O fim da farra

Por SÍNDICO | Em 6 de agosto de 2010

Comentário do João Chiabi Duarte nestas Páginas Heróicas Digitais:

Hoje, o São Paulo anunciou a venda do volante Hernanes por €11mi (R$25,4 mi) à Lazio.

O valor pode ser comparado ao da venda de Ramires, que rendeu ao Cruzeiro R$22 mi mais 15 meses de aplicação a 1% a.m..

Ramires fez sucesso e já foi revendido ao Chelsea por R$50 mi. Valorizou 110% em um ano.

Mas a farra está acabando. Daqui pra frente, os europeus terão que gastar cada vez mais para tirar jogadores dos times brasileiros.

Não vão mais levar qualquer um, pois o custo de vida anda alto na Europa e os impostos são tributados na fonte.

Antes ninguém ganhava €100 mil no Brasil. Hoje em dia, uns 40 jogadores recebem salários deste porte, aqui.

A Europa já não atrai tanto. E os europeus não podem bancar contratações a qualquer preço.

Por isto, os clubes brasileiros terão que desenvolver outras estratégias pra se financiarem.

Venda de atletas é algo com que eles não poderão mais contar como num passado não muito distante.

22 comentários para “O fim da farra”

  1. Acredito que vai valer a lei da oferta e demanda. A unica empresa no mundo que esta quebrada e continua “na farra financeira” são os clubes de futebol. Não da para entender?, como “eles conseguem” bancar salarios compativeis com os Europeos? Uma hora a vaca vai pro brejo, sem dinheiro, altos salários e necessidade de vender? Os salários vão cair sem duvida nenhuma a não ser que o crescimento do Brasil nos próximos anos seja enorme e tenha reflexo no Futebol o que acho pouco provavel.

  2. Cláudio Ianni disse:

    Consertado! Olivieri, o João Paulo lhe entregou as revistas?

  3. Renato-SP disse:

    O recado é claro. Uma outra forma de captar recursos é necessária. E provavelmente não será algo tão direto como uma venda de jogador. Fidelidade na compra de produtos e serviços é algo que se consegue com tempo e por isso é necessário iniciar logo. OT: O Cruzeirense e colunista do blog, Jorge Schulman tá que tá na rede globo. Todo vídeo que tem do Cruzeiro ele aparece. Estamos bem representados.

  4. Renato-SP disse:

    Do blog não, do site cruzeiro.org. Deixa eu consertar pra não tomar uma voadora.

  5. Elias disse:

    Questiona-se o fato de que a diretoria do Cruzeiro não ter reservado uma parte dos direitos econômicos do Ramires. Eu mesmo já fiz este questionamento aqui no blog. Pelo simples fato de considerar o “Queniano azul” um”pule de dez”. Bom, levando-se em consideração o espisódio “Hernanes” (salários, direitos, resultados-títulos), e o retorno que ele proporcionou no último ano, revejo meu pensamento. O negócio “futrebol” é mucho lôco. Vejam o Kaká. O que o Real pagou por ele pode ser considerado um bom negócio? Tinha risco envolvido? Questiona-se sua qualidade técnica? e agora com uma cirurgia? e o prazo para a sua volta? Prá quem tem grana de sobra é fácil absorver a pancada, o prejú. Prá nós,a coisa fica por demais complicada…

    • Celeste disse:

      Elias, até hoje não engoli a venda do Ramires. Venda pela manhã e convocação para a seleção a tarde. No dia seguinte a venda ele já estava valorizado portanto. Eu acho que alguém levou algo por fora nessa história. Debaixo desse angu tem caroço. E sobre o Kaká, parece que os dirigentes europeus às vêzes são piores que os nossos. Ele já vinha caindo de produção no Milan. E quando eles compram um jogador e o cidadão não se adapta e fica uns 6 meses e sai? O mundo do futebol está cheio de histórias dese tipo.

  6. Jorge Santana disse:

    Ramires é muito superior a Hernanes. O Queniano foi doado. E na hora errada.

  7. Jorge Santana disse:

    O Real comprou um Kaka chumbado. Vai acabar arranjando um substituto definitivo e passando o ex-sãopaulino nos vobres pra salvar uma parte do prejuizo.

  8. Bom dia,
    O tal consultor contratado pelo CEC / ZZP foi dispensado.

    • Fonte: Sr. Anísio Ciscotto Vice do Conselho fiscal..alguns comentários dele

    • RT @AnisioCiscotto: Muita gente graúda foi dispensada, muitos profissionais foram contratados. Houve a troca de mentalidade. Agora Adolfo foi dispensado.

    • Uma coisa é certa… Adolfo fez furor no Cruzeiro… Tocou TERROR com força… Foi regiamente remunerado para fazer algumas coisas e demitir pessoas que, certamente, não tinha diretor atualmente para fazer. Desagradou muita gente, especialmente conselheiros ligados ao expresidente César Masci. Fez uma LIMPA. A gestão atual ganhou MUITO FÔLEGO e toda a limpeza pode ser debitada à gestão do consultor que veio, viu, limpou e foi-se. Mais um caminho com pedras retiradas. Quem conhece de administração das organizações sabe como isto funciona.

  9. RT @AnisioCiscotto: Acabaram-se as mudanças ou o gás do consultor? Ou ainda, ZZP mudou de idéia? O que retornará ao Clube? OU melhor, quem retornará?

    • Esse twitter e uma farra só!

      • Twitter não tem nada a ver com isto. Nas corporações o twitter é mais ou menos como uma “rádio peão” ou “rádio corredor” elitizada e com a vantagem de que os boatos saem não se sabem de onde e atingemmuito mais gente e mais rapidamente. Twitter é a rádio-corredor globalizada do Terceiro Milênio.

    • Não entendo as dúvidas do Ciscotto (Conselheiro Fiscal). Acabaram-se as mudanças? SIM. Acabou o gás do consultor? Do Adolfo NÃO. acabou-se o gás que deram para ele. ZZP mudou de ideia? Claro que NÃO. Tá seguindo o script desde o início. Alguns serviços ele não pode fazer, aí coloca alguém para fazer. Muito comum em organizações administradas autoritáriamente e com regras tácitas dependentes do mandatário-mór. QUEM/O QUE retornará ao clube? Quem estiver afinado e topar o modus operandi do ZZP. Simples. Respondendo mais claramente pois sei que é uma preocupaçao do Ciscotto: Sim. O Claret vai retornar mas não nos moldes que estava atuando. Possivelmente ganhará até mais do que ganhava.

  10. Naldo disse:

    Eu acho é bom, tá mais que na hora de reciclar a forma de angariar receitas para o clube. No auge das transações milhonárias, o Zezé foi mestre, deu show, vendeu jogador mediano a peso-de-ouro. Mas, por outro lado, deixou a torcida orfã de muito dos seus craques muitas vêzes em momentos muito inoportunos. Era a fase do ninguem é inegociável. Ainda acredito na capacidade administrativa do Zezé e creio que ele se saíra bem nesta nova fase. Acredito tambem que a participação mais efetiva da torcida será o diferencial da balança para o faturamento dos clubes, principalmente fora do eixo.

    • As maiores negociações do Cruzeiro, nos últimos dez anos, foram em momentos inoportunos. Antes de 2000, ZZP tinha este timing que o levava a fazer boas negociações. A última negociação (venda) CAMPEÃ foi o Geovanni. As demais tiveram sempre, algo de complicado ou prejudicial ao TIME, especialmente depois de 2003 em que todas as saídas de jogadores agradaram somente a diretoria e NUNCA a torcida. Os prejuízos técnicos e financeiros superaram qualquer eventual benefício geral. Resumindo: Há DEZ ANOS que estamos vendendo a janta para almoçar ou trocando cebola. Não sei quel farra que acabou. Pra mim acabou há dez anos.

  11. Jorge Santana,
    Saíram as cifras reais da negociação de Hernanes, jogador criado na base do São Paulo. Foram R$ 23 milhões = 10 Milhões de Euros.
    Isto mostra o quão deprimido andam os mercados.
    André do Santos saiu por menos de 7 Milhões de Euros ou ± 8 Milhões de US$ para a lavanderia do Leste Europeu.
    Sandro do Inter foi embora por US$ 5 milhões para o Liverpool.
    Ramires foi repassado ao Chelsea por 22 Milhões de Euros ou ± R$ 50 milhões triplicando de valor em 15 meses. Ou seja, é um jogador que JÁ DEU CERTO… é mesmo diferenciado.
    Vamos aguardar as próximas saídas.
    Mas, o mercado não está mais em ebulição…