AthleticoPR 0x0 Cruzeiro: empate heroico

Por SÍNDICO | Em 6 de novembro de 2019

CRUZEIRO contra Athletico-PR, neste 06nov10qua21h30, Baixada (42 mil), Curitiba, 31ª rodada, Brasileiro 2019.\

CLASSIFICAÇÃO: Cruzeiro está em 16º lugar, com 33 pontos, Paranaense é o 6º, com 46.

RANKING da CBF: Cruzeiro é o 2º, com 15.822 pontos; Athletico-PR é o 8º, com 11.380.

TEMPO nublado, temperatura 17º, vento 11 Km/h, umidade 87%.

TRANSMISSÃO: Globo, exceto Uberlândia, Uberaba, Ituiutaba e Juiz de Fora, com narração de Rogério Correa e comentários de Bob Faria e Fabio Junior.

ARBITRAGEM: Luiz Flávio de Oliveira, Anderson José de Moraes Coelho, Bruno Salgado Rizo (SP), Leonardo Ferreira Lima (PR, 4ºA). VAR: José Claudio Rocha Filho (SP).

CRUZEIRO: Fábio — Edílson, Cacá, Fabruno, Egídio — Henrique, Ederson — M Gabriel, Robinho, David — Sassá. T: Abel Braga.

BANCO: Rafael G, Vítor Eudes G, Leo B, Dodô L, Adriano V, Jadson V, Cabral V, Maurício M, Joel A, Ezequiel A.
AUSENTES: Rodriguinho, Dedé, Rocha (lesionados), Neves (poupado), Fred, Orejuela (suspensos).

PENDURADOS: Cabral, Dedé, Dodô, Edilson, Fábio, Jadson, M Gabriel, Rocha e Rodriguinho.

PARANAENSE: Santos – Madson, Thiago Heleno, Leo Pereira, Márcio Azevedo – Bruno Guimarães, Wellington – Leo Cittadini, Nikão, Rony – Marco Ruben. T: Eduardo Barros.

BANCO: Leo G, Khellven L, Pedro Henrique B, Robson Bambu B, Abner L, Erick V, Lucho González V, Bruno Nazário M, Thonny Anderson A, Braian Romero A.

.AUSENTES: Adriano, Jonathan, Lucas Halter (lesionados).
PENDURADOS: Everton Felipe, Leo Cittadini, Leo Pereira, Madson, Márcio Azevedo, Marco Ruben, Matheus Rossetto, Nikão, Rony, Thiago Heleno.

ATHLETICO-PR 0x0 CRUZEIRO, 06nov19qua21h30. TEMPO nublado, temperatura 17º, vento 11 Km/h, umidade 87%. LOCAL: Baixada (42 mil), Curitiba. MOTIVO: 31ª rodada, Brasileiro 2019. PÚBLICO: 12.885 pagantes, R$216.370, média R$18. ARBITRAGEM: Luiz Flávio Oliveira, Anderson Moraes Coelho, Bruno Rizo (SP), Leonardo Ferreira Lima (PR, 4ºA). VAR: José Cláudio Rocha (SP). AMARELOS: Sassá, Wellington, Ruben, Pereira, VERMELHO: Sassá, ATHLETICO: Santos; Madson, Thiago Heleno, Leo Pereira, Márcio Azevedo; Wellington (Cirino, 68), Bruno Guimarães (Camacho, 50), Cittadini (Bruno Nazário, 73); Nikão, Rony, Marco Ruben. T: Eduardo Barros. CRUZEIRO: Fábio; Edilson, Cacá, Fabruno,Egídio (Dodô, 30); Henrique, Ederson; M Gabriel, Robinho (Cabral, 76), David (Ezequiel, 65); Sassá. T: Abel Braga.

HISTÓRICO: 62 jogos, 24 vitórias do Cruzeiro, 20 empates, 18 do Paranaense. Cruzeiro marcou 89 gols, levou 78. Eles já decidiram duas competições nacionais entre si. Em 1999, o Paranaense conquistou a Seletiva da Libertadores vencendo por 3×0 na Baixada e perdendo por 2×1 no Mineirão. Na SulMinas 2002, o Cruzeiro venceu por 2×1, na Baixada, e 1×0, no Mineirão, na despedida de Sorín, com 70 mil espectadores.\

DESEMPENHO do Cruzeiro na história do Brasileiro: 58 participações em 63 campeonatos, 1.472 jogos, 636 vitórias, 400 empates, 437 derrotas, 2.129 gols marcados, 1.666 sofridos. Aproveitamento de 53%. Nos pontos corridos: 657 jogos, 293 vitórias, 149 empates, 215 derrotas, 976 gols marcados, 804 sofridos, aproveitamento de 53%.

Semana 44: decacampeão mineiro de vôlei

Por SÍNDICO | Em 5 de novembro de 2019

Notícias do Cruzeiro na SEMANA 44 de 2019, por MAURO FRANÇA:

SEGUNDA, 28OUT129. REAPRESENTAÇÃO: treino fechado. /// HUGO HAMACHER, ponteiro de 28 anos, contratado pelo Sada Cruzeiro. Jogador foi revelado na base do clube, pelo qual  atuou  nas temporadas de 10/11 e 11/12.

TERÇA, 29OUT19. TREINO fechado. /// MARCONE BARBOSA, sobre a contratação de Orejuela: “Não há negociação. O Cruzeiro precisa exercer a opção. Tem atuado muito bem, feito bons jogos, interessa a permanência dele. Isso vai ser definido pelo Zezé Perrella”. /// PERRELLA se reúne com prefeito Alexandre Kalil pra solicitar isenção do ISSQN nas rendas dos jogos no Mineirão. /// ABIDAL, secretário-geral do Barcelona, visita Toca I. Está no Brasil para observar jogadores e conhecer estruturas de base. /// SADA CRUZEIRO 3×0 FIAT MINAS (25/18, 25/21, 25/20). Mineiro Vôlei, 10º circuito, Riacho, Contagem. Cruzeiro: Cachopa, Evandro, Perrin, Conte, Isac, Otávio, Lukinha + Luan, Rodriguinho Leme, Hugo. T: Marcelo Mendez.

QUARTA, 30OUT19. TREINO fechado. /// VIAGEM para o Rio de Janeiro, à tarde.

QUINTA, 31OUT19. BOTAFOGO 0x2 CRUZEIRO. Brasileiro, 29ª rodada, Engenhão, Rio, 20.690 pag, 22.412 pres, R$305.525. Arbitragem: Caio Max Vieira (RN), Jean Márcio Santos (RN), Nailton Sousa Oliveira (CE). Var: Adriano Milczvski (PR). Amarelos: Diego, Neves, Fabruno, Dodô. Gols: Cacá, 25, Ederson, 96. Botafogo: Gatito; Marcinho, Carli, Gabriel, Yuri; Bochecha (Tanque), João Paulo, Diego Souza; Luiz Fernando, Victor Rangel (Igor Cássio), Valencia (Alex Santana). T: Alberto Valentim. Cruzeiro: Fábio; Orejuela, Cacá, Fabruno, Egídio; Henrique, Ederson; M Gabriel (Dodô), Neves, David (Sassá); Fred (Cabral). T: Abel Braga. /// ABEL: “A equipe está há seis jogos sem perder, mas não saia da zona de rebaixamento. É um misto de dor, decepção, confiança. Tudo se mistura. De todos os jogos comigo, este foi o pior. Vencemos, mas precisamos de mais quatro ou cinco vitórias. Eu daria tudo para ter pelo mais um ou dois dias de treino. Vamos ver o que podemos fazer”. /// ZEZÉ PERRELLA, sobre a contratação de Orejuela: “Temos a opção de ficar com 50% dele. Estou procurando viabilizar alguns negócios para exercer essa prioridade. Agora, se a situação financeira não permitir, não vamos ficar. É um jogador importante hoje e que tem um futuro brilhante”. /// SPORT, diário esportivo espanhol, listou quatro revelações celestes que poderiam entrar na pauta do Barcelona: Cacá, Ederson, Vitor Roque, do Sub14, e Estevão William, 12 anos. À exceção do primeiro, os demais são representados pelo empresário André Cury, representante do clube catalão no Brasil. /// PALMEIRAS 3×1 CRUZEIRO. Brasileiro Sub20, volta quartas de final, Jardim Inamar, Diadema, São Paulo. Gol: Popó. Cruzeiro: Vinícius; Weverton (Luiz Gustavo), Jonathan, Paulo, Pereira; Rômulo, Bicalho (Liberato), Jadsom (Rafinha), Maurício (Marco Antônio); Thiago (Caio), Popó (Zé Eduardo). T: Célio Lúcio.

SEXTA, 01NOV19. DELEGAÇÃO retorna, elenco liberado. /// OREJUELA pré-convocado para amistosos da Colômbia em 15-19nov. /// CAMISA TRÊS, a última da Umbro, é apresentada. /// ZEZÉ PERRELLA: “Vou procurar praticar aquela política de ter jogadores para o mercado. Não adianta achar que um clube consegue sobreviver sem negociar jogadores. O que acontece hoje no Cruzeiro é que não temos tantos jogadores para negociar. Ou a situação financeira nos obriga a entregar esses jogadores a preço de banana. Já pagamos agosto, que estava vencido. Vou procurar pagar, no máximo semana que vem, setembro. Os jogadores não estão cobrando, estão entendendo o momento e que o que importa agora é focar em tirar o Cruzeiro dessa”. /// CRUZEIRO CELULAR, operadora do clube em parceria com a Dry Company do Brasil, iniciou suas operações. /// SADA CRUZEIRO 3×0 AMÉRICA VÔLEI (25/20, 25/14, 25/22). Mineiro Vôlei, jogo único semifinal, Riacho, Contagem. Cruzeiro: Cachopa, Evandro, Perrin, Conte, Isac, Otávio, Lukinha + Luan, Rodriguinho Leme, Filipe. T: Marcelo Mendez.

SÁBADO, 02NOV19. TREINO fechado. /// NONOCA, volante de 21 anos, que treinava em separado no clube, emprestado ao Boa Esporte para a próxima temporada. /// ATLÉTICO 0x1 CRUZEIRO. Mineiro Sub14, volta finais, Vespasiano. Gol: Robert. Pênaltis: Atlético, 4×2. Cruzeiro: Otávio, Isaias, Antonny, Werneck, Allan; Amilton (Conrado), João Roberto, Guilherme; Thiago, Robert, Davi (Luan). T: Leandro Guerreiro. /// ATLÉTICO 0x0 CRUZEIRO. Pênaltis, Cruzeiro 5×4. Mineiro Sub17, volta das finais, Vespasiano. Cruzeiro: Rodrigo; Danilo, Paulo, Weverton, Kaiki; Riquelmy, Ageu, Alejandro; Riquelmo, Riquelme (Victor Huggo), Wesley (Presses). T: Alexandre Grasseli. /// CRUZEIRO campeonou. /// SADA CRUZEIRO 3×0 FIAT MINAS (25/19, 25/19, 25/19). Mineiro Vôlei, jogo único final, Riacho, Contagem. Cruzeiro: Cachopa, Evandro, Perrin, Conte, Isac, Otávio, Lukinha + Luan, Rodriguinho Leme. T: Marcelo Mendez. /// DECACAMPEONATO mineiro do Sada Cruzeiro.

DOMINGO, 03NOV19. CRUZEIRO 1×1 BAHIA. Brasileiro, 30ª rodada, Mineirão, Belo Horizonte, 21.933 pag, 25.913 pres, R$395.657. Arbitragem: Wagner Reway (PB), Bruno Pires (GO), Oberto Santos (PB). Var: Paulo Roberto Alves (PR). Amarelos: Orejuela, Fred, Henrique. Vermelho: Orejuela. Gols: Fernandão, 66 (p), Sassá, 75. Ceuzeiro: Fábio; Orejuela, Cacá, Leo, Dodô; Henrique, Ederson; M Gabriel (Ezequiel), Neves, David (Sassá), Fred (Edilson). T: Abel Braga. Bahia: Douglas; Nino Paraíba, Juninho, Fonseca, Moisés; Flávio, Marco Antônio (Lucca), João Pedro, Elber (Rogério), Artur, Fernandão (Caike). T: Roger Machado. /// ABEL: “Meu time não fez um bom 1º tempo. Eu sabia que a gente ia sentir por causa do jogo de quinta. Os jogadores tiveram brio, honraram a camisa. No fim, conseguimos marcar mais um ponto. Invencibilidade com muito empate, mas na circunstância hoje não foi ruim. Está muito estranho. Não vejo ninguém falando nada. Com um minuto do 2º tempo, teve um pênalti claro. Cadê a porra do Var no lance? Aí vem dizer que foi impedimento? É vergonhoso. Estou protestando. Não quero ajuda, quero isenção. Vai vendo quantos jogos já foram. Estou calado há muito tempo. Hoje não”. /// CRUZEIRO 1×0 AMÉRICA. Mineiro feminino, 6ª rodada, Alterosas, Belo Horizonte. Gol: Micaelly (p). Cruzeiro: Camila; Isa (Janaína), Pires, Jajá, Dantas (Eskerdinha); Isabela, Nathalia (Duda), Micaelly (Thayane); Vanessa, Miriã, Aline. T: Hoffmann Túlio.

Fernandão: “Neves deixou tudo em campo”

Por SÍNDICO | Em 5 de novembro de 2019

PITACOS acerca do CRUZEIRO 1-1 BANHIA, no Mineirão, Belo Horizonte, 03nov19dom19h, pela 30ª rodada do Brasileiro 2019:

ABEL BRAGA: Meu time não fez um bom 1º tempo. O Bahia não é um time fácil, chama o adversário. É como o Fortaleza. Eu sabia que a gente ia sentir por causa do jogo de quinta. Com a expulsão, surgiu uma coisa interessante. Naquele momento, fiquei com uma linha de três atrás, com Dodô, Leo e Cacá. E conseguimos empatar assim. Depois, óbvio, não segui daquele jeito para não favorecer o adversário. Os jogadores tiveram brio, honraram a camisa que vestem. No fim, conseguimos marcar mais um ponto. Invencibilidade com muito empate, mas na circunstância hoje, não foi ruim. Valeu a pena a luta, mas está muito estranho. Não vejo ninguém falando nada. Meu clube precisa falar. Meu clube é muito pesado, é muito grande. Com um minuto do segundo tempo, teve um pênalti claro. Ele deu o pênalti contra nós? Me parece que foi exagerado o amarelo. Orejuela está de costas. Não importa. E cadê a porra do Var no lance do David? Aí dizer que foi impedimento? É vergonhoso. O zagueiro estava a dois metros. Não tem dúvida. Um minuto do segundo tempo, não se sabe o que vai acontecer. Está de sacanagem. Está na hora de fazer alguma coisa. Toda vez que é consultado o Var… Vamos ficar sempre quietos? Isso está passando do limite. Não é fácil não!

SASSÁ: Graças a Deus entrei e ajudei o time que estava com um a menos. O que valeu foi o empenho, a garra. Estamos num crescente. É pensar para a frente. É sempre bom somar ponto. Infelizmente, os três não vieram, mas esse ponto vai fazer a diferença lá na frente.

ZULOOBAS: Sassá fez o gol salvador, foi o melhor do jogo. Cacá foi um monstro! Henrique, idem.

WASHINGTON RAMOS: Faltou pontaria a David, Fred e Neves. Faltou o juiz apitar corretamente. Faltou ânimo a Fred e Neves. Faltou futebol para M Gabriel, David, Fred e Neves fazerem a diferença. Faltou muita coisa para vencer o Bahia.

FERNANDÃO ÁVILA: Estou vendo muita gente pondo o Neves e Fred no mesmo balaio. É injusto. Nesse jogo em especial o Neves se movimentou, voltou para buscar o jogo e suprir a lacuna deixada pelo Robinho que é o cara do passe diferente no meio. Depois da expulsão do Orejuela, ainda cumpriu função tática pelo lado direito, fechando a linha de quatro para liberar o Sassá. Não fez uma partida primorosa, mas deixou tudo em campo e levou algum perigo. Já o Fred, Deus do céu! parece pronto para o showbol. Jogador de uma categoria diferente. Não tem força para defender nem o seu espaço quando o cruzamento vai certo, quanto mais para disputar uma bola ou antecipar alguém. Nem reboteiro mais consegue ser. Já o Neves sai dois metros atrás e chega um na frente quando sobra bola na área.

FABRÍCIO: De bom neste jogo, só o golaço do Sassá e a belíssima partida do Cacá. Nosso time é limitado demais. Vamos assim até o final, pelo visto.

FERNANDO HENRIQUE: Com 11 contra 11, o time celeste foi mais entrosado, equilibrado, tranquilo e menos previsível do que em outros jogos, jogando pelos dois lados e demonstrando consistência defensiva diante dos contra-ataques adversários. Com a expulsão de Orejula, prevaleceram entrosamento e vontade para correr atrás do resultado, fazendo por merecer o empate.

JR GALVÃO: Sassá é o inútil, que excepcionalmente foi útil neste jogo. Mas só pelo gol, já o colocaram com a salvação da lavoura. Mas ele continuará sendo o que é: um tosco!

Um comentarista justifica o furto

Por SÍNDICO | Em 4 de novembro de 2019

JP ANCHIETA

O futebol brasileiro é uma esculhambação total. Parece que cada um age de um jeito e foda-se. Não existe critério, não existe punição, não existe nada. Cada um faz o que quer e vida que segue.

David sai cara a cara com o goleiro e sofre pênalti, mas o bandeira dá impedimento de forma errada e o Var se cala.

Aí o comentarista de arbitragem da televisão detentora dos direitos do Campeonato afirma que não foi impedimento, que foi pênalti, mas garante que o Var agiu certo não avisando o juiz.

Marcelo Barreto e o Carlos Eduardo Lino claramente ficaram assustado vendo o PC Oliveira dizer isso. 

O Cruzeiro fez um gol contra o Mineiro na Copa do Brasil e mandaram voltar porque lá na origem da jogada houve falta. Contra o Flu anularam o gol da nossa vitória porque viram falta do Robinho também na origem da jogada. Contra o Goiás marcaram impedimento duvidoso na origem da jogada.

Três lances na origen da jogada!

Mas quando o David é calçado quase na pequena área o comentarista de arbitragem diz que nesse tipo de lance o Var não pode interferir, pois “não foi uma falta tão grave”. E pensar que esse cara foi um dos principais árbitros do país nas últimas duas décadas!

Temos que ser muito fanáticos pelo nosso time pra continuar acompanhando futebol. 

Cacá, o melhor, Sassá e Henrique, bem

Por SÍNDICO | Em 4 de novembro de 2019

ATUAÇÕES dos protagonistas do CRUZEIRO 1-1 BANHIA, no Mineirão, Belo Horizonte, 03nov19dom19h, pela 30ª rodada do Brasileiro 2019; 

Por FERNANDO HENRIQUE

TORCIDA CELESTE compareceu em número razoável e apoiou o time nos bons e nos maus momentos. No fim, aplaudiu a bravura que salvou um ponto, mesmo decepcionada por constatar que o sufoco continuará a briga pela salves será ponto a ponto. (Síndico)

FÁBIO fez intervenções protocolares e uma grande defesa, num chute de Rogério, que poderia liquidar a partida.  

OREJUELA fez mais um jogo vigoroso, dessa vez com mais oportunidades e liberdade para apoiar o ataque, sempre com qualidade e agudez. Correto nas intervenções na defesa, foi expulso num lance de excesso de preciosismo do apitador.

CACÁ não se intimidou ao vigiar de perto o gigante Fernandão. O ótimo posicionamento permitiu que antecipasse e cortasse todas as bolas sob sua responsabilidade.

LEO supervisionou Cacá e garantiu a cobertura do garoto sem sustos. Velho de guerra, não sentiu o tempo em que esteve fora de combate.

DODÔ controlou o ímpeto do Bahia pela direita, garantindo boa marcação pelo seu lado, subindo para apoiar com sobriedade, o que balanceou o time no ataque. Sua aplicação tática e consciência defensiva foram essenciais após a mudança no panorama do jogo com a expulsão de Orejuela.

HENRIQUE jogou com a consciência tática e regularidade de sempre. Coberturas precisas deram a segurança que o time precisava para a movimentação no ataque.

EDERSON, cada vez mais à vontade em campo, e sem receio de espreitar a defesa adversária, teve sua atuação favorecida pela escalação com dois pontas, construindo boas jogadas principalmente pela direita do ataque.

NEVES, com liberdade para jogar mais solto na intermediária, foi o jogador mais acionado do time durante todo o jogo, sempre encontrando espaços, boas jogadas e passes. Foi o melhor jogador da partida.

M GABRIEL, com liberdade na faixa dianteira, aprontou uma correria e se movimentou com inteligência em ambos os lados, facilitando a produção ofensiva do time.

DAVID teve menos oportunidades sem o fogo concentrado pela esquerda e a parceria com Egídio. Tem boa consciência tática e inteligência, mas a técnica não ajuda na hora de dar alegria pra galera e por isso mais uma vez saiu vaiado.

FRED jogou 30 minutos de futebol profissional. Correu, saiu da área, buscou a bola, construiu jogadas e depois “morreu fesicamente”.

SASSÁ entrou com vontade, evidenciando sua melhor característica que é buscar sempre o jogo. Deu chapéu, distribuiu caneta azul e acertou um belo chute, que garantiu ponto importante e a invencibilidade do time. Herói da partida.

EZEQUIEL substituiu Marquinhos Gabriel com boa movimentação e toque de bola, contudo com pouco tempo e condições para realizar algo mais efetivo.

EDILSON entrou para recompor o time após a expulsão e o empate, desempenhando suas obrigações defensivas com segurança.

CRUZEIRO, com 11 contra 11, foi um time mais entrosado, equilibrado, tranquilo e menos previsível do que em outros jogos, equilibrando as jogadas pelos dois lados e demonstrando consistência defensiva diante dos contra-ataques adversários. Com a mudança de cenário, prevaleceram o entrosamento e a vontade para correr atrás do resultado, fazendo por merecer o tento.

BAHIA fez um jogo franco nos 15 primeiros minutos de cada tempo e depois se fechou em duas linhas acreditando na velocidade e força física de seus atacantes de pouca técnica. Foi favorecido por uma decisão precipitada da arbitragem.

ABE tem como virtude a capacidade de estabelecer planos de jogo a partir da conjuntura e das fraquezas adversárias. Barrou Egídio, muito provavelmente pela presença do Leo no lado esquerdo da zaga e pela sequência de jogos, e deixou o time menos previsível com a escalação de dois pontas. Insistiu além da conta com Fred em campo.

ÁRBITROS pecaram bastante. O juiz por querer aparecer e controlar uma partida tranquila mais do que devia. Expulsou Orejuela por pura falta de intimidade com o Var e as novas orientações para a arbitragem.

MelhorDoJogo => CACÁ [[[25]]] Sá, Terenzi, Ramos, Rizzi, Vaz, Bitencourt, Itamar, Galvão, André, Fonseca, Marcoalex, Tate, Morato, Bastos, Walfrido, Anchieta, Velame, Walterson, Hiram, Maury, Walery, Angrisano, Pedrinho, Jonas, Patrícia —– SASSÁ [[[7]]] Ge, Romeu, Furst, Zuloobas, Anderson, Celeste, Nanayoski —– HENRIQUE [[[6]]] Palmeira, Fernandão, Fábio, Robrto, Guidugli, Barnabé —– FÁBIO [[[3]]] Ferraz, Soares, Dudu —– LEO [[[3]]] Schrier, Artur, Assis —– NEVES [[[3]]] Efeagá, Vanda, Síndico —– EZEQUIEL [[[1]]] Pedro —– FRED [[[1]]] Gesoco —– EDERSON [[[1]]] Wagner —– ABEL [[[3]]] Uol, Thomas, Polaco…

Cruzeiro 1×1 Bahia: árbitros roubaram dois pts

Por SÍNDICO | Em 3 de novembro de 2019

CRUZEIRO contra Bahia neste 03nov19dom19h, no Mineirão (62 mil), Belo Horizonte, pela 30ª rodada do Brasileiro 2019.

CLASSIFICAÇÃO: Cruzeiro é o 16º, com 32 pontos; Bania, o 9º, com 41.

RANKING da CBF: Cruzeiro é o 2º, com 15.822 pontos, Bahia, o 15º, com 8.862.

TEMPO nublado, temperatura 23º, vento 10 Km/h, umidade 65%.

TRANSMISSÃO: Premiere, com narração de Rogério Corrêa e comentários de Henrique Fernandes.

ARBITRAGEM: Wagner Reway (PB), Bruno Raphael Pires (GO), Oberto Silva Santos (PB), VAR: Paulo Roberto Alves Júnior (PR).

CRUZEIRO: Fábio — Orejuela, Cacá, Leo, Dodô — Henrique, Ederson — M Gabriel, Neves, David — Fred. T: Abel Braga.

BANCO: Rafael, Eudes, Edílson, Edu, Egídio, Jadson, Cabral, Robinho, Sassá, Joel, Ezequiel.

AUSENTES: Fabruno (suspenso), Rocha, Dedé, Rodriguinho (lesionados).

PENDURADOS: Dodô, Jadson, Fred, Edilson, Rocha, David, Fábio, Orejuela, Marquinhos Gabriel, Dedé, Cabral e Rodriguinho.

BAHIA: Douglas — Nino Paraíba, Fonseca, Juninho, Moisés — Flávio, João Pedro, Marco Antônio — Elber, Fernandão, Artur. T: Roger Machado.

BANCO: Anderson G, Ezequiel L, Wanderson B, Ernando B, Giovanni L, Edson V, Guerra M, Shaylon M, Gilberto A, Lucca A, Arthur Caíke A, Rogério A.

AUSENTES: Gregore, Ronaldo (suspensos), Elton (lesionado).

PENDURADOS: Flávio, Guerra, Fonseca, Ronaldo.

CRUZEIRO 1×1 BAHIA, 03nov19dom19h, TEMPO nublado, temperatura 23º, vento 10 Km/h, umidade 65%. LOCAL: Mineirão (62 mil), Belo Horizonte. TRANSMISSÃO: Premiere. PÚBLICO: 21.933 pagantes, 25.913 presentes, R$395.657, média R$18. ARBITRAGEM: Wagner Reway (PB), Bruno Pires (GO), Oberto Santos (PB). VAR: Paulo Roberto Alves (PR). AMARELOS: Orejuela, Fred, Henrique, GOLS:  Fernandão, 66 (p), Sassá, 75. CRUZEIRO: Fábio; Orejuela, Cacá, Leo, Dodô; Henrique, Ederson; M Gabriel (Ezequiel, 72), Neves, David (Sassá, 68), Fred (Edilson, 77). T: Abel Braga. BAHIA: Douglas; Nino Paraíba, Juninho, Fonseca, Moisés; Flávio, Marco Antônio (Lucca, 72), João Pedro, Elber (Rogério, 74), Artur, Fernandão (Arthur Caike, 76) . T: Roger Machado

HISTÓRICO: 64 jogos. Cruzeiro venceu 33, empatou 16, perdeu 15, marcou 98 gols e sofreu 56. Pelo Brasileiro, foram 48 jogos. Cruzeiro venceu 27, empatou 11, perdeu 10, marcou 80, sofreu 39.

DESEMPENHO do Cruzeiro na história do Brasileiro: 58 participações em 63 campeonatos, 1.471 jogos, 636 vitórias, 399 empates, 437 derrotas, 2.129 gols marcados, 1.666 sofridos. Aproveitamento de 53%. Nos pontos corridos: 656 jogos, 293 vitórias, 148 empates, 215 derrotas, 976 gols marcados, 804 sofridos, aproveitamento de 53%.

30bra19: Cruzeiro em 16º

Por SÍNDICO | Em 2 de novembro de 2019

30ª RODADA do Brasileiro 2019:

  • Fortaleza 2-2 Mineiro 02nov19sab17h Castelão
  • Palmeiras 1-0 Ceará 02nov19sab19h Allianz
  • Fluminense 0-0 Vasco 02nov19sab17h Maracanã
  • Chapecoense 0-3 São Paulo 02nov19sab21h
  • Flamengo 4- Corinthians 03nov19dom16h Maracanã
  • Grêmio 2-0 Internacional 03nov19dom18h Humaitá
  • Paranaense 1-0 Alagoano 03nov19dom18h Baixada
  • Cruzeiro 1-1 Bahia 03nov19dom19h Mineirão
  • Santos 4-1 Botafogo 03nov19dom19h Vilabelmiro
  • Goiás 2-0 Avaí 03nov19dom19h39 Serradourada

Abel: “Foi o pior jogo comigo”

Por SÍNDICO | Em 2 de novembro de 2019

PITACOS acerca do BOTAFOGO 0-2 CRUZEIRO, no Engenhão, Rio, 31out19qui21h30, 29ª rodada do Brasileiro 2019:

ABEL BRAGA: A equipe está há seis jogos sem perder, mas não saia da zona de rebaixamento. É um misto de dor, decepção, confiança. Tudo se mistura. De todos os jogos comigo, este foi o pior. O Botafogo não acelera. Então, eles ficam lateralizando a bola, e nós esperando. Quando roubávamos, para termos o contra-ataque, mas devolvíamos a bola e eles aceleravam. vencemos, mas precisamos de mais quatro ou cinco vitórias. O peso sairia mais se tivéssemos pelos menos mais dois dias para treinar. Eu daria tudo para ter pelo mais um ou dois dias de treino. Vamos ver o que podemos fazer. O Fabrício Bruno levou o terceiro cartão e já está fora.

EDUARDO ARREGUY: O time celestenão jogou bem, Nunca vi um jogo do Cruzeiro em que a bola queimasse tanto os pés dos jogadores. Credito a vitória mais à ruindade do Botafogo do que aos méritos do Cruzeiro. Agora, será que o Abel não viu como o time do Botafogo abriu com a entrada do Sassá? Por tosco que seja, ele se movimenta, preocupando a defesa adversária, e os espaços aparecem.

M RIZZI: Abel fez de tudo para perdermos ontem. Ainda bem que o adversário era o sempre sofrido Botafogo.

ADAIR: Uma senhora partida dos meninos Cacá, Fabruno e Ederson! Agora, mais nove jogos desse tipo e eu vou ter que ir ao cardiologista pela primeira vez…

FERNANDÃO ÁVILA: Ederson fez o gol, mas jogou pedrinhas nos 95 minutos anteriores.

BRUNO BRAGA: Tá dando certo o arroz com feijão do Abelão, Já são 7 jogos de invencibilidade!

JR GALVÃO: Resultado monstro! Primeiro tempo aceitável, segundo tenebroso, mas o pãozinho começou a cair com a manteiga pra cima.

JAMES FIVESTARS: It was just a reasonable football match, but with a huge result for the celestial team. Joy, joy, joy!

Davis, Adélio, Cazalbé, Macri, Abel, Doncic…

Por SÍNDICO | Em 2 de novembro de 2019

Aconteceu nesta semana que se encerra:

  1. TRÊS JORNALISTAS recebiam pagamentos mensais do Cruzeiro por prestação de serviços ao clube nas redes.
  2. FOLHA perdeu mais um assinante. Agora, foi o Bolso quem se defez desse gasto inútil. Boquinhas minguam, jornalistas se irritam.
  3. LAKERS 119-110 MAVERICKS. Green meteu cesta de três no último segundo. Prorrogação: LeBron deu as cartas. Davis e Doncic também doutrinaram.
  4. INVENCIBILIDADE de 7 jogos do Abel à frente do Cruzeiro é atribuída pelos apóstolos de Ceni ao treinador do Fortaleza. Surge uma seita!
  5. ADÉLIO: “Só penso em sair da prisão e voltar à vida normal”.Não quer mais matar Bolso e Temer. Enfim, um esquerdopata toma juízo.
  6. QUEM MANDOU o porteiro mentir? Quem mandou esfaquear o candidato? Quem mandou matar o prefeito e queimar os arquivos?
  7. NONOCA, volante de 21 anos, será novamente emprestado ao Boa Esporte na próxima temporada.
  8. HIENA da OAB não quer ser chamada(o) de hiena. Mas como não chamá-la(o) assim, se age como tal? Melhor já ir se acostumando, pois.
  9. LAKERS, fortes novamente. Com Davis protagonista e LeBron coadjuvante. Ontem, Davis fez 40 pts e pegou 20 rebotes em 31 min.
  10. CARLOS ALBERTO, ex-meia: “Vamos falar de nível técnico? Traz o Marcelo do Real pro Cruzeiro. Afirmo que não desbanca o Egídio”.
  11. ARÁBIA SAUDITA investirá R$10 bi no Brasil (Veja). Mas jornalistas e especialistas não garantiam que árabes nos boicotariam?
  12. SAPATADA do Flamengo no Grêmio deve ter convencido muito torcedor aluado de que o MANOBOL não é tão feio quanto se diz por aí…
  13. RISCO BRASIL cai ao menor nível desde 2013, após aprovação da reforma da Previdência (Veja). A reconstrução continua.
  14. ARGENTINA não será Venezuela. Os 42% que votaram no Macri são trabalhadores e empreendedores e vão carregar o país nas costas.
  15. CABULOSAS 2-0 COCOTAS foi o placar do primeiro superclássico feminino em Minas. A supremacia é a mesma, não importa p sexo.

Cacá, Ederson, Henrique: melhores no Engenhão

Por SÍNDICO | Em 1 de novembro de 2019

ATUAÇÕES dos protagonistas do BOTAFOGO 0-2 CRUZEIRO, no Engenhão, Rio, 31out19qui21h30, 29ª rodada do Brasileiro 2019:

TORCIDA CELESTE compareceu, cantou, apoiou seu time e ficou uma hora de castigo depois do jogo esperando os botafoguenses irem embora.

FÁBIO fez duas defesas e esteve correto em todos os demais lances, inclusive no chute violento de Marcinho que ele defendeu parcialmente.

OREJUELA, voluntarioso, cheio de fôlego, marcou e, algumas vezes, até apoiou com qualidade.

CACÁ quase meteu um gol contra que Fábio evitou. No mais, fez uma partida espetacular, marcando gol, vencendo disputas e rebatendo bolas cruzadas sobre a área celeste.

FABRUNO, tranquilo, simplificou as jogadas e não deixou os atacantes alvinegros jogarem.

EGÍDIO marcou a atacou bem. Excelente atuação.

HENRIQUE jogou bem e com muita garra. Logo de cara, fez um lançamento a la Rivellino, que deixou M Gabriel na cara do gol. No decorrer da partida, foi o anjo da guarda da bequeira deixando os avanços ao ataque por conta de Ederson.

EDERSON não fez uma grande partida, em especial na marcação, como nas mais recentes, mas marcou um golaço no fim do jogo, que deixou a torcida entusiasmada.

CABRAL entrou no fim do jogo e serviu Ederson para segundo gol. Foi importante para cadenciar o jogo e fechar espaços dificultando a armas do Botafogo.

DODÔ entrou na parte final e jogou pela esquerda na segunda linha de quatro, com bom rendimento. Iniciou a jogada do segundo gol.

M GABRIEL perdeu um gol logo de cara, após receber lançamento preciso de Henrique. Fez algumas boas jogadas, nenhuma decisiva.

NEVES cobrou o corner que deu origem ao primeiro gol. Fez um bom primeiro tempo, mas não viu a cor da bola no segundo. Até porque ela pouco apareceu no campo de ataque.

DAVID não esteve bem como das últimas vezes. A destacar, só o entusiasmo.

FRED travou um duelo de força e malandragem com os beques alvinegros. Segurou-os, mas não conseguiu arrematar com sucesso nenhuma bola.

SASSÁ correu, fugiu da marcação, mas não conseguiu concretizar uma jogada decisiva.

ABEL escalou Henrique na contenção, Fred entre os beques, David e M Gabriel nas pontas, deu liberdade a Ederson para atacar e a Neves para se movimentar na intermediária do Botafogo. Assim o time fez um bom primeiro tempo. Na arte final, foi bem-sucedido com as entradas de Cabral e Dodô, que reforçaram a marcação seguraram bola na frente. O futebol do seu time não foi vistoso, mas foi eficiente.

CRUZEIRO fez um bom primeiro tempo, criando chances de gol e vencendo a disputa pelo meio de campo. Na etapa final, foi atacado o tempo todo e só conseguiu se desvencilhar, após as substituições, que reequilibraram batalha pelo meio de campo.

BOTAFOGO foi lutador, mas não mostrou categoria para criar chances claras em quantidade suficiente para empatar ou vencer. Diego Souza, seu principal jogador, esteve mal e comprometeu o conjunto. Os defensores e o volante João Paulo foram os destaques do time.

ÁRBITROS trabalharam corretamente, sem se submeterem às pressões dos jogadores alvinegros. No início, o juiz deixou o jogo correr solto, sem marcar quaisquer faltas. Depois, como a tensão começou a aumentar, ele foi mais ortodoxo, apitando e dando cartões com mais frequência.

MelhorDoJogo => CACÁ [[[26]]] Ge, Sá, Laignier, Barros, Wagner, Walfrido, Zuloobas, Orozimbo, Rizzi, Ramos, Setelagoas, Fivestars, Hiram, Rocha, Ianni, Galvão, Vanda, Rose, Morato, Ferraz, França, Fernandão, Rosan, Guidugli, Dudu, Pedro —– EDERSON [[[11]]] Gil, Chiabi, Gesoco, Bitencourt, Rezende, Walery, Henrique, Bastos, Beth, Walterson, Palmeira —– HENRIQUE [[[11]]] Braga, Olivieri, Araujo, Romeu, Alex, Maury, Nanayoski, Cabral, Amaral, Romarol, Síndico —– FÁBIO [[[3]]] Arreguy, Dourado, Lulu —– NEVES [[[2]]] Jotapê, Gaúcho —– CABRAL [[[1]]] Anchieta —– EGÍDIO [[[1]]] Barnabé —– ABEL [[[5]]] Estevão, Domênico, Polaco, Lauanda, Maura —– MAX [[[1]]] Paulo…