar as conversas, porque não dá para disputar o Mineiro com um presidente desses”.

Ele fez bem em não aceitar o pedido de desculpas, mas deve aceitá-lo se for identificado e demitido o funcionário da Globo Minas qu induziu o TJD a prejudicar o Cruzeiro”.

Quanto à formação de uma liga, não vejo isto como solução.

Ou seus dirigentes dela teriam caráter mais decente do que a Franga da FMF? Quem garante?

Alguém ainda se lembra do C13? Pois é…

RapoCota, semifinais de 2005

Por Jorge Angrisano Santana | Em 18 de abril de 2015

Os jogos das semifinais do Mineiro 2005 foram Cruzeiro x AtléticoMG, com vantagem azul, e Ipatinga x URT, com vantagem verde.

Os times que jogaram por dois resultados iguais foram às finais.

E numa decisão memorável o Ipatinga levou pro interior o título, depois de 41 anos, empatando em casa por 1×1 e vencendo no Mineirão por 2×1.

Mas vamos conferir as semifinais entre os times da Capital:

  • CRUZEIRO 1×0 ATLÉTICO-MG, sábado, 26mar05, 16h. TEMPO bom. LOCAL: Mineirão (90 mil), Belo Horizonte. MOTIVO: Jogo de ida das semifinais do Mineiro 2005. PÚBLICO: 26.157 pagantes, 26.934 presentes, R$249.883. ARBITRAGEM: Rogério Pereira da Costa, Marco Antônio Gomes e Guilherme Dias Camilo, mineiros. AMARELOS: Fred, Diogo, Dracena, Lopes, Ruy (C), Fábio Jr, Henrique, Fabri, Quirino, Smith (A). VERMELHO: Fábio Jr (A).  GOL: Fred, falta, 61. ATLÉTICO-MG: Diego, George Lucas, André Luiz, Adriano (Henrique) e Rubens Cardoso; Amaral e Ataliba; Renato (Leandro Smith) e Rodrigo Fabri; Edson Araújo (Quirino) e Fábio Júnior. T: Procópio Cardoso Neto. CRUZEIRO: Fábio; Ruy Cabeção, Edu Dracena, Marcelo Batatais e Patrick; Jardel, Diogo Mucuri e Marabá; Kelly (Wagner); Lopes Tigrão (Adriano Gabiru) e Fred. T: Levir Culpi.
  • CRUZEIRO 0×0 ATLÉTICO-MG, domingo, 03abr05, 16h. TEMPO bom. LOCAL: Ipatingão (25 mil), Ipatinga, MOTIVO: Jogo de volta das semifinais do Mineiro 2005. PÚBLICO: 18.779 pagantes, R$296.800. ARBITRAGEM: Héber Roberto Lopes (PR), Aristeu Tavares (RJ) e Hilton Moutinho Rodrigues (RJ). AMARELOS: Fred, Batatais, Ruy (C), Prieto, Smith, Amaral, Fabri (A). VERMELHO: Prieto (A). CRUZEIRO: Fábio; Ruy Cabeção, Edu Dracena, Marcelo Batatais e Athirson; Jardel (Diogo Mucuri), Maldonado e Marabá; Kelly (Adriano Gabiru); Lopes Tigrão (Jean) e Fred. T: Levir Culpi. ATLÉTICO-MG: Danrlei; George Lucas, André Luiz, Henrique e Rubens Cardoso; Ataliba (Márcio Araújo) e Amaral; Leandro Smith (Enrico) e Prieto; Rodrigo Fabri e Quirino (Marcelo Sá). T: Procópio Cardoso Neto.

O vivido leitor do PHD assistiu a algum destes jogos? Tem histórias a contar?

A volta do juiz de embaixada

Por Jorge Angrisano Santana | Em 17 de abril de 2015

Heber Roberto Lopes (SC) foi sorteado (concorria com ele o paulista Luiz Flávio Oliveira) pra apitar o RapoCota do próximo domingo. Os bandeiras serão Kleber Lucio Gil (SC) e Bruno Boschillia (PR).

Heber é o juiz menos correto do Brasil. Quase sempre altera os resultados das partidas que apita, por incompetência ou coisa pior, sabe-se lá. Como ocorreu nos 2×1 das frangas contra o Cruzeiro no returno do Brasileiro 2014.

A ter esse senhor tão desmoralizado no comando do clássico, melhor teria sido convocar um juiz mineiro, mesmo com o risco de que ele fosse pressionado pela franga da FMF.

Fato é que o Cruzeiro exigiu juiz de outro estado e levou uma volta. Cheira tão mal a escolha dos nomes que foram pra cumbuca, que não seria improvável encontrar as digitais sujas da FMF no dedo que apontou as escolhas prévias..

E, dada a sucessão de eventos protagonizados pela FMF, TJD e Globo contra o Cruzeiro nos últimos dias, não me espanto se tiverem ressuscitado a figura do juiz de embaixada…

Queda de braço

Por Jorge Angrisano Santana | Em 17 de abril de 2015

Deu no SUPERESPORTES, hoje, 17abr15:

A Minas Arena divulgou balanço referente a 2014. Chama atenção o débito de R$5,535 milhões a receber do Cruzeiro, por gastos operacionais (taxas de segurança, água, luz e pagamento de funcionários pra dar suporte ao torcedor). A diretoria celeste contesta. Segundo a Minas Arena, “os valores a receber encontram-se em negociação. A administração não tem expectativa de perdas destes valores”. O dinheiro a ser recebido, segundo a Minas Arena, diz respeito a 2013 e 2014. O Cruzeiro deixou de pagar essas taxas após a final da Libertadores 2013, entre AtléticoMG e Olímpia. Na ocasião, a Franga fez acordo mais vantajoso e usufruiu de benefícios que o clube celeste não desfrutava. A diretoria estrelada informou que uma cláusula no contrato com a Minas Arena garante também ao Cruzeiro quaisquer benefícios concedidos a outros clubes. O diretor comercial celeste, Robson Pires, explicou que o clube dialoga com a administradora do Mineirão, mas contesta o débito. “O Cruzeiro questiona a dívida porque, se foi concedido benefício a outro clube, ele teria de se estender ao Cruzeiro também. Mantemos conversas, temos ótimo relacionamento com a Minas Arena, mas contestamos esse débito e a decisão final só será tomada pelo presidente do Cruzeiro”, informou o dirigente.

Vamos torcer pro presidente Gilvan de Pinho Tavares não perder essa briga também.

Se perder, tem de pedir o boné, antes que a instituição se veja em situação de risco.

Ideias de gerico

Por Jorge Angrisano Santana | Em 17 de abril de 2015

O Brasil é fiel depositário de ideias de gerico. Segundo Roberto Campos “Neztepais, a burrice tem passado glorioso e futuro promissor”. Perfeito.

Nossa presidente, por exemplo, patrocinou dezenas de maluquices em seu primeiro mandato e agora está se desafazendo de cada uma delas pra sobreviver, mal e porcamente, no poder.

Se é assim em atividade tão importante como a de governar, imagine o que se produz no pouco relevante futebol, ambiente que espelha a estupidez galopante do mundo político e administrativo.

Nos últimos dias, li e ouvi propostas, de por em dúvida a sanidade mental de muita gente, acerca do que o Cruzeiro deve fazer pra dar o troco no tridente FMF-Globo-TJD, que está trabalhando pra alijá-lo da Libertadores:

  • Conquistar o título mineiro e jogar o troféu na lixeira, em frente às câmeras de televisão;
  • Mandar a campo o time juvenil pra disputar io RapoCota;
  • Simular contusões pra melar o clássico, num cai-cai escancarado;
  • Não entrar em campo pra enfrentar as frangas;
  • Romper relações comerciais com a Rede Globo;
  • Desfiliar-se da FMF;
  • Fundar uma liga independente;
  • Recorrer à Justiça comum etc.

O Cruzeiro só teria prejuizos com esses estrupícios mentais. Precisa explicar? Acredito que não…

Pros canalhas da FMF, Globo Minas e TJD, a entrega seria melhor do que a encomenda. Aplaudiriam de pé o enforcamento do clube com a corda que lhe deram.

11ª Est/PHD: Últimos capítulos, momentos decisivos

Por Jorge Angrisano Santana | Em 16 de abril de 2015

11ª do torneio PHD, com jogos dos estaduais, disputados em 11/12abr15:

ATLÉTICO-MG 1×1 CRUZEIRO, 12abr15sab16h, Jogo de ida semifinais Mineiro 2015, Independência (23 mil), Belo Horizonte. 16.153 pagantes, R$742.045, média R$46. ARBITRAGEM: Raphael Claus (Fifa/SP), juiz, Alessandro Álvaro Rocha Matos (Fifa/BA), Rodrigo Correa (Fifa/RJ), bandeiras. AMARELOS: Jemerson, Carioca, Josué, Dátolo, Rocha (A), Leo, Paulo André, Mena, Damião, Willian. VERMELHO: Leonardo Silva (A), 62. GOLS: Carlos, 39, Arrascaeta, 54. ATLÉTICO-MG: Victor, Marcos Rocha (Patric, 76), Leonardo Silva, Jemerson e Douglas Santos; Rafael Carioca e Josué (Edcarlos, 65), Dátolo e Guilherme; Luan e Carlos (Cárdenas, 73). T: Levir Culpi. CRUZEIRO: Fábio, Fabiano, Leo Simões (Manoel, 25), Paulo André e Mena (Fabrício, intervalo); Willians e Henrique; Willian (Gabriel Xavier, 76), Arrascaeta e Alisson; Leandro Damião. T: Marcelo Oliveira.

TOMBENSE 0×0 CALDENSE, 11abr15sab16h, Jogo ida semifinais Mineiro 2015, Antônio Almeida (3 mil), Tombos, 2.424 pagantes, R$55.470, média R$23. Árbitros: Ricardo Marques Ribeiro, Márcio Eustáquio Santiago e Marcus Vinicius Gomes, mineiros. Amarelos: Mateus, Alexandre (T); Tiago Azulão, Plínio, Serginho (C). TOMBENSE: Darley; Gedeílson, Heitor, Alexandre e Anderson; Coutinho (Wagner, 75), Mateus, Betinho e Jonathan (Joílson, 60); Daniel Amorim e Rafael Pernão (Luiz Fernando, 60). T: Júnior Lopes. CALDENSE: Rodrigo; Jefferson Feijão (Paulão, 82), Marcelinho, Plínio e Rafael Estevam; Serginho, Yuri, Tiago Azulão e Ewerton Maradona (Tiago Ulisses, 64); Zambi e Luiz Eduardo (Cristiano, 60). T: Leo Condé.

FLUMINENSE 2×1 BOTAFOGO, 11abr15sab16h, Jogo ida semifinais Carioca 2015. Maracanã (78 mil), Rio de Janeiro, 14.424 pagantes. Árbitros: Leonardo Garcia Cavaleiro, Luiz Antonio Muniz Oliveira e Silbert Faria Sisquim, cariocas. Amarelos: Edson, Vinicius, Wagner (F); Carleto (B). GOLS: Fred, 41 e 74, Willian Arão, 86. FLUMINENSE: Cavalieri; Renato (Wagner), Gum, Henrique (Victor Oliveira) e Giovanni; Jean, Edson, Gerson, Vinicius e Lucas Gomes (Marlone); Fred. T: Ricardo Drubscky. BOTAFOGO: Renan; Gilberto, Alisson, Renan Fonseca e Carleto; Diego Giaretta, Willian Arão, Tomas (Rodrigo Pimpão) e Elvis (Fernandes); Jobson e Bill (Sassá). T: René Simões.

VASCO 0×0 FLAMENGO, 12abr15sab16h, Jogo ida semifinais Carioca 2015, Maracanã, Rio de Janeiro, 21.289 pagantes, 24.747 presentes, R$1.005.085. Árbitros: João Batista Arruda, Wagner Almeida Santos e Jackson Lourenço Massara Santos, cariocas. Amarelos: Yago, Christianno, Gilberto, Luan (V), Jonas, Everton, Wallace, Marcelo Cirino, Pico, Paulinho (F). FLAMENGO: Paulo Victor, Pará, Bressan, Wallace, Anderson Pico, Jonas (Everton), Márcio Araújo, Canteros, Marcelo Cirino, Gabriel (Arthur Maia) e Alecsandro (Paulinho). T: Vanderlei Luxemburgo. VASCO: Martín Silva, Madson, Rodrigo, Luan, Christianno, Guiñazu, Serginho, Julio dos Santos (Bernardo), Marcinho (Dagoberto), Yago (Rafael Silva) e Gilberto. T: Doriva.

CORINTHIANS 1×0 PONTE PRETA, 11abr15sab16h, Quartas de final Paulista 2015, Itaquera (46 mil), São Paulo, 32.438 pagantes (total de 32.869) Renda: R$ 2.283.546, gol de Renato Augusto, 55. Árbitros: Flávio Rodrigues Souza, Vicente Romano Neto e Carlos Augusto Nogueira Jr, paulistas. Amarelos: Elias, Jadson, Sheik (C); Pablo, Biro Biro (P). CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Felipe, Gil e Uendel; Ralf, Jadson, Elias (Bruno Henrique), Renato Augusto e Emerson Sheik (Stiven Mendoza); Vágner Love (Danilo). T: Tite. PONTE PRETA: João Carlos; Rodinei, Tiago Alves, Pablo e Juninho; Fernando Bob, Josimar (Wellington), Bruno Silva e Renato Cajá; Rildo e Biro Biro (Roni). T: Guto Ferreira.

PALMEIRAS 1×0 BOTAFOGO-SP, 11abr15sab11h, Quartas final Paulista 2015, Allianz (43 mil), São Paulo, 35.437 pagantes, R$2.498.585, gol de Leandro Pereira, 71. Árbitros: Marcelo Rogério, Danilo Ricardo Simon Manis e Fabrício Porfirio de Moura, paulistas. Amarelos: Gabriel, Vitor Hugo, Leandro Pereira e Victor Luis (P); Rodrigo Andrade, Gimenez, André Rocha, Liel e Dênis (B). PALMEIRAS: Fernando Prass; Lucas, Vitor Hugo, Victor Ramos e Zé Roberto (Victor Luis); Gabriel (Valdivia) e Arouca; Rafael Marques, Robinho e Dudu (Cleiton Xavier); Leandro Pereira. T: Oswaldo Oliveira. BOTAFOGO: Renan Rocha; Gimenez, Halisson, Eli Sabiá e Dênis; Liel, André Rocha (André Santos), Bruno Costa, Vitor (Zé Roberto) e Rodrigo Andrade (Wesley); Diogo Campos. T: Régis Angeli.

SANTOS 3×0 XV PIRACICABA, 12abr15om16h, Quartas final Paulista 2015, Vila Belmiro (16 mil), Santos, 11.260 pagantes, R$456.095. Árbitros: Guilherme Ceretta Lima, Anderson Jose Moraes Coelho e Rogerio Pablos Zanardo, paulistas. Amarelos: Lucas Lima e Leandrinho (S); Tony, Fabiano, Renan Foguinho e Leonardo Luiz (X). Gols: Robinho, 16, Ricardo Oliveira, 35, Lucas Lima, 89. SANTOS: Vladimir; Vitor Ferraz, Gustavo Henrique, Werley e Chiquinho; Valencia (Lucas Otávio), Leandrinho e Lucas Lima; Geuvânio (Gabriel), Robinho (Marquinhso Gabriel) e Ricardo Oliveira. T: Marcelo Fernandes. XV DE PIRACICABA: Roberto; Éder Sciola, Leonardo, Rodrigo e Fabiano; Renan Foguinho, Diego Silva (Chico) e Tony; Paulinho, Henrique (Tiago) e Bruninho (Roni). T: Toninho Cecílio.

CHAPECOENSE 0×2 JOINVILLE, 11abr15sab16h, Arena Condá (22 mil), Chapecó, 6.603 pagantes, R$67.335. Arbitragem: Célio Amorim, Helton Nunes e Rosnei Hoffmann Scherer. Amarelos: Rogério (J); Roger (C), Vilson ©. Vermelhos: Guti (J); Apodi ©. Gols: Tiago Luís (J), aos 7 minutos e Wellinton Júnior (J), aos 29 do primeiro tempo. CHAPECOENSE: Nivaldo, Apodi, Rafael Lima, Vilson e Dener (Richarlyson); Wanderson (Camilo), Gil, Maranhão (William Barbio), Hyoran e Ananias; Roger. T: Vinícius Eutrópio. JOINVILLE: Oliveira, Suelinton, Guti, Alef e Rogério; Naldo, Wellington Saci, Willian Popp (Augusto) e Tiago Luís (Dráusio); Kempes e Welinton Junior. T: Hemerson Maria.

FORTALEZA 0×0 ICASA, 12abr15dom16h, Jogo volta semifinais Cearense 2015, Castelão (60 mil), Fortaleza, 12.721 pagantes, 13.211 presentes, R$196.989. Árbitro: Glauco Feitosa, Assistentes: Arnaldo Sousa e Renan Aguiar, cearenses. Amarelos: Ciro (I) Vinicius (F) Rodrigo Vitor (I) Alan (I) Deola (F) Tinga (F) . Vermelhos: Lima (F) Da Silva (I). FORTALEZA: Deola; Tinga, Lima, Adalberto, Wanderson; Correa, Vinicius, Pio (Samuel), Francisco Everton; Cassiano (Max Oliveira) e Lucio Maranhão (Cássio). T: Marcelo Chamusca. ICASA: Rodolpho; Everton (Lucas Batatinha), Charles, Ciro, Dieyson; Lima (Guídio), Da Silva, Rodrigo Vitor, Alan; Diego Ceará (Robert) e Nubio Flávio. T: Vladimir Jesus.

5 torneios, 11 times Série A, 1 Série B, 3 Série C, 2 Série D, 3 sem série.

LUGARES: 371.000 PUPAGANTE: 153.400 MÉDIA: 15.340. OCUPAÇÃO: 41%.

Liberta 2015: River classificado com 7 pontos

Por Jorge Angrisano Santana | Em 16 de abril de 2015

10ª semana da Libertadores 2015

  • Em Buenos Aires, no Tomás Ducó, HURACÁN 2×1 CRUZEIRO, com 20 mil espectadores, gols de Ábila (2), Mancinelli e Damião.
  • Em Sucre, no Olímpico Patria, UNIVERSITÁRIO 2×0 MINEROS DE GUAYANA, com o time local assumindo a liderança do grupo 3.
  • Em Avellaneda, no El Cilindro, RACING 3×2 TÁCHIRA, de virada, com frango do goleiro venezuelano, aos 90.
  • Em Lima, CRISTAL 0×1 GUARANI.
  • Em Buenos Aires, Nuñez, RIVER PLATE 3×0 SAN JOSÉ, com 35 mil espectadores. Mora (2) e Teo Gutierrez marcaram os gols da classificação dos milionários, com míseros 7 pontos.
  • Em Chiclayo, JUAN AURICH 4×5 TIGRES, com estádio lotado e o time mexicano jogando com seus reservas. Nenhuma surpresa. O Juan Aurich rivaliza em ruindade com venezuelanos e bolivianos.
  • Em Santiago, no Monumental, COLO COLO 0×3 SANTA FÉ,
  • Em Guadalajara, no Jalisco, ATLAS  1×0 ATLÉTICO-MG, com pouco público e gol de Gonzales, aos 39. Cepada!
  • Em La Paz, no Hernán Siles, THE STRONGEST x EMELEC,
  • Em Montevidéu, no Luiz Franzini, DANUBIO 1×2 SÃO PAULO, com pouquíssimo público, time misto do Danubio e virada do tricolor.
  • Em Buenos Aires, La Bombonera, BOCA JUNIORS 2×0 PALESTINO, com 40 mil espectadores, gols de Marim (cabeça), aos 89, Caleri, 100. Xeneizes, com reservas, fecham a fase de grupos com 100% de aproveitamento e 17 gols de saldo.
  • Em Santiago, no Nacional, UNIVERSIDAD DE CHILE 0×4 INTERNACIONAL,
  • Na Venezuela, ZAMORA 0×3 WANDERERS, com pouquíssimo público e classificação dos vice campeões uruguaios.
  • Em São Paulo, Itaquera, CORINTHIANS 0×0 SAN LORENZO, com 40 mil espectadores, gambás se classificam pras oitavas. Pra se classificar, o atual campeão San Lorenzo terá de golear o Danubio e contrar com tropeço do Sumpaulo contra o Corintiãs.

Primeirão a cornetar!

Por Jorge Angrisano Santana | Em 16 de abril de 2015

Chega de FMF, TJD, GloboMinas e todos esses filhos da buta que estão sacaneando o Cruzeiro.

Foco no RapoCota! E primeirão a cornetar!

  • TIME sugerido pro RapoCota: Fábio, Fabiano, Leo, Paulandré e Fabrício; Willians e Henrique; Xavier, Arrascaeta e Alisson; Damião.
  • TIME sugerido pro UniSucre: Fábio, Mayke, Leo, Brunodrigo e Mena; Willians (Eurico) e Henrique; Marquinhos, Arrascaeta e Willian (Alisson); Damião.

E vc, canoro leitor, o que tem a propor ao técnico Marcelo Oliveira?

A cachorrada do tridente FMF-Globo-TJD

Por Jorge Angrisano Santana | Em 16 de abril de 2015

Jorge, o que você está achando dessa tremenda cachorrada, canalhice, safadeza feita por FMF / Globo Minas / TJD-MG? Já existiu algum presidente da FMF que não fosse atleticano? O Elmer Guilherme dizia que era americano, o que é duvidoso, já que seu pai e antecessor na FMF era um baita de um atleticano safado que se utilizou da FMF em benefício próprio e do atlético, inclusive emprestando dinheiro da FMF para o Atlético comprar jogador, como foi denunciado por Placar entre final da década de 70 / início da década de 80. Att, Pinheiro

Pinheiro, não me lembro de um presidente que não fosse franga. O Cruzeiro sempre foi desleixado na política, como se viu nas últimas eleições da entidade. Att, JS

Estado de Minas, parcial até a última pena

Por Jorge Angrisano Santana | Em 16 de abril de 2015

Foto de JP Anchieta.

Não se espantem. O Estado de Minas sempre foi assim. E os concorrentes, Hoje em Dia e O Tempo, são ainda piores. Melhor não comprar, nem assinar. Se der pra filar, bem, se não der, amém.            [Foto: JP Anchieta]