O trambique começa a dar galho

Por SÍNDICO | Em 20 de abril de 2017

A Fifa está nos calcanhares do Cruzeiro por conta do trambique aplicado no Huracan no caso da contratação do centroavante Ábila.

O presidente Gilvan de Pinho Tavares tem que pagar o que deve. Ele não recebeu um mandato pra sujar o nome da instituição.

18 comentários para “O trambique começa a dar galho”

  1. Velloso disse:

    Não entendo. Não ia entrar a grana dos jogadores vendidos no início do ano? Do garoto Roni, do Souza, do Uillian Correia, do Willian Farias, do Dudu, do Rafael Silva. Pelo que me lembre o Presidente veio a público e disse que essa grana era para pagar dívidas com os times argentinos.

  2. Wagner CPM disse:

    Do jeito que o Mano gosta do Abila vai pedir pra devolver e trazer um volante.

  3. Celeste disse:

    O torcedor, principalmente aquele que é Sócio, merece uma explicação. E se não quiserem o Ábila de volta…E se a FIFA aplicar uma punição como suspensão de torneios internacionais…

  4. Luizito Soárez disse:

    My Name is Money Paneleiro Sentítulo!

  5. Luizito Soárez disse:

    Preocupa não, colegas! GPT é honesto!

  6. SÍNDICO disse:

    INDEPENDIENTE tb foi à Fifa, por conta do trambique do Cruzeiro na compra do Pisano.

  7. SÍNDICO disse:

    GILVAN tem que sofrer impeachment, antes que seja tarde demais. O Cruzeiro não pode ser destruído por irresponsabilidade de quem deveria ser o primeiro a zelar pela segurança jurídica da instituição.

  8. SÍNDICO disse:

    Cruzeiro Esporte Clube
    Rua Timbiras, 2903, Barro Preto
    Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil

    Zurique, 19 de abril de 2017

    Jogador Matías Pisano
    (Club Atlético Independiente, Argentina/ Cruzeiro Esporte Clube, Brasil)
    Ref. Nr. 16-01784/mdo (

    Prezado Senhor,

    Desejamos informá-lo de que o clube argentino, o Atlético Independiente (doravante “Independiente”), registrou uma reclamação contra você na Fifa. A este respeito, junta-se a este documento uma cópia da petição, juntamente com os seus anexos, para consulta.

    Tendo em vista o que precede, convidamo-lo a nos fornecer sua posição sobre a reclamação apresentada peo Independiente, juntamente com quaisquer provas documentais que julgar úteis para o seu apoio, o mais tardar até 10 de maio de 2017.

    A este respeito, chamamos a sua atenção, em particular, para o artigo 9 par. 1 lit. E) da Regra de Procedimentos da Comissão do Estatuto dos Jogadores e da Câmara de Resolução de Litígios – edição 2017 (a seguir “Regulamento de Processo”), segundo a qual todos os documentos relevantes para o litígio, tais como contratos e correspondência anterior, são apresentados na versão original e, se necessário, traduzidos para uma das quatro línguas oficiais da Fifa (inglês, espanhol, francês e alemão). A este respeito, chamamos também a atenção para o fato de que a falta de tradução necessária pode fazer com que o documento em questão não seja tomado em consideração pelo órgão de decisão. Além disso, o art. 12 par. 3 do Regulamento de Processo estipula que a parte que invoca um direito com base num fato alegado assume o ônus da prova.

    Neste contexto, referimo-nos ainda ao art. 9 par 3. segunda frase do Regulamento de Processo, nos termos do qual, se nenhuma declaração ou resposta for recebida antes do termo do prazo, será tomada uma decisão com base nos documentos já arquivados – e no art. 9 par. 3 terceira frase do Regulamento de Processo – que estipula que os pedidos recebidos fora do prazo não serão levados em conta. Além disso, de acordo com art. 9 par.3, quarto parágrafo, do Regulamento Processual, haverá uma segunda troca de correspondência apenas em casos especiais.

    Além disso, fazemos o favor de remeter todas as partes interessadas para o art. 9 par. 4 do Regulamento Processual, nos termos do qual as partes não são autorizadas a completar ou a alterar os seus pedidos, a apresentar novos elementos de prova ou a especificar outros elementos de prova sobre os quais tencionam basear-se após a notificação do encerramento do inquérito.

    Por fim, gostaríamos de informar a todas as partes envolvidas na presente questão que os anexos a esta carta podem conter dados privilegiados e / ou sensíveis. Portanto, eles são para investigação. Em particular, não devem ser divulgados, de forma alguma, total ou parcialmente, a terceiros não envolvidos na disputa no skate.

    Agradecemos a sua atenção ao acima exposto.

    Com os melhores cumprimentos
    Em nome do Comitê de Status do Jogador

    Maria E. Dominguez Rubio

    Consultora Jurídica
    Status dos Jogadores”

  9. SÍNDICO disse:

    E o calote na Minas Arena, quanto via custar ao clube?

  10. SÍNDICO disse:

    E o calote no Tigres, que castigo vai gerar?

  11. KillerFox disse:

    Sindico, um olhar mais simples no balanço mostra que em 31.12.2016 o cruzeiro devia mais de 66.5 milhões na conta de títulos a pagar, onde essas dividas com outros clubes estão. Devia ainda mais de 58.8 milhões de empréstimos e financiamentos junto a instituições financeiras. No longo prazo, existe divida parcelada de 174 milhões relativa a obrigações tributárias. O preocupante é que o presidente disse que recebeu, em 2016, 30 milhões de luvas da Globo e agora em 2017, já recebeu outros 64 milhões ainda de luvas pela renovação do contrato até 2023, e mesmo assim está sem dinheiro para pagar essas dividas. Seu discurso é contraditório quando afirma que vai disputar títulos e manter um elenco forte, enquanto apresenta ao conselho um orçamento que prevê, em 2017, venda de jogadores por 125 milhões.

  12. SÍNDICO disse:

    Samuel Venâncio™‏Conta verificada @samuelvenancio => Cruzeiro contratou um advogado na Argentina para intermediar as negociações das dívidas com Huracan e Independiente @radioitatiaia

  13. Economista disse:

    O estatuto do clube prevê impitima por irresponsabilidade fiscal?

  14. Jdias disse:

    GPT é um desastre administrativo. Quem for dirigir o clube no próximo ano terá muito trabalho para conseguir colocar a casa em ordem. Enquanto isso vamos passando vergonha e cada dia aparece uma notícia de dívida. Até quando vão conseguir pagar os salários?

Deixe um comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.